sábado, 10 de agosto de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Corrupção no Metrô de São Paulo pode envolver bilhões de reais, diz promotor


BRASIL! BRASIL!


Charge do Bessinha

Posted: 09 Aug 2013 06:11 PM PDT


E eles ainda dizem que não sabiam de nada

Posted: 09 Aug 2013 06:10 PM PDT


E AGORA?
Alckmin (à esq.) e Serra foram avisados sobre o propinoduto

"Documentos do tribunal de contas e do ministro público revelam que há cinco anos os tucanos paulistas foram alertados sobre as irregularidades no metrô e trens de São Paulo

Alan Rodrigues, Pedro Marcondes de Moura e Sérgio Pardellas / ISTOÉ

Desde a eclosão do escândalo de pagamento de propina e superfaturamento nos contratos da área de transporte sobre trilhos que atravessou os governos de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, os tucanos paulistas têm assumido o comportamento de outra ave, o avestruz. Reza a crença popular que, ao menor sinal de perigo, o avestruz enterra a cabeça no chão para não enxergar a realidade. Não foi outra a atitude do tucanato paulista nos últimos dias. Como se estivessem alheios aos acontecimentos, líderes do PSDB paulista alegaram que nada sabiam, nada viram – e muito menos participaram. Documentos agora revelados por ISTOÉ, porém, provam que desde 2008 tanto o Ministério Público como o Tribunal de Contas vem alertando os seguidos governos do PSDB sobre as falcatruas no Metrô e nos trens. Apesar dos alertas, o propinoduto foi construído livremente nos últimos 20 anos. Além dos documentos agora divulgados, investigações anteriores já resultaram no indiciamento pela Polícia Federal de 11 pessoas ligadas ao partido. No entanto, questionado sobre o cartel montado por multinacionais, como Siemens e Alstom, para vencer licitações, o governador Geraldo Alckmin jurou desconhecer o assunto. "Se confirmado o cartel, o Estado é vítima", esquivou-se. Na mesma toada, o seu antecessor, José Serra, declarou: "Não tomamos em nenhum momento conhecimento de qualquer cartel feito por fornecedores e muito menos se deu aval a qualquer coisa nesse sentido". As afirmações agridem os fatos. Os documentos obtidos por ISTOÉ comprovam que os tucanos de São Paulo, além de verem dezenas de companheiros investigados e indiciados, receberam no mínimo três alertas contundentes sobre a cartelização e o esquema de pagamento de propina no Metrô. Os avisos, que vão de agosto de 2008 a setembro de 2010, partiram do Ministério Público estadual e do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). Nos três casos, os documentos foram encaminhados aos presidentes das estatais, nomeados pelo governador, e publicados no Diário Oficial."
Matéria Completa, ::AQUI::

As dúvidas sobre o episódio Serra-Siemens na CPTM

Posted: 09 Aug 2013 05:50 PM PDT

Luis Nassif, Luis Nassif Online

"Consultando os arquivos de jornais de 2008, percebe-se o seguinte:

1. A conversa entre José Serra e o executivo Nelson Branco Marchetti, da Siemens, ocorreu em setembro de 2008, em um congresso em Amsterdã. O caso em questão foi uma licitação da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) vencida pela espanhola CAF com a Siemens em segundo. A Siemens questionou na justiça e, segundo seu exeutivo, teria sido abordado por Serra e pelo Secretário de Transportes José Luiz Portella. Teriam lhe dito que, se a Siemens embargasse a licitação, não haveria outra e ninguém ganharia. Se parasse com a demanda, levaria 30% da encomenda.

2. Os arquivos da Folha, no entanto, falam de uma segunda compra de trens, anterior a esta. Sem licitação, a CPTM teria adquirido 40 trens da Alston. Houve questionamento do TCE (Tribunal de Contas do Estado).
Mais informações »

A UNE e a agenda das lutas estudantis

Posted: 09 Aug 2013 05:30 PM PDT

Corrupção no Metrô de São Paulo pode envolver bilhões de reais, diz promotor

Posted: 09 Aug 2013 05:10 PM PDT


Segundo promotor Marcelo Mendroni, esquema
pode envolver dez empresas
/ ©marcelo d'sants/frame/folhapres

"Com base em documentos recebidos do Cade, MP paulista conclui que há 'fortes indícios' de ilegalidades ocorridas entre 1999 e 2009, nos governos tucanos de Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin

Bruno Bocchini, Agência Brasil / RBA

O Ministério Público de São Paulo informou hoje (9) que existem "fortes indícios" de formação de cartel e de fraudes em licitações da Companhia Paulista de Transporte Metropolitano (CPTM) e da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) entre os anos de 1999 e 2009. O MP se baseia na documentação fornecida pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), autarquia vinculada ao Ministério da Justiça, que investiga o suposto cartel.
Mais informações »

10 frases do grupo Mídia Ninja no Roda Viva

Posted: 09 Aug 2013 04:28 PM PDT


10 frases do pessoal do Mídia Ninja no Roda Viva (Reprodução Youtube)


O Roda Viva entrevistou o jornalista Bruno Torturra e o produtor cultural Pablo Capilé, ambos idealizadores do grupo Mídia Ninja, coletivo de jornalismo que vem dando o que falar e inflamando discussões sobre os futuros da produção de notícias.

O Adnews recorta abaixo dez frases representativas do bate-papo. Confira também o vídeo completo da entrevista no fim da notícia.

"Mídia Ninja é uma sigla que significa Narrativas Independentes, Jornalismo e Ação." - Bruno Torturra, sobre o significado do nome.

"A gente faz jornalismo sim. Acho até curioso que ainda é uma dúvida se o que a gente faz é ou não jornalismo." - Bruno Torturra, respondendo se o Mídia Ninja faz jornalismo ou não.

"O PSDB tem como política não dialogar com os movimentos sociais" - Pablo Capilé, sobre os apoios de partidos.
Mais informações »

Aécio e Andréa Neves podem virar réus no Mensalão Tucano

Posted: 09 Aug 2013 03:54 PM PDT


"Fontes da Procuradoria Geral da República admitem: "Mensalão Tucano" terá novos réus após perícia e investigação da PF na "Lista do Marcos Valério"

Novojornal

No mais completo sigilo determinado pelo atual procurador Geral da República Roberto Gurgel, desde o dia 04/07, o processo da Ação Penal 536 encontra-se parado na PGR, em função de "vistas para intimação a PGR", determinada pelo novo relator que substituiu o Ministro Joaquim Barbosa.

Segundo fontes da PGR, tal determinação ocorreu para que Gurgel tomasse conhecimento "oficial" do resultado das investigações complementares determinadas e emitisse parecer. O que sem qualquer explicação encontrava-se parado e pendente. 

Apenas o "Apenso 43", contendo a "Lista do Marcos Valério", não seguiu junto ao processo pois a lista está sendo periciada pela Policia Federal. A lista contem o nome dos beneficiados pelo esquema do Mensalão Tucano, dentre eles o Senador Aécio Neves e sua irmã Andréa através de uma laranja."
Matéria Completa, ::AQUI::

Charge do Bessinha

Posted: 09 Aug 2013 09:06 AM PDT


Acordos tucanos no metrô dariam cadeia no STF

Posted: 09 Aug 2013 09:05 AM PDT


"Curiosamente, o caso de denúncias de favorecimento e acordos com empresas em licitações do metrô e trens no Estado de São Paulo, que gerava propina a políticos do PSDB, é muito parecido com o de Ivo Cassol (PP), primeiro senador condenado no País pelo Supremo Tribunal Federal, nesta quinta-feira 8. Seu crime? Fraudes ao direcionar licitações em obras e serviços de engenharia em benefício de algumas empresas, quando era prefeito do município de Rolim de Moura, em Rondônia; pena: quatro anos e oito meses


Caso fosse julgada no Supremo Tribunal Federal, a denúncia de cartel e favorecimento a empresas em licitações do metrô e trens de São Paulo daria cadeia a políticos do PSDB. Isso porque governadores tucanos direcionaram licitações, impedindo a livre concorrência de mercado entre as empresas e recebendo propina em troca. A denúncia é da alemã Siemens, que disse fazer parte do esquema.

Embora envolva muito mais dinheiro, o caso, curiosamente, é semelhante com o julgado ontem pela corte suprema, que terminou com a primeira condenação de um senador no País. Ivo Cassol, do PP de Roraima, foi considerado culpado por todos os dez ministros que estavam no tribunal por direcionar licitações em obras e serviços de engenharia quando era prefeito do município de Rolim de Moura entre 1998 e 2002.
Mais informações »

Collor suspeita de arapongagem de Gurgel

Posted: 09 Aug 2013 08:54 AM PDT

Escândalos do PSDB represados por 19 anos inundam o JN

Posted: 09 Aug 2013 08:00 AM PDT


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"A notícia dentro da notícia. O Jornal Nacional da última quinta-feira levar ao ar uma reportagem com quase oito minutos de duração tratando de escândalos envolvendo o PSDB de São Paulo foi mais importante do que o conteúdo da matéria, do qual quem se interessa por política já soubera pelos jornais impressos, pelo rádio e pela internet durante o dia.

Abaixo, a matéria lida por Willian Bonner e Patrícia Poeta durante longos minutos, possivelmente um recorde de veiculação de notícia incômoda para o PSDB desde que o partido chegou ao poder federal, em 1995. É longa, mas quem não assistiu deveria ao menos lê-la, pois é surpreendente tanto pela duração quanto pelo conteúdo."
Artigo Completo, ::AQUI::

Com PSDB acuado "Economist" joga a toalha

Posted: 09 Aug 2013 06:24 AM PDT



"A revista inglesa The Economist, uma espécie de encíclica do vaticano neoliberal, que se notabilizou recentemente pelas tentativas  -orquestradas com assemelhados internos--  de derrubar o ministro Mantega, ademais das críticas desrespeitosas à Presidenta Dilma, jogou a toalha. Sua edição mais recente trata da corrida eleitoral no Brasil e praticamente admite que Dilma não tem adversários à altura para 2014. O título "Consolo para uma presidente enfraquecida", mantém o azedume em relação ao governo 'intervencionista'.Mas o texto praticamente sepulta as chances de Aécio Neves, tratado como figura de baixo relevo nacional.

A Economist sequer cogita a hipótese B personificada em Serra. Em parte, por certo, por entender que o tucano é um pilar daquilo que qualifica como um revés adicional do PSDB, 'às voltas com um escândalo potencial relacionado a denúncias de cartel e propinas em contratos do metrô de São Paulo' ( leia mais aqui) .Quanto a Eduardo Campos, a Economist se mostra mais cética ainda  -ele não consegue decolar. E Marina está enredada nas dificuldades de criação de seu partido. Num momento em que a inflação dá mostras de estar sob controle, a produção industrial respira e a valorização cambial está sendo corrigida, a revista britânica admite: Dilma ainda tem grandes desafios, como manter a base unida; 'mas não tem páreo à vista'.

Andrea Matarazzo arrecadou junto à Alstom para campanha de FHC

Posted: 09 Aug 2013 05:40 AM PDT


O vereador Andrea Matarazzo, mencionado
em planilhas da investigada Alstom

"Empresa francesa, dona de contratos com governos tucanos, foi punida em vários países onde foi investigada por corrupção. No Brasil, foi blindada pela Assembleia Legislativa e a imprensa

Helena Sthephanowitz, RBA / Blog da Helena

Candidato à reeleição, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), parece  não se sentir constrangido em aparecer na imprensa com o discurso de "eu não sabia". Se houve cartel, diz ele, o estado é "vítima" e buscará o ressarcimento.

As investigações sobre a existência de propina denunciada pela Siemens apontaram que já existiam indícios de esquemas ilegais nos processos de fornecimento de equipamentos em 1998, na gestão do governador Mário Covas, também do PSDB.

Em 2008, o jornal americano Wall Street Journal revelou que a Alstom estava sendo investigada na França e na Suíça por ter pagado propinas em vários países. Posteriormente, a empresa foi investigada e punida em quase todos os países. Menos no Brasil, graças à blindagem da Assembleia Legislativa e da imprensa.
Mais informações »

Produtos e serviços para famílias com renda até 2,5 salários mínimos têm deflação de 0,29%

Posted: 09 Aug 2013 05:28 AM PDT


Vitor Abdala, Agência Brasil
 
"O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, registrou queda de preços (deflação) de 0,29% em julho. A queda foi maior do que a observada pelo Índice de Preços ao Consumidor Brasil (IPC-BR), que mede a variação de preços de produtos e serviços para todas as faixas de renda e teve deflação de 0,17%.

Em junho, o IPC-C1 registrou inflação de 0,33%. A queda da taxa foi provocada por deflações em três das oito classes de despesas que compõem o índice, além de uma inflação menos intensa em outros três grupos. Os transportes passaram de uma inflação de 0,88% em junho para uma deflação de 1,54%.

O grupo de despesas vestuário passou de uma inflação de 0,51% para uma deflação de 1,04%. Os alimentos já haviam tido deflação em junho (-0,22%), mas tiveram uma queda de preços ainda mais intensa em julho (-0,54%). A inflação ficou mais intensa para as despesas com habitação (que passou de 0,67% para 0,29%), saúde e cuidados pessoais (de 0,39% para 0,26%) e comunicação (de 0,29% para 0,05%).

Em sentido oposto, duas classes de despesa tiveram alta na inflação: despesas diversas (cuja taxa passou de 0,29% para 0,44%) e educação, leitura e recreação (que passou de 0,31% para 0,48%). Com a deflação de 0,29% observada em julho, o IPC-C1 acumula altas de 2,74% no ano e de 5,84% nos últimos 12 meses."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário