sábado, 13 de abril de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Dirceu: Fux me assediou moralmente !




BRASIL! BRASIL!


O inelutável mercado

Posted: 12 Apr 2013 05:12 PM PDT


Quem diria? Esta senhora de prendas
domésticas inventou o neoliberalismo.
Foto: Chris Ware/ Getty Images

Mino Carta, CartaCapital

"Pergunto aos meus reflexivos botões o que vem a ser o mercado. Ou seria o caso de dizer MERCADO? Segue-se este diálogo.

"Trata-se, ao que tudo indica, de uma entidade sobrenatural, incontrastável na sua onipotência", proclamam os inquiridos com certa ênfase.

"Deus, portanto, não é mesmo?", apresso-me a anotar.

"Deixemos Deus no lugar que lhe compete, de alguma forma o MERCADO assemelha-se mais aos fados gregos…"

Interrompo. "Donde, agente do destino…"
"Não, não, algo maior e mais exato, de alguma forma o MERCADO é o próprio destino."

"Quer dizer, o que determina é definitivo e irretorquível. É porque é, digo, filosoficamente…"

"Eis aí, é na condição indiscutível de manifestação do real, não nos atiraríamos a discutir o fato de que a Terra gira em torno do Sol."

Pareceu-me entender a razão da diferença entre MERCADO e Deus. O Altíssimo, embora nem sempre usado para os melhores fins, é o primeiro motor da religião, na qual se entrelaçam fé e emoção. Já me referi inúmeras vezes à religião do deus mercado, e agora me arrependo, e a quem me leu peço perdão. Não se exige fé para acreditar no MERCADO. Ele existe, na qualidade de suprema verdade factual, igual à vida e à morte.
Mais informações »

Basta de retórica vazia!

Posted: 12 Apr 2013 05:03 PM PDT

"Os homens públicos precisam ser cobrados. Governadores, prefeitos e parlamentares precisam trabalhar mais, mostrar serviço. Fazer valer o seu, o meu, o nosso voto

Lula Miranda, Brasil 247

Já deu de retórica vazia.

Artigos em jornais, sites ou passeatas do tipo "vista branco pela paz", nada disso resolve. E já sabemos disso.

Basta de violência!

Não será, tampouco, num artigo mais ou menos incisivo, ou mais ou menos "politicamente correto", como este ou qualquer outro, que salvaremos a vida de nossos entes queridos ou do nosso semelhante. Não será dessa maneira que traremos um pouco mais de civilidade ao mundo cão em que vivemos.

Sim. Precisamos de mais educação; habitações condignas; mais emprego e salários dignos para as classes trabalhadoras. Mas precisamos também de mais polícia nas ruas e mais rigor na aplicação das leis.

Vivemos um desconcertante paradoxo: os mais de 10 anos de acentuado e crescente processo de inclusão das classes marginalizadas nos governos Lula e Dilma não têm causado a correspondente diminuição da violência – ao contrário, a violência só faz aumentar."
Artigo Completo, ::AQUI::

Charge do Bessinha

Posted: 12 Apr 2013 04:30 PM PDT


Dirceu: Fux me assediou moralmente !

Posted: 12 Apr 2013 04:20 PM PDT

Especialistas preveem queda da inflação nos próximos meses

Posted: 12 Apr 2013 04:01 PM PDT


Wellton Máximo, Agência Brasil
 
"Apesar do forte aumento no início do ano, com o estouro do teto da meta (6,5%) no acumulado de 12 meses, a inflação oficial não deve fugir do controle. Segundo especialistas, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve arrefecer nos próximos meses, até encerrar o ano em níveis similares aos do ano passado.

Para os economistas, a possibilidade de o Banco Central (BC) reajustar os juros básicos da economia pela primeira vez em quase dois anos e as novas reduções de impostos anunciadas pelo governo contribuirão para conter os preços. No entanto, o fator decisivo que ajudará a segurar a inflação é o esgotamento das principais pressões sobre os índices.
Mais informações »

Quem prega desemprego está equivocado, diz Dilma

Posted: 12 Apr 2013 09:06 AM PDT


"Durante cerimônia no Rio Grande do Sul, onde o governo repactuou o Programa Brasil sem Miséria com o RS Mais Igual, a presidente condenou analistas que defendem o desaquecimento do mercado de trabalho como forma de combater a inflação; principal exemplo é o ex-diretor do Banco Central Ilan Goldfajn; "Tem muita gente que fica dizendo por aí que nós temos que reduzir o emprego. Essa gente está equivocada", afirmou Dilma

Brasil 247 / RS247

A presidente Dilma Rousseff condenou nesta sexta-feira 12 a fórmula de muitos analistas, que pregam o desaquecimento do consumo e do mercado de trabalho como forma de reduzir a inflação. Segundo ela, "essa gente está equivocada". A presidente participou nesta manhã de cerimônia de repactuação do Programa Brasil sem Miséria, do governo federal, com o RS Mais Igual, do governo do Rio Grande do Sul, além de formatura do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em Porto Alegre.

"Tem muita gente que fica dizendo por aí que nós temos que reduzir o emprego. 'Ah, tem de desempregar'. Tem muita gente falando isso, muita também não é, é pouca, mas faz barulho. Essa gente está equivocada", declarou Dilma, em seu discurso, depois de comemorar a baixa taxa de desemprego do País. "O Brasil tem hoje uma das menores taxas de desemprego do mundo", disse. Segundo o IBGE, o índice se manteve estável nos dois primeiros meses do ano, ao subir de 5,4% para 5,6% de janeiro para fevereiro.

Um dos ferrenhos defensores desse modelo econômico é o economista-chefe do Itaú-Unibanco Ilan Goldfajn, ex-presidente do Banco Central no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "Talvez seja necessário, hoje, desaquecer por um tempo o consumo e o mercado de trabalho", escreveu ele, num artigo publicado no início de março no jornal O Estado de S.Paulo. Outro defensor da fórmula é o economista Alexandre Schwartsman, que também prega com vigor a elevação dos juros pelo Banco Central."
Matéria Completa, ::AQUI::

Entenda a ditadura da Globo

Posted: 12 Apr 2013 08:58 AM PDT


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Ouso dizer que se de repente a Globo simplesmente evaporasse da face da Terra, nem os outros braços do aparato político-ideológico-midiático que a organização multimídia da família Marinho lidera iriam chorar por seu sumiço; comemorariam com fogos de artifício

A parcela da sociedade política e ideologicamente alinhada aos governos progressistas que há uma década vêm conseguindo manter o poder contra essa máquina midiática, vem cometendo um erro de avaliação sobre o que convencionou chamar de "grande mídia".

Hoje, no Brasil, há um só grupo de mídia que, nadando contra a corrente que arrasta outros grandes grupos, vem obtendo lucros estratosféricos, crescendo e se solidificando a cada ano: as Organizações Globo.

É um fenômeno impressionante. De 2002 a 2012, a Globo perdeu 22% de sua audiência em rede nacional. Em 2002, no Painel Nacional de Televisão (PNT), a média diária da emissora, entre 7h à 0h, era de 22,2 pontos. De janeiro a agosto de 2012, a média diária foi de 17,4 pontos. Cada ponto equivale a 191 mil domicílios no país.

Em uma década, porém, a participação da Globo nos investimentos publicitários em TV aberta se manteve em 70%. O faturamento bruto da TV aberta da Globo com anúncios passou de R$ 5,65 bilhões em 2002 para R$ 18 bilhões em 2011."
Matéria Completa, ::AQUI::

Mapa da intolerância: região sul concentra maioria dos grupos neonazistas no Brasil

Posted: 12 Apr 2013 08:41 AM PDT

Léo Rodrigues, Portal EBC

"O crescimento do número de simpatizantes neonazistas tem se tornado uma tendência internacional. É o que aponta um monitoramento da internet realizado pela antropóloga e pesquisadora da Unicamp, Adriana Dias. De 2002 a 2009, o número de sites que veiculam informações de interesse neonazistas subiu 170%, saltando de 7.600 para 20.502. No mesmo período, os comentários em fóruns sobre o tema cresceram 42.585%.

Nas redes sociais, os dados são igualmente alarmantes. Existem comunidades neonazistas, antissemitas e negacionistas em 91% das 250 redes sociais analisadas pela antropóloga. E nos últimos 9 anos, o número de blogs sobre o assunto cresceu mais de 550%.

Adriana Dias trabalha há 11 anos mapeando grupos neonazistas que atuam na internet e também no mundo não virtual. Devido ao conhecimento construído, a pesquisadora já prestou consultoria para a Polícia Federal e para serviços de inteligência de Portugal, Espanha e outros países.

- Veja as estatísticas do crescimento de sites com assuntos neonazistas:


Brasil

Segunda Adriana, os grupos neonazistas eram predominantes no sul do país, mas nos últimos anos têm crescido vertiginosamente no Distrito Federal, em Minas Gerais e em São Paulo. Ela vem mapeando o número de internautas que baixam arquivos de sites neonazistas e considera simpatizantes aqueles que já fizeram mais de 100 downloads. Por esse critério, seus dados de 2013 apontam que há aproximadamente 105 mil neonazistas na região Sul."
Matéria Completa, ::AQUI::

Dilma enfrenta exército pró-juros organizado

Posted: 12 Apr 2013 08:22 AM PDT


"Pode ser pura coincidência, mas, ontem, os três principais jornais do País deram manchetes idênticas sobre inflação; nesta sexta, dos três jornalões, dois voltaram a se repetir, batendo na tecla dos preços às vésperas da reunião do Comitê de Política Monetária; a dúvida é: Dilma irá se curvar à pressão organizada dos meios de comunicação, que parece ter um comando central, ou recomendará cautela ao Banco Central, diante dos sinais contraditórios da economia?; em editorial, Folha e Estado pedem juro maior

Brasil 247

Será que existe um comando central, alinhado e coeso, definindo as manchetes dos principais jornais do País, às vésperas da reunião do Comitê de Política Monetária? Pode ser que sim, pode ser que não, mas o fato é que nunca houve tanta coincidência e tanta convergência entre os jornalões. Ontem, quinta-feira, os três principais jornais do Brasil, deram destaques idênticos ao mesmo tema, conforme abaixo:

Inflação passa teto da meta e juro pode subir - O Globo

Inflação passa teto e cresce pressão por alta de juros - Estado de S. Paulo

Inflação estoura meta, e governo prevê juro maior - Folha de S. Paulo

Nesta sexta, de novo, novas repetições:

Alta dos preços já derruba vendas em supermercados - O Globo

Alta de alimentos derruba vendas de supermercados - Folha de S. Paulo

É por essas e outras e outras que os jornais tradicionais muitas vezes são rotulados como um integrantes de um suposto PIG, Partido da Imprensa Golpista, como se fizessem parte de um partido único. E é também por isso que tantas vozes gritam por um processo de democratização dos meios de comunicação."
Matéria Completa, ::AQUI::

O fado fúnebre que ensurdece o Brasil

Posted: 12 Apr 2013 08:04 AM PDT


"A ortodoxia está matando nações na Europa. O desemprego passa de  17 milhões de pessoas. Na Espanha, 26% da infância encontra-se  enredada na teia da pobreza, que recobre a 4ª maior economia do euro. A cada 15 minutos uma família é despejada em Madrid, Barcelona ou em algum outro ponto do país. Dizer Estado mínimo é eufemismo. O que restará depois dos sucessivos e inalcançáveis ajustes serão talvez  protetorados, enclaves, colônias. Resíduos de nações expropriadas pelos mercados.  O patrimônio comum esfarela.  O uso de viaturas em muitas repartições portuguesas passou a depender da vaquinha dos funcionários para a gasolina. Papel higiênico deve ser trazido de casa (leia a coluna de Flávio Aguiar; nesta pág). 

Tatcher, o símbolo disso tudo,será enterrada dia 17 próximo. A lógica que encarnou enfrenta  o seu crepúsculo, mas usa as próprias cinzas para tornar irrespirável a vida em sociedade. No Brasil, lamenta-se que Dilma não seja uma 'ladra do copo de leite', a exemplo da 'Dama de Ferro', que ajustou a merenda da escola pública inglesa.

O governo resiste em trazer a crise para dentro do país. O  rentismo inconsolável exige o 'laissez-passer' para legitimar a 'purga'  que se inveja na Europa. Desdenha-se do 'efeito provisório' das linhas de passagem erguidas para atravessar o cerco que se aperta. Como se o  estado de exceção criado pela desordem neoliberal pudesse ser enfrentado com as ferramentas da rotina. De cada três palavras difundidas pelo noticiário uma é juro ( leia mais aqui) . Colunistas  se ressentem de demissões frescas. Implora-se por números azedos para servir no café  da manhã.

É preciso abrir espaços à incerteza no jantar. Professores-banqueiros e candidatos à Presidência tem um prazo de validade contratado. A crise deve aportar  antes que o PAC, a reindustrialização do pré-sal e  a indução do investimento surtam efeito. Um centímetro de chão sólido atrapalha tudo.  Abengalados ora no quilo do tomate, ora na novena pervertida em prol da seca, seu futuro pressupõe que o emprego, a casa, a comida, o salário e a autoestima sejam tragados em uma gigantesca restauração rentista, que  solde a economia ao comboio do abismo. Do governo o que se espera é que engrosse o fado fúnebre, a adestrar o país para ser um imenso Portugal."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário