quarta-feira, 3 de junho de 2015

Via Email: BRASIL! BRASIL!





BRASIL! BRASIL!



Posted: 28 May 2015 03:38 AM PDT

"José Hawilla, dono da Traffic Group, maior agência de marketing esportivo da América Latina, réu confesso que aceitou a pagar US$ 151 milhões no caso da Fifa, fundou em 2003 a TV TEM - a maior afiliada da Rede Globo, cobrindo 318 municípios e 7,8 milhões de habitantes, alcançando 49% do interior paulista; nos últimos dez anos, estima-se que o faturamento anual da empresa de J. Hawilla gire em torno de US$ 500 milhões (R$ 1,6 bilhão)

Brasil 247

 Réu confesso no escândalo de corrupção envolvendo cartolas da Fifa, José Hawilla, dono da Traffic Group, maior agência de marketing esportivo da América Latina, aceitou devolver US$ 151 milhões (R$ 473 milhões) de seu patrimônio.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 05:56 PM PDT

Posted: 27 May 2015 05:44 PM PDT

Fernando Brito, Tijolaço 

"Impressionante.

Depois de reconhecer a derrota e dizer que a reforma política estava enterrada, Eduardo Cunha arranjou um golpezinho para ressuscitar a constitucionalização das doações das empresas para campanhas eleitorais.

“”A Casa se manifestou, ela não está querendo mudar nada. Nenhuma proposta de acrescer texto à Constituição passou e me parece que nenhuma vai passar.

(…) Vai cair a máscara daqueles dizem que querem reforma política e não votam. O Parlamento decidiu que tudo fica como está”, disse Cunha à Folha.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 05:40 PM PDT

Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho

"Conheci José Maria Marin mais de 50 anos atrás, como repórter da "Gazeta de Santo Amaro", jornal de bairro da zona sul de São Paulo, onde iniciei minha carreira. Uma das minhas primeiras tarefas era reescrever a coluna semanal do Dr. Marin, como o chamavam, em que ele fazia a cobertura dos times de várzea da região. Naquela época, era apenas um advogado de província, muito amigo do dono do jornal. Chegou a jogar por pouco tempo como ponta direita do meu time, o São Paulo, depois de ralar em campos de terra da periferia.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 05:24 PM PDT
"Além de Marin, o empresário José Hawilla, dono do grupo Traffic e proprietário de filial da Rede Globo no interior de São Paulo, estaria envolvido no esquema de corrupção. Em setembro de 2014, Andrew Jennings já anunciava: há mais documentos e mais descobertas

Patricia Faermann, GGN

O escândalo da Fifa, que resultou na detenção de sete cartolas, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin, em operação surpresa na manhã desta quarta-feira (27), abre as portas para outros escândalos envolvendo os empresários. Assim como divulgou o The New York Times, "o inquérito é só o começo".
O Departamento de Justiça americano, a FBI e a IRS investigam o blindado sistema de corrupção que circula pelos campeonatos e organizações de futebol, como os altos funcionários tratavam de decisões de negócios da FIFA como vales para serem trocados por riqueza pessoal. A procuradora Geral Loretta E. Lync afirmou em coletiva que somente um dirigente de futebol arrecadou mais de US$ 10 milhões em subornos.
José Maria Marin; o dirigente da Concacaf Jeffrey Webb, visto como provável sucessor de Joseph Blatter; Eduardo Li, Julio Rocha, Costas Takkas, Eugenio Figueredo e Rafael Esquivel foram detidos pela polícia suíça. Eles foram presos, enquanto estavam no Hotel Bar Au Lac, onde participariam de um congresso da Fifa na sexta-feira (29), que deveria reeleger Sepp Blatter à frente da Fifa. Todos devem ser extraditados para os Estados Unidos."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 27 May 2015 05:19 PM PDT
Posted: 27 May 2015 05:15 PM PDT
Eles
Kiko Nogueira, DCM

Segundo a Justiça dos EUA, José Maria Marin recebeu propinas de 2 milhões de reais por ano de parceiros comerciais para a realização da Copa no Brasil quando presidente da CBF. Tentou ainda transferir para suas contas o dinheiro que era antes destinado a Ricardo Teixeira.

Na manhã de quarta, Marin era um dos detidos em Zurique, com outros seis cartolas da Fifa, a mando do FBI. O atual chefão da entidade, Marco Polo del Nero, tratou de atirar a bola no colo de outros. “Isso é algo antigo “, disse, corajoso. O secretário geral Walter Feldman, ex-coordenador de campanha de Marina Silva, conseguiu afirmar que as denúncias são “casos do passado” e que Marin tem hoje “papel decorativo”.

Compreensivelmente, em se tratando de gente desse tipo, os amigos de Marin sumiram todos, a empresa onde ele trabalhava tornou-se correta em dois meses e um pessoal quer que você acredite que ele operava sozinho diretamente de sua penteadeira nos Jardins.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 05:09 PM PDT

"Jornalista Tereza Cruvinel, colunista do 247, noticia o "contragolpe" armado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), "para votar novamente a proposta de constitucionalizar o financiamento empresarial de campanhas"; na sessão reaberta há pouco na Casa, Cunha manteve a decisão de colocar a voto, na reforma política (PEC 182/07), emenda sobre o financiamento privado de campanhas por parte de empresas; com a derrota de uma emenda sobre esse tema na madrugada de hoje, os deputados contrários à proposta não queriam que esse trecho fosse novamente votado

Brasil 247

Agência Câmara - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, reabriu a sessão do Plenário que havia sido suspensa para uma reunião com os líderes partidários. Ele manteve a decisão de colocar a voto, na reforma política (PEC 182/07), emenda sobre o financiamento privado de campanhas por parte de empresas.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 06:48 AM PDT

Posted: 27 May 2015 06:46 AM PDT

"Eis os grandes derrotados na manobra que tentou aprovar uma reforma política que constitucionalizaria os piores vícios do sistema eleitoral brasileiro. 

Antonio Lassance, Carta Maior

Em uma só noite, a proposta de reforma política conduzida com mão de ferro pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, terminou com derrotas acachapantes. As emendas que instituiriam a eleição por meio do distritão e constitucionalizariam as doações de empresas a candidatos foram rejeitadas.

Uma maioria de 267 deputados barrou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que tentava substituir o atual sistema proporcional de votação para vereadores e deputados estaduais e federais pelo sistema majoritário, apelidado de “distritão”.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 06:29 AM PDT

"Na sua tentativa de impor ao País uma "contra-reforma" política, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), lutou para gravar na Constituição Federal o sistema de financiamento empresarial de campanhas políticas; foi derrotado pelo plenário, o que, agora, amplia a pressão para que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, devolva seu pedido de vista sobre uma decisão da Corte que proíbe as doações privadas; caso foi engavetado por Gilmar há mais de um ano, mas precisa ser devolvido ao STF, sob pena de prejudicar as eleições municipais de 2016, cujas regras devem ser definidas com um ano de antecedência

 Brasil 247

A principal derrota do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, na noite de ontem também atinge o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 06:10 AM PDT

Fernando Brito, Tijolaço 

"Os jornais amanhecem com a notícia da prisão de José Maria Marin, a figuraça que presidiu a CBF em substituição a Ricardo Teixeira, quando este não aguentou a exposição de suas falcatruas.

Mas, e o próprio? Claro que está metido no embrulho porque, como esclarece a Folha “as acusações, segundo a polícia suíça, estão relacionadas a um vasto esquema de corrupção de mais de US$ 100 milhões dentro da Fifa nos últimos 20 anos, envolvendo fraude, extorsão e lavagem de dinheiro em negócios ligados a campeonatos na América Latina e acordos de marketing e transmissão televisiva”.
Mais informações »
Posted: 27 May 2015 05:29 AM PDT

Mailson Ramos, Pragmatismo Político 

"O discurso foi latente e inflamado. Se não sufocou pela publicidade, exigiu dos telespectadores uma noção apurada do que está acontecendo. Na verdade está aí a chave mestra do entendimento sobre o programa do PSDB, exibido via rede nacional pela propaganda eleitoral gratuita, na noite de terça (19/05). A conjunção linear entre propaganda e sentimento mostrou expressões e rostos preocupados com o Brasil que vai do abismo abaixo. Cores negras, fundo cinza.

Uma importante definição icônica da tragédia brasileira, porque como dizem os colunistas de uma revista oposicionista, isso aqui é a Banânia. Foi neste tom que o PSDB, através de seus políticos, atentou ao povo para a seguinte mensagem: não somos oposição ao Brasil; somos oposição ao governo e aos seus desmandos. Ora, que mentira mais ordinária.
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, United States



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário