sábado, 20 de julho de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: As redes sociais, a violência policial e a adesão da mídia



BRASIL! BRASIL!


Das empresas que funcionária da Receita envolveu em suas fraudes, só Globopar escapou de testemunhar na Justiça

Posted: 19 Jul 2013 05:48 PM PDT

Cristina vive com a mãe num quarteirão nobre do bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, com vista para o mar

Por TC* / Viomundo

Dos quinze processos a que Cristina Maris Meinick Ribeiro responde ou respondeu na Justiça Federal do Rio de Janeiro, os donos, sócios ou funcionários das empresas que ela teria beneficiado ou se relacionado foram incluídos como réus ou testemunhas em todos, com uma única exceção: a Globopar, empresa controladora das Organizações Globo, nem foi chamada para testemunhar na ação em que foi citada pelo significativo valor de R$ 600 milhões.

Agora, sete anos depois da autuação da Receita, com o vazamento da existência do processo a Procuradoria da República no Distrito Federal (PR-DF) abriu apuração criminal preliminar para investigar suspeitas de sonegação.


Cristina Ribeiro era agente administrativa da Receita Federal. Em 23 de janeiro de 2013, o juiz Fabrício Antonio Soares condenou-a a 4 anos e 11 meses no processo no qual ela foi acusada de, através de fraude eletrônica no sistema da Receita, ajudar as empresas Mundial S/A Produtos de Consumo, Forjas Brasileiras S/A e P&P Porciúncula, além de dar sumiço num processo relativo à Globopar."
Matéria Completa, ::AQUI::

O jogo de blefes da direita

Posted: 19 Jul 2013 05:16 PM PDT


Fernando Brito, Tijolaço

"Eu estou dando à família uns dias que venho negando há dois meses sem folga, mas política e jornalismo são uma cachaça que a gente não larga nem assim.

E não posso ficar quietinho com essa história das pesquisas que os jornais de hoje divulgam.

A primeira é o "volta, Lula" que a imprensa vem abanando, embora não haja nenhuma declaração do ex-presidente admitindo que esteja disposto a retornar ao cargo.

Vocês vejam que coisa: há dois anos, a imprensa apresentava Dilma como uma gestora que ia "limpar a podridão política de fisiologismo" deixada por Lula no Governo. Era a tal "faxina", saudada em prosa e verso pelos jornais e pelos comentaristas políticos mais reacionários.
Mais informações »

As redes sociais, a violência policial e a adesão da mídia

Posted: 19 Jul 2013 04:54 PM PDT


Atos contra o aumento da tarifa começaram modestos, condenados pela mídia e reprimidos pela polícia; o repúdio à brutalidade causou comoção e inflamou as ruas

"Entre o início dos protestos e o ápice, as manifestações ganharam grupos diversos. A brutalidade das PMs e o repentino apoio da imprensa aos "ex-baderneiros" ajudaram

RBA / Revista do Brasil

"Tudo começou na tarde de 6 de junho, quando 2 mil pessoas, convocadas pelas redes sociais pelo Movimento Passe Livre (MPL), parou a Avenida Paulista em protesto contra o aumento das passagens de ônibus e metrô de R$ 3 para R$ 3,20. As manifestações se encorparam nos dias seguintes, assim como a repressão policial. No ápice da barbárie, a Polícia Militar parou São Paulo com uma violência indiscriminada, atingindo até jornalistas e pessoas alheias aos atos. Os movimentos dos "vândalos" e "baderneiros" eram, até então, condenado com veemência por toda a imprensa.

Atividades ocorriam também em outras cidades, especialmente Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. Novas reivindicações, como deslocamento para saúde e educação de recursos públicos destinados à Copa, eram incorporadas. A convocação de nova rodada de protestos, para 17 de junho, se espalhou pelas redes, reforçada pelo sentimento de solidariedade contra a violência e por outras bandeiras de luta, contra a Copa, a corrupção, a violência e o abandono nas periferias. Mais de 65 mil pessoas marcharam em São Paulo, 100 mil no Rio, 10 mil em BH, 5 mil em Brasília – calculou-se em 250 mil o volume de participantes dos protestos.

As manifestações passaram a ser saudadas pela imprensa como "pacíficas" e os gestos violentos foram tratados como de "uma minoria". Os "baderneiros" desaparecem das manchetes. Vídeos, fotos e mensagens de grupos "sem rosto", "sem liderança", direcionam a fúria para os políticos e a política. No dia 18, novos atos, sem polícia. O jornal O Estado de S. Paulo lança novo serviço pago de notícias em tempo real, a Globo exibe em horário nobre propaganda contra impostos, um vídeo veiculado por uma "brasileira de Los Angeles" convoca estrangeiros a boicotar a Copa; a prefeitura de São Paulo é depredada, sem reação policial."
Matéria Completa, ::AQUI::

Rio em clima de guerra à espera do papa Francisco

Posted: 19 Jul 2013 04:29 PM PDT


"Manifestação na Rocinha nesta sexta-feira e confrontos no Leblon ao longo da semana mostram que ainda é tenso o clima no Rio de Janeiro, que recebe o papa Francisco na segunda-feira para a Jornada Mundial da Juventude; segundo o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, ocorrência de manifestações durante o evento é considerada no plano de segurança; principal alvo dos protestos, o governador Sérgio Cabral (PMDB) diz ter certeza que o clima de "respeito e fraternidade" vai imperar na cidade durante a JMJ

Brasil 247

Uma nova manifestação de moradores da Rocinha voltou a complicar o trânsito na Zona Sul do Rio de Janeiro no início da noite desta sexta-feira, mostrando que, a três dias da chegada do papa Francisco para a Jornada Mundial da Juventude, o clima ainda é de tensão na capital fluminense. A ocorrência de manifestações durante o evento religioso, aliás, está sendo considerada no planejamento do esquema de segurança montado pelo governo loca, segundo o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.

"Temos que fazer planejamentos acessórios e não tão fechados, na possibilidade de manifestações. Que é o novo. Não se pode fazer planejamentos para manifestações que não se sabe quando, como e com quantas pessoas vão acontecer. Isto é algo que tem que ser flexível e depende na medida em que se obtém maiores informações", disse Beltrame nesta sexta-feira."
Matéria Completa, ::AQUI::

Charge do Bessinha

Posted: 19 Jul 2013 12:44 PM PDT


Um trem do Além

Posted: 19 Jul 2013 12:43 PM PDT


Entre sonho e quimera. O trem bala custa
50 bilhões de reais à velocidade de 200
milhões por quilômetro construído.

"O Brasil precisa de melhores escolhas e a presidenta Dilma, de conselheiros mais competentes.


Saio de trem-bala. É um objetivo da presidenta Dilma. Ou seria o caso de dizer xodó? Ela o quer a todo custo, para ser preciso 50 bilhões de reais, à velocidade de 200 milhões por quilômetro construído. Agora vejamos. São Paulo, uma das cidades mais caóticas do mundo, dispõe de 70 quilômetros de metrô. Tivesse 300, a vida do paulistano melhoraria extraordinariamente.

Os nossos governantes nem sempre investem, digamos assim, com o necessário discernimento. Falarei, neste fim de linha, de um ditador, Ernesto Geisel, o inventor da "ilha da prosperidade". Pois ele quis uma ferrovia capaz de andar a 80 por hora para garantir máximo conforto às viagens do minério de ferro.
Mais informações »

Lula: descrente dos políticos? Seja você o político!

Posted: 19 Jul 2013 07:07 AM PDT

Raízes do Brasil: no levante dos bisturis, ressoa o engenho colonial

Posted: 19 Jul 2013 06:38 AM PDT


"Credite-se  à elite brasileira façanhas anteriores dignas de figurar, como figuram, nos rankings da vergonha do nosso tempo. O repertório robusto ganhou agora um destaque talvez inexcedível em seu simbolismo maculoso: uma rebelião de médicos contra o povo. Sim, os médicos, aos quais  o senso comum associa a imagem de um aliado na luta pela vida, lutam hoje nas ruas do Brasil. Contra a adesão de profissionais ao programa 'Mais Médicos', que busca mitigar o atendimento onde ele inexiste. A sublevação branca incluiria táticas ardilosas: uma rede de inscrições falsas estaria em operação para inibir o concurso de profissionais estrangeiros, sobre os quais os nacionais tem precedência.Consumada a barragem, uma desistência em massa implodiria o plano federal no último dia de inscrição.

O cinismo conservador é useiro em evocar a defesa do interesse nacional e social enquanto procede à demolição virulenta de projetos e governos assim engajados.  Encara-se o privilégio de classe  como o perímetro da Nação. Aquela que conta. O resto é o vazio. 

A boca do sertão,hoje, é tudo o que não pertence ao circuito estritamente privado. O sertão social pode começar na esquina, sendo tão agreste ao saguão do elevador, quanto Aragarças o foi para os irmãos Villas Boas,nos anos 40, rumo ao Roncador. Sergio Buarque de Holanda anteviu, em 1936,  as raízes de um Brasil insulado em elites indiferentes ao destino coletivo.

O engenho era um Estado paralelo ao mundo colonial. O interesse privado ainda prevalece sobre a coisa pública. Mesmo quando está em questão a vida. Se a organização humanitária  'Médicos Sem Fronteiras' tentasse atuar no Brasil, em 'realidades que não podem ser negligenciadas', como evoca o projeto que ganhou o Nobel da Paz, em 1999, possivelmente seria retalhada pelo levante dos bisturis. Jalecos patrulham as fronteiras do engenho corporativo, nas quais  não cabem os pobres do Brasil."

Inflação oficial despenca na prévia de julho e fica em 0,07%

Posted: 19 Jul 2013 05:53 AM PDT


Vitor Abdala, Agência Brasil

"A prévia de julho deste ano da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), ficou em 0,07%. A taxa é inferior à de junho, 0,38%. O dado foi divulgado hoje (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As principais contribuições para o recuo da inflação vieram dos grupos de despesas transportes (que passou de uma inflação de 0,1% na prévia de junho para uma queda de preços de 0,55% em julho) e alimentação (que passou de uma inflação de 0,27% para uma queda de preços de 0,18%).

Entre os itens que individualmente mais contribuíram para uma taxa menor em julho estão o tomate, que ficou 16,78% mais barato em julho, o etanol (-3,71%), a gasolina (-0,69%) e ônibus urbano (-1,02%).

No setor de transportes, também tiveram influência importante para a redução do IPCA-15 os itens seguro voluntário (-1,82%), ônibus intermunicipal (-0,91%), metrô (-2,02%) e trem (-1,15%). O IPCA-15 acumula taxas de 3,52% no ano e de 6,4% nos últimos 12 meses."

Depois de ganhar a rua, Marina seduz o mercado

Posted: 19 Jul 2013 05:49 AM PDT



"Maior beneficiária dos protestos no Brasil, a pré-candidata Marina Silva, que hoje está em empate técnico com a presidente Dilma, segundo o Ibope, constrói um discurso econômico que soa como música aos ouvidos dos empresários e investidores; em entrevista, ela defende a autonomia do Banco Central, um retorno maior nas concessões de infraestrutura, o corte de ministérios e até a exploração do pré-sal como um "mal necessário"; ela revela ainda que entre seus gurus estão liberais como Eduardo Giannetti da Fonseca e até André Lara Resende; será que a guerrilheira ecológica se converterá em heroína capitalista?


Ainda sem partido, Marina Silva não está para brincadeira. Segundo a pesquisa Ibope/Estadão, divulgada ontem, a ex-senadora que tenta viabilizar sua Rede Sustentabilidade iria para o segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff, se as eleições fossem hoje. E estaria em empate técnico, com 34% dos votos, contra 35% de Dilma.
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário