sexta-feira, 17 de maio de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: O bom senso de volta ao Supremo



BRASIL! BRASIL!


Posted: 16 May 2013 06:00 PM PDT

Posted: 16 May 2013 05:59 PM PDT
Luis Nassif, Luis Nassif Online

"Sempre admirei o Ministro Marco Aurélio de Mello, por seu bom senso e pela coragem de investir contra o espírito de manada que por vezes acomete os magistrados.

Surpreendi-me no final do ano passado, quando aderiu ao sentimento de turba.

Nos últimos tempos, à medida em que vai ficando no passado os vergonhosos episódios de exibicionismo e de parcialidade do BBB Justiça do mensalão, o bom senso volta a imperar e Marco Aurélio recoloca o desassombro a serviço da racionalidade.

Ao enfrentar Gilmar Mendes, e indagar se ele pretendia declarar guerra total ao Congresso, Marco Aurélio se torna uma voz relevante a impedir que celerados desmoralizem o Supremo ou lancem o país em uma crise institucional.


Bem vindo, de volta à responsabilidade para com sua casa."
Posted: 16 May 2013 05:48 PM PDT


"Vossa Excelência quer declarar guerra total ao Congresso Nacional?", perguntou o ministro Marco Aurélio Mello ao colega Gilmar Mendes; julgamento tratava de uma reclamação apresentada pelo governo do Acre e o clima esquentou quando Mello perguntou a Gilmar se ele considerava inconstitucional um artigo da própria Constituição Federal; "Vossa Excelência me respeite", reagiu Gilmar, antes de tentar encerrar a sessão; tudo ao vivo pela TV Justiça


Numa sessão transmitida ao vivo pela TV Justiça, o pau quebrou de vez no Supremo Tribunal Federal. A mais recente sessão de pancadaria ocorreu entre os ministros Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes, pivô da chamada crise entre os poderes – foi Gilmar quem impediu o Congresso de votar uma lei sobre fidelidade partidária, que contrariava interesses da oposição.
Mais informações »

Posted: 16 May 2013 05:18 PM PDT


Luana Lourenço, Agência Brasil
 
"Depois da longa votação no Congresso até a aprovação do projeto de lei de conversão (PLV) originado na Medida Provisória (MP) 595, conhecida como MP dos Portos, a presidenta Dilma Rousseff acionou hoje (16) três ministros para agradecer publicamente o empenho da base aliada.

Em entrevista no Palácio do Planalto, minutos após o encerramento da votação no Senado, as ministras da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o ministro da Secretaria Especial de Portos, Leônidas Cristino, comemoraram a aprovação do texto e disseram que os acordos feitos durante a tramitação serão mantidos e que as possibilidades de vetos ainda serão analisadas.
Mais informações »

Posted: 16 May 2013 04:54 PM PDT


Folha de S. Paulo

'Por 53 votos a 7, o governo conseguiu aprovar no Senado nesta quinta-feira (16) a Medida Provisória dos Portos, vencendo a batalha para que ela não perdesse a validade e deixasse de vigorar. A aprovação aconteceu poucas horas após a Câmara, na sua mais longa sessão dos últimos 22 anos, também aprovar a medida. O texto agora vai à sanção presidencial.

Mesmo sob protestos da oposição e sucessivas manobras para tentar impedir a sua aprovação antes da meia-noite, quando perderia a validade, a medida que regula o setor portuário do país foi aprovada pelos senadores sem qualquer alteração no texto, seguindo orientação do Palácio do Planalto. Foram rejeitadas todas as sugestões de mudanças na matéria, que incentiva a competição entre portos públicos e privados."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 16 May 2013 04:40 PM PDT


"No mesmo dia em que o país recebeu uma excelente notícia sobre sua economia, o Jornal Nacional a transformou em notícia ruim, de forma a não destoar do noticiário maníaco-depressivo da mídia de oposição

Eduardo Guimarães, Brasil 247

No mesmo dia do mês passado em que o país recebeu uma excelente notícia sobre a sua economia, o Jornal Nacional a transformou em notícia ruim de forma a não destoar do noticiário maníaco-depressivo com que a mídia de oposição ao governo federal vem tentando convencer o país de que estamos à beira da ruína econômica.

Em 25 de abril último, o site da Presidência da República anunciava que o Desemprego no Brasil em março fora "O menor da série histórica iniciada há 12 anos", segundo IBGE. A notícia foi publicada às 16:02 hs. Às 21:12 hs., porém,o site do Jornal Nacional reproduzia manchete que fora vocalizada minutos antes pelo âncora Willian Bo nner: "Taxa de desemprego no Brasil sobe para 5,7% em março".

O cidadão que só se informou sobre o assunto através do principal telejornal da Globo certamente ficou achando que a situação do emprego piorou no país, sobretudo se só assistiu à "escalada" (o que seja, o anúncio das principais notícias do dia) que o casal de apresentadores do informativo Global apresenta no início de cada edição."
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 16 May 2013 09:42 AM PDT


"Basta uma conta simples: se o crescimento de 1,05% do PIB no primeiro trimestre se repetir pelos próximos três trimestres, economia brasileira crescerá acima de 4% este ano; resultado divulgado hoje mostra que mídia tradicional, que apostou em crescimento baixo e inflação alta, com tempero do desemprego, intepreta erradamente o cenário econômico; mas não quer nem vai aprender; apesar do derrotismo contratado, ministro Guido Mantega, da Fazenda, se fortalece; País avança apesar da poderosa torcida contra


Ao crescer pelos próximos três trimestres como subiu entre janeiro e março, a economia brasileira avançará mais de 4% até o final do ano. A inflação, seguindo a tendência divulgada na semana passada, de 6,49% nos últimos doze meses, será mantida como agora, rigorosamente dentro da meta estabelecida pelo Banco Central. O regime de pleno emprego, com a criação de mais de 100 mil novas vagas em março, seguirá, a prevalecer a tendência, em curso. Mas nada disso basta para convencer a esmagadora maioria da mídia tradicional de que, apesar da crise global, a remada contra a maré da política econômica brasileira está dando resultados."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 16 May 2013 09:26 AM PDT

Posted: 16 May 2013 09:25 AM PDT


'O ex-presidente da República criou um discurso e um comportamento político capaz de, mesmo em situações polarizadas, contentar lados opostos, sem se vincular claramente a nenhum deles. Diante de opções difíceis a saída é não optar. Não se trata de hesitação. É tática pensada e sofisticada.

Gilberto Maringoni, Carta Maior

Quem se espanta com a incorporação do vice-governador paulista Guilherme Afif Domingos à administração Dilma Rousseff, achando que o político oriundo do malufismo e aliado histórico dos PSDB seria um corpo estranho na seara petista, deve ficar mais atento ao funcionamento do chamado lulismo.

Não se trata apenas de uma manobra de ocasião para compor maiorias parlamentares e estreitar o espaço da oposição nas eleições de 2014. Estamos diante de uma sofisticada tática política, capaz de contentar aliados à esquerda e à direita e de se colocar como esquerda e direita ao mesmo tempo, sem assumir claramente nenhum dos lados.
Um exemplo mais claro desse comportamento pode ser visto no vídeo disponível neste link (http://www.youtube.com/watch?v=td1ywn3SoWchttp://www.youtube.com/watch?v=td1ywn3SoWc).

Ele não é novo, dura um minuto e capta um trecho do discurso do ex-presidente Lula nas festividades de 35 anos da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), em abril de 2008.
Mais informações »
Posted: 16 May 2013 09:08 AM PDT


Urariano Mota, Direto da Redação
 
"Karl Marx, o barbudo com previsões do demônio,  havia anunciado já em 1848: "Um fantasma ronda a Europa - o fantasma do comunismo". Mas para que Europa? Os comunistas do Brasil, incansáveis e mais duradouros que as gerações do Fantasma da história em quadrinhos, voltaram à carga com esperteza enganadora. 

Para conseguir o que desejam, se uniram numa santa aliança todas as potências da velha ideia socialista, dos petistas aos comunistas de todas as tendências, dos inocentes úteis aos radicais da França e aos policiais da fronteira. Numa frase: anunciam a contratação de 6.000 médicos cubanos para o Brasil. Leram bem: SEIS MIL agentes de Cuba,  6.000 guerrilheiros, 6.000 subversivos para agitar a insidiosa e alienígena ideologia entre os pobres e miseráveis de todas as raças no Brasil.   

Duas conclusões decorrem desses fatos: 1ª) O comunismo já é reconhecido como uma força por todas as potências no poder, da Venezuela ao Brasil. 2ª) É tempo de os comunistas exporem diante do mundo inteiro seu modo de agir, seus objetivos e suas tendências, contrapondo um manifesto de esperteza do próprio partido ao fantasma do comunismo, que os revolucionários de primeiro de abril pensavam estar morto. 

Com este fim, reuniram-se em Brasília comunistas de várias nacionalidades e redigiram o manifesto antipatriótico seguinte, que será publicado em inglês, francês, alemão, italiano, flamengo e dinamarquês:

"A história de todas as sociedades que existiram até nossos dias tem sido a história das lutas da classes. Pobres e ricos, homem livre e escravo, patrício e plebeu, senhor e servo, atendidos em hopitais de qualidade e indigentes, numa palavra, opressores e oprimidos, em constante oposição, têm vivido numa guerra ininterrupta, ora franca, ora disfarçada, uma guerra que terminou sempre, ou por uma transformação revolucionária da sociedade inteira, ou pela morte dos que nada têm, nem mesmo uma cafiaspirina para uma enxaqueca."
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 16 May 2013 08:34 AM PDT


"Ministro da Fazenda, Guido Mantega, mostrou satisfação com crescimento de 1,05% da atividade econômica do país no primeiro trimestre deste ano, na comparação com os últimos três meses de 2012; questionado sobre o resultado por jornalistas que acompanham a área de economia, Mantega disse, sorridente, ao chegar ao Ministério da Fazenda: "Muito bom"

Daniel Lima, Agência Brasil / Brasil 247

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, mostrou satisfação com crescimento de 1,05% da atividade econômica do país no primeiro trimestre deste ano, na comparação com os últimos três meses de 2012. Os dados são do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (16).

Perguntado sobre o resultado por jornalistas que acompanham a área de economia, Mantega disse, sorridente, ao chegar ao Ministério da Fazenda: "Muito bom". O ministro tem evitado fazer projeções sobre o crescimento econômico do país.

Em março, o IBC-Br apresentou expansão de 0,72% na comparação com fevereiro (indicador ajustado para o período). O crescimento veio depois da queda de 0,36% registrada em fevereiro em relação a janeiro, segundo os dados revisados. Em janeiro comparado a dezembro, houve crescimento de 1,05%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice divulgado pelo Banco Central incorpora informações sobre o nível da atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária."
Posted: 16 May 2013 06:13 AM PDT


Kelly Oliveira, Agência Brasil

"A atividade econômica apresentou crescimento de 1,05%, no primeiro trimestre deste ano, na comparação com os últimos três meses de 2012. Os dados são do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado hoje (16).

Em março, o IBC-Br apresentou expansão de 0,72% na comparação com fevereiro (indicador ajustado para o período). O crescimento veio depois da queda de 0,36% registrada em fevereiro em relação a janeiro, segundo os dados revisados. Em janeiro comparado a dezembro, houve crescimento de 1,05%.

Na comparação com março de 2012, o crescimento do terceiro mês do ano ficou em 1,16% (sem ajustes).  No ano, o IBC-Br cresceu 1,79% e em 12 meses, 0,91% (sem ajustes).

O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível da atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária.

O acompanhamento do indicador é considerado importante pelo BC para que haja maior compreensão da atividade econômica. Essa avaliação  também contribui para as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a taxa básica de juros, a Selic."
Posted: 16 May 2013 06:03 AM PDT


"Ex-governador paulista coloca o PSDB em tensão máxima, às vésperas da convenção que irá eleger o senador Aécio Neves (PSDB-MG) presidente nacional da legenda, neste fim de semana; nota publicada hoje no Estado de S. Paulo informa que ele poderá deixar o partido no mesmo momento, para estragar a festa; preocupado, Aécio telefonou a Serra e fez um apelo para que ele permaneça na sigla


O PSDB vive momentos de tensão máxima. Uma nota publicada na coluna da jornalista Sonia Racy, do Estado de S. Paulo, informa que José Serra poderá deixar o partido às vésperas da coroação de Aécio Neves como presidente nacional da legenda, na convenção deste fim de semana. Seria um gesto teatral para diminuir e estragar a coroação do senador mineiro, que será o candidato do partido à presidência da República em 2014.
Mais informações »

You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 





Postar um comentário