segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Candidatos de fantasia



BRASIL! BRASIL!


Posted: 17 Feb 2013 03:39 PM PST


Eduardo Campos começou 2012 quase
desconhecido fora de Pernambuco e o
terminou da mesma maneira


Marcos Coimbra, CartaCapital

"Ao longo dos últimos 20 anos, a política brasileira, no fundamental, foi regida pela polarização PT-PSDB. Desde 1994, todos os nossos presidentes da República saíram de um dos dois partidos.

Seria razoável imaginar que essa polaridade será rompida na próxima eleição? Parecem significativas as probabilidades de que o futuro presidente venha de outra legenda? Quem acompanha os comentaristas e analistas da "grande imprensa" deve acreditar que sim. De tanto ouvir falar em terceiros ou quartos nomes, talvez suponha que o longo ciclo se encerrará no próximo ano.

 Não há, no entanto, sustentação para a hipótese, salvo especulações despropositadas. O que quer dizer que teremos mais uma eleição que culminará com o eleitorado dividido entre os candidatos de um ou outro partido.
Mais informações »

Posted: 17 Feb 2013 03:23 PM PST


"Principal voz do Congresso na luta pelos direitos do grupo LGBT, deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) diz que acabou seu diálogo com a Rede Sustentabilidade, partido que começa a ser criado pela ex-ministra; ela sugeriu fazer plebiscito para decidir o direito do casamento entre pessoas do mesmo sexo; e ele protesta: "'Nova política' querendo submeter direitos de minorias a 'plebiscitos' e 'referendos' não é nova política: é o velho conservadorismo!"

Brasil 247

Mal começou a ser criado e o movimento da ex-ministra Marina Silva, que lançou neste sábado o embrião do partido Rede Sustentabilidade, afastou as chances de ter o apoio do político que é a principal voz do Congresso na defesa dos direitos do grupo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros). Pelo Twitter, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) declarou neste sábado: "acabou meu diálogo com o movimento dela".
Matéria Completa, ::AQUI::

Posted: 17 Feb 2013 03:17 PM PST


Se o resultado for confirmado, Correa
assume novo mandato em 24 de maio
(Foto: Guillermo Granja/Reuters)



"A empresa equatoriana Cedatos acaba de divulgar pesquisa de boca-de-urna que dá larga vantagem ao presidente Rafael Correa nas eleições presidenciais realizadas hoje (17) naquele país. A pesquisa posiciona Correa, da Alianza País, com 61,5% dos votos válidos. O resultado dispensa a realização de segundo turno para o pleito. Com isso, Correa assumiria novo mandato de quatro anos no próximo dia 24 de maio.

 Em segundo lugar, com quase 20 pontos percentuais de distância fica Guillermo Lasso, do Creo. A pesquisa lhe dá 20% dos votos válidos.

Lucio Gutiérrez, do Partido Sociedade Patriótica (PSP), ficou em terceiro lugar com 6% de votos, a posição mais baixa obtida em toda a carreira política. Até o momento, o quarto lugar é disputado por Álvaro Noboa, do Prian, e Maurício Rodas, do Suma, com 3,5% e 3,1% respectivamente."

Posted: 17 Feb 2013 02:58 PM PST
"No passado, o G-7 ignorou o G-20, e hoje, como grupo, é uma ficção geoestratégica e institucional. Ao se negarem a reformar o FMI, os Estados Unidos e a Europa podem estar condenando-o à caquexia. Os Brics vêm aí.

Mauro Santayana, Carta Maior

A reunião do G-20, em Moscou, encerrada neste sábado (16), terminou com vagas promessas, da parte dos Estados Unidos e da Europa, de homologar finalmente o acordo, fechado informalmente em 2010, que daria mais poder aos emergentes no Fundo Monetário Internacional.

Não é segredo que as quotas dessa instituição, com direito a voto, não correspondem mais, há muito tempo, à realidade econômica mundial. Com a reforma, muitos países europeus, com sua importância econômica reduzida nos últimos anos, veriam minguar suas quotas e seu poder de voto. Tendo crescido mais rapidamente neste início de século, os países emergentes, à frente deles os BRICS, assumiriam o seu direito e a sua responsabilidade na direção das finanças mundiais.
Mais informações »
Posted: 17 Feb 2013 02:46 PM PST

Posted: 17 Feb 2013 02:23 PM PST


A TV aberta vem perdendo audiência 
para a internet, em ritmo acentuado


Altamiro Borges, Correio do Brasil

"A jornalista Keila Jimenez, da coluna Outro Canal da Folha, publicou hoje mais uma notícia que confirma a queda de audiência da TV Globo. A emissora perdeu 20% do seu público matinal em dois anos. O artigo deveria ser analisado com cuidado pela Secretaria de Comunicação (Secom) da presidenta Dilma, que continua garantindo milionários anúncios publicitários oficiais para a famiglia Marinho com base na chamada "mídia técnica". A audiência definha, mas o governo ajuda a manter o faturamento das Organizações Globo.

Segundo Keila Jimenez, "em 2010, a média de audiência anual da TV Globo das 7h ao meio-dia foi de 8,2 pontos no Ibope. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande SP. Em 2011, esse número caiu para 7,6 pontos. Em 2012, veio o tão esperado 'Encontro com Fátima Bernardes'. Mas a grande aposta da emissora não estancou a queda de ibope pela manhã. A atração registrou menos audiência que os desenhos que a antecediam na faixa, e a Globo encerrou o ano com média de 6,6 pontos".
Mais informações »

Posted: 17 Feb 2013 07:59 AM PST


Do barulho. Fux, Fischer e Mello, especialistas em nepotismo. Fotos: Fellipe Sampaio/ SCO/ STF, Renato Araújo/ ABr e Nelson Jr./ SCO/ STF


Mauricio Dias, CartaCapital

"O esforço do Supremo Tribunal Federal para impor à Câmara dos Deputados a decisão final sobre a cassação dos parlamentares condenados na Ação 470, o chamado "mensalão" petista, é a causa mais aguda e temerária daquilo que os acadêmicos costumam chamar de "judicialização da política".

Se essa questão gerou uma crise institucional entre o Judiciário e o Legislativo, contida e ainda não resolvida, ela promove também um avanço da intromissão pessoal dos magistrados em causas menores em outras instituições, em iniciativas controvertidas, para dizer o mínimo, como a que é patrocinada agora por Luiz Fux.

O peso da toga de ministro do STF causou grande constrangimento na Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Rio de Janeiro, para onde ele telefonou e falou com os atuais e com os ex-dirigentes da entidade. Pediu a inclusão do nome da filha dele, Marianna, uma jovem advogada de 31 anos, na lista a ser feita pela OAB para preencher vaga de desembargador, no Tribunal de Justiça do Estado, pelo Quinto Constitucional da advocacia.

A vaga será aberta em julho. O ministro, no entanto, trabalha desde já. Parece repetir, em nome da filha, o padrão usado em benefício próprio quando buscou a vaga no STF: a conquista a qualquer preço."
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 17 Feb 2013 07:43 AM PST
Dois bilionários embalam o sonho de Marina Silva (Foto: Agência Brasil)


"Neca Setúbal, herdeira do banco Itaú foi quem assinou o cheque para patrocinar o evento deste sábado, que lançou oficialmente o partido de Marina Silva; Guilherme Leal, que foi vice de Marina na candidatura à presidência em 2010, é fundador da Natura e dono de uma fortuna de US$ 1,6 bilhão


Decidida a selecionar as doações financeiras que receberá para a sustentação de seu novo partido, a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva tem ao seu lado dois grandes patrocinadores, dispostos a embalar seu sonho.
Mais informações »
Posted: 17 Feb 2013 07:21 AM PST


Iolando Lourenço, Agência Brasil

"O primeiro grande embate deste ano no Congresso Nacional será a tentativa de votar o Orçamento Geral da União para 2013, que deveria ter sido aprovado no final do ano passado. O presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), convocou deputados e senadores para sessão do Parlamento na terça-feira (19) para discussão e votação do orçamento.

A votação pode ocorrer depois de quase dois meses de atividades parlamentares praticamente suspensas: o recesso do Legislativo foi de 18 de dezembro até 1º de fevereiro e, em seguida, veio o recesso branco de carnaval. Assim, o Congresso Nacional só deve iniciar de fato os trabalhos legislativos deste ano na terça-feira, quando começam as sessões de votação.
Mais informações »
Posted: 17 Feb 2013 07:11 AM PST


"Movimento de Marina pode sistematizar a repulsa intuitiva do eleitor a tudo que leva o nome de partido

Janio de Freitas, Folha de S. Paulo

Dê no que der como resultado eleitoral, o movimento que Marina Silva começa para constituir um partido seu na disputa pela Presidência tende a cumprir um papel político e social de muita utilidade. A ideia de denominá-lo Rede já é sugestiva, nem tanto por sugerir internet, mas pela identificação com a repulsa tão difundida a tudo que leve o nome de partido.

Difuso e confuso, o movimento até já existe na população. Existe como opinião intuitiva e generalizada a respeito do desregramento vigente no Congresso, das chantagens partidárias por cargos, da dinheirama nas eleições, da corrupção generalizada, e de tanto mais. Existe, em suma, muito mais emocional do que racional, como um sentimento de traição dos políticos, assim vistos quase sem o reconhecimento das exceções.

Os princípios preliminares do regimento da Rede são satisfações dadas à opinião pública desencantada. Representam os desejos de restrição a determinados doadores de campanhas políticas, limitação do número de mandatos de um parlamentar, fidelidade dos seus políticos às posições básicas do programa partidário, renúncia ao mandato parlamentar caso aceite cargo em governo, e por aí vai."
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 17 Feb 2013 05:48 AM PST


"Marina Silva disse: "Nem oposição e nem situação; nem esquerda e nem direita". Genial, não?

Davis Sena Filho, Brasil 247

Marina Silva reapareceu neste sábado, em Brasília, no lançamento oficial de seu partido batizado por ela e seus adeptos de Rede Sustentabilidade ou, simplesmente, Rede. Marina e seus partidários quiseram aparecer com pompa, mas os presentes a tal evento não passavam de mil pessoas, bem como os discursos foram simplórios e sem quaisquer novas propostas no que diz respeito, por exemplo, às questões ideológicas.

A verdade é que a agremiação Rede é anã, como o é o PSOL, que, inegavelmente, até hoje não diz para o que veio, além de ter se aproximado, e muito, de partidos à direita do espectro ideológico e por causa disso se transformar em aliado dos tucanos, como bem demonstraram as últimas eleições municipais realizadas em outubro de 2012.
Mais informações »
Posted: 17 Feb 2013 05:34 AM PST




"Ataques cibernéticos contra jornalistas e organizações de imprensa em todo o mundo cresceram nos últimos anos, à medida que hackers criminosos forneceram maneiras fáceis e baratas de censurar a imprensa, disse um grupo de direitos da mídia na quinta-feira (14).

O Comitê para Proteção a Jornalistas informou que ciberataques contra a mídia, como os recentemente realizados contra "The New York Times", "The Wall Street Journal" e "Washington Post", foram simplesmente parte de uma crescente tendência global.

"Temos visto vários ataques de interrupção de serviços contra jornalistas e contra veículos de notícias nos últimos anos", afirmou o vice-diretor do grupo, Robert Mahoney, a repórteres.

Ataques de interrupção de serviços ocorrem quando hackers cortam as operações de um site ao encherem-no com informação. Os veículos "The New York Times" e "The Wall Street Journal" disseram que os ciberataques contra eles foram originados na China."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário