quarta-feira, 11 de julho de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!


BRASIL! BRASIL!


Posted: 10 Jul 2012 06:07 PM PDT

Marina Dias, Terra Magazine

"O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, apostará todas as fichas nos compromissos em lugares públicos, onde possa se apresentar e conversar com o eleitorado, e não apenas com a militância petista. O ex-ministro da Educação e afilhado político do ex-presidente Lula ainda é pouco conhecido entre eleitores e tem de 6% a 8% das intenções de votos segundo as últimas pesquisas de opinião. 

Dessa forma, a estratégia da campanha petista, pelo menos no período inicial, será a agenda chamada de "corpo a corpo". Nesta terça-feira (10), por exemplo, Haddad almoçou no restaurante Sabiá, em São Miguel Paulista, zona leste da capital, acompanhado por lideranças da região.

Logo depois, seguiu para uma caminhada ao lado do vereador Netinho de Paula (PCdoB) e vereadores petistas, no seu primeiro corpo a corpo pelo centro de um bairro desde o início oficial de sua campanha, na última sexta-feira (6), com um evento do mesmo tipo no centro da cidade.

Naquele dia, porém, Haddad caminhou cercado de seguranças, parlamentares e assessores e foi praticamente impossível que as pessoas vissem – ou mesmo chegassem perto – do petista. Haddad disse a Terra Magazine que "uma caminhada inaugural tem mesmo dessas coisas, como não conseguir falar com o eleitor com mais calma. Parar pode até causar tumulto", explicou."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 05:23 PM PDT

Christiane Samarco, Agência Estado / Estadão.com.br

"O presidente do PSD e prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, vai pagar um preço alto pela intervenção no diretório municipal de Belo Horizonte, para garantir apoio ao PT na briga contra o PSDB do senador Aécio Neves (MG) e o PSB do prefeito Márcio Lacerda, que busca a reeleição. Depois de amargar a primeira baixa no PSD, com a desfiliação de seu vice-presidente Roberto Brant (MG), Kassab enfrenta agora a primeira dissidência contra o comando partidário.

A porta-voz dos insatisfeitos com a "medida repentina de força" na capital mineira é a senadora Kátia Abreu (PSD-TO). Enquanto ela enviava ao prefeito uma carta protesto para manifestar "indignação e repúdio à intervenção arbitrária e clandestina", parlamentares do PSD já se movimentavam nesta terça para forçar uma reunião da executiva nacional. Os dissidentes querem exigir de Kassab o "compromisso moral" de que a intervenção "à la Belo Horizonte" não repetirá.

Kassab explicou a alguns interlocutores que agiu para dar uma resposta política rápida do partido em situação de emergência. Argumentou que a nacionalização da campanha na capital mineira acabou antecipando o embate entre a presidente Dilma Rousseff e Aécio, que é pré-candidato do PSDB à sucessão presidencial de 2014. E disse que, diante do rompimento repentino da aliança entre o PT e o PSB, teve apenas dez horas para articular uma redefinição do partido no novo quadro."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 05:08 PM PDT
"Quer dizer que o máximo representante da empresa do Robert(o) Civita na capital da República era de máxima confiança de um criminoso ?

Paulo Henrique Amorim, Conversa Afiada

O Conversa Afiada reproduz trechos de áudios da Operação Vegas que testemunham a íntima relaçao do diretor da Veja em Brasilia, Policarpo Junior, com o crime organizado de Carlinhos Cachoeira:


Navalha

Observe, amigo navegante, a promiscuidade da relação de Policarpo com os agentes do crime organizado: ele é de confiança, nunca furou com a gente.

Quer dizer que o máximo representante da empresa do Robert(o) Civita na capital da República era de máxima confiança de um criminoso ?

Observe, também, amigo navegante, que Diego Escosteguy mantém algum tipo de vínculo com o crime organizado.
Que a CPI poderia esclarecer.

Foi Escosteguy quem acabou de assumir a chefia da revista Época em Brasilia, em substituição a um jornalista que, segundo Leandro Fortes na Carta Capital, mantinha ele mesmo relações com o crime organizado.

Tudo isso parece tornar inevitável que a Veja do Robert(o) Civita se aproxime do Juízo Final .

A passos tão acelerados quanto os do brindeiro Gurgel, que também aparece em escutas que o incriminam de forma inequívoca.
Enquanto dormita sobre representação do professor Fábio Comparato."


Posted: 10 Jul 2012 04:54 PM PDT

Wellton Máximo, Agência Brasil

"A partir de hoje (10), o jogo do bicho e a exploração de máquinas caça-níqueis poderão ser considerados crimes e terão punições mais rígidas. O Diário Oficial da União publicou a nova lei de combate à lavagem de dinheiro, aprovada no início de junho pelo Senado.

Sancionada ontem (9) à noite sem vetos pela presidenta Dilma Rousseff, a nova lei amplia os tipos de crimes que podem ser enquadrados como lavagem de dinheiro. A legislação anterior, de 1998, considerava lavagem de dinheiro apenas a maquiagem de recursos ligados ao tráfico, ao terrorismo ou à crimes contra a administração pública.

A lei também ampliou os tipos de profissionais obrigados a enviar informações ao Conselho de Controle de Atividades Econômicas (Coaf), órgão ligado ao Ministério da Fazenda que monitora transações suspeitas. Entre as categorias incluídas, estão doleiros, comerciantes de artigos de luxo, empresários de atletas, contadores, consultores e auditores. A nova lei também abrange os sistemas de mercado de balcão organizado (negociações de compra e venda de ativos financeiros registradas fora das bolsas de valores).

As penas, entre três e dez anos de reclusão, foram mantidas, com a possibilidade de serem elevadas em até dois terços, em caso de reincidência, e reduzidas na mesma proporção se o acusado colaborar com as investigações. No entanto, o benefício pode ser requerido mesmo por quem já tiver sido condenado e quiser ter a pena diminuída.

A nova lei também elevou as multas. O valor máximo foi multiplicado em cem vezes, passando de R$ 200 mil para R$ 20 milhões. A venda de bens em nomes de laranjas agora poderá ser feita antes do fim do julgamento final, para evitar a deterioração de bens como veículos e imóveis no decorrer do processo judicial."


Posted: 10 Jul 2012 01:52 PM PDT

"O senador será cassado por uma razão básica: foi o mais hipócrita de todos os parlamentares que o Brasil já conheceu

Leonardo Attuch, Brasil 247

"Esta terça-feira é o último dia de Demóstenes Torres (sem partido/GO) no Senado Federal. Mais uma vez, como tem feito todos os dias, ele deverá cumprir um ritual constrangedor: o de implorar pela clemência dos colegas, discursando diante de um plenário vazio. Um plenário que amanhã estará cheio para aprovar sua cassação por larga margem de votos.

Demóstenes conseguiu uma proeza. O relatório do senador Humberto Costa (PT-PE), que pedia sua cassação, foi aprovado por unanimidade no Conselho de Ética. Ato contínuo, o texto do senador Pedro Taques (PDT/MT) também passou de forma unânime pela Comissão de Constituição e Justiça. E no plenário, ainda que o voto seja secreto, muitos parlamentares, como a senadora Ana Amélia (PP-RS), já estão abrindo seus votos pela inevitável cassação.

Até outro dia, o parlamentar goiano era um dos mais admirados entre os seus pares. Demonstrava coragem na tomada de posições e convicções inabaláveis em defesa da ética. Pena que fosse só aparência. Demóstenes desonrou o Senado porque o foi o mais hipócrita de todos os parlamentares que o Brasil já conheceu. Ensina a sabedoria que se perdoa o pecador; o pregador, jamais. E o Demóstenes que, da tribuna, usava as vestes de Catão da República, fora dela participava do clube Nextel do bicheiro Carlos Cachoeira.

Não haverá perdão, nem futuro político para um fingidor desmascarado, como foi o senador goiano. Nesta segunda, da tribuna, ele pregou contra os julgamentos sumários da mídia e o furor condenatório da opinião pública. Disse que será vítima da maior injustiça já cometida pelo Senado.

Mas como Demóstenes se comportava diante de suas vítimas? Era sempre o primeiro a se apresentar ao batalhão de fuzilamento. E também a se oferecer para prestar declarações contra quem quer que fosse. Pimenta nos olhos dos outros é refresco, não é senador? Melhor dizendo, ex-senador."


Posted: 10 Jul 2012 01:46 PM PDT



Posted: 10 Jul 2012 01:32 PM PDT

Portal Terra

"Na véspera do julgamento que pede a sua cassação por supostamente ter usado o mandato para favorecer Carlinhos Cachoeira, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) usou a tribuna do Plenário para se defender. Esta é 7ª vez em oito dias. Nesta terça-feira, o político disse estar com a convicção de que a verdade prevalecerá. Para ele, que se disse movido pela fé após os 132 dias de "massacre", as verdades em seu pronunciamento se confirmaram e "nenhum dos absurdos de que o acusavam se comprovou". As informações são da Agência Senado.

"Sou a vítima da vez e isso me custou a paz e a tranquilidade. Se eu tivesse culpa, talvez fosse mas simples suportar, mas a dor se amplia diante da certeza que está sendo sacrificado um inocente", garantiu.

Na opinião do senador, no início os obstáculos se apresentaram intransponíveis, pois as montagens feitas nas 250 mil horas de gravações "satisfaziam qualquer tipo de gula". Mas as barreiras foram ultrapassadas e agora só resta uma: a votação em Plenário do Projeto de Resolução 22/2012, fruto da representação do Psol por quebra de decoro parlamentar.

"O Senado vai escolher que futuro pretende, se de insegurança jurídica, em que qualquer de seus integrantes terá de ser eliminado para atender a sanha acusatória, ou um amanhã justo, respeitando-se os direitos dos representados, sem pressa."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 10:31 AM PDT
Eduardo Siqueira Campos está
envolvido em investigações da P

Correio do Brasil 

"O PSDB, em dificuldades para controlar os prejuízos causados à legenda pela presença do governador de Goiás, Marconi Perillo, no inquérito que investiga as ligações com o bicheiro Carlos Augusto Ramos, amarga novamente a perda de prestígio de outro líder de peso na legenda já desgastada em outros escândalos de corrupção no Distrito Federal e em São Paulo, onde o arrecadador de fundos para o partido, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, está com os dias contados para comparecer à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira. Alvo de uma investigação da Polícia Federal, o governador do Tocantins, Siqueira Campos, volta a ser atingido por denúncias de distribuição de propina. Desta vez, as operações fraudulentes ocorreriam por meio de uma agência de publicidade, contratada pelo governo do Estado, que funcionava, até a semana passada, em uma casa de Eduardo Siqueira Campos, filho dele e secretário de Articulação Institucional do Estado.

A Ginga Rara Propaganda, uma das empresas do grupo de Carlinhos Cachoeira, segundo relatório do Coaf (departamento de inteligência do Ministério da Fazenda) entregue à CPMI, recebeu em outubro de 2010 depósito de R$ 275 mil de Claudio Abreu, ex-diretor da Delta, construtora da qual Cachoeira atuava como uma espécie de sócio secreto, na conta do diretor financeiro e sócio da empresa, Tiago Neiva Parrode. Em abril de 2011, segundo escuta lícita da Polícia Federal (PF), Cachoeira avisa Abreu que o governo de Tocantins contrataria oito agências de publicidade, e sugere que eles deveriam entrar no negócio.

– Eles (no governo do Tocantins) vão contratar mais oito (agências). Põe uma lá – ordena Cachoeira."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 10:20 AM PDT

"O ministro da Defesa, Celso Amorim, classificou de "esdrúxula" a possibilidade de instalação de uma base militar dos Estados Unidos no Paraguai. Segundo ele, isso resultaria num isolamento ainda maior do país em relação aos seus vizinhos do Mercosul. As declarações foram feitas no Rio nesta segunda-feira (9).

Vermelho / AE

"Eu não sou ministro das Relações Exteriores, mas seria uma coisa tão esdrúxula que resultaria no isolamento a tão longo prazo do Paraguai que acho que não vale a pena. Não creio que ocorrerá", afirmou Amorim, que participou nesta segunda-feira (9) da solenidade de transmissão do controle do Exército para a Polícia Militar estadual do policiamento dos complexos pacificados do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio.

A possibilidade de construção de uma base dos EUA no Chaco, na região de fronteira próxima à Bolívia, foi anunciada na última sexta-feira (6), pelo deputado José López Chávez, presidente da Comissão de Defesa da Câmara dos Deputados do Paraguai.

López Chávez afirmou que negociou a instalação da base com generais das forças armadas americanas, que visitaram o Paraguai dias após o golpe que destituiu presidente legitimamente eleito, Fernando Lugo da presidência."



Posted: 10 Jul 2012 09:51 AM PDT

Altamiro Borges, Blog do Miro

"Em nota divulgada nesta segunda-feira (9), Fernando Lugo, o presidente deposto pelo golpe parlamentar no Paraguai, denunciou os atos de violência cometidos pelo "regime ilegítimo e golpista de Federico Franco". Servidores públicos foram demitidos "sob a alegação de serem esquerdistas". Os senadores Carlos Filizzola e Sixto Pereira, que votaram contra o impeachment sumário, estão ameaçados de perder seus mandatos. O clima é de perseguição e de medo, típico de um regime ditatorial.

Enquanto isso, a mídia colonizada do Brasil segue argumentando que a deposição de Lugo seguiu as normas "democráticas e constitucionais". Ela também investe contra o Mercosul, que decidiu suspender o Paraguai e incorporar a Venezuela. A gritaria é vergonhosa - lembrando o período do golpe militar de 1964. A direita golpista inclusive já elegeu o seu herói neste triste episódio, o senador Álvaro Dias (PSDB-BA), que virou o "embaixador dos golpistas" no Brasil. A oligarquia e os narcotraficantes do Paraguai agradecem o apoio!"
Matéria (Nota) completa, ::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 09:37 AM PDT
Governadores Eduardo Campos (à dir.)
e Cid Gomes chegam para jantar com Dilma

"Após encontro de três horas, governador de PE, Eduardo Campos, afirmou que embate pelas eleições não vão influenciar aliança com governo federal

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

Depois de três horas de reunião, na noite de segunda-feira, 9, num jantar no Palácio da Alvorada, o presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, deixou o local anunciando que "a paz está selada" e que não há a menor intenção de envolver a presidente Dilma Rousseff em um debate sobre eleições municipais. "A presidente disse muito bem que não é para confundir uma eleição municipal com um projeto nacional, onde somos aliados e estamos do mesmo lado há muitos anos e todos reafirmamos o desejo de permanecer assim", declarou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que participou do jantar, e falou em nome da presidente Dilma.

Paulo Bernardo disse ainda que na conversa até tentaram mapear onde os problemas foram iniciados, mas reconheceu que existem "queixas de todos os lados". Contou também que na conversa eles concluíram que o momento, não é de "ficar desfiando os problemas", lembrou que "o PSB foi o primeiro partido a apoiar Fernando Haddad (candidato do PRT à Prefeitura de São Paulo) em um momento que parecia que iríamos ficar isolados", que é "muito mais sensato o que aconteceu aqui" e reiterou que entendimento é que "a aliança nacional se sobrepõe à questão local". A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, também participou do jantar onde estava presente ainda o governador do Ceará, Cid Gomes.

Os problemas envolvendo o PT, partido da presidente, e o PSB se agravaram quando os aliados romperam a aliança nas disputas das eleições para as prefeituras de Belo Horizonte, Recife e Fortaleza, levando os dois partidos a lançarem candidaturas próprias e a surgirem notícias a movimentação do partido estava ligada à intenção do governador pernambucano em se cacifar para sair candidato ao Planalto em 2014. Em resposta a estas ilações, Eduardo Campos anunciou apoio do PSB à reeleição da presidente Dilma. "Nossa tarefa é ajudá-la a fazer um grande governo e poder ser reeleita", disse o governador pernambucano, assegurando que a presidente Dilma "tem esta prerrogativa (de disputar as eleições em 2014)".
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 09:28 AM PDT

Wilson Roberto Vieira Ferreira, Cinena Secreto: Cinegnose

Os estudos da Semiótica confirmam,se não eficiência, pelo menos a lógica linguística da chamada "magia simpática" ou simplesmente "macumba": a busca de contiguidade física de comunicação entre a ordem sobrenatural e feiticeiros ou xamãs e de objetos que criem relações de semelhança entre o despacho e a vítima/beneficiado. Paradoxalmente, é nas manifestações atuais de magia e religião por meio de mídias digitais (Internet e celulares iPhone) que encontraremos mais irracionalidade que nas formas arcaicas: como é possível a magia por meio de algoritmos cuja natureza é simbólica, arbitrária e fragmentada?

Essa postagem se originou em uma questão levantada por um aluno em uma aula de Estudos da Semiótica na Universidade Anhembi Morumbi.  Estava apresentando a tricotomia básica dos signos da Semiótica peirciana (de Charles Sanders Peirce, filósofo, cientista e matemático norte-americano  fundador da ciência dos signos, a Semiótica): índices, ícones e símbolos.  Descrevia o índice como o signo mais primitivo por fazer parte, inclusive, dos fenômenos naturais (a fumaça como índice do fogo ou o trovão como o índice do raio), além  de servir de orientação para os animais (através do olfato). Por ser sua percepção de natureza intuitiva, os índices têm forte presença nas sociedades chamadas de  "primitivas" onde são intensamente percebidos e se tornam sinalizadores cotidianos (mudanças atmosféricas, caça etc.). Um aluno questionou se as formas mágicas ("macumbas", "despachos" etc.) primitivas também não seriam formas de ação humana carregadas de índices.

Essa questão iniciou uma interessante (e até divertida), por assim dizer, "análise semiótica da macumba". No final, uma questão: como é possível práticas tão indiciais conviverem na atualidade em mídias simbólicas digitais (macumbas, despachos ou simpatias e até confissões de pecados on line até as formas secularizadas de magia como sessões de psicanálise ou vidências e tarot pela Internet)?

Principalmente para aqueles que não estão familiarizados com as discussões semióticas, vamos iniciar essa discussão explicando melhor a tricotomia dos signos.

Dos índices aos símbolos

Para a Semiótica o Índice é o signo mais primitivo por estar quase que colado ao objeto de referência, confundindo-se o signo com o próprio objeto. O Índice é um signo que aponta para si mesmo. "O corte semiótico (a diferença entre o signo e a coisa, mapa e território) não é evidente ou ainda não se encontra estabilizado: o índice é "a fragment torn away from the object" (Peirce); sua referência é, portanto, autoreferencial, a coisa é remetida ou se refere, a ela própria, sem sair do lugar, circularmente."
Artigo Completo,::AQUI::


Posted: 10 Jul 2012 09:15 AM PDT

"Pensadores" como o blogueiro Reinaldo Azevedo, o astrólogo Olavo de Carvalho e o filósofo Luiz Felipe Pondé arrebanham seguidores para suas teses contra o politicamente correto, contra as políticas afirmativas, ou a favor do anti-esquerdismo. Agora com a companhia do senador Álvaro Dias, eles recuperam um antigo vício da direita brasileira: o apoio a golpes na América Latina 

Heberth Xavier, Brasil 247

Há seis anos, o jornal Folha de S. Paulo publicou uma reportagem na qual mostrava a curva ascendente da chamada "nova direita" sobre o pensamento brasileiro. As palavras iniciais do texto, intitulado "Direita, volver!", foram felizes ao resumir o zeitgeist daquele início de 2006 no Brasil:

"De repente passou a ser bacana o sujeito, numa festa ou numa mesa de bar, rodopiar a taça de vinho e desfilar frases do tipo 'essa canalha bolchevique do PT não sabe nem falar português', seguidas de elogios à atuação de George W. Bush no Iraque ou de incursões 'teóricas' das quais a principal lição a ser retirada é que só é pobre quem quer."

O clima cultural favorecia esse grupo, logo apelidado de "nova direita" na própria matéria da Folha. Dele faziam parte o blogueiro da revista Veja, Reinaldo Azevedo; o astrólogo (autointitulado filósofo) Olavo de Carvalho; o poeta e jornalista Nelson Ascher, entre outros.

De lá para cá, passaram-se mais de seis anos. Alguns nomes de maior ou menor qualidade poderiam ser acrescentados à lista, como o filósofo Luiz Felipe Pondé, o jornalista Augusto Nunes e alguns políticos que, antes envergonhados do rótulo, hoje não se esquivam em reivindicar-se "de direita".

Não que isso seja necessariamente ruim, pelo contrário. O que impressiona é como o "novo" rapidamente se tornou "velho". Não foi necessária mais do que uma dezena de anos para logo essa "direita" confundir-se com o retrógrado, com a defesa de golpes, com o anti-reformismo, com o flerte perigoso com tendências chauvinistas, com o desprezo a minorias, com a religião "anti-politicamente-correta", com as teorias conspiratórias e, nos casos extremos, até com opiniões grotescamente folclóricas…"
Artigo Completo, ::AQUI::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406

Postar um comentário