domingo, 18 de agosto de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Segundo pesquisa, 43% dos brasileiros não se identificam com a programação da TV


BRASIL! BRASIL!


O 'status quo' se mobiliza

Posted: 17 Aug 2013 05:30 PM PDT


Luciano Martins Costa, Observatório da Imprensa

"Uma pequena nota publicada pela Folha de S. Paulo na edição de sexta-feira (16/8) reflete mais intensamente o impacto provocado pelo fenômeno da Mídia Ninjado que as centenas de páginas já produzidas por intelectuais de várias grandezas, jornalistas e curiosos, em jornais, revistas e nas redes sociais digitais.

O texto em questão informa que o senador Aloysio Nunes Ferreira, do PSDB paulista, apresentou pedido de informações aos ministérios da Fazenda, Cultura e de Minas e Energia: ele quer saber se a Petrobras, o Banco do Brasil e entidades de apoio à cultura repassaram alguma verba para o coletivo de midiativistas que se notabilizou ao transmitir as manifestações que paralisam algumas das grandes cidades brasileiras desde junho.

A motivação do senador é explícita: "A Mídia Ninja fazcríticas à mídia tradicional, por isso quero saber de onde vêm os recursos dessa agência de notícias informal", afirmou, segundo a Folha. Ou seja, ele se apresenta em defesa da imprensa que lhe dá o palanque.
Mais informações »

Nos trilhos do propinoduto, surge o caso Renan-tucanos-"Português"

Posted: 17 Aug 2013 05:04 PM PDT


Fernando Brito, Tijolaço
 
"Na imagem aí de cima, você vê a capa da Istoé de 22 de setembro de 1999.
Nela, uma carta (aqui, na íntegra) escrita em linguagem desabrida pelo hoje Presidente do Senado, Renan Calheiros, a Fernando Henrique Cardoso, denunciando pressões do então governador Mario Covas, do PSDB, por negócios. Várias, uma delas a deste trecho:

"A irritação do governador paulista com minhas atitudes chegou ao ápice quando revoguei a Concorrência nº 02/97 – DPF, consubstanciada no processo 08200007434/97-55, no valor de 170 milhões de reais, de interesse da Empresa Tejofran Saneamento e Serviços Gerais Ltda., muito ligada a ele e a seu filho, um certo Zuzinha, que detinha 20% do consórcio. Após ganhar a licitação, essa gente passou a exigir um escandaloso indexador em moeda americana com o obscuro objetivo de reajustar seus preços. Rejeitei a trama lesiva aos cofres públicos."

Mas o que tem a ver isso com a possível coleta de fundos para o tucanato paulista?"
Matéria Completa, ::AQUI::

Vídeo bomba: erro de Barbosa beneficia Dirceu

Posted: 17 Aug 2013 04:35 PM PDT

Do Conversa Afiada

Charge do Bessinha

Posted: 17 Aug 2013 09:17 AM PDT


Mensalão e trensalão

Posted: 17 Aug 2013 09:15 AM PDT


"Sem uma mudança institucional, não haverá cadeia suficiente para políticos no Brasil

Leonardo Attuch, Brasil 247

Qual é o objetivo número 1 de um político? Conquistar o poder. Número 2? Continuar no poder. Para isso, o que é necessário? No sistema político brasileiro, muito dinheiro privado para, primeiro, se eleger e, depois, amarrar alianças e minar o poder de adversários. Qual é o preço que se paga? Uma sucessão infinita de escândalos e conluios entre empresas e governos que têm sempre a mesma vítima: o cidadão, que paga altos impostos e recebe péssimos serviços públicos. Por isso mesmo, o novo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, acertou em cheio quando afirmou que não existe "corrupção do PT, do PSDB ou do PMDB". Existe apenas corrupção – e que não deve ser politizada, segundo ele. Barroso foi ainda mais preciso quando afirmou que "ninguém deve supor que os costumes políticos serão regenerados com direito penal, repressões e prisões".

No mesmo dia em que ele fez esse discurso, líderes de vários partidos da base aliada chegaram a um acordo em torno de uma proposta de reforma política que aborda, inclusive, temas espinhosos, como o financiamento público de campanha. O julgamento da Ação Penal 470 será um marco, lembrou Barroso, se dele surgir um novo desenho institucional para o País. Afinal, são instituições sólidas que determinam o comportamento dos homens.

Para as forças políticas que hoje não são o alvo principal da espada penal, pode até parecer conveniente politizar a discussão da corrupção e, dela, tentar tirar algum benefício eleitoral. Mas eis que surgem novos escândalos, que põem abaixo o cinismo e a hipocrisia. O escândalo que hoje rivaliza com o "mensalão", o chamado "trensalão" tucano, tem todos os elementos de um esquema de corrupção subordinado a um projeto de poder. Propinas eram arrecadadas junto a grandes fornecedores do setor público e destinadas a cobrir gastos de campanha – incluindo a do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em 1998. Ou seja: projetos de poder, pagos com dinheiro público. O Brasil tem hoje uma oportunidade única de reformar o seu sistema político.

E será uma pena se, mais uma vez, optar pelo caminho da hipocrisia, até que os falsos moralistas de hoje sejam desmoralizados amanhã."

PSDB persegue blogs e Mídia Ninja

Posted: 17 Aug 2013 08:59 AM PDT


Miguel do Rosário, o Cafezinho

"MÍDIA NINJA: SENADOR INVESTIGA USO DE DINHEIRO PÚBLICO

Esse tipo de coisa me dá vontade de rir e chorar ao mesmo tempo. É incrível que diante da revelação de uma sonegação bilionária da família Marinho, o excelentíssimo senador Aloysio Nunes decida investigar a… Mídia Ninja. E volte a atacar os blogs.

A fala de Nunes representa uma ameaça grave à democracia, à pluralidade, à liberdade de expressão e de imprensa. Observe que ele não cita nenhum fato que justifique sua determinação de criminalizar a mídia alternativa. Ele mesmo admite, com um descaramento delinquente, que se trata de perseguição política.

Nunes diz o seguinte: "Continuo na minha tarefa de identificar os financiadores desses blogs e movimentos pretensamente independentes, mas que estão a serviço do governo e de partidos políticos, financiados com dinheiro público".

A asserção é absurda, discriminatória e anti-democrática. As exibições do Mídia Ninja ajudaram a derrubar em mais de 20 pontos a aprovação da presidente Dilma, e abriu caminho para a oposição em 2014. Os Ninjas se tornaram heróis da grande mídia tucana.'
Matéria Completa, ::AQUI::

Istoé aponta homens fortes do propinoduto tucano

Posted: 17 Aug 2013 08:38 AM PDT


"Nova reportagem da revista mostra que servidores de primeiro e segundo escalões da administração paulista envolvidos no cartel do metrô são ligados aos principais líderes tucanos no Estado; eles atuaram sob o comando de dois homens de confiança de Serra e Alckmin, seus secretários de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella e Jurandir Fernandes


A revista Istoé volta a tratar das investigações do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e do Ministério Público sobre o cartel do metrô em São Paulo na edição desta semana. Segundo a matéria, quadros importantes do PSDB levaram propinas e irrigaram campanhas eleitorais com recursos públicos.

"O esquema paulista distingue-se pelo pioneirismo (começou a funcionar em 1998, em meio ao governo do tucano Mário Covas), duração, tamanho e valores envolvidos – quase meio bilhão de reais drenados durante as administrações tucanas. Porém, ainda mais importante, o escândalo do Metrô em São Paulo já tem identificada a participação de agentes públicos ligados ao partido instalado no poder", diz a reportagem
Mais informações »

Serra "fritará" Aécio?

Posted: 17 Aug 2013 07:23 AM PDT


Entre Serra e Aécio, a velha
pendenga / Antônio Cruz/ABr

'Alguém gostaria de convocar o fantasma de Cristiano Machado


A política mineira é marcada por vários traumas. Um deles deu origem à expressão "cristianização", derivada do nome de Cristiano Machado (1893-1953), que se lançou, em 1950, candidato à Presidência pelo PSD. Foi "cristianizado" porque o partido apoiou Getúlio Vargas, do PTB. Nos dias de hoje "cristianizar" é "fritar".
Em duas eleições presidenciais (2006 e 2010), o mineiro Aécio Neves, neto de Tancredo, foi "fritado" por candidaturas paulistas (José Serra e Geraldo Alckmin), estado que controla o PSDB.

Mais jovem naquelas ocasiões, optou por esperar sua oportunidade. Finalmente parecia ter conseguido fixar o nome dele dentro do partido. Engano. Sofre todo o tempo sabotagem de José Serra e dos "serristas".
Mais informações »

Domínio do fato no julgamento dos outros é refresco

Posted: 17 Aug 2013 06:36 AM PDT

"Quando a condenação dos réus petistas atendia a interesses da oposição, não se ouviu uma única voz discordante

Paulo Moreira Leite, ISTOÉ

Os festejos promovidos pela oposição em função do emprego da teoria do domínio do fato para condenar os réus do mensalão ameaçam voltar-se contra os tucanos denunciados no propinoduto tucano.
Advogado do professor Luizinho na ação penal 470, secretário do Ministério da Justiça no período de Marcio Thomaz Bastos, Pierpaolo Bottini registrou em artigo no site Consultor Jurídico que há uma notável semelhança entre o tratamento dispensado aos réus condenados pelo mensalão e os primeiros suspeitos de receber propinas no escândalo da Siemens – o emprego da teoria do domínio do fato.

Referindo-se ao indiciamento do ex-secretário de Energia Andrea Matarazzo pela Polícia Federal, Bottini, que reconhece méritos nessa jurisprudência desenvolvida pela Justiça alemã, mas lembra que ela possui determinados requisitos para que possa ser emprega em nome do bom Direito, fala que ela está sendo empregada de forma "extensiva demais."

É uma avaliação que reproduz críticas feitas durante a ação penal 470.

Mais informações »

Segundo pesquisa, 43% dos brasileiros não se identificam com a programação da TV

Posted: 17 Aug 2013 06:29 AM PDT


Daniel Mello, Agência Brasil
 
"A televisão é assistida diariamente por 82% dos brasileiros, mas 43% da população não se reconhecem na programação difundida pelo veículo e 25% se veem retratados negativamente. Apenas 32% se sentem representados positivamente. Os dados são da pesquisa de opinião pública Democratização da Mídia, lançada hoje (16) pela Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT. Para o estudo foram feitas 2,4 mil entrevistas domiciliares em zonas rurais e urbanas de 120 municípios, entre 20 de abril e 6 de maio deste ano.

Quase um terço dos entrevistados (29%) disse que nunca vê a defesa de seus interesses na televisão, enquanto que para 55% essa defesa ocorre de vez em quando. Em relação às mulheres, 17% acha que quase sempre são tratadas com desrespeito na programação, problema que ocorre eventualmente para 47% dos entrevistados. O tratamento dos nordestinos também recebeu avaliação semelhante, sendo que foi considerado quase sempre desrespeitoso para 19% e só às vezes para 44%. Sobre a população negra os percentuais foram de 17% e 49%, respectivamente.
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário