quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 23 Jan 2013 03:50 AM PST

Posted: 23 Jan 2013 03:44 AM PST


"Levantamento apresentado no Fórum Econômico de Davos, que começa hoje na Suíça, revela que os empreendedores e executivos brasileiros estão entre os quatro mais otimistas do mundo, a despeito de toda a gritaria relacionada ao colapso do setor elétrico e do pibinho; Brasil é também destino preferencial das grandes multinacionais



A julgar pela leitura dos grandes jornais brasileiros, conclui-se que os empresários nacionais não investem porque perderam a confiança no futuro. Temem a falta de energia, gerada pela suposta má gestão do setor elétrico, e a alta de preços, decorrente do abandono da política de metas pelo Banco Central. Inseguros, engavetam seus projetos.
Mais informações »
Posted: 22 Jan 2013 04:29 PM PST


Saul Leblon, Carta Maior / Blog das Frases

"Cerca de 27 milhões de moradias terão que ser construídas no Brasil até 2023.

O déficit atual, sozinho, requer a produção de 7,5 milhões de habitações.

Quase 6% dos brasileiros, mais de 11,5 milhões de pessoas, vivem em favelas - 88% em regiões metropolitanas.

São Paulo, Rio e Belém, juntas, reúnem 44% dos favelados brasileiros.

São escalas que podem mudar o rosto de uma nação.

Como já ocorreu no passado, pelo avesso.

Durante 23 anos, desde a extinção do BNH, em 1986, o Estado brasileiro ignorou o destino habitacional de famílias com até três salários.

Essa renda é incompatível com o financiamento privado de um imóvel.
Mais informações »
Posted: 22 Jan 2013 04:22 PM PST


Uma mulher limpa o logo do Fórum Econômico Mundial em uma das salas de reunião do resort suíço em Davos. Foto: Johannes Eisele / AFP


José Antonio Lima, CartaCapital

"A renda líquida obtida em 2012 pelas 100 pessoas mais ricas do mundo, 240 bilhões de dólares, poderia acabar quatro vezes com a extrema pobreza no planeta. A conclusão está num relatório publicado no fim de semana pela ONG britânica Oxfam. A entidade não entra em detalhes a respeito das contas que fez para chegar ao dado, mas os números servem como alerta para a intensa e crescente desigualdade social no mundo. O documento serve para chamar a atenção para os debates do Fórum Econômico Mundial, que começa nesta terça-feira 22 em Davos, na Suíça. A desigualdade ganhou um painel próprio no encontro, marcado para sexta-feira 25, mas tanto suas conclusões quanto os avisos da Oxfam devem cair em ouvidos moucos. O mundo hoje está construído para ampliar a desigualdade e não há sinais de mudança.

O relatório da Oxfam ecoa estudos e análises econômicas recentes sobre a desigualdade. Hoje, as diferenças entre os países estão diminuindo, mas a desigualdade entre os mais ricos e os mais pobres dentro de cada nação está crescendo. Essa é a regra na maior parte das nações em desenvolvimento e também nas desenvolvidas.

Nos Estados Unidos, a desigualdade social é tão grande hoje em dia que, nas palavras da revista The Economist, supera a das últimas décadas do século XIX, a chamada "Era Dourada" do capitalismo norte-americano. A porcentagem da renda nacional que vai para o 1% mais rico da população dobrou desde 1980, de 10% para 20%. Para o 0,01% mais rico, a bonança foi maior: sua renda quadruplicou."
Artigo Completo, ::AQUI::

Posted: 22 Jan 2013 03:44 PM PST


Lula mantém em alta a expectativa dos eleitores em vê-lo de volta à vida pública


Correio do Brasil

"Lula será o comandante-em-chefe da campanha à reeleição da presidenta Dilma Rousseff, no ano que vem, e ainda tentará uma vaga ao Senado "para facilitar os trâmites dos projetos de desenvolvimento do país, no Legislativo, e integrar a base formal de apoio ao Planalto", afirmou ao Correio do Brasil, nesta terça-feira, um graduado auxiliar do ex-presidente . Outro fator que embala a confiança do líder petista é a presença isolada na dianteira para qualquer cargo que ele cogitar, segundo pesquisas de intenção de voto realizadas pelo Instituto Voxpopuli e guardadas no cofre do PT.

Diante da realidade que começa a se desenhar, setores da direita e da ultra-direita usam dos jornais e TVs conservadores a que estão alinhados na tentativa de espalhar uma cortina de fumaça e atrapalhar os planos da legenda de centro-esquerda, cotada para derrotar os seus adversários em nível nacional e, particularmente, no Estado de São Paulo, última trincheira de agremiações partidárias como o PSDB e o DEM. Em artigo publicado nesta terça-feira, o ex-assessor de imprensa de Lula, jornalista Ricardo Kotscho, repara que "na falta de um candidato competitivo da oposição até agora, setores da mídia resolveram lançar dois candidatos do PT, Dilma e Lula, em mais uma tentativa de jogar um contra o outro".

"Estão perdendo seu tempo. Dilma é a candidata de Lula à reeleição desde a sua vitória em outubro de 2010, quando já começavam as especulações na imprensa sobre a sua possível volta em 2014. Numa das últimas conversas que tivemos no Palácio da Alvorada, logo após a vitória de Dilma, o então presidente Lula apresentou dois bons argumentos para justificar sua decisão de não mais disputar eleições", lembra o articulista.


– Em primeiro lugar, quem me garante que seria eleito? Em segundo lugar, se eleito, quem me garante que teria condições de fazer um bom governo e sairia com a mesma aprovação popular de agora? – disse Lula ao então assessor."
Matéria Completa, ::AQUI::

Posted: 22 Jan 2013 03:28 PM PST


"O ano de 2013 começou, para a Folha de S.Paulo, com um apagão iminente, desmentido pelas termelétricas e pelas chuvas. Depois, surgiu a tese de que não era mais um apagão que ameaçava o Brasil, mas 'apaguinhos' espalhados pelo País. Agora, surge a possibilidade de apagão em 2014, já desmentida pelo governo. Qual é a próxima?


O ano de 2013 começou, para a Folha de S.Paulo, com um apagão iminente, indicado, pretensamente, por uma reunião emergencial que, saberíamos horas depois, estava marcada desde o ano passado (relembre). Na semana passada, surgiu a tese de que não era mais um apagão que ameaçava o Brasil, mas vários apaguinhos espalhados pelo País, simbolizados pela falha que levou à queda de energia em municípios do Piauí antes da chega da presidente Dilma Rousseff ao estado. Agora, surge a tese do apagão em 2014, já desmentida também pelo governo. Qual será a próxima?
Mais informações »

Posted: 22 Jan 2013 02:28 PM PST
Altamiro Borges, Blog do Miro


"O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) da Venezuela divulgou nesta semana que a pobreza extrema no país vizinho caiu de 11,36%, em 2001, para 6,97% no ano passado. Já os lares considerados "pobres" – a metodologia utilizada inclui superlotação, crianças fora das escolas, moradia precária e ausência de serviços básicos – caíram de 21,64% para 17,60%. Para Elías Eljuri, presidente do INE, a nova sondagem confirma os significativos avanços sociais nesta nação latino-americana.

"Por todas as vias examinadas, houve uma redução da pobreza bem importante. Já há estimativas de que a pobreza fechará em torno de 6,5% em 2012", afirmou o pesquisador. Ele também forneceu detalhes sobre a pesquisa e disse que a aglomeração crítica de pessoas em casas se reduziu de 15,12% a 10,10%; a moradia inadequada de 9, 38% a 8,69% e lares sem serviços básicos de 14,69% a 8,68%. No último ano e meio, a "missão habitação" garantiu 346 mil novas residências e outros conjuntos estão para ser concluídos.

A mídia colonizada, que nestes dias baba com a posse de Barack Obama, evidentemente não vai destacar estas boas notícias. Sobre o país vizinho, os seus "calunistas" somente especulam – e alguns torcem – sobre a morte de Hugo Chávez. Para o desespero dos Mervais e Noblats, nesta semana pintaram notícias sobre a recuperação da saúde do líder bolivariano. A Reuters informou ontem que "ele deve voltar em breve à Venezuela". Caso seja confirmado, alguns "calunistas" deveriam pedir demissão pelas suas besteiras!"
Posted: 22 Jan 2013 06:49 AM PST

Posted: 22 Jan 2013 06:47 AM PST


"Buscar a presença de diversidade e pluralismo nos meios de comunicação significa se irritar todos os dias com a ausência deles

João Brant, no Brasil de Fato / Revista Fórum

Quando se analisa a ligação entre comunicação e política, a tendência é olhar para a cobertura do período eleitoral ou para os escândalos políticos. São, de fato, dois bons termômetros. Mas entre uma eleição e um escândalo há o noticiário do dia a dia, aquele que fala dos fatos de hoje que serão esquecidos depois de amanhã, mas que ajudam a consolidar o entendimento de cada um sobre o mundo.
Mais informações »
Posted: 22 Jan 2013 06:28 AM PST
Mauro Santayana, Jornal do Brasil
"Há um axioma da oratória política norte-americana, o de que os discursos de despedida são sempre mais importantes do que os de início de mandato, mesmo quando se trata de reeleição. Os dois melhores discursos de despedida, como projetos políticos para a nação, foram os de Washington, no início da República, e de Eisenhower, em 1961. Washington aconselha o seu povo  a não intrometer-se nas guerras européias, e a aproveitar-se, ao máximo, do comércio pacífico com o mundo. Eisenhower adverte contra o "complexo industrial militar" que, depois de sua saída, assenhoreou-se do poder nos Estados Unidos.

Washington e Eisenhower, como  chefes militares vitoriosos dos dois grandes conflitos internacionais do povo americano, a Guerra da Independência e a 2ª.Guerra Mundial, sabiam o que são as guerras.
Mais informações »

Posted: 22 Jan 2013 06:20 AM PST
"O Brasil vai crescer este ano e com isso dar continuidade ao ciclo formidável de progresso pelo qual passa o povo brasileiro nos últimos dez anos

Davis Sena Filho, Brasil 247

O pré-candidato a presidente da direita brasileira e também, por que não, dos conservadores estrangeiros, senador Aécio Neves (PSDB/MG), está muito preocupado com o sistema de energia do País, bem como com a inflação, que, inversamente ao que ele fala, está controlada e dentro dos índices esperados pelo Ministério da Fazenda e o Banco Central. A verdade é que a realidade do Brasil não é a que o senador tucano vê. É outra.

FHC quando se olha no espelho vê o Aécio Neves, seu alter ego mais jovem
Para o tucano mineiro, os trabalhistas, com quem seu avô, Tancredo Neves, conviveu e apoiou durante décadas e que ocupam a cadeira da Presidência da República há mais de dez anos, além de realizarem uma revolução silenciosa no Brasil reconhecida pela comunidade internacional, não administram com correção e responsabilidade o País e muito menos têm competência para tocar o barco para águas mais calmas e, por sua vez, livre de ondas traiçoeiras, que podem afundar o poderoso País da América do Sul, e que colunista da Veja, colonizado e com um incomensurável complexo de vira-lata, teima em tratá-lo pelo nome de "Banânia".
Artigo Completo, ::AQUI::

Posted: 22 Jan 2013 05:14 AM PST


Grupo de mídia tenta nova
tática para frear a lei de meios


Redação, PortalIMPRENSA

"A batalha judicial entre o governo da Argentina e o Grupo Clarín graças à aplicação da Lei de Meios pode acabar se tornando uma espécie de história sem fim. Segundo o portal Tiempo Pyme, os advogados do grupo de mídia apresentaram uma nova denúncia, desta vez em Mar del Plata, com o objetivo de continuar freando os artigos da lei que mais os prejudicam.

A nova denúncia funciona como uma espécie de "plano B", e se for bem sucedida, iria por um caminho diferente da "causa principal", que está atualmente na Câmara Federal da cidade de Buenos Aires e que pode acabar na Corte Suprema no meio do ano.

Neste caso, a Cablevisión argumenta que não pedindo a constitucionalidade de alguns artigos, mas sim que visa "garantir o pleno exercício da liberdade de expressão e o exercício adequado do direito de informar a todos os cidadãos".

Nesta segunda-feira (21/1), chega ao fim o prazo para que tanto o Grupo Clarín, como o Estado façam suas apelações diante da Câmara Federal Civil e Comercial, antes da decisão do juiz Horacio Alfonso, que anteriormente confirmou a constitucionalidade dos artigos da Lei que foram questionados pelo grupo de mídia."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário