terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 22 Jan 2013 04:47 AM PST


Plenária com estudantes de base
da UNE, em Recife
(Foto: Divulgação/Facebook)


"Garantia de recursos para a área foi escolhida a principal bandeira da entidade no congresso com estudantes de base, que reuniu 5 mil jovens em Recife



Mariana Tokarnia, Agência Brasil / RedeBrasil Atual

"A União Nacional dos Estudantes (UNE) aprovou ontem (21) a defesa de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação como a principal bandeira da entidade neste ano. Reunidos no ginásio do Clube Português em Recife, os 5 mil estudantes que participaram do 14º Conselho Nacional de Entidades de Base (Coneb) levantaram os crachás para votar nos assuntos a serem defendidos pela UNE. 
Mais informações »

Posted: 22 Jan 2013 03:42 AM PST



"Mídia de papel destaca discurso inclusivo de Barack Obama na posse de seu segundo mandato como presidente dos Estados Unidos; igualdade foi a palavra chave nas manchetes; no Brasil, porém, políticas de transferência de renda, cotas para minorias e diversidade sexual são publicadas na editoria do preconceito; progressismo só é bonito no quintal alheio?


Programas de inclusão social como o estabelecimento de cotas raciais para acesso ao ensino superior e ocupação do mercado de trabalho, ações de garantia de renda mínima como o bolsa família e iniciativas para a compreensão sobre a diversidade sexual e a integração de imigrantes à sociedade brasileira não são, exatamente, assuntos pelos quais a mídia de papel representada por jornais como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo morra de amores. Ao contrário. Praticamente todos os dias, o que se pode ler nas páginas desses jornais são ataques a programas como o ProUni, disparos em série contra o que é visto como assistencialismo representado pelas ações de concessão de renda como o Bolsa Família e uma cobertura bastante discreta, e pitoresca, sobre os direitos das minorias, entre as quais os gays e os imigrantes.
Mais informações »
Posted: 21 Jan 2013 04:30 PM PST

Posted: 21 Jan 2013 04:23 PM PST


Alex Rodrigues, Agência Brasil
 
"A quantidade de denúncias de intolerância religiosa recebidas pelo Disque 100 da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República cresceu mais de sete vezes em 2012, quando comparada com a estatística de 2011. Embora signifique um aumento de 626%, a própria secretaria destaca que o salto de 15 para 109 casos registrados no período não representa a real dimensão do problema.

O resultado foi divulgado a pedido da Agência Brasil, devido ao Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, celebrado hoje (21).

Os dados do Disque 100 para a intolerância religiosa podem estar subestimados, de um lado, porque o serviço telefônico gratuito da secretaria não possui um módulo específico para receber esse tipo de queixa, de forma que nem todos casos chegam ao conhecimento do Poder Público.
Mais informações »

Posted: 21 Jan 2013 04:14 PM PST


Segundo o ex-presidente, "integração
é uma palavra fácil de ser falada, mas
difícil de ser colada em prática"
(Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
"Encontro com acadêmicos e pensadores de diversos países da região ocorre em São Paulo



Na abertura do encontro com intelectuais sul-americanos de esquerda, que ocorre hoje (21) num hotel de São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou da necessidade de juntar os pensadores da região para a construção de uma "doutrina" da integração latino-americana. Segundo Lula, a ideia vem amadurecendo desde seu primeiro mandato presidencial.


O ex-presidente considera a integração é "uma palavra muito fácil de ser falada, mas muito difícil de ser colocada em prática, tais os problemas políticos, as incompreensões e os preconceitos" que cercam o tema.
Mais informações »
Posted: 21 Jan 2013 03:40 PM PST


Agência Brasil

"O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje (21) que o país não terá problemas com o nível dos reservatórios das hidrelétricas porque o período de chuvas já começou. Segundo ele, o suprimento de energia está garantido.

"O período de chuvas é realmente em janeiro, fevereiro, março e abril. Não temos problemas com nossos reservatórios, vamos preenchê-los todos e garantir o suprimento de energia por todo ano e pelos anos seguintes. Só o fato de estarmos acrescentando cerca de 9 mil megawatts de energia este ano é uma segurança para frente. Nós estamos acrescentando cada vez mais e fazendo balanceamento de térmicas e hidrelétricas", explicou o ministro.

Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas subiu nas regiões desde a semana passada.

A Região Norte, que apresentava 43,51% da capacidade total na semana passada, agora está com 45,04%. No subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o crescimento passou de 32,09% para 33,31%. Já na Região Nordeste, o nível subiu de 29,64% para 29,84%. No subsistema Sul, houve uma queda na semana passada, mas desde a última sexta-feira (18), o nível passou de 48,67% para 48,94%.

A manutenção do nível dos reservatórios das hidrelétricas é importante para garantir a geração de energia necessária para o país, que tem sua matriz energética baseada principalmente na energia hidráulica. Por causa do baixo nível dos reservatórios das usinas registrado nos últimos meses, o governo teve que acionar as térmicas, que são mais caras e poluentes."
Posted: 21 Jan 2013 03:26 PM PST


Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho

"Na falta de um candidato competitivo da oposição até agora, setores da mídia resolveram lançar dois candidatos do PT, Dilma e Lula, em mais uma tentativa de jogar um contra o outro.

Estão perdendo seu tempo. Dilma é a candidata de Lula à reeleição desde a sua vitória em outubro de 2010, quando já começavam as especulações na imprensa sobre a sua possível volta em 2014.

Numa das últimas conversas que tivemos no Palácio da Alvorada, logo após a vitória de Dilma, o então presidente Lula apresentou dois bons argumentos para justificar sua decisão de não mais disputar eleições.
Mais informações »

Posted: 21 Jan 2013 03:19 PM PST


Luciano Martins Costa, Observatório daImprensa

"A edição de domingo (20/1) do Estado de S.Paulo trouxe como manchete levantamento feito pelo Ibope a pedido do jornal paulista, no qual se revela que a maioria dos brasileiros não tem preferência partidária: no final de 2012, época da consulta, 56% declararam não apoiar nenhum partido específico, enquanto 44% tinham algum partido preferido. Em 1988, os números eram invertidos, com 61% partidarizados e 38% sem preferência.

Segundo o diário, a indiferença dos cidadãos em relação a siglas partidárias é resultado dos escândalos políticos dos últimos anos, em especial o que envolveu dirigentes do Partido dos Trabalhadores. No entanto, embora tenha perdido popularidade desde março de 2010, o PT segue sendo a agremiação com maior número de adeptos, o equivalente a 24% do total.

Uma análise cuidadosa da reportagem, confrontada com outros textos sobre o mesmo tema, revela que houve um esforço de edição por parte do jornal para forçar o entendimento de que o PT teve a maior perda entre os partidos. Os números, porém, indicam que o PMDB, com 6%, e PSDB, com 5%, segundo e terceiro colocados, ainda estão muito distantes do Partido dos Trabalhadores em termos de popularidade. Além disso, não há revelações inéditas no estudo, uma vez que a redução da credibilidade dos partidos políticos é em fenômeno comum a todas as democracias do Ocidente.
Mais informações »

Posted: 21 Jan 2013 06:50 AM PST

Posted: 21 Jan 2013 06:38 AM PST


Dilma e Aécio têm seus próprios
problemas com relação a 2014


Correio do Brasil 
 
"O quadro político nacional, antes um mar de almirante para a presidenta Dilma Rousseff, recebe as primeiras nuvens escuras para 2014, pintadas por analistas políticos mais conservadores. Na opinião do professor Renato Janine Ribeiro, da USP, tanto a presidente Dilma Rousseff quanto o senador mineiro Aécio Neves perdem espaço na corrida rumo a 2014. Expert nas ideias de Thomas Hobbes, segundo a qual os homens só podem viver em paz se concordarem em submeter-se a um poder absoluto e centralizado, Ribeiro prevê que aquela que parecia uma certa e tranquila reeleição da presidenta, com a candidatura do PSDB representada por um olímpico Aécio Neves, com desejo maior de concorrer do que de vencer nas urnas, tende a se transformar em uma batalha campal mais emocionante.

Segundo o professor, que estudou a fundo a obra Leviatã e, nela, as observações de Hobbes sobre a natureza humana e a necessidade de governos e sociedades, Dilma aparece agora mais fraca devido aos problemas no crescimento da economia, fator preponderante para o sucesso ou o fracasso dos governantes. Na obra do pensador inglês do século XVI, cada um de nós tem direito a tudo e, uma vez que todas as coisas são escassas, existe uma constante guerra de todos contra todos (Bellum omnia omnes), o que Ribeiro traduz na volatilidade do eleitorado que, hoje, embala sua confiança no governo Dilma em caixas de papelão, nas quais embrulham eletrodomésticos financiados a perder de vista.


Aécio, por sua vez, enfraqueceu-se diante da disposição radical do ora tucano José Serra de voltar à disputa, mais uma vez, das eleições presidenciais, ainda que para isso precise deixar o PSDB. A intenção de Serra não apenas divide a direita, mas leva Aécio a um desgaste dentro das próprias trincheiras."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 21 Jan 2013 06:08 AM PST
Paulo Nogueira, Diário do Centro do Mundo

"A sociedade tem que saber mais sobre as práticas fiscais de corporações como a Globo

Carlos Dornelles é um verbete grande no espaço de memórias do site da Globo.
"Ali ficamos sabendo que Dornelles, gaúcho de Cachoeira do Sul nascido em 1954, fez muitas coisas na Globo.
Vou transcrever um trecho para conhecermos melhor Dornelles na Globo segundo a própria Globo:

Esteve à frente de importantes coberturas, tais como a do comício no Vale do Anhangabaú pela campanha das Diretas Já, em 1984. (…)

Também integrou a equipe mobilizada para a cobertura da doença e, em seguida, do falecimento do então presidente eleito Tancredo Neves. 
Mais informações »

Posted: 21 Jan 2013 05:54 AM PST


"Em seminário organizado pelo Instituto Lula, braço direito do ex-presidente desvia foco sobre possível candidatura de Lula ao Palácio do Planalto em 2014; ao 247, o ex-ministro Luiz Dulci também foi pela mesma linha; "Lula não é candidato", disse ele; o economista Marcio Pochmann (direita) manifestou confiança no crescimento da economia; "O PIB terá alta de cerca de 3% em 2013"; seminário será fechado para a mídia

Marco Damiani, Brasil 247

Momentos antes de iniciar um seminário organizado pelo Instituto Lula a respeito de integração latino-americana (leia mais), o diretor da instituição Paulo Okamotto negou as avaliações que apontam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato ao Palácio do Planalto em 2014: "Nossa candidata é a Dilma", disse ele ao 247. Ele também negou a candidatura de Lula ao governo de São Paulo, mas deixou a porta aberta para um pouco mais de especulações. "Até o Carnaval, tudo é boataria".

O ex-ministro Luiz Dulci, também diretor do Instituto, seguiu pela mesma linha. "Lula não é candidato, nosso nome é Dilma". Dulci afirmou ao 247 ter confiança no crescimento da economia em 2013. "Não só o Brasil, mas todo o continente latino-americano irá crescer. Teremos um grande ano".

A aposta otimista no crescimento da economia também foi feita ao 247 pelo economista Marcio Pochmann, ex-presidente do Ipea e atual presidente da Fundação Perseu Abramo, do PT. Ele tem seus próprios números para o PIB. "Vamos crescer 3% com inflação em torno de 5%", disse."
Matéria Completa, ::AQUI::
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário