sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 11 Oct 2012 06:12 PM PDT



Posted: 11 Oct 2012 06:10 PM PDT



José Roberto de Toledo, Estado de S. Paulo / Blog
"O teto de voto de Fernando Haddad (PT) na área onde os petistas costumam ter dificuldades está mais alto do que o teto de José Serra (PSDB) na periferia onde tucanos costumam naufragar. É isso que fez o candidato do PT sair na frente na corrida do segundo turno em São Paulo, explica a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari. Em votos válidos, Haddad lidera por 56% a 44%.



Na extrema periferia paulistana, batizada de Sul 2 e Leste 2 pelo Ibope, Serra tem apenas 1 em cada 4 eleitores, enquanto Haddad varia de 58% a 61%. São as regiões mais pobres da cidade.

Já no centro rico expandido – que o Ibope divide em Centro, Oeste e Sul 1 – o candidato do PT tem no mínimo 1 em cada 3 eleitores, enquanto Serra não passa de 52%, conta Márcia.

Os números refletem duas coisas: a dificuldade do tucano de cativar o eleitor mais pobre e que não fez faculdade, e a maior facilidade de Haddad para ser aceito por uma parte significativa da classe média – a aposta que levou o ex-presidente Lula a bancar a candidatura de um jovem professor universitário, neófito em eleições e desvinculado do processo do mensalão."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 11 Oct 2012 05:09 PM PDT
"Em pronunciamento no Senado, ele cobra o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, mais uma vez, e afirma que a comissão que investiga as atividades de Carlos Cachoeira perderá sentido se não chegar ao que chama de "núcleo jornalístico da quadrilha"; a oportunidade, no entanto, talvez tenha passado


Brasil 247 / Agência Senado

Em discurso nesta quinta-feira (11), o senador Fernando Collor (PTB-AL) voltou a afirmar que membros do Ministério Público vazaram os autos dos inquéritos das Operações Vegas e Monte Carlo da Polícia Federal para determinados veículos da imprensa, em especial a revista Veja. Ele pediu que a CPI do Cachoeira investigue o caso.

- Os procuradores Daniel de Resende Salgado, Léa Batista de Oliveira e Alexandre Camanho de Assis, sob a tutela do senhor Roberto Gurgel [procurador-geral da República], entregaram no dia 2 de março deste ano, por volta do meio-dia, os autos dos inquéritos das operações Vegas e Monte Carlo aos jornalistas da Veja, Rodrigo Rangel e Gustavo Ribeiro – afirmou Collor.

O senador informou ter apresentado vários requerimentos de informações, principalmente ao Ministério Público, pedindo esclarecimentos sobre as denúncias, mas disse que as respostas que recebeu foram "insuficientes, contraditórias, omissas, evasivas e incompletas". Além de, segundo o parlamentar, alguns pedidos não terem sido respondidos.

Collor também apresentou representações contra o Roberto Gurgel, questionando e denunciando a conduta dele em relação às ações do Ministério Público sobre as Operações Vegas e Monte Carlo. Para o senador, Gurgel prevaricou ao passar meses sem adotar ações baseadas nas investigações da Polícia Federal.

No mesmo dia do suposto vazamento de informações sigilosas das operações policiais, acrescentou Collor, consta em registros oficiais que o jornalista Rodrigo Rangel Costa esteve na sede da Procuradoria-Geral da República em Brasília."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 11 Oct 2012 04:26 PM PDT


Ativista mirim seguem em tratamento
e tem quadro estável
Redação, Portal IMPRENSA


"Na última quarta-feira (10/10), médicos removeram uma bala da cabeça da ativista mirim e blogueira Malala Yousafzai, atacada pelo Taleban na terça (9/10), porque fazia campanha pelo direito de meninas à educação, informou O Estado de S. Paulo.

Segundo os médicos, apesar de ferida na cabeça e no pescoço, seu quadro é estável. Apesar de continuar hospitalizada, a adolescente recebeu novas ameaças.

Em entrevista à BBC, Ehsanullah Ehsan, porta-voz dos Taleban, reiterou ameaças à menina de 14 anos e disse que ela foi atacada por "promover o secularismo".

Contra o ataque
Paquistaneses de diversas facções políticas e religiosas condenaram o ataque a Malala, cuja defesa da educação de meninas fez dela um símbolo de resistência à ideologia taleban. "Malala é nosso orgulho. Ela se tornou um ícone para o país", disse o ministro do Interior, Rehman Malik.

O comandante do Exército, general Ashfaq Parvez Kayani, visitou o hospital de Peshawar onde Malala estava sendo tratada e condenou a "ideologia deformada" dos "covardes" que a atacaram. 

O astro do críquete e líder da oposição, Imran Khan, ofereceu-se para pagar o tratamento da jovem Dirigentes de seu partido rejeitaram a acusações de que estavam sendo lenientes com o Taleban.

A Jamaat-ud-Dawwa, a ala humanitária do grupo militante Lashkar-i-Taiba, que segue uma vertente do Islã diferente do Taleban, condenou o ataque."


Posted: 11 Oct 2012 04:18 PM PDT
Portal Terra


'O Ibope divulgou sua primeira pesquisa sobre a disputa pela prefeitura de São Paulo no 2º turno das eleições. A sondagem encomendada pela Rede Globo e veiculada no SPTV 2ª edição, mostra o candidato Fernando Haddad, do PT, com 11 pontos percentuais à frente de José Serra (PSDB).

Fernando Haddad, que obteve, 28,98% no 1º turno das eleições, está com 48% na pesquisa Ibope. O tucano José Serra, que obteve 30,75% na disputa do último domingo, 7 de outubro, está com 37% das intenções de voto.

Votos brancos e nulos somam 9%. Indecisos atingem 6%.

Com margem de erro de três pontos para mais ou para menos, o Ibope mostra a mesma tendência da pesquisa Datafolha, publicada ontem, que exibiu a liderança de Fernando Haddad nas intenções de voto dos paulistanos.

O Ibope entrevistou 1.204 pessoas na cidade de São Paulo entre os dias 8 e 11 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo com o número TRE-SP 01852/2012."


Posted: 11 Oct 2012 09:56 AM PDT
"Candidato do PMDB, com mais de 800 mil votos no primeiro turno, Gabriel Chalita acaba de anunciar seu apoio a Fernando Haddad, do PT: "Farei toda a campanha, com entusiasmo, e ele é o melhor candidato"; aliança foi costurada pelo vice-presidente Michel Temer e pode fazer com que Chalita se torne ministro após as eleições


 Brasil 247

O apoio já era esperado e foi anunciado há poucos instantes, em São Paulo. Gabriel Chalita, que foi candidato à prefeitura de São Paulo pelo PMDB, acaba de aderir à candidatura de Fernando Haddad. "Farei toda a campanha, com entusiasmo, e ele é o melhor candidato", declarou.

Chalita disse que São Paulo precisa de mudanças urgentes e que constatou a necessidade de um novo rumo durante sua campanha, que lhe rendeu 833 mil votos. "Ficou assombrado em ver como a periferia está abandonada", afirmou. O peemedebista sinalizou ainda que fará a ponte entre a prefeitura e o Palácio dos Bandeirantes. "Eu e o governador Alckmin somos amigos e continuaremos sendo", afirmou. O acordo, costurado pelo vice-presidente Michel Temer, pode ainda render um ministério a Chalita - especula-se que seja o MEC, uma vez que ele já foi secretário de Educação em São Paulo."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 11 Oct 2012 09:35 AM PDT
Folha de S. Paulo


"Dois dias depois de se encontrar com o pastor Silas Malafaia para agradecer o apoio recebido no primeiro turno, o candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, José Serra, afirmou "que não assumiu nenhum compromisso" com o líder religioso.

"Não assumi nenhum tipo de compromisso com o pastor Malafaia. Ele me apoia, não pediu nada em troca", afirmou após caminhada pelo bairro de Pirituba.

Em entrevista publicada ontem pela Folha, Malafaia --líder de uma igreja com base no Rio de Janeiro-- disse que iria usar o "kit gay" para "arrebentar" o petista Fernando Haddad, adversário de Serra na disputa."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 11 Oct 2012 08:13 AM PDT


Posted: 11 Oct 2012 08:03 AM PDT


Serra ao lado de Telhada durante
campanha do PSDB em Pirituba
"Para candidato a prefeito do PSDB em São Paulo, coronel Telhada é um 'defensor dos direitos humanos'


Redação, Rede Brasil Atual

O candidato tucano à prefeitura de São Paulo, José Serra, fez campanha ontem (10) pelas ruas de Pirituba, zona oeste da cidade, ao lado do coronel Paulo Telhada, que se elegeu vereador pelo PSDB, mas é alvo de três pedidos de impugnação feitos pelo Ministério Público, um dos quais por incitação à violência. Telhada, que se orgulha de ter assassinado 36 pessoas – supostamente criminosas – e que recentemente fez ameaças a um jornalista da Folha de S.Paulo, foi tratado durante o ato de ontem como "amigo" de Serra.

Questionado, o tucano defendeu a atuação do correligionário – cujo lema é "bandido bom é bandido morto" –, e chegou a dizer que Telhada respeita os direitos humanos. "Ele desempenhou muito bem sua função. Foi um homem muito competente, seguindo as orientações do governo: uma política firme que respeita os direitos humanos", disse o candidato a prefeito."
Foto: Diogo Moreira/Frame/Folhapress
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 11 Oct 2012 07:44 AM PDT
"Em cadeia nacional de rádio e televisão, Cristina Kirchner cobrou o cumprimento da lei que, na Argentina, irá combater monopólios da informação e que é encarada, pelos atuais grupos de mídia, como perseguição


Renata Giraldi, Agência Brasil / Brasil 247

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, determinou o dia 10 de dezembro como prazo máximo para que as empresas do setor de imprensa e audiovisual apresentem seus planos de adaptação à nova Lei do Audiovisual. A lei foi aprovada em 2009 e limita a quantidade de licenças de rádio e televisão no país.

Ela alertou que se a ordem não for obedecida, a Autoridade Federal de Serviços de Comunicação Audiovisual (Afsca), órgão responsável por supervisionar a concessão de licenças, poderá "agir". "Ninguém pode estar acima dos três poderes do Estado", disse a presidenta da Argentina, em cadeia nacional de rádio e televisão.

De acordo com o presidente da Afsca, Martín Sabbatella, o objetivo da decisão é evitar "monopólios". A lei exige das empresas de mídia a entrega dos planos de adaptação no dia 8 de dezembro, mas Kirchner decidiu adiar o cumprimento da medida para o primeiro dia útil seguinte (10 de dezembro).

Durante o pronunciamento de Cristina Kirchner, Sabbatella aproveitou para criticar o grupo Clarín (que tem o controle do principal jornal do país e detém emissoras de rádio e televisão), que faz oposição ao governo. "É o único [grupo de comunicação] que tem 250 licenças, o que excede o que a lei permite, e não reconhece o papel da Afsca", disse ele.

Sabatella acrescentou que "a lei é para todos e foi feita para ser cumprida". Ao ser perguntado se os trabalhadores do grupo Clarín podem estar preocupados com seus empregos, ele disse que o governo "fará todos os esforços" para cuidar dos postos de trabalho e que a lei vai gerar "maior pluralidade de vozes e novos postos de trabalho".

O grupo Clarín, por sua vez, informou que a lei está sendo analisada pela Justiça e diz ser alvo de "ataques do governo". Nos últimos dias, apoiadores do governo exibiram faixas com a inscrição 7D (7 de dezembro) e oslogan do Clarín."

*Com informações da BBC Brasil


Posted: 11 Oct 2012 07:26 AM PDT




"Mesmo tendo aparecido no primeiro turno muito mais que o petista Fernando Haddad em eventos públicos em igrejas e templos, o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, José Serra, está atrás do rival entre católicos, evangélicos pentecostais, não pentecostais e umbandistas - que juntos respondem por 83% dos eleitores paulistanos. O tucano só se sai bem entre os espíritas kardecistas ou espiritualistas - um grupo que equivale a apenas 2% de quem vota na capital paulista. Os números são da pesquisa Datafolha.

Entre os católicos, Haddad tem o apoio de 46%, contra 41% de Serra. Entre os evangélicos não pentecostais, os percentuais são de 47% a 31%, respectivamente. E entre os pentecostais, a vantagem é a maior de todas para o petista: 52% a 33%. É exatamente entre os pentecostais que os candidatos mais têm investido em campanhas recentes. Além disso, conforme o Datafolha, as taxas de eleitores flutuantes são iguais para os dois concorrentes: 10% dos eleitores de Haddad dizem que ainda podem mudar de opinião, o mesmo percentual do grupo que se declara a favor do tucano. A pesquisa foi contratada pela Folha da Manhã S/A. e Globo Comunicação e Participações S/A. e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número SP-01851/2012. Foram entrevistados 2.100 eleitores, entre os dias 9 e 10 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos."


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário