domingo, 23 de setembro de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 22 Sep 2012 06:01 PM PDT
Haddad considera que Russomanno "não sabe o que pode prometer" e "vai empurrando com a barriga"
"Líderes do partido enfatizam relação de Fernando Haddad com Dilma, Lula e Marta e afirmam que o adversário do PRB, 'amador', não tem ideia de como administrar São Paulo


Redação, Rede Brasil Atual 

O comício realizado hoje (22) pelo PT em Brasilândia, na zona norte de São Paulo, marcou o início da estratégia de trazer para Fernando Haddad o eleitor ligado ao partido e que neste momento manifesta intenção de votar em Celso Russomanno (PRB). Durante todo o evento, os líderes petistas trabalharam sobre a ideia de que o ex-ministro da Educação é o único representante dos governos Lula e Dilma nas eleições municipais.

"Tem muita gente equivocada. Você já imaginou acordar no dia depois da eleição e dar com quem pode dar? O que a gente vai fazer da vida esses quatro anos?", manifestou a ministra da Cultura e ex-prefeita Marta Suplicy. "Tem um candidato que eles [os eleitores] gostam, mas não sabem muita coisa. Acham que sabem porque ele apareceu na televisão."

Conforme apurou a RBA, pesquisas qualitativas realizadas pelo PT mostraram que o eleitor identificado com o partido e menos politizado entende que Russomanno também é representante do projeto de governo nacional liderado atualmente por Dilma Rousseff. Residiria aí uma das grandes dificuldades em garantir o crescimento de Haddad nas pesquisas de intenções de voto. 


Com isso, o petista, que durante debate na segunda-feira (17) havia centrado fogo em José Serra (PSDB), principal oponente para chegar ao segundo turno, passou agora a destacar também suas diferenças em relação ao candidato do PRB. "Temos um fenômeno que temos de saber lidar, que é o Celso Russomanno. Pergunto a vocês se sabem quantos CEUs o Russomanno prometeu fazer. Sabem quantos quilômetros de ônibus o Russomanno prometeu fazer? Quantas escolas ou quantos hospitais? Vocês não sabem, eu não sei. E tem uma coisa que é pior: ele não sabe. Ele não sabe o que ele pode prometer", disse. "Ele vai empurrando com a barriga. São Paulo não é uma cidade para amador tocar."
Foto: campanha Haddad
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 22 Sep 2012 05:53 PM PDT


O material apreendido pelos fiscais permite cobrança de multa de cinco mil reais por dia de veiculação da propaganda

"Centenas de folhetos contendo textos e fotos ofensivas à candidata do PCdoB à Prefeitura de Manaus (AM), Vanessa Grazziotin, foram apreendidos nesta sexta-feira (21) por fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em diversos pontos da cidade, dentre eles no Parque Dez.



No Parque Dez, diversos folhetos apreendidos pelos fiscais do TRE foram retirados de um carro adesivado com a propaganda do candidato do PSDB, Arthur Neto. O material apreendido pelos fiscais permite, segundo consta na decisão da juíza Naira Norte, uma multa de cinco mil reais por dia de veiculação da propaganda.

A coordenação de campanha de Vanessa destaca que a afronta a decisão da juíza Naira Norte, com os folhetos apreendidos, indica, mais uma vez, o destempero da coligação de Arthur Neto, que tenta de forma desesperada atingir a candidata Vanessa, em uma demonstração de falta de respeito com o processo político democrático.

Os fiscais cumpriram determinação da juíza Coordenadora de Propaganda Eleitoral, Naira Norte, que no dia 19 de setembro último determinou que "cessem de imediato as propagandas ofensivas intituladas "A Farsa dos Ovos" e a "Farsa Desmascarada" e similares veiculadas em páginas de site oficial do candidato Arthur Neto (PSDB).

Os folhetos apreendidos continham dois ovos sobre a face da candidata Vanessa de forma grosseira e imagens e textos acusando a jovem Thamara Paduano de ter passado meleca gelatinosa no rosto da candidata Vanessa, no dia do debate da TV em Tempo, em 11 de setembro passado."


Posted: 22 Sep 2012 05:45 PM PDT
"Eurípedes Alcântara, diretor de Veja, iguala, em sua Carta ao Leitor desta semana, a entrevista de Pedro Collor feita 20 anos atrás, não apenas gravada como também filmada, à "entrevista" de Marcos Valério, sem áudio e sem fita, da semana passada. Diz ele que tem "o mesmo grau de certeza", o que equivale a tratar o leitor como paspalho, pois quem deve ter certeza é quem lê, e não quem publica (e, ao mesmo tempo, faz política)


Brasil 247

Num artigo brilhante, o ex-diretor de Redação de Época e Exame, Paulo Nogueira, explica por que os veículos tradicionais de mídia vêm perdendo influência a cada ano. Por uma razão simples: seus editores e patrões tratam o leitor como se fosse bobo (leia mais aqui).

É o caso de Eurípedes Alcântara, diretor de Redação de Veja, que, em sua Carta ao Leitor, iguala a entrevista de Pedro Collor, que ajudou a provocar o impeachment de seu irmão Fernando Collor há 20 anos, à "entrevista" de Marcos Valério, publicada na semana passada.

A primeira, feita pelo jornalista Luís Costa Pinto, não apenas foi gravada, como também filmada, com o consentimento do entrevistado. A segunda, bom, esta não tem áudio, não tem fita e já foi negada pelo próprio Marcos Valério."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 22 Sep 2012 04:49 PM PDT



Posted: 22 Sep 2012 04:48 PM PDT


Posted: 22 Sep 2012 04:29 PM PDT
Lula brincou com Pep Guardiola, ex-treinador do Barcelona e convidado para o evento, pedindo que não assuma o comando da Seleção do México
"O ex-presidente afirmou a 10 mil jovens que a palestra de sexta-feira marca a volta dele 'à vida política da América Latina'


Redação, Rede Brasil Atual

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi ovacionado durante a primeira palestra internacional após o tratamento contra o câncer, iniciado em outubro de 2011. Segundo a agência EFE, o brasileiro falou a milhares de universitários mexicanos durante um fórum organizado por uma fundação do magnata Carlos Slim. 

"Este é um momento especial para mim porque é a primeira viagem internacional que realizo após 11 meses tratando de um câncer que enfrentei e superei com a ajuda de Deus e o carinho da população brasileira", disse o ex-presidente, que havia feito a última viagem internacional justamente para o México. "Com muitíssima alegria volto ao México, país, este, que tanto estimo e no qual me sinto totalmente em casa", afirmou, acrescentando que o evento marca a "volta à vida política da América Latina e à política do Brasil".

Lula discursou durante 90 minutos vestindo gravata azul, branca, verde e amarela, e encorajou os jovens a aproveitar este momento para pedir aos governos latino-americanos que transformem a educação em "prioridade estratégica" durante seus mandatos. 

O ex-presidente cobrou ainda ênfase no combate à pobreza, com a elaboração de orçamentos sempre voltada a quem tem mais necessidades sociais.  "O presidente do México, o do Brasil, o dos Estados Unidos, não têm que cuidar dos mais ricos. O doutor Carlos Slim não precisa do Governo para nada! Quem precisa do governo são os pobres", disse."
Foto: Ricardo Stuckert. Instituto Lula


Posted: 22 Sep 2012 04:21 PM PDT
"Candidato do PSDB é quem mais perdeu pontos nas pesquisas em toda a corrida eleitoral; também é o que mais ataca adversários; igualmente, aquele que mais esconde seus apoiadores, entre eles o atual prefeito Gilberto Kassab; mesmo assim, mantém a fleugma de propositivo, ético e transparente; mas como um pênalti no futebol, a hora da verdade está chegando com a aproximação do dia do voto; e o jeito que Serra bate pênalti, como se viu ontem num campinho da periferia Leste de São Paulo, quando ele perdeu o sapato direito e errou o alvo, é ridículo; ou não é?



Brasil 247

Pênalti para os tucanos! O candidato a prefeito do PSDB José Serra correu, bateu  e... lá se foi um sapato. No chute a uma bola de futebol, dado na manhã da sexta-feira 21, num campinho de terra numa escola da periferia Leste de São Paulo, o erro tosco de Serra, no lance que é decisivo para qualquer partida, foi emblemático de todos os problemas que seu desempenho eleitoral apresenta até aqui. Como se viu no voo ridículo do acessório que protegia seu pé direito, Serra está jogando mal, por mais que mantenha a velha fleugma tucana, marca registrada do partido que ele ajudou a fundar e dar identidade, de tentar transferir para os outros os problemas que são seus.

É Serra, e não qualquer outro, que iniciou o atual jogo eleitoral com entre 32% e 35% de intenções de voto, a depender do instituto que se consultasse no março deste ano. E é ele mesmo que, agora, a quinze dias do final do jogo, amarga entre 21% (Datafolha) e 15% (Vox Populi), marcando, no meio termo, 19% pelo Ibope. Entre a melhor e a pior das hipóteses apuradas por milhares de entrevistas com a população paulistana, ao mostrar sua face, sua habilidade política e sua maneira de atuar nesta campanha, a partir do início do horário eleitoral gratuito e da aceleração da agenda de compromissos – que incluiu a visita à humilde escolinha de futebol com seu campinho de terra --, Serra só faz perder. E feio. Entre 14 e 18 pontos percentuais. No colégio eleitoral paulistano de cerca de 8 milhões de votantes, significa que Serra ouviu o apito inicial tendo a seu favor algo como 2,8 milhões de torcedores (35%), passando a ser apoiado, agora, depois de exibições de estilo como a do sapato que voou, por cerca de 1,2 milhão de fãs (15%). O candidato perdeu nada menos que 1,6 milhão de adeptos!"
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 22 Sep 2012 08:22 AM PDT



 Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"A Organização Não Governamental Movimento dos Sem Mídia irá protocolar na segunda-feira na Superintendência Regional de São Paulo do Departamento de Polícia Federal, na Delegacia de Defesa Institucional – Delinst, a representação abaixo reproduzida.

A denúncia versa sobre inquietude crescente quanto à confiabilidade e à veracidade de pesquisas de opinião eleitorais que, tal qual na última eleição presidencial, continuam sendo alvo de desconfiança de atores políticos e de amplos setores da sociedade civil.

Conforme o Blog anunciou anteriormente, a reprodução da representação nesta página destina-se a coletar apoio dos leitores à medida. Essas manifestações de apoio serão juntadas à representação que será protocolada na PF."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 22 Sep 2012 08:08 AM PDT



Joseph Ax, Reuters / Observatório daImprensa

"O Twitter entregou na sexta passada (14/9) ao juiz criminal da corte de Manhattan, em Nova York, Matthew Sciarrino, tuítes de Malcolm Harris, manifestante do Ocupe Wall Street. Caso não o fizesse, a rede social enfrentaria uma alta multa por desrespeito à ordem.

Harris era um dos centenas de presos durante um protesto em massa na ponte de Brooklyn em outubro. Os tuítes do manifestante não estão mais disponíveis online e a corte quer ter acesso a eles para tentar enfraquecer o argumento que Harris provavelmente dará em julgamento de que policiais teriam conduzido os manifestantes para o caminho da ponte apenas para prendê-los por obstrução do tráfego.

Após promotores terem intimado o Twitter a entregar os registros, em janeiro, a empresa e Harris deram início a uma batalha legal para cancelar o pedido, citando preocupações referentes à privacidade, dentre outras questões. Sciarrino rejeitou os argumentos e ordenou, em junho, que o Twitter entregasse os tuítes. Segundo ele, uma vez que o conteúdo foi publicado, deixa de ser privado.

O advogado de Harris, Martin Stolar, chegou a pedir a suspensão emergencial do processo na quinta (13/9). Stolar também abriu uma ação civil alegando que Sciarrino ultrapassou sua autoridade ao ordenar os tuítes. Em junho, o Twitter havia apelado do caso.

Sciarrino afirmou que manterá as mensagens fechadas no envelope até dia 21/9, até uma avaliação de outra apelação de Harris. Se a objeção não for aceita, ele revisará as mensagens e entregará o material relevante a promotores."
Tradução e edição: Larriza Thurler


Posted: 22 Sep 2012 07:39 AM PDT



"Foi ontem mas parece que muito mais tempo nos separa das "profecias" alardeadas pelos arautos do neoliberalismo e suas proclamações solenes sobre o fim da História, as delícias da nova ordem mundial, inaugurando um novo tempo sem conflitos de classes, um mundo sem fronteiras, imperialismos, guerras, concebido na paz.

Eduardo Bomfim, Vermelho

O professor Luiz Gonzaga Belluzzo no recente artigo "Desordem na engrenagem da civilização", publicado no Valor Econômico, demonstra que a "financeirização e globalização extremadas por essa nova ordem mundial reverteu tendências à maior justiça entre os povos, nações, observadas após a Segunda Guerra mundial até final dos anos setenta".

Ao contrário do que diziam os filósofos da pós-modernidade capitalista as pessoas se "distanciaram na realização da utopia de trabalhar menos para viver mais, os avanços da microeletrônica, informática, automação dos processos industriais não permitiram vislumbrar a libertação das fadigas mas aumentaram os mecanismos da bolha financeira", concentração do capital e exploração da força do trabalho.

Quanto ao consumo forjou-se uma compulsão dos indivíduos, associada a um mar de hipocrisia totalitário-conservadora, onde o fetiche de uma volátil obsolescência da mercadoria propõe-se a substituir as ideologias, os grandes valores universais erigidos pela civilização, a arte, a cultura, determinar os rumos da política que ficaria assim desgovernada, sem norte ou bússola, nivelada pelo pragmatismo mais vulgar."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 22 Sep 2012 06:57 AM PDT
"Tucano Barros Munhoz é acusado de desviar R$ 3,5 milhões por meio de uma empresa fantasma quando era prefeito de Itapira



Fausto Macedo, de O Estado de S. Paulo

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) abriu ação penal contra o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Barros Munhoz (PSDB), acusado de promover licitação supostamente fraudulenta quando exercia o cargo de prefeito de Itapira (SP), em 2003. Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, o réu contratou obras e serviços de engenharia de uma empresa fantasma e teria desviado cerca de R$ 3,5 milhões, em valores atualizados. Munhoz nega as acusações e diz que aguarda com serenidade a tramitação do processo.

O presidente do Legislativo, em seu segundo mandato no cargo, vai responder a processo por violação, repetida 33 vezes, do artigo 1.º do Decreto Lei 201/67, que define crimes de prefeitos - apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio.

O Órgão Especial reúne 25 desembargadores: os 12 mais antigos, 12 eleitos e o presidente do tribunal. Por 18 votos a 1, o colegiado decretou abertura da ação e, por unanimidade, determinou o fim do segredo de Justiça que blindava os autos e a investigação do Ministério Público.

Se condenado, Munhoz pode pegar pena de 2 a 12 anos de reclusão, perda do cargo e inabilitação, pelo prazo de 5 anos, para o exercício de função pública, eletiva ou de nomeação, sem prejuízo da reparação civil do dano causado ao patrimônio público ou particular."
Matéria Completa, ::AQUI:


Posted: 22 Sep 2012 06:09 AM PDT



"Depois de divulgar uma "entrevista" sem áudio negada por Marcos Valério e ser acusada de golpismo por seis partidos políticos, a revista Veja se cala e não apresenta provas das acusações feitas a Lula na semana passada. No lugar disso, faz uma capa sobre jogos de prazer, com duas referências a outros assuntos. Lula e o mensalão? Bom, deixa pra lá

Brasil 247

Como adiantamos aqui no 247, o empresário Roberto Civita, dono do grupo Abril, decidiu jogar truco com a democracia brasileira, sem ter o Zap, a carta mais forte do jogo (leia mais aqui). Na semana passada, publicou uma "entrevista" de Marcos Valério, negada pelo próprio, acusando o ex-presidente Lula de chefiar o mensalão e comandar um caixa dois de R$ 350 milhões. Era uma tentativa clara de iniciar um golpe paraguaio (leia mais aqui) para impedir a eventual volta de Lula ao poder, seja em 2014, seja em 2018. E, ontem, um dos colunistas da revista, Ricardo Setti, publicou artigo roteirizando o golpe, com entrevistas, também em off, com juristas que indicariam os artigos do código penal nos quais Lula deveria ser enquadrado (leia mais aqui).

O que se esperava de uma publicação séria é que apresentasse as provas das graves acusações que fez a a um ex-presidente que deixou o cargo com 70% de aprovação popular. Veja, no entanto, decidiu mudar de assunto. Fez uma capa sobre sexo – o que é bom, é claro – com duas referências a outros assuntos: a queda dos juros dos cartões de crédito e o radicalismo islâmico. Mensalão? Que nada! Melhor mudar de assunto."
Matéria Completa, ::AQUI::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário