segunda-feira, 16 de julho de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 15 Jul 2012 08:09 PM PDT




Posted: 15 Jul 2012 07:59 PM PDT


"Em entrevista ao Fantástico, Rosane Collor, que quer receber mais do que os atuais R$ 18 mil, diz que o ex-marido fez macumba nos porões da Casa da Dinda para chegar à presidência; segundo o jornalista Luís Nassif, é retaliação da Globo por Collor defender um capítulo da mídia na CPI do Cachoeira


Anunciada com estardalhaço pela Rede Globo, a entrevista de Rosane Collor, ex-mulher do ex-presidente e senador Fernando Collor, ao programa Fantástico, não passou de um traque. Resumidamente, Rosane afirmou que Collor fez rituais de macumba para chegar ao poder e tentar se proteger dos inimigos. Além disso, no depoimento à jornalista Renata Ceribelli, Rosane afirmou que o ex-tesoureiro de Collor, Paulo Cesar Farias, frequentava a Casa da Dinda, residência do então presidente em Brasília. "Depois, quando surgiram as primeiras denúncias, isso parou", disse ele.

A primeira crise conjugal do casal ocorreu porque Rosane teria se negado a aceitar indicados de PC Farias na Legião Brasileira de Assistência. Sobre a morte misteriosa do ex-tesoureiro de campanha, Rosane foi enfática. "Estávamos no Taiti e acredito que o Fernando não tenha envolvimento com a morte do PC", afirma.

O interesse de Rosane em falar sobre o ex-marido tem uma razão. Convertida à religião evangélica, ela está lançando um livro sobre sua passagem por Brasília. Além disso, considera baixa sua pensão de R$ 18 mil. "Tenho amigas que recebem R$ 40 mil e que os ex-maridos não foram presidentes". Mas, e a Globo? Por que tanto estardalhaço diante de uma entrevista tão pífia?

De acordo com o jornalista Luís Nassif tudo não passou de uma retaliação devido ao fato de Collor ser a voz mais contundente na defesa de um capítulo dedicado à mídia na CPI do Cachoeira. Eis o vídeo que, segundo Nassif, teria motivado a retaliação:







Posted: 15 Jul 2012 07:28 PM PDT


"Fernando Collor e Rosane ficaram casados por 22 anos. Há sete anos se separaram. Agora brigam na Justiça em um processo litigioso

Do G1

Vinte anos depois do impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Melo, a ex-mulher dele decide abrir o jogo sobre esse período conturbado da história do Brasil. Rosane Collor diz que o ex-marido mentiu sobre as relações dele com Paulo Cesar Farias, o PC Farias, figura que comandava um esquema de corrupção dentro do governo. Rosane conta mais: confirma que para se defender de inimigos políticos, o então presidente Collor participava de sessões de magia negra nos porões da Casa da Dinda, a residência oficial do casal em Brasília. A reportagem é de Renata Ceribelli.
Fantástico: Você tem saudade do poder?

Rosane: O poder é efêmero, o poder um dia acaba.

Em 1990, quando Fernando e Rosane Collor de Mello se tornaram o presidente e a primeira-dama mais jovens do Brasil, ele com 40 anos e ela com 26, ninguém poderia imaginar essa cena: a Rosane, que chamava atenção pelas roupas caras e extravagantes, passando sempre a imagem de mulher poderosa, hoje se senta com a Bíblia entre as mãos em cultos evangélicos para pedir ajuda e dar testemunhos como esse:

Rosane: E olha que eu tive muitos momentos em que eu disse: Jesus, me leva, aqui nessa terra eu não quero ficar mais.

Fernando Collor e Rosane ficaram casados por 22 anos. Há sete anos se separaram. Agora brigam na Justiça em um processo litigioso.

Nesta entrevista, Rosane fala pela primeira vez sobre o que viu e viveu na presidência do ex-marido, hoje senador. São revelações inéditas, que confirmam boa parte do que Pedro Collor, irmão já falecido do ex-presidente, disse há 20 anos, detonando o processo de impeachment, o afastamento de Fernando Collor do poder.

A versão de Rosane estará também num livro que ela escreve com o jornalista Fábio Fabretti.

"Eu me considero um arquivo vivo. E eu digo em todas as entrevistas, e inclusive já disse na Justiça, que se algo acontecer na minha vida, o responsável maior será Fernando Collor de Mello", diz ela.

Rosane conta que chegou a ser ameaçada ao decidir ir à casa de uma pastora chamada Maria Cecília, da Igreja Resgatando Vidas para Deus. Cecília era amiga do casal Collor, e antes de se converter à Igreja, se dedicava ao que Rosane chama de magia negra. Nesse encontro, a pastora distribuiu uma gravação em que revelava trabalhos de magia feitos por encomenda do presidente na casa da Dinda, a mansão da família Collor em Brasília. Revelações que Rosane confirmará nessa entrevista.

Rosane: Eu recebi um telefonema dizendo que eu não fosse a esse evento porque, se eu fosse, eu iria, mas eu não voltaria. E eu repreendi, disse que não tinha medo.

Fantástico: E você acha que foi ele? Ou foi ele que te ameaçou?


Rosane: Foi ele que ameaçou.

Fantástico: Ele te ligou e pessoalmente te disse isso?

Rosane: Um telefonema anônimo. Eu não sei se era ele que estava no telefone. Eu sei que eram pessoas que falavam dizendo que ele tinha mandado ligar, dizendo que eu não fosse praquele culto, porque se eu fosse eu não voltaria."
Entreviata Completa, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 06:59 PM PDT
O pessimismo da mídia em relação à economia 
brasileira não se justifica,
informa a OCDE


Delfim Netto, CartaCapital

"As expectativas em torno do aprofundamento da crise financeira europeia começaram a dissipar-se lentamente na semana passada, a partir dos acordos para socorrer o sistema bancário espanhol com a liberação de 30 bilhões de euros, parcela inicial dos 100 bilhões que as autoridades monetárias calculam ser necessários para afastar o desastre iminente.

Com o aumento do risco de uma convulsão no sistema bancário e suas consequências na economia e nas sociedades, as novas decisões da comunidade têm sido de dar um pouco de tempo aos países para que resolvam seus problemas fiscais, reduzindo seus déficits sem aumentar ainda mais a crise social que atingiu níveis críticos na maioria dos países.

Nos 17 países que utilizam a mesma moeda, começa a surgir o sentimento de que eles precisam encontrar o caminho para uma união muito mais sólida, que permita introduzir mecanismos que ajudem a funcionalidade do sistema, como, por exemplo, ter um banco central no papel de coordenador de todos os bancos centrais, com a capacidade de emprestador de última instância e autoridade reguladora capaz de produzir ajustes na velocidade que seja requerida.

O reconhecimento dessas necessidades tem contribuído para uma melhora aparente da situação, mas a Europa tem de caminhar para se organizar como federação, tal como a americana ou a brasileira. Quer dizer, a França, a Espanha, a Itália etc. serão Estados de uma federação ou confederação que tenha um organismo fiscal para o controle de todo o sistema. Sei que é muito difícil, mas será muito menos custoso do que as guerras que têm assolado o continente europeu nos últimos mil anos."
Foto: Allison Joyce/Getty Images/AFP
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 06:24 PM PDT


Rodolpho Motta Lima, Direto da Redação

"A novidade nas eleições municipais do Rio de Janeiro pode se chamar Marcelo Freixo.  Como justificativa de suas pretensões à  Prefeitura, ele apresenta  um elenco de  ações políticas com posturas  de valorização das minorias,tendo-se destacado na condição   de presidente,  na  Assembleia Legislativa, da CPI das milícias, uma tentativa de desmantelamento de um expressivo setor do crime organizado em terras cariocas.   Mas será que ele reunirá mesmo as condições mais adequadas para o Rio?  Confesso que, apesar da simpatia que a candidatura me inspira, fica difícil  qualquer certeza a respeito, dado o emaranhado em que se transformou o nosso quadro político. 

Com todos os percalços – e não são poucos - e as muitas críticas  que a ela se possam fazer, a dobradinha Sérgio Cabral / Eduardo Paes desenvolveu entre nós algumas ações positivas do poder público - as UPAs  e  UPPs,  por exemplo –  e, ao contrário de seus antecessores, os dois tiveram a sabedoria de não bater de frente com o Governo Federal , logrando recursos e apoios  daquela esfera maior, do que resultou, entre outros aspectos, uma cidade menos violenta e que vem recuperando o seu prestígio planetário como polo turístico . Agora mesmo acabou de ser nomeada pela UNESCO como Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural Urbana. E notícias dão conta que ela é a cidade mais procurada pelos turistas do mundo inteiro.

Mas o Rio de Janeiro ainda está bem longe de atingir os níveis de qualidade de vida que o operoso povo carioca merece. O  partido a que pertencem Cabral e Paes tem  bem a cara centrista dos dois, não se podendo  esperar  mais do que o que  estão fazendo:  um misto de algumas providências necessárias com outras de pouca efetividade social, amparado em vigoroso marketing promocional, expressivo apoio financeiro e vinculações que alguns consideram questionáveis , uma das quais envolvendo uma suposta ligação – até aqui não comprovada, diga-se -  entre o Governador e o pessoal da Delta."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 05:56 PM PDT


Luis Nassif, Luis Nassif Online

"A Excitante Indústria e Comércio de Confecções Ltda, razão social da grife Babiole, é uma empresa goiana conceituada, de Leonardo Souza Ramos, primo de Carlinhos Cachoeira.

No extrato abaixo, os dados finais que comprovam a operação Cachoeira-Perillo na venda da sua casa. Ou seja, Perillo se valeu do dinheiro do crime organizado na venda da casa.



 A revista Época desta semana contou parte da história.

Aqui vai a história com mais detalhes e informações sobre a operação.


A triangulação do dinheiro

Em fevereiro de 2011, Marconi decidiu vender a casa. Conversou com seu assessor Wladimir Garcez, que entrou em contato com Cachoeira. O bicheiro decidiu comprar porque era uma boa casa, mas não apenas isso: era a casa do governador.

A compra da casa foi concluída até 28 de fevereiro.

Do dia 28 ao dia 3 há um bom conjunto de áudios, 18 no total, mostrando o fechamento do negócio. A casa foi vendida por R$ 1,4 milhão.

Nas negociações, Cachoeira ligou para seu sobrinho Leonardo Souza Ramos. Como era a casa do governador, o dinheiro não dava para vir diretamente das empresas-laranjas do bicheiro.

Aí se monta a triangulação captada pelo extrato da Excitante.

1. No dia 1o de março de 2011, a Adécio & Rafael Construção e Incorporação (uma das empresas fantasmas de Cachoeira) deposita R$ 250 mil na conta da Excitante. No dia seguinte, mais R$ 250 mil. No mesmo dia, a Excitante emite um cheque de R$ 500 mil.

2. No dia 31 de março, a Alberto e Pantoja Construções (outra fantasma) emite mais um cheque de R$ 250 mil para a Excitante. No dia 4 de abril, mais um cheque de R$ 250 mil, enquanto a Excitante emite um cheque de R$ 500 mil.


3. No dia 2 de maio, a Alberto e Pantoja deposita mais R$ 400 mil na conta da Excitante. No mesmo dia, a Excitante emite outro cheque de R$ 400 mil."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 05:26 PM PDT


"Íntegra da entrevista de Andressa Mendonça ao Fantástico foi gravada por um celular; nas perguntas, repórter da Globo insistiu para que a esposa de Carlos Cachoeira conectasse o ex-presidente e o governador do Distrito Federal ao escândalo; ela negou e os trechos não foram ao ar; pai do bicheiro (à dir.) assistiu; veja os vídeos

Brasil 247 / Goiás247

No encontro com Andressa Mendonça, mulher de Carlinhos Cachoeira, o Programa Fantástico, da Rede Globo, insistiu na tentativa de associar petistas com o esquema do contraventor. Uma pequena parte da conversa com a jornalista Sônia Bridi foi ao ar na revista dominical da Globo, dia 1º de julho. O Brasil247 teve acesso com exclusividade à íntegra da entrevista, gravada de um iPhone.

Eis alguns links:









Num dos trechos, a mulher de Cachoeira é questionada sobre o suposto pagamento de uma aeronave para o que médium João de Deus, que realiza cirurgias espirituais em Abadiânia (município goiano bem no meio do caminho entre Goiânia e Brasília), visitasse Lula em São Paulo. À época o ex-presidente realizava seu tratamento contra o câncer na Laringe no hospital Sírio Libanês.

Veja o trecho:

Fantástico – Quando o médium João de Deus... Você conhece João de Deus?
Andressa – Já o vi aqui, na casa do meu sogro. Ele vinha orar para a minha sogra, que faleceu.

Fantástico – Quando ele foi visitar o presidente Lula, em São Paulo, foi o Carlos quem arranjou a visita, cedeu o avião?

Andressa – Não sei te responder.

Fantástico – Mas vocês têm contato com o João de Deus? A família é espírita?

Andressa – Acho que não. Não sei. Acredito que não. Mas ele é uma pessoa que mora em Anápolis, é uma figura fácil aqui. Ele ora pelas pessoas que estão doentes. Ele veio orar pela minha sogra algumas vezes.

Em outro trecho, Andressa é questionada sobre uma suposta viagem dela, de Cachoeira e do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiróz, aos Estados Unidos. Ela nega, mas a repórter insiste:

Fantástico – E este encontro que vocês tiveram com o governador Agnelo
Queiroz nos Estados Unidos? Vocês discutiram política ou foi um  encontro social?

Andressa – Desculpa, com quem? 

Fantástico – Com o governador Agnelo Queiroz.

Andressa – Nos Estados Unidos?

Fantástico – É.

Andressa – Eu não conheço o governador do Distrito Federal.

Fantástico – Vocês não se encontraram nos Estados Unidos?

Andressa – Não, não nos encontramos.

Fantástico – Vocês nunca se encontraram? Você, junto com o Carlos, nunca se encontraram com ele?

Andressa – Não, nunca vi.

Fantástico – Nunca teve um contato...

Andressa – Nunca."

Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 05:06 PM PDT


"As próximas eleições de outubro para prefeitos e vereadores representam um ensaio geral para a intensa batalha de 2014 na luta pela presidência da República e demais instâncias de poder, governos estaduais, Senado, Câmara dos Deputados e Assembleias Legislativas.

Eduardo Bomfim, Vermelho

Ao que tudo indica, caso não surjam graves fatores desestabilizadores, o governo federal deverá reforçar enormemente a sua base política institucional preparando assim as condições e o terreno para o grande confronto com as oposições no pleito seguinte.

Mantida a alta popularidade da presidente da República, com a aprovação de mais de 70% dos brasileiros, tudo indica que ela deverá influenciar na vitória dos seus aliados na maioria das capitais, grandes, médias cidades.

Caso isso se concretize a resultante será a total fragilização da oposição que já se encontra combalida, desprovida de uma plataforma ou discurso que leve a ampliar a sua base social de apoio.

Mas o governo federal tem um sério desafio para o futuro próximo que será reverter as consequências negativas da crise econômica capitalista global que incidem na economia brasileira reduzindo gravemente as taxas de crescimento do produto interno bruto nacional."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 09:00 AM PDT


Marcos Coimbra, Luis Nassif Online

"De uns tempos para cá, começou a ganhar circulação a ideia de que estamos marchando em direção à confluência de duas crises. Ambas graves.

De um lado, uma crise na economia, cujos sinais seriam já evidentes: redução do ritmo do crescimento, diminuição do investimento externo, retração na industria, queda no comércio internacional.

De outro, uma crise política, ainda não explicitada por completo, mas latente. Indicando-a, os recentes problemas no relacionamento político dentro da coalizão governista e uma presumida desarmonia na administração federal.

Não se estabelece com clareza quando as duas se encontrariam. Mas fica subentendido que antes de outubro de 2014. Ou seja, em tempo de influenciar - ou mesmo revolucionar - o ambiente em que ocorrerá a próxima eleição presidencial.

Trocando em miúdos: a sucessão de Dilma, antes previsível, estaria se tornando incerta. O amplo favoritismo que tem hoje seria engolido pelas crises, uma reforçando e amplificando a outra.

É desnecessário dizer que a tese da "crise perfeita que se avizinha" foi elaborada e está sendo difundida pelas oposições, muito especialmente a oposição não-partidária, na sociedade civil e na imprensa.

É difícil, atualmente, ler algum comentário ou interpretação que não a mencione ao discutir o cenário político atual e suas perspectivas. Tudo passou a ser visto em função dela.

Até coisas que nada têm de real."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 07:59 AM PDT




Posted: 15 Jul 2012 07:46 AM PDT
Festa nordestina. Até aqui a vã
tentativa de imitar Carlos Lacerda


Mauricio Dias, CartaCapital

"Nas últimas semanas, o ex-prefeito carioca Cesar Maia assumiu de vez o papel de carpideira de quartéis, para citar expressão usada, nos anos 1960, para identificar políticos envolvidos em golpes militares. Maia tem agido assim. Sistematicamente, vem fazendo denúncias contra ações do governo da presidenta Dilma Rousseff. Para isso ressuscita fantasmas usados contra o presidente Goulart, derrubado no golpe de 1964.

Maia adapta frases adequadas, a uma "guerra fria" inexistente. Os argumentos dele baseiam-se em decisões do governo interna e externamente. Neste último caso, preferencialmente, sobre as relações institucionais amigáveis do Brasil com a Cuba de Fidel, fantasma de outros tempos, e a Venezuela de Chávez, fantasma recente. Dois exemplos publicados no blog dele: "Terceirização Vermelha: em 2013 chegam ao Brasil 1.500 médicos cubanos contratados."

A denúncia trata de um acordo entre o Brasil e Cuba. Na Ilha foram desenvolvidas experiências de atendimento médico com bons resultados. Elas serão aplicadas aqui por profissionais cubanos. Um trabalho remunerado. Maia dá um colorido de "ameaça vermelha" revivendo os tempos em que dependuravam adversários políticos em "pau de arara".

Aspas para ele: "Fatos sucessivos indicam que a formação de Dilma na esquerda revolucionária dos anos 1970 estaria incorporando-se a suas ações e decisões".
Foto: Reprodução
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 15 Jul 2012 07:30 AM PDT
Fotos AP


Posted: 15 Jul 2012 07:20 AM PDT


"Deputado petista afirma que mandato do suplente de Demóstenes Torres no Senado é "obra de uma organização criminosa"

Brasil 247 / Goiás 247

"O senador Wilder Morais (DEM/GO), suplente de Demóstenes Torres, tomou posse discretamente na última sexta-feira, mas ainda não pode dormir tranquilo. O deputado Paulo Teixeira (PT/SP), vice-presidente da CPI do caso Cachoeira, pretende propor sua cassação, alegando que seu mandato é fruto de uma organização criminosa. Leia, abaixo, a nota publicada na coluna de João Bosco Rabello, do Estado de S. Paulo:


Pela cassação

Vice-presidente da CPI do Cachoeira, o petista Paulo Teixeira (SP), defende a cassação do suplente de Demóstenes, Wilder Morais (DEM-GO), sob o argumento de que seu mandato é obra de uma organização criminosa. Falta só convencer o PT

Em conversas telefônicas captadas pela Polícia Federal, Wilder conversa com Carlos Cachoeira e agradece pelo apoio obtido para que se tornasse suplente de Demóstenes. Curiosamente, Andressa Morais, ex-mulher de Wilder, o trocou por Cachoeira."


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406

Postar um comentário