sexta-feira, 24 de maio de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Para brasileiros, economia vai bem e irá melhorar



BRASIL! BRASIL!


Para brasileiros, economia vai bem e irá melhorar

Posted: 24 May 2013 04:50 AM PDT


"Pesquisa desbanca Financial Times: divulgado pelo Pew Research Center com informações sobre 39 países, estudo aponta que 59% dos brasileiros dizem que a situação econômica do país é boa e 79% acreditam que ela ficará ainda melhor nos próximos 12 meses; na Europa e nos Estados Unidos, ao contrário do Brasil, pais acreditam que seus filhos terão padrão de vida pior


A política econômica de Dilma Rousseff tem sido alvo de críticas de algumas mídias estrangeiras, principalmente do Financial Times (leia aqui). Mas a visão não é compartilhada pela população do Brasil. Segundo pesquisa divulgada ontem pelo Pew Research Center com informações sobre 39 países, 59% dos brasileiros dizem que a situação econômica do país é boa e 79% acreditam que ela ficará ainda melhor nos próximos 12 meses. A avaliação sobre a situação econômica pessoal é ainda mais positiva - 74% afirmam que ela vai bem e 88% apostam que ficará melhor nos próximos 12 meses, o percentual mais alto entre todos os países pesquisados.
Mais informações »

Charge do Bessinha

Posted: 23 May 2013 05:58 PM PDT


Com petróleo, Dilma faz seu maior gesto ao mercado

Posted: 23 May 2013 05:49 PM PDT


"Presidente antecipa primeiro leilão da área do Pré-Sal num dos campos mais promissores do mundo: Libra, com estimados 42 bilhões de barris; são esperadas mais de 60 companhias na disputa; decisão reduz espaço para críticas de intervencionismo na economia e pode anular um dos discursos da oposição; Petrobras, que apareceu enforcada na capa da revista Exame, do grupo Abril, arrecadou US$ 11 bilhões em bônus na semana passada e, agora, com a que poderá ser a maior corrida por petróleo do planeta, deve bater recorde de USS 2,5 bilhões, conseguido em maio; com choque de capitalismo, Brasil pode se tornar a maior fronteira de investimentos do mundo até o final do ano

Brasil 247

O governo da presidente Dilma Rousseff pode ter alcançado, nesta quinta-feira 23, seu ponto de inflexão. O anúncio da antecipação para outubro do leilão internacional, aberto pela ANP, para o campo de Libra, cujas reservas são estimadas em até 42 bilhões de barris, deverá provocar uma repercussão econômica bilionária. Trata-se, afinal, do maior campo do País – Lula, que era até aqui o principal, contém reservas de 8 bilhões de barris recuperáveis –, o primeiro do Pré-Sal a ir a martelo e um dos mais expressivos do mundo, com 30% de óleo recuperável (13,5 bilhões de barris).

Em maio, o 9º leilão da ANP bateu o recorde de arrecadação ao apurar US$ 2,5 bilhões pela concessão de 270 blocos de exploração espalhados em nove setores. Em setembro, o Libra vai oferecer 289 blocos. Há a expecativa pela participação de mais de 60 companhias nacionais, estrangeiras e consórcios e quebra de recorde de arrecadação."
Matéria Completa, ::AQUI::

Um governo sitiado

Posted: 23 May 2013 05:35 PM PDT

A imprensa adversativa e o governo sitiado

"Wanderley Guilherme denuncia a proliferação de organizações sem autenticidade democrática ou popular, que juntamente com uma imprensa adversativa e adversária, tem conseguido bloquear obras e ações do governo.  Os sindicatos estão dormentes e os parlamentares que teriam obrigação de defender o projeto do partido no governo tem se caracterizado por uma ação pouco mais que medíocre.

Wanderley Guilherme dos Santos, cientista político / o cafezinho

Com a adesão nada discreta do diário Valor Econômico, o jornalismo de perfil adversativo alcançou a unanimidade. Nenhuma notícia positiva é impressa sem um embargo – mas, porém, todavia, contudo – seguido de uma desapontadora lembrança má. Algo no seguinte estilo: "a inflação está cadente, mas as contas externas entraram no vermelho". Esse é o moto universal da imprensa brasileira atual.

O sindicalismo anda entorpecido. Em épocas de emprego farto e ganhos salariais sucessivos, cabe à liderança manter permanente sinal amarelo junto às bases, precisamente para que quase nada mude, isto é, que continue a bonança na oferta de empregos e apropriado aumento na renda. São constantes os alarmes conservadores denunciando pleno emprego e aumento da renda dos trabalhadores como responsáveis por recrudescimentos inflacionários. Estão acontecendo agora, sem que as lideranças sindicais contraponham diagnóstico e terapia alternativas."
Artigo Completo, ::AQUI::

Desemprego em queda incomoda a elite

Posted: 23 May 2013 05:20 PM PDT


Altamiro Borges, Blog do Miro

"O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira que o desemprego em abril caiu para 5,8%. É a menor taxa desde 2002. Em abril do ano passado, o índice foi de 6%. O total de desocupados nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo órgão — Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo — foi estimado em 1,4 milhão; já o contingente de pessoas ocupadas nas principais regiões metropolitanas do país atingiu 22,9 milhões. O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado ficou estável em relação a março e cresceu 3,1% em relação a abril de 2012. Foram mais 342 mil postos de trabalho com carteira assinada em um ano, chegando a 11,4 milhões de pessoas.

Estes números indicam que, apesar da grave crise mundial, o Brasil ainda consegue evitar seus piores efeitos. Enquanto na Europa e nos EUA, os índices de desemprego batem recordes históricos e geram perda de perspectiva entre os trabalhadores, principalmente entre os mais jovens, no país o emprego segue em alta. As políticas adotadas pelo governo Dilma de estímulo ao mercado interno - de redução dos juros, ampliação do crédito e mesmo as temíveis desonerações tributárias - têm conseguido evitar o pior da crise capitalista internacional. A questão que se coloca é se elas ainda são suficientes!

O emprego em alta, porém, não é manchete dos jornalões nem motivo de alegria dos comentaristas da televisão. Os urubólogos da mídia seguem com as suas análises pessimistas, apostando no quanto pior melhor - para os rentistas e para a oposição de direita. Muitos deles, inclusive, já afirmam na maior caradura que o desemprego em queda prejudica os negócios empresariais, reforçando o poder de barganha dos trabalhadores nas negociações salariais. Na prática, os representantes do capital são contra as medidas de aquecimento do mercado interno. Eles preferem receitar mais desemprego, mais arrocho salarial e menos direitos trabalhistas."

O novo ministro do STF defende a reserva de mercado da mídia

Posted: 23 May 2013 04:25 PM PDT


O novo ministro tem muita proximidade com a Globo

Paulo Nogueira, Diário do Centro do Mundo

"Se alguém tivesse que dar uma instrução ao novo integrante do STF, Luís Roberto Barroso, seria mais ou menos assim: "Amigo, observe tudo que seus companheiros fazem com atenção. E depois faça o oposto."

Barroso substitui uma pequena calamidade chamada Ayres Brito. O maior legado de Ayres Brito foi privar a sociedade brasileira do direito de resposta na mídia em casos de calúnia e difamação.

Depois, ele conseguiu entender que não havia conflito de interesses na relação justiça e mídia e fez um sofrido prefácio para o livro – a esta altura completamente morto, dados os novos fatos – de Merval Pereira sobre o mensalão.

Seria de supor que Dilma, depois da barbeiragem espetacular na escolha de Luiz Fux, tenha sido mais cuidadosa ao optar por Barroso."
Matéria Completa, ::AQUI::

Luís Roberto Barroso se diz honrado com indicação para o STF

Posted: 23 May 2013 04:16 PM PDT


Débora Zampier, Agência Brasil

"Indicado nesta tarde para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado constitucionalista Luís Roberto Barroso se disse honrado com a escolha da presidenta Dilma Rousseff. Ele deverá substituir o ministro Carlos Ayres Britto, aposentado em novembro do ano passado.

"Recebi muito honrado a indicação da presidenta Dilma Rousseff para o Supremo Tribunal Federal. Fico feliz com a perspectiva de servir ao país e de retribuir o muito que recebi. Aguardo, com serenidade, a próxima etapa, que é a apreciação do meu nome pelo Senado Federal", disse o constitucionalista.

O advogado só soube da escolha hoje. Ele esteve no Palácio do Planalto por volta das 11h30 com a presidenta Dilma Rousseff, quando foi convidado oficialmente. Também estava presente o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo."

Padilha: médicos cubanos virão ao Brasil, apesar de notícia falsa na mídia

Posted: 23 May 2013 08:21 AM PDT


Alexandre Padilha desmentiu notícia veiculada na mídia conservadora
Correio do Brasil

"O diário conservador espanhol El Pais e o portal Terra, na internet, foram desmentidos nesta quarta-feira, de forma clássica, em uma nota do Ministério da Saúde. Os meios de comunicação ligados à direita, tanto na Europa quanto no Brasil, distorceram a frase do ministro  sobre médicos cubanos e causaram uma celeuma no Brasil. A notícia falsa gerou protestos nas redes sociais e foi encarada por importantes setores da esquerda brasileira como uma vitória do preconceito ideológico contra Cuba
Mais informações »

Charge do Bessinha

Posted: 23 May 2013 07:51 AM PDT


Será que você é um homofóbico enrustido e não sabe?

Posted: 23 May 2013 07:48 AM PDT


Leonardo Sakamoto, Blog do Sakamoto

"Você. Sim, você, que diz que não é preconceituoso porque tem amigos gays. Que acha um absurdo homossexuais serem surrados, mas "entende" quando gays "extrapolam" em suas liberdades, tiram outras pessoas do sério e "exageros" acabam acontecendo. Que defende a igualdade perante a lei, mesmo que vivamos em uma sociedade com pessoas que, historicamente, tiveram mais direitos que outras e, portanto, estão em uma situação privilegiada. Pois, para você, igualdade de tratamento deve significar manutenção da desigualdade – ou seja, se houver punição para homofobia também deve haver para heterofobia. Você, que acredita, acima de tudo, na proteção à família cristã, com pai e mãe, como solução para todos os males do mundo. 

Acredite, você pode ser dodói e, talvez, nem perceba. Pois o diabo, ele sim, não está apenas nos grandes atos discriminatórios ou em genocídios, mas também nos detalhes que causam dor no cotidiano. Responda comigo:

Você fica no fundo da sala de aula tirando barato da colega só porque descobriu que ela é lésbica?

Mais informações »

Ministra Helena Chagas defende regulação da mídia no País

Posted: 23 May 2013 06:38 AM PDT


Começou errado e passou a haver uma
interpretação de que qualquer
regulamentação dos meios, qualquer
iniciativa que versasse a esse respeito,
seria controle de conteúdo


"A Constituição prevê que a mídia seja regulamentada, esse debate é inexorável e deve acompanhar a evolução tecnológica". Assim defendeu a ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Helena Chagas, a regulamentação da mídia no Brasil, durante uma entrevista publicada na última edição da revista Meio & Mensagem – publicação dirigida ao mercado publicitário. A ministra esclareceu que estabelecer uma regulamentação sobre os meios de comunicação não implica em controle de conteúdo, mas sim em garantir mais "proteção ao cidadão".

"'Controle social da mídia' virou uma espécie de clichê, uma expressão maldita. Tem gente que ouve e sai correndo. Não se pode ter controle de conteúdo. Isso não existe. Mas temos de regulamentar e elaborar uma legislação de proteção ao cidadão que se sentir atingido na sua honra e dignidade por acusações da mídia", ponderou a ministra.
Mais informações »

Mês de abril tem o menor desemprego em 11 anos

Posted: 23 May 2013 06:21 AM PDT


"Taxa subiu para 5,8% em abril, ante 5,7% em março, de acordo com o IBGE; trata-se do menor nível já registrado no mês desde 2003; população ocupada no País (22,906 milhões de pessoas) ficou praticamente estável; número de trabalhadores com carteira assinada cresceu 3,1% em relação a abril de 2012, o que significa mais 342 mil postos de trabalho no período de um ano


A taxa de desemprego no Brasil subiu para 5,8% em abril, ante 5,7% em março, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Trata-se do menor nível já registrado no mês desde 2003. No mesmo período do ano passado, a taxa ficou em 6,0%.

A taxa de desocupação foi estimada em 5,8% - estabilidade tanto em relação a março (5,7%) quanto a abril do ano passado (6,0%). A população desocupada em abril (1,414 milhão de pessoas no agregado das seis regiões investigadas) não mostrou variação significativa, tanto na comparação mensal quanto na anual, informa o IBGE.

Da mesma forma, a população ocupada (22,906 milhões de pessoas) também não se alterou significativamente nas duas comparações. O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado (11,452 milhões de pessoas) ficou estatisticamente estável (0,1%) em relação a março passado e cresceu 3,1% em relação a abril de 2012, ou mais 342 mil postos de trabalho com carteira assinada em um ano."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário