quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 16 Jan 2013 03:55 AM PST


"Nunca mais", "nunca mais", "nunca mais"… tal qual o pássaro de mau agouro do poema de Edgar Allan Poe, a publicação da família Marinho age como estraga-prazer. Dias depois de a presidente Dilma Rousseff sancionar a renovação das concessões de energia, que poderá reduzir as contas de luz em 20%, o Corvo, aliás o Globo, crava que tudo se perderá com o acionamento das térmicas. Como se não houvesse chuvas, como se não houvesse novas usinas… tudo sempre tem que dar errado


Nada deve dar certo, nada pode dar certo e, portanto, nada vai dar certo. "Nunca mais", como no clássico poema O Corvo, de Edgar Allan Poe, traduzido por dois dos maiores escritores em língua portuguesa: Machado de Assis e Fernando Pessoa.

Na sua edição desta quarta-feira, o jornal "O Corvo", aliás "O Globo", crava que não haverá redução na conta de luz em 2013. A publicação, comandada por João Roberto Marinho, partiu do pressuposto de que as térmicas, que geram energia quando há escassez de energia hidrelétrica, ficarão acionadas o ano todo, encarecendo em 15% a energia. Ou seja: como se não houvesse chuvas (aliás, este deverá ser o janeiro mais chuvoso em vários anos) e como se novos projetos (como a primeira usina do Madeira) não estivessem entrando em operação.

De qualquer maneira, o discurso mudou. Até ontem, o jornal "O Corvo" vendia o apagão iminente. Hoje, como todos sabem que o Brasil dispõe de um seguro contra apagões, que são justamente as térmicas, o fracasso será na redução de conta de luz – e ainda que isso fosse verdade, a renovação das concessões ao menos serviria para evitar aumento de tarifas.

Como no poema de Edgar Allan Poe, o autor pergunta ao pássaro agourento. "Dize-me: existe acaso um bálsamo no mundo?" E o corvo disse: "Nunca mais".

Abaixo, O Corvo na tradução de Machado de Assis:
O Corvo

Edgar Allan Poe (tradução de Machado de Assis) 

Em certo dia, à hora, à hora

Da meia-noite que apavora,

Eu, caindo de sono e exausto de fadiga,

Ao pé de muita lauda antiga,

De uma velha doutrina, agora morta,

Ia pensando, quando ouvi à porta

Do meu quarto um soar devagarinho,

E disse estas palavras tais:

"É alguém que me bate à porta de mansinho;

Há de ser isso e nada mais."
Poema Completo, ::AQUI::
Posted: 15 Jan 2013 04:23 PM PST

Posted: 15 Jan 2013 04:20 PM PST


"Movimentação de Habeas Corpus no STF comprova que Gilmar Mendes, independente da condenação no Mensalão, mantém Marcos Valério refém do PSDB

Novojornal

"Relatório Reservado" entregue aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) em final de julho de 2012 informa que chegara às mãos do senador Aécio Neves, através de Álvaro Rezende, cópia do depoimento que Marcos Valério pretendia fazer perante a Procuradoria Geral da República (PGR). Na mesma oportunidade, Valério entregaria documentos que comprovavam como funcionou o esquema de arrecadação ilícita no Governo de Minas após 2002, através da gestora das verbas de publicidade, sua irmã, Andréa Neves.

Interlocutor de Marcos Valério, Álvaro Rezende, dono da R&C Propaganda, agência que acompanha Aécio Neves desde quando, na década de 80, após a morte de seu avô, ocupou o cargo de diretor de loterias da Caixa Econômica Federal, sob a presidência de Danilo de Castro. Mesma época do escândalo da Ghetec e da abafada morte da filha de um diretor da Caixa, afogada em uma piscina em função de uso excessivo de droga.

Rezende informara ainda à Aécio que Valério estaria desesperado e revoltado, pois tinha certeza que seria condenado pelo STF por pressão da mídia aliada do PSDB e que teria sido abandonado, estando passando dificuldades financeiras. Logo depois deste encontro, "Carta Capital" publicaria a "Lista do Mourão". Investigações anteriores da Polícia Federal concluíram que o documento teria sido entregue por Mourão a Nilton Monteiro.

A repercussão da publicação de "Carta Capital" da "Lista do Mourão" e outros documentos mostrando como operou o esquema criminoso em Minas Gerais assustaram Aécio, que teria decidido agir para evitar que Valério cumprisse o prometido, determinando que fosse feito acordo.  Na condução deste acordo, segundo o "Relatório Reservado", estariam Danilo de Castro e o advogado de Marcos Valério."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 15 Jan 2013 04:04 PM PST


Mário Augusto Jakobskind, Direto da Redação

"O Globo está cada vez mais extremado em matéria de pensamento único. Continua inconformado com a decisão da Suprema Corte de Justiça da Venezuela confirmando que o Presidente Hugo Chávez não precisava tomar posse necessariamente no último dia 10. Mas é impressionante, o jornal da família Marinho a cada dia se supera em matéria de jornalismo ideologizado.

Para se ter uma ideia a que ponto chegaram os editores, na quinta-feira (10), página 28, apareceu uma foto de uma mulher cozinhando e a legenda dizia o seguinte: "Desabastecimento. Uma mulher cozinha sob a vigilância de um poster de Chávez - população já enfrenta problemas de escassez de produtos alimentícios na Venezuela".
Mais informações »
Posted: 15 Jan 2013 03:55 PM PST


"Presidente da Empresa de Pesquisa Energética, Mauricio Tolmasquim reconhece que o País enfrenta um "período conjuntural ruim", com baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, mas destaca que o Brasil "enfrenta uma situação diferente" da que levou ao racionamento de 2001, com aumento do parque termelétrico; segundo ele, está "descartado" um novo apagão. "As chuvas estão caindo no lugar certo, mas é preciso continuar chovendo", disse

Juliane Sacerdote, Brasília 247

O baixo nível dos reservatórios do país tem enclausurado a equipe técnica do governo em sucessivas reuniões. Mesmo com todos os encontros e o acompanhamento diário de dados de chuva e estiagem, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Mauricio Tolmasquim, voltou a afirmar que a situação "é diferente" da vivida em 2001, quando o país sofreu o apagão e enfrentou o primeiro grande racionamento de energia da história.
Mais informações »

Posted: 15 Jan 2013 03:44 PM PST


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Harakiri (腹切り) foi um ritual suicida japonês do período medieval que consistia em pessoas que queriam pôr fim à própria vida estriparem-se com uma espada samurai. A frieza e a metodologia daquela forma de suicídio a torna perfeita, como analogia, para caracterizar o que a mídia vem fazendo consigo mesma na questão da geração de energia hidrelétrica.

Na última segunda-feira, cumpriu-se uma semana da veiculação de manchete de primeira página do jornal Folha de São Paulo que alarmou a sociedade induzindo-a à crença de que estaria à beira de um racionamento de energia nos moldes daquele que o país experimentou entre o penúltimo e o último anos do governo Fernando Henrique Cardoso (2001/2002).

Nos sete dias seguintes, o Brasil foi de um pânico que fez ações das empresas geradoras de energia perderem gorda fatia de seu valor para a literal demolição daquele alarma social, com a conseqüente tranquilização e até euforia do setor empresarial com uma medida do governo Dilma que deve produzir efeitos altamente benfazejos à sociedade.

Na noite da última segunda-feira, o principal autor do pânico econômico e social que fustigou o Brasil (leia-se Rede Globo) teve que anunciar, em seu principal telejornal, que, contrariando as suas teses catastrofistas sobre "racionamento" de energia e "aumento nas contas de luz", a partir de março o preço da energia elétrica deve cair, em média, 20%.

As empresas irão pagar 28% a menos pela energia e os consumidores residenciais, 16%. E, devido ao verdadeiro dilúvio que cai sobre o país, a tal ameaça de "racionamento", que nunca passou de empulhação, teve que ser literalmente extirpada do noticiário."
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 15 Jan 2013 03:24 PM PST


O jornalista inglês publicou informações sem checar se eram ou não mentirosas. Agora terá que se retratar publicamente



"O diário conservador inglês Financial Times (FT) precisará se retratar, publicamente, em relação à matéria publicada nesta sexta-feira, sob o título Lula's 'loot': not much to look at ('O butim de Lula: não há muito o que se observar', em tradução livre), em que atribui ao ex-presidente brasileiro imóveis que nunca lhe pertenceram. A resposta chegou nesta terça-feira, pela equipe de comunicação do Instituto Lula.

A notícia, assinada pelo editor-chefe da Editoria de Brasil do FT, Joseph Leahy, que já publicou outras matérias negativas em relação ao país, associa o nome do antecessor da presidenta Dilma Rousseff ao escândalo do 'mensalão'. "Lula sempre negou qualquer conhecimento sobre o esquema. Agora os pedidos de investigação estão aumentando, sob alegações de que o ex-presidente recebeu dinheiro do 'mensalão' para uso pessoal", alega o redator.
Mais informações »

Posted: 15 Jan 2013 02:37 PM PST


Facebook inova ao lançar
busca na rede social



Nesta terça-feira (15/1), durante um evento na sede do Facebook em Menlo Park, na Califórnia, o presidente-executivo da empresa, Mark Zuckerberg, anunciou um novo sistema de buscas para melhorar a pesquisa de informações na rede social, informou o G1.

Intitulada "Graph Search", a nova ferramenta faz buscas por conteúdos que o usuáiro curtiu. O sistema não é uma busca na internet, mas nas conexões e nas informações dos usuários no Facebook.

De acordo com Zuckerberg, foi feito para responder perguntas muito específicas como "quem são meus amigos em São Francisco?". O sistema ainda permite cruzar pesquisas como "pessoas que curtiram uma página e visitaram o museu Moma".

"Há 1 bilhão de pessoas, 240 bilhões de fotos e 1 trilhão de conexões no gráfico social atualmente", disse. "Nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado."
Foto: Divulgação
Posted: 15 Jan 2013 07:27 AM PST

Posted: 15 Jan 2013 07:18 AM PST
"Relatório desvenda ligações de Aécio Neves com organização criminosa do PSDB mineiro e comprova que lista contendo nome de Gilmar Mendes é legítima


Novojornal

Integrantes da PGR encaminharam, segundo eles, com exclusividade para Novojornal um manifesto acompanhado do "Relatório da Polícia Federal" que fundamentou a denúncia do Procurador Geral da República (PGR), Antônio Fernando de Souza, contra o então senador, hoje deputado federal, Eduardo Azeredo como o chefe da organização criminosa responsável pelo desvio de R$ 100 milhões, incluindo empresas estatais para sua campanha ao governo de Minas em 1998.

No manifesto, Antonio Fernando é acusado de ter poupado o então governador mineiro, hoje senador Aécio Neves. Na página 86 do relatório da Polícia Federal, documento da Diretoria de Combate ao Crime Organizado da Divisão de Repressão a Crimes Financeiros, cita LÍDIA MARIA ALONSO LIMA que, em seu depoimento, confirmou ter recebido R$ 15 mil do esquema, a pedido do deputado estadual Eduardo Brandão, primo do senador Eduardo Azeredo.

Ocorre que o ex-deputado já havia falecido e a justificativa de Lídia Maria Alonso Lima não convenceu a Polícia Federal. Na época do recebimento do dinheiro desviado dos cofres públicos, Lídia Maria Alonso Lima trabalhava na empresa COMERCIAL FACTORING LTDA, de propriedade de Andréia Neves da Cunha. Lídia Maria foi sócia de Andréia Neves, irmã do governador Aécio Neves da Cunha na empresa TAKING CARE. Tudo isso está na página 86 do relatório da PF."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 15 Jan 2013 07:03 AM PST


João Bosco Rebello, Estadão.com.br

"O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prepara-se para julgar neste ano os pedidos de cassação de mandato de governadores. Dos 27 eleitos, a Corte eleitoral recebeu ações para cassar o mandato de 12 deles – quase a metade dos diplomados em 2010. Nas ações contra os governadores do Amazonas, Omar Aziz (PSD), do Acre, Tião Viana (PT), e de Roraima, José de Anchieta Júnior (PSDB), a vice-procuradora eleitoral Sandra Cureau proferiu duros pareceres, pedindo a cassação dos mandatos.

Concluída a maior parte dos processos relativos às eleições municipais, o TSE agora volta os olhos para os governadores. Foi assim em relação ao pleito anterior. Quando os governadores eleitos em 2006 completavam a metade dos mandatos, o tribunal deflagrou os processos de cassação daqueles que haviam cometido crimes eleitorais, como compra de votos e abuso de poder.

Em novembro de 2008, o TSE cassou o então governador da Paraíba e hoje senador, Cássio Cunha Lima (PSDB). Já em março de 2009, decretou a perda de mandato do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT). Três meses depois, foi a vez do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB)."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 15 Jan 2013 06:47 AM PST


Vitor Abdala, Agência Brasil

"O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 0,3% entre outubro e novembro de 2012. A receita nominal também teve crescimento: 0,8%. Foi o sexto crescimento consecutivo do volume de vendas e o nono para a receita. Os dados foram divulgados hoje (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Cinco das oito atividades comerciais apresentaram crescimento no volume de vendas: outros artigos de uso pessoal e doméstico (4,2%), tecidos, vestuário e calçados (2,1%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,6%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,6%) e livros, jornais, revistas e papelaria, com taxa de 0,1%.

Os demais setores tiveram queda nas vendas: móveis e eletrodomésticos (-0,2%); material de construção (-0,9%); combustíveis e lubrificantes (-1,5%); veículos e motos, partes e peças (-5,0%) e equipamentos de escritório, informática e comunicação (-11,4%).

Na comparação com novembro do ano passado, o crescimento do volume de vendas chegou a 8,4%. Nos acumulados do ano e dos 12 meses anteriores, o volume de vendas teve altas de 8,9% e 8,6%, respectivamente.

Considerando também os setores de veículos e autopeças e de material de construção (o chamado varejo ampliado), o setor apresentou uma queda de 1,2% no volume de vendas entre outubro e novembro, devido às perdas de 5% do segmento de veículos e de 0,9% do setor de construção."

Posted: 15 Jan 2013 05:44 AM PST


Venício A. de Lima, Observatório da Imprensa

"Em audiência pública na Comissão de Ciência & Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados, realizada em 12 de dezembro último, o presidente da Associação Brasileira de Empresas e Empreendedores da Comunicação (Altercom), Renato Rovai, defendeu que 30% das verbas publicitárias do governo federal sejam destinadas às pequenas empresas de mídia.

Dirigentes da Altercom também estiveram em audiência com a ministra da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom-PR), Helena Chagas, para tratar da questão da publicidade governamental.

Eles argumentam que o investimento publicitário em veículos de pequenas empresas aquece toda a cadeia produtiva do setor. Quem contrata a pequena empresa de assessoria de imprensa, a pequena agência publicitária, a pequena produtora de vídeo, são os veículos que não estão vinculados aos oligopólios de mídia.

Além disso, ao reivindicar que 30% das verbas publicitárias sejam dirigidas às pequenas empresas de mídia, a Altercom lembra que o tratamento diferenciado já existe para outras atividades, inclusive está previsto na própria lei de licitações (Lei nº 8.666/1993)."
Artigo Completo, ::AQUI::
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário