terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 15 Jan 2013 04:36 AM PST


"O cenário para 2014 deixa os opositores e seus defensores apavorados, sem saber exatamente o que fazer, incluindo alguns articulistas e proprietários da grande mídia, porque inviabilizar Dilma significa ressuscitar a candidatura de Lula"

Antônio de Queiroz, Congresso em Foco

O maior dilema da oposição, incluindo a não-partidária, em relação à presidente Dilma Rousseff, é como calibrar as críticas à sua gestão, de  modo  a enfraquecê-la na disputa de 2014, porém sem inviabilizá-la como candidata. As razões para tanto são muitas e são analisadas neste texto.

Já ficou provado, nestes dois últimos anos, que denúncias de corrupção no governo não dão liga. Apesar delas, a popularidade da presidente continua crescendo. A oposição, que insiste no denuncismo e na judicialização da política, não apresenta projeto alternativo de poder nem dispõe de lideranças com igual potencial eleitoral dos candidatos do PT, o que só amplia seu dilema.
Mais informações »
Posted: 15 Jan 2013 04:11 AM PST
Correio do Brasil 






"No vídeo gravado na véspera e divulgado no blog Maria Frô, na internet, nesta segunda-feira, um índio da Tribo Maracanã cobra explicação sobre a responsabilidade e a veracidade da informação veiculada pela Globonews, uma das emissoras da Rede Globo. A matéria afirma que manifestantes faziam uso de  drogas dentro do Museu do Índio.
Mais informações »

Posted: 14 Jan 2013 04:13 PM PST

Posted: 14 Jan 2013 04:12 PM PST


Luciano Martins Costa, Observatório daImprensa

"Quanto vale uma manchete de jornal?

Observe-se, por exemplo, a manchete da Folha de S.Paulo de segunda-feira (14/1): "Brasil perde investimento para outros emergentes". No texto interno, o jornal afirma que "fundos de investimento estrangeiros estão trocando o Brasil por outros mercados emergentes, em um movimento que tem entre suas causas os impostos mais altos e a maior interferência do governo na economia".

O texto da Folha tem como fonte avaliações da consultoria americana EFPR, especializada no acompanhamento dos movimentos de capitais ao redor do mundo, e usa como base as opções de grandes gestores financeiros, como os também americanos Pimco e BlackRock.

O jornal paulista se vale do velho truque de mudar os períodos de análise, sem avisar o leitor, para forçar uma interpretação predeterminada dos fatos. Note-se, por exemplo, que a reportagem começa com base no cenário do final do ano passado, comparando-o ao período de três anos anteriores, afirmando que "o percentual do portfólio de fundos de ações especializados em mercados emergentes investido no Brasil caiu de 16,7% no fim de 2009 para 11,6% em novembro (de 2012), o patamar mais baixo desde 2005".

Já essa referência ao "patamar mais baixo desde 2005", fora do período proposto para análise, entra na missa para reforçar o credo. Por que não incluir, por exemplo, o patamar de 2003?
Mais informações »

Posted: 14 Jan 2013 03:56 PM PST


Ayres Britto é citado na cartilha sobre política, apoiada pelo PT



Correio do Brasil
 
"Frente ao desafio de recuperar a imagem da instituição, desgastada após o julgamento da Ação Penal (AP) 470 na Suprema Corte, o Partido dos Trabalhadores divulgou, nesta segunda-feira, uma cartilha intitulada Noções de Política e Cidadania no Brasil, como parte da série Educação Política do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP). No documento, disponibilizado pela internet, a pergunta sobre corrupção e se a maioria dos políticos é corrupta é respondida com cautela.


"Não se pode generalizar. Existem bons e maus políticos, assim como em todas as áreas da sociedade há boas e más pessoas. A ética é um valor que deve estar presente não só na política, mas em tudo na vida. Não é a política que torna alguém menos ético, é a própria formação que a pessoa traz de sua vida nos processos construtivos, nas instituições que participa, em todas as instâncias que definem as ações e comportamentos de cada indivíduo. Por isso é tão importante ter consciência dos valores e acompanhar a política, além de conhecer a vida dos candidatos para escolher bem", afirma a cartilha, concebida, pesquisada e redigida por Antônio Augusto de Queiroz, jornalista, analista político e diretor de documentação do DIAP."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 14 Jan 2013 03:26 PM PST


"Governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos se reuniu durante horas com a presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira e deixou o Palácio do Planalto dizendo que "O bom aliado é aquele que, em uma hora como essa, em vez de discutir o eleitoral, discute o político, o que interessa ao país"

Brasil 247 / Agência Brasil

Após mais de duas horas de reunião com a presidenta Dilma Rousseff, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse hoje (14) que os dois conversaram sobre parcerias entre os governos federal e estadual, investimentos em obras e sobre a situação da estiagem no estado. A presidenta e o governador também trataram de questões políticas, mas Campos evitou comentar a continuidade da aliança entre o PT e o PSB para as eleições de 2014 e disse que seu partido não quer "eleitoralizar" o debate político brasileiro nesse momento.

"Não chegou a hora de tratar de 2014. Estamos tratando de ajudar a presidenta a vencer o ano de 2013. A disposição do PSB é dar a contribuição do partido para que possamos retomar o crescimento econômico, para que possamos tratar da pauta efetiva do país", disse. Segundo Campos, é preciso priorizar a "pauta real" do país e ajudar o governo a enfrentar as dificuldades do cenário econômico mundial, além de facilitar o diálogo em temas como o Fundo de Participação dos Estados e a distribuição de royalties do petróleo.

"O bom aliado é aquele que, em uma hora como essa, em vez de discutir o eleitoral, discute o político, o que interessa ao país. O que interessa ao país, neste momento, não é criar dificuldade para a presidenta Dilma, é ajudá-la a vencer as dificuldades que uma conjuntura internacional adversa impõe ao mundo e que ela com muita coragem tem enfrentado", disse. Dilma deve ir a Pernambuco no dia 18 de fevereiro, segundo Campos. "Uma parte da agenda tem a ver com a questão da estiagem".

Posted: 14 Jan 2013 03:19 PM PST


Altamiro Borges, Blog do Miro

"Foi publicada hoje no Diário Oficial da União a Lei 12.783, de 11 de janeiro de 2013, que prorroga as concessões das empresas de geração de energia e reduz as tarifas para os consumidores. Sancionada pela presidente Dilma Rousseff, ela faz parte do pacote de iniciativas do governo para aquecer a economia, afastando os riscos de maiores impactos da crise mundial do capitalismo. A lei beneficiará empresas e residências, com cortes de até 20% nas contas de luz.

Conforme esclarece a reportagem da Agência Brasil, "para terem o contrato de geração renovado, as concessionárias devem atender a requisitos estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em relação a tarifas e qualidade do serviço. A agência também disciplinará o repasse, para a tarifa final paga pelo consumidor, de investimentos necessários para manter a qualidade e continuidade da prestação do serviço pelas usinas hidrelétricas".

A mídia rentista, que tentou sabotar a medida e até apostou num racionamento de energia, terá de ser mais hábil agora para atacar o corte das contas de luz - sob o risco de perder ainda mais a sua já frágil credibilidade. Já a oposição demotucana recuou na última hora e aprovou o projeto, temendo um novo desgaste eleitoral. Quem mais se expõs contra a medida foi o cambaleante presidenciável do PSDB, o senador Aécio Neves. Em férias nos EUA, ele não vai falar nada sobre a redução das tarifas?"

Posted: 14 Jan 2013 02:46 PM PST


"Até agora, apenas a Bahia instituiu órgão para monitorar atuação da mídia e propor políticas públicas para o setor; Rio Grande do Sul está com discussões avançadas

Tadeu Breda e Gisele Brito, Rede Brasil Atual

Está aberto para consulta pública na internet até a próxima quinta-feira (17) um projeto de lei que pretende instituir no Distrito Federal um Conselho de Comunicação Social. O texto foi elaborado pelo governo Agnelo Queiroz (PT), com contribuição de organizações da sociedade, sindicatos e universidades. Após recolher as novas sugestões, o governo irá sistematizá-las e finalizar uma proposta a ser encaminhada à Câmara Distrital. 

Se o texto for aprovado pelos deputados até o final do ano, como desejam seus entusiastas, o DF será a terceira unidade da federação a contar com um Conselho de Comunicação Social. A primeira foi a Bahia do governador Jaques Wagner (PT), que criou o órgão há exatamente um ano, e a segunda provavelmente será o Rio Grande do Sul de Tarso Genro (PT), onde um projeto semelhante está em fase adiantada de formatação.

De acordo com o texto em discussão, o Conselho será um órgão de "assessoramento do Poder Executivo na formulação e acompanhamento da política regional de comunicação social, com base nos princípios da democracia e da comunicação como direito fundamental".

Ainda segundo o projeto, terá como objetivo incentivar a diversidade e a pluralidade da comunicação social no DF; zelar pela observância dos preceitos constitucionais e a legislação que rege o setor; estimular a reflexão; e auxiliar no fortalecimento do sistema público de comunicação do Distrito Federal."
Matéria Completa, ::AQUI::
Posted: 14 Jan 2013 06:51 AM PST

Posted: 14 Jan 2013 06:50 AM PST


Eduardo Guimrães, Blog da Cidadania

"Claro que foi risível o fiasco dos 20 gatos pingados que foram à avenida Paulista no domingo para insultar o ex-presidente Lula e o PT. A quantidade de piadas possíveis sobre essa iniciativa ridícula é imensurável e está fazendo a festa de quem se indignou com aquela cretinice.

Todavia, à luz de recente ato público de apoio ao adiamento da posse do presidente Hugo Chávez, na Venezuela, o qual levou centenas de milhares, se não milhões às ruas, há que refletir sobre um fenômeno tipicamente brasileiro.

É mentira que o brasileiro não vai à rua. Vai, sim, só que apenas se for em causa própria.

Recentemente, perguntei a lideranças da CUT e do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) por que ainda não se mobilizaram pela causa da regulação da mídia, que defendem. Afinal, ao menos a central sindical já conseguiu pôr dezenas de milhares na rua.

Os movimentos sociais e os sindicatos que entendem quão prejudiciais são os oligopólios de comunicação me responderam que não existe "massa crítica" para gerar manifestações de rua por esse tema."
Artigo Completo, ::AQUI::
Posted: 14 Jan 2013 06:29 AM PST


"Lei que prorroga as concessões de geração de energia elétrica e reduz encargos para oferecer tarifas menores ao consumidor foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União; mesmo com forte resistência da oposição e, com isso, de empresas elétricas de estados governados pelo PSDB, consumidor terá 20% de redução na conta de luz

Danilo Macedo, Agência Brasil / Brasil 247

A presidenta Dilma Rousseff sancionou a lei que prorroga as concessões de geração de energia elétrica e reduz encargos setoriais de forma a oferecer tarifas menores ao consumidor. De acordo com a Lei 12.783, de 11 de janeiro de 2013, publicada nesta segunda-feira 14 no Diário Oficial da União, as concessões de geração de energia elétrica poderão ser prorrogadas uma única vez, pelo prazo de até 30 anos, de forma a assegurar a continuidade, a eficiência da prestação e a tarifa mais baixa.
Mais informações »
Posted: 14 Jan 2013 06:21 AM PST
"Comentários on-line são muitas vezes factualmente errados, mas o anonimato permite aos escritores usar uma linguagem vulgar e abusiva para apoiar as suas mentiras. Eles rodam muitas vezes no que tem sido chamado de "teste de qualidade" - aplicada com rigor, por exemplo, quando os editores de jornais se recusam a publicar cartas sem um nome e alguma forma de endereço. Então o que fazer? O artigo é de Robert Fisk.


Robert Fisk, The Independent / Carta Maior

Reconhece esse cara? Ele é um "mentiroso", "idiota", "simpatizante terrorista", "enganador", uma "desgraça", um "louco insano liberal", ele está "na folha de pagamento da Irmandade Muçulmana" e "na folha de pagamento de neonazistas europeus". Ele é "louco". Mas espere. Esse pobre cara é também "um ignorante, inútil, pedaço de merda que odeia judeus", cujo "ódio pode ser visto em seus olhos". "Urina de porco esteja nele no inferno", é uma das maldições dirigidas a ele.

Ele diz "mentira em cima de mentira, todas elas direta ou indiretamente destinadas à destruição de Israel". E ele recebeu a seguinte mensagem: "Os islâmicos cortadores de gargantas com quem você simpatiza, cortariam seu pescoço de lápis de orelha a orelha com prazer, só porque você não se curva ao pedófilo sanguinário [sic] profeta deles." E agora uma pista. Nesta mesma lista de sujeira virtual - enviado em apenas dois dias - um escritor anônimo acrescenta: "Poderia Robert Fisk ser o próximo?"
Mais informações »
Posted: 14 Jan 2013 05:26 AM PST


Na mensagem, Heloísa destaca uma resistência de Marina em fundar uma nova legenda, mas que as conversas com o que ela chama de agrupamentos sociais motivaram a nova candidatura presidencial



"A ex-senadora e terceira colocada na corrida presidencial de 2010, Marina Silva irá fundar um novo partido para concorrer ao Palácio do Planalto em 2014. As informações são da também ex-senadora Heloísa Helena, amiga pessoal de Marina. No final da noite deste domingo, a vereadora de Maceió pelo Psol afirmou em sua página no Facebook sobre a decisão da ex-ministra do Meio Ambiente.
Mais informações »

Posted: 14 Jan 2013 05:16 AM PST


A Constituição estabelece que a
cada dois anos serão realizadas
eleições para as Mesas do Senado
Federal e da Câmara dos Deputados


Correio do Brasil / Vermelho

"O Senado vai escolher o próximo presidente no dia 1 de fevereiro. Os vice-presidentes, secretários e suplentes devem ser eleitos na mesma data. Já a Câmara deve eleger os representantes da Mesa Diretora no dia 4 do mesmo mês, mesma data de abertura dos trabalhos legislativos do Congresso em 2013. A Constituição estabelece que a cada dois anos serão realizadas eleições para as Mesas do Senado Federal e da Câmara dos Deputados.

Tradicionalmente, os senadores usam cédulas de papel para a eleição dos integrantes da Mesa. Nessas cédulas constam os nomes dos candidatos a cada cargo, de acordo com a indicação dos partidos e pelo critério de proporcionalidade na representação numérica das legendas naquela legislatura. Há também a possibilidade legal de candidaturas avulsas, como foi a do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) no último pleito.

O presidente da Mesa não pode ser reeleito para o cargo imediatamente após o encerramento de seu mandato, a não ser que haja uma troca de legislatura, o que não ocorre em 2013. A atual Legislatura (54ª) teve início em fevereiro de 2011 e será encerrada em fevereiro de 2015.

O atual presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), portanto, não pode ser eleito para o cargo nas eleições de fevereiro. Ele foi eleito presidente em 2009, para um mandato de dois anos. Em fevereiro de 2011, quando teve início na atual Legislatura, Sarney foi eleito novamente."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário