terça-feira, 11 de setembro de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 10 Sep 2012 05:50 PM PDT




"No primeiro depoimento na campanha do candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, a presidente da República Dilma Rousseff defendeu que a eleição do petista ajudará São Paulo a receber os programas federais, em especial àqueles voltado para a educação.

"Haddad é a pessoa certa para comandar a grande transformação que São Paulo precisa", disse Dilma, falando em seguida dos programas federais Fundeb, ProInfância e Minha Casa, Minha Vida. "Sobretudo, o programa de ensino integral Mais Educação. A grande porte do futuro para nossos grandes jovens".

Em seu programa, o candidato aproveitou para criticar a gestão de Gilberto Kassab (PSD), que segundo Haddad, não preencheu o cadastro para trazer os recursos federais do ProInfância e construir 172 creches previstas no programa até hoje. "Enquanto a prefeitura perde tempo, a cidade perde creches", completa Haddad.

Outro reforço na campanha de Haddad que começa a aparecer com mais frequência é a esposa do concorrente do PT, Ana Estela Haddad. Que defendeu a eleição de seu marido e sua propostas na educação. "É uma questão de oferecer oportunidades", disse Ana Estela."


Posted: 10 Sep 2012 05:34 PM PDT
"O poder político das empresas de comunicação – ferozes adversárias das mudanças – atemoriza os governos, tornando-os reféns do atraso. E, o telespectador, vítima da TV, não tem a quem reclamar quando vê uma criança perguntando a uma "celebridade" como foi a sua primeira relação sexual.



Laurindo Lalo Leal Filho, Revista do Brasil / Carta Maior

Crianças fazendo perguntas de adultos para "celebridades" surgiu como nova atração da Bandeirantes nas noites de domingo. Concorria com Faustão, na Globo; Silvio Santos no SBT e Gugu na Record evidenciando que o controle remoto não serve mesmo para nada. Troca-se de canal mas o nível dos programas continua o mesmo.

A Bandeirantes tentou inovar, sair dos auditórios e das "escolinhas", e acabou colocando no ar um programa chamado "Conversa de gente grande" que era, no mínimo, constrangedor.

Menores de 12 anos entrevistavam "celebridades" fazendo perguntas – algumas claramente formuladas pela produção do próprio programa – destinadas a provocar risadas nos adultos.

Para Alexandre Frota uma criança perguntou como tinha sido "a primeira vez" do artista. Outra quis saber se Sabrina Sato havia feito "o teste do sofá" para trabalhar na TV.

Como se nota a escolha dos entrevistados e das perguntas enquadra-se perfeitamente no artigo da Constituição que estabelece preferência, nos programas de rádio e TV, para conteúdos com "finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas".

Diante de tais fatos inúmeras pessoas voltaram a perguntar "o que fazer"? Infelizmente muito pouco. Não há a quem reclamar. No Brasil, ao contrário do que acontece nas grandes democracias do mundo, não existe um órgão regulador capaz de ouvir o público e dialogar com as emissoras.

A existência desse órgão foi prevista em alguns dos 19 ante-projetos de lei para o rádio e a televisão, elaborados desde os anos 1980, mas nunca levados ao Congresso. Continuamos praticamente com a mesma legislação que, no último dia 27 de agosto, completou 50 anos."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 10 Sep 2012 04:54 PM PDT



Agência Senado

"O ministro interino da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir), Mário Lisboa Theodoro, disse nesta segunda-feira 10 que a Lei de Cotas, sancionada no último dia 29 pela presidente Dilma Rousseff, deverá ampliar de 8,7 mil para 52 mil o número de estudantes negros que ingressam anualmente nas universidades públicas federais.

Theodoro participa de audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) para debater a importância da política de cotas e o Estatuto da Igualdade Racial.

- Isso significa que vamos dar hoje oportunidades às pessoas que não têm essa oportunidade – afirmou o secretário-executivo da Seppir, que substitui Luiza Bairros temporariamente à frente da pasta.

Aprovada pelo Senado no dia 7 de agosto, a lei determina que as universidades públicas federais e os institutos técnicos federais reservem, no mínimo, 50% das vagas para estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública.

Dentro da cota mínima de 50%, haverá a distribuição entre negros, pardos e indígenas, proporcional à composição da população em cada estado, tendo como base as estatísticas mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A política de cotas tem validade de dez anos a contar de sua publicação

No início da reunião, o senador Paulo Paim, presidente da CDH, lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade que cotas raciais em universidades públicas são constitucionais."



Posted: 10 Sep 2012 04:45 PM PDT



Posted: 10 Sep 2012 04:36 PM PDT



Folha de S. Paulo

"O horário eleitoral noturno, no ar desde o último dia 21, está superando em Ibope o "Jornal Nacional", tradicionalmente a segunda ou terceira maior audiência da TV aberta brasileira.

Até a noite da última quarta (5), 14 blocos de propaganda política haviam sido apresentados. Nove deles foram mais vistos do que as edições do telejornal da Globo que os precederam.

O "JN" só desbancou o bloco político no primeiro (21 de agosto), no décimo (31 de agosto) e no 11º dia (1º de setembro) de "concorrência". Houve ainda dois empates: um no dia 23 de agosto, quando a média arredondada dos programas foi de 25 pontos, e outro no dia 25 de agosto, quando ambos cravaram idênticos 22,6 pontos. Cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande São Paulo.

As 14 primeiras edições do programa jornalístico em novo horário (às 20h, meia hora antes do habitual) registraram média de 24,8 pontos (25, no arredondado), ante 25,6 (26, no arredondado) da faixa de propaganda política.

No acumulado do ano até o fim de julho, o "Jornal Nacional" tem 30 pontos de média. Ou seja: a queda com o começo da campanha na TV é de cerca de 17%."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Sep 2012 12:12 PM PDT
Lisandra Paraguassu, Agência Estado / Estadão.com.br



'A presidente Dilma Rousseff indicou o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Teori Albino Zavascki para o Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga de Cezar Peluso, que saiu na semana passada por aposentadoria compulsória. Zavascki ainda terá que passar por uma sabatina no Senado Federal.

O ministro é de Santa Catarina, onde se formou em Direito. Em seguida, fez mestrado e doutorado em direito processual na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde também foi professor. Atualmente, dá aulas na Universidade de Brasília.

Zavascki, de 64 anos, foi juiz do Tribunal Federal da 4ª região (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) entre 1989 a 2003 e presidente do Tribunal entre 2001 e 2003. Estava no STJ desde maio de 2003, onde foi presidente da primeira turma da Corte e depois presidente da 1ª seção entre 2009 e 2011.

O ministro nunca entrou em nenhuma lista de possíveis nomes. A indicação do nome do ministro deve sair nesta terça no Diário Oficial."


Posted: 10 Sep 2012 11:59 AM PDT



"Em época de eleição acontece de quase tudo, mas as últimas denúncias desta campanha dão conta de que tem candidato comprando votos em troca de cachos de bananas e que até um dirigivel teria sido derrubado por "disparos de raio laser"; E ainda faltam 27 dias para o pleito

Brasil 247 / PE247

Se no Recife a disputa pela prefeitura está ganhando contornos cada vez mais sérios com a disputa entre PT e PSB e o crescimento do PSDB, no interior de Pernambuco acontecem situações, no mínimo, inusitadas. Algumas delas vão desde denúncias de compra de votos a preço de banana, literalmente, a até mesmo um dirigível abatido a "tiros de laser" no Sertão.

A denúncia da compra de votos em troca de cachos de banana foi registrada em paulista, município da Região Metropolitana do Recife. Ali, integrantes da equipe de campanha do candidato Júnior Matuto (PSB) foram denunciados por estarem oferecendo bananas junto com materiais gráficos para a captação de votos.

O oficial de Justiça Marcos Albuquerque disse que a compra de votos ocorreu na Associação dos Moradores do Conjunto Beira Mar, bairro do Janga, com o aval da líder comunitária. Quatro pessoas tiveram de prestar depoimento.

Por outro lado, tanto Matuto como o seu vice, Jorge Carrera (PC do B), negaram as informações, através da assessoria jurídica do candidato sob o argumento de que a campanha está sendo executada, com respeito e ética. O "comunista" se pronunciou em entrevista ao Jornal do Commercio dizendo que desconhecer o ocorrido. Para ele, não haveria necessidade alguma de adotar este tipo de má conduta, já que o socialista lidera as pesquisas eleitorais no município.
Agora, resta saber se a denúncia vai "amarelar" a campanha do socialista Junior Matuto.

Já em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, um dirigível com o nome e o número do prefeiturável Sebastião Oliveira (PR) foi atingido por disparos que teria sido disparados de canetas laser. O ocorrido foi no bairro de São Cristóvão. Ninguém ficou ferido e não se tem conhecimento sobre o autor dos disparos.

As informações dão conta de que a empresa Click Mídia, fabricante dos materiais publicitários, já tinha recebido ameaças de derrubada do dirigível, com 8 metros de comprimento e 2,5 de altura. Um dos sócios da instituição, Francisco André Alves André de Sá formalizou um boletim de ocorrência na Delegacia do município.

Outro caso que chamou a atenção nos últimos dias aconteceu Vicência, Zona da Mata Norte. No começo do mês, o candidato a vereador no município, Luiz Carlos dos Santos (PC do B) foi esfaqueado no centro da cidade por dois homens que fugiram em uma motocicleta, mas não corre risco de morte. Ainda não se sabe a autoria do atentado."


Posted: 10 Sep 2012 09:18 AM PDT



Isadora Perón, Agência Estado / Estadão.com.br

"O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso estreou na campanha do tucano José Serra, candidato à Prefeitura de São Paulo, abordando o julgamento do mensalão em uma inserção veiculada na TV pelo PSDB, neste fim de semana.

Na peça de 15 segundos, o ex-presidente diz que os paulistanos devem votar em "um administrador honesto" e indica que essa pessoa seria Serra. "A Justiça está despertando o Brasil. Já condenou réus do mensalão e não poupou os poderosos. São Paulo não aceita quem é tolerante com desvios de dinheiro público. Vai votar em um administrador honesto, com história limpa. José Serra", afirma.

Na sexta-feira passada, foi Serra quem mencionou diretamente o caso pela primeira vez no horário eleitoral da TV.

O processo do mensalão está em julgamento no Supremo Tribunal Federal desde o início do agosto. Ex-dirigentes petistas são réus do caso. O tucano, no entanto, é apoiado pelo PR do deputado Valdemar Costa Neto, que também é acusado de envolvimento no esquema."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 10 Sep 2012 09:11 AM PDT
Kelly Oliveira, Agência Brasil



"O Banco do Brasil (BB) informou hoje (10) que atingiu o volume de R$ 7 bilhões em operações no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O dinheiro atende a mais de 200 mil estudantes de instituições privadas de ensino superior.

Ainda de acordo com o BB, dois terços do total das operações liberadas pelo banco até agora foram formalizadas durante 2012, desempenho que supera em 226% o resultado de 2011.

O Fies permite ao universitário financiar até 100% das mensalidades. Os juros são 3,4% ao ano, para todos os cursos, e o pagamento começa 18 meses após a formatura. Durante o curso, o estudante paga, a cada trimestre, o valor máximo de R$ 50, referente a juros incidente sobre o financiamento."



Posted: 10 Sep 2012 08:08 AM PDT



Altamiro Borges, Blog do Miro

"Quem assiste a propaganda eleitoral do PSDB até pode pensar que este partido, que representa a direita "moderna", está preocupado com as questões sociais no Brasil. No horário eleitoral de rádio e tevê, ele apresenta propostas em defesa das camadas mais carentes da sociedade. Os tucanos até parecem "gente do povo"! Pura ilusão. O PSDB é um partido elitista, dos ricaços. Em muitos lugares, os seus caciques são, inclusive, racistas, como comprova um caso recente no Pará envolvendo o senador Mário Couto.

Na semana passada, a assistente-administrativa Edisane Gonçalves de Oliveira, de 34 anos, foi detida na delegacia de Salinópolis, no litoral do Pará, a 265 quilômetros de Belém, por ordem do tucano Mário Couto, que alegou ter sido "desrespeitado como senador da República". Mas em seu depoimento, a trabalhadora afirmou – e teve o amparo de várias testemunhas – que foi agredida pelo senador do PSDB, que a chamou de "preta safada", "macaca" e "vagabunda", entre outros adjetivos."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 10 Sep 2012 06:46 AM PDT



"Ernani de Paula, dono da Universidade São Marcos, denunciou ao Ministério Público de São Paulo esquema para distribuição de bolsas a alunos fantasmas; de lá vem, segundo ele, o caixa dois do PSDB nas eleições; esquema foi implantado, segundo ele, na gestão de Serra na prefeitura e levado ao estado

Brasil 247

José Serra, candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, foi o primeiro candidato a utilizar o mensalão na campanha municipal de 2012. Segundo ele, o "STF está mandando para a cadeia um jeito nefasto de fazer política". Depois dele, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reforçou a crítica, ao dizer que a Justiça está despertando no Brasil, também no programa de Serra.

Agora, em pleno processo eleitoral, um empresário da área de educação, Ernani de Paula, que é proprietário da Universidade São Marcos, sob intervenção do Ministério da Educação, denuncia que o "mensalão" do PSDB vem da área de ensino superior. O esquema consistiria em conceder bolsas de ensino a alunos-fantasma, a instituições pouco conhecidas no mercado.

Em 2009, Ernani de Paula fez uma denúncia ao promotor Sílvio Marques, do Ministério Público de São Paulo – o mesmo que investigou o caso Maluf. À época, ele falava em repasses de R$ 80 milhões. Hoje, ele tem a informação de que, desde a chegada de José Serra ao Palácio dos Bandeirantes, em 2006, mais de R$ 800 milhões foram transferidos a essas instituições de ensino.

O caso mais sintomático, diz ele, é a da faculdade Sumaré, que liderou os repasses, embora seja pouco conhecida no mercado. "É o mensalão universitário", diz Ernani de Paula. "Essa universidade, que ninguém sabe o que faz ou quem é o dono já recebeu mais de R$ 70 milhões", afirma. Outra, a Uniesp, também lidera o ranking. Juntas, as duas teriam levado quase R$ 140 milhões.

Ernani de Paula, coincidentemente, tem uma história de vida ligada a outro mensalão: o do PT. Em 2000, ele se elegeu prefeito de Anápolis (GO), cidade do bicheiro Carlos Cachoeira, e depois acompanhou de perto as primeiras articulações do contraventor para plantar denúncias contra o PT na revista Veja – a ex-mulher de Ernani era suplente do senador Demóstenes Torres."
Matéria Completa, ::AQUI::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário