sábado, 4 de agosto de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Como não tomam providências, continua a rotina de violência policial



BRASIL! BRASIL!


Posted: 03 Aug 2012 06:24 PM PDT


Zé Dirceu / Blog do Zé

"A ROTA - Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar, que deveria estar sob o comando do governador tucano Geraldo Alckmin - mas o Ministério Público Federal afirma que perderam o controle sobre a tropa, lembram-se? - continua a carnificina que promove em São Paulo. Ao invés de prender, instaurar processo e investigar, matou mais três suspeitos esta semana, na noite da 4ª feira

Segundo a ROTA, as mortes ocorreram em troca de tiros após tentativa de roubo à casa de um coronel reformado da PM, no Alto da Lapa, Zona Oeste paulistana. Por volta das 23h, conta a ROTA, o coronel foi rendido pelos suspeitos quando chegava de carro em casa. Na versão dela, o militar teria tentado negociar com os ladrões que queriam invadir sua casa e foi agredido com coronhadas e socos.

Um vigia particular da rua e a mulher do coronel viram, ligaram para o 190 e, de acordo com a ROTA, quando seus policiais chegaram ao local foram recebidos a tiros pelos suspeitos na garagem da casa. Nesta troca de tiros, os três suspeitos foram baleados e levados ao PS da Lapa, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Policiais dizem envolver-se em tiroteios e não ficam feridos


De novo, e como já aconteceu tantas vezes antes em se tratando da ROTA, nenhum policial dela foi ferido no tiroteio. Há duas semanas, no dia 16 de julho, dois suspeitos morreram em troca de tiros, naquela ocasião, na Zona Leste da capital e em Diadema. Nos dois casos, a ROTA informou que os suspeitos abriram fogo contra os policiais, que revidaram. Nenhum PM ficou ferido.

E assim, já que tem licença, a ROTA prossegue na rotina que instituiu em São Paulo: matar. Matar suspeitos antes de prendê-los, instaurar processos, investigá-los. Mata antes, investiga depois - quando investiga."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 06:17 PM PDT



"O candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo José Serra é o mais rejeitado entre os postulantes ao executivo da capital paulista, segundo pesquisa Ibope/TV Globo/O Estado de S.Paulo divulgada nesta sexta-feira. Questionados sobre em qual candidato não votariam em nenhuma hipótese, 34% dos entrevistados citaram o tucano, enquanto que Paulinho da Força (PDT) e Soninha Francine (PPS), os mais rejeitados na sequência, aparecem com 13%.

Logo atrás estão os candidatos do PSDC José Maria Eymael, com 11%; Fernando Haddad (PT), com 9%; Gabriel Chalita (PMDB) e Celso Russomanno (PRB), empatados com 8%; Miguel Manso, com 6%; Ana Luiza Figueiredo, com 6%; Anaí Caproni, com 5% e Carlos Giannazi (4%).

A pesquisa foi a primeira do instituto após a oficialização das candidaturas e o início das campanhas de rua, mas ainda não reflete o resultado do debate televisivo, que foi realizado na noite da última quinta-feira.

Foram ouvidos 805 eleitores. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número SP-00198/2012."


Posted: 03 Aug 2012 06:00 PM PDT


"A saudade mata a gente, morena. A saudade é dor pungente",
(composição de João de Barros e Antônio de Almeida) 

Eberth Vêncio, Revista Bula

Quem mata mais: o cinema, o cigarro, estudantes de Medicina ensandecidos, a saudade, o répi-auer, a gripe A, o lado B dos vinis, o BHC, canções do tipo "Assim você me mata", os alimentos transgênicos, os atentados homofóbicos aos transexuais, a gordura trans, o excesso de sal, o excesso de açúcar, o excesso de corrupção, a falta de vergonha na cara, a impunidade, as estradas brasileiras, a anorexia nervosa, a fome africana, a fome de grana dos mensaleiros do Petê, a sífilis, a endemia de maleita no Norte, a falta de limite dos adolescentes filhinhos-de-papai, a falta de educação, os tumores, os temores descabidos, os tremores de terra, os Estados Unidos da América, as ditaduras do século 21, a guerra civil na Síria, o derrame cerebral, o derrame de dinheiro surrupiado em paraísos fiscais nas Ilhas Cayman, a falta de saneamento básico, a hidrofobia, a sede de vingança, a seca no sertão nordestino, o desvio de verbas para o desvio das águas do Rio São Francisco, a raiva por pagar tantos impostos ao Governo sem a devida contrapartida, o voto nulo, o voto de confiança em políticos safardanas, o falso voto de castidade de estupradores psicóticos devolvidos ao convívio social pela Justiça, a injustiça, as torcidas organizadas, o crime organizado, a sociedade desorganizada, a Organização das Nações Unidas, o suicídio, o aborto clandestino, a hipocrisia social, as religiões, o SUS, Deus, os Homens?

O título desta crônica é propositadamente provocativo. Mas não será a vivência humana neste planeta, da mesma forma, provocativa, impelindo-nos aos questionamentos mais pertinentes, às vezes dicotômicos, quais sejam a fé inarredável em Deus e a descrença na humanidade? A despeito de tanta revolução industrial, evolução científico-tecnológica, o ser humano tem ambições caninas e fareja o mal, ele tem vocação para as atrocidades. Notem: na escuridão ignóbil e antiquada das cavernas não havia cinema, telona, pipoca, bolinações no breu, muito menos armas de fogo. Mas havia uma chama interior que impelia nossos ancestrais a se danificarem. Feria-se, matava-se de forma automática com a eficiência das pedras e dos porretes, quando não com as unhas e mandíbulas.

A violência afeta os mansos de forma significativa. Afetado, eu sigo escrevendo, trabalhando, pagando impostos incríveis em todas as esferas públicas, e desistindo gradativamente da raça humana, apesar da gostosura dos pudins de leite condensado, dos gols de bicicleta, do mar quando quebra na praia (é bonito... é bonito...), das tatuagens de fadinhas voadoras nos tornozelos das beldades, e do efeito inebriante de canções velhas como "Let it be" de Lennon e McCartney (o som funciona mais que prozac misturado a uísque).

A mais recente polêmica que permeia a mídia e as mesas de Café diz respeito ao potencial efeito nocivo dos filmes e dos videogueimes com conteúdo violento no psiquismo das pessoas, especialmente crianças e adolescentes. Repetindo discursos antiquados, muitos estão convictos que tais filmes e joguinhos estimulam violência. E que filmes de sexo explícito estimulam o sexo explícito. E que filmes de amor estimulam o amor. E que filmes de guerra estimulam as guerras. E que filmes de ficção científica estimulam não só a ficção como a ciência (vão ser bons assim pra lá!). E que as comédias idiotas estimulam a idiotice. E os documentários estimulariam o quê? Num passado recente, os vilões da juventude e do status quo eram outros: os versos sem rima, a poesia concreta, o rock'n'roll, os blusões de couro, as mini-saias e até os revólveres de espoleta."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 05:02 PM PDT


"Suplente de Demóstenes Torres, que aparece em conversa comprometedora com Carlinhos Cachoeira (acima), está sob intensa pressão de aliados e opositores: PSol ameaça entrar com representação e Democratas exige explicação convincente já na terça-feira da próxima semana

Brasil 247 / Goiás247

O Senado espera já para a semana que vem por explicações convincentes do novíssimo senador goiano Wilder Morais (DEM), que aparece em gravação telefônica da Operação Monte Carlo dizendo ser produto da ação política do contraventor Carlinhos Cachoeira (veja ilustração). A Executiva do Democratas se reúne na próxima semana para discutir a situação do correligionário e o PSol avalia entrar com pedido de processo ético contra o empresário. Wilder assumiu dois dias após a cassação de Demóstenes Torres e esteve em Brasília esta semana, mas apenas para organizar o Gabinete. Ele também exonerou 17 funcionários do escritório político do mandato em Goiânia.

A conversa flagrada pela Polícia Federal entre Wilder e Cachoeira é comprometedora. Nela, o bicheiro afirma que foi responsável pelo crescimento de Wilder Morais no Estado. E em outro trecho, o próprio senador do DEM goiano teria agradecido a Cachoeira sua indicação para o cargo de secretário no governo de Marconi Perillo, do PSDB.

Wilder terá seis anos e meio de mandato. Mas, dependendo das explicações em plenário, poderá sofrer representação do PSol, o mesmo partido que pediu abertura de processo contra Demóstenes. O líder do PSol, senador Randolfe Rodrigues (AP), disse à Rádio Senado que não descarta a ação, mas defende um prazo para que o próprio senador se defenda junto aos colegas: "Eu espero que ele preste explicações sobre suas relações com o senhor Carlos Cachoeira, do nível de suas relações. Essas explicações são necessárias, até para o próprio desempenho de seu mandato no Senado."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 04:27 PM PDT


 Do G1

'Soninha (PPS) tem 7% das intenções de voto e Haddad (PT), 6%.

Instituto ouviu 805 pessoas; margem de erro é de 3 pontos.

O Ibope divulgou, nesta sexta-feira (3), pesquisa de intenção de voto sobre a disputa pela Prefeitura de São Paulo.  É o primeiro levantamento sobre a corrida eleitoral para prefeito da capital paulista feito pelo Ibope depois que os candidatos foram definidos nas convenções partidárias.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo. O levantamento foi realizado entre terça-feira (31) e quinta-feira (2). Foram entrevistadas 805 pessoas.

Veja os números do Ibope para a pesquisa estimulada:


José Serra (PSDB) - 26% das intenções de voto
Celso Russomanno (PRB) - 25%
Soninha (PPS) - 7%
Fernando Haddad (PT) - 6%
Gabriel Chalita (PMDB) - 5%
Paulino da Força (PDT) - 5%
Ana Luiza (PSTU) - 1%
Carlos Giannazi (PSOL) - 1%
Eymael (PSDC) - 1%
Levy Fidelix (PRTB) - Não pontuou
Miguel (PPL) - Não pontuou
Anaí Caproni (PCO) - Não pontuou
Em branco ou nulo - 14%
Não sabe - 9%"
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 09:00 AM PDT


"Pesquisa aponta 56,6% de aprovação ao governo e 75,7% ao desempenho pessoal da presidente

Fábio Mendes , Band,com.br

A aprovação à presidente Dilma Rousseff continua elevada. Pesquisa divulgada nesta sexta-feira pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), aponta melhora na avaliação do governo e do desempenho pessoal da chefe do Executivo.

De acordo com a pesquisa, 56,6% dos entrevistados avaliam positivamente o governo. Em agosto de 2011, data do último levantamento da CNT, o número era 49,2%. A avaliação negativa caiu de 9,3% para 7%. O desempenho pessoal da presidente, por sua vez, foi aprovado por 75,7% dos consultados, enquanto 17,3% desaprovam.

A pesquisa também enfocou a preocupação do Brasileiro em relação à crise econômica mundial e os possíveis reflexos no Brasil. Segundo o levantamento, 38,4% dos entrevistados revelaram preocupação e deixaram de comprar, enquanto 60,8% não diminuíram o ritmo de consumo."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 08:40 AM PDT


"Ex-presidente receberia 69,8% das intenções de voto, contra 11,9% do senador tucano Aécio Neves; Dilma foi citada por 59% dos eleitores em cenário sem Lula


Se as eleições de 2014 fossem hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria o candidato favorito do eleitorado, de acordo com pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 3, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). O petista aparece com 69,8% das intenções de voto. Neste cenário, ficaria em segundo o senador Aécio Neves (PSDB), com 11,9% e governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 3,2%.

A pesquisa, realizada entre os dias 18 e 22 de julho, simulou dois cenários para as eleições presidenciais de 2014. Em um deles, com a presidente Dilma Rousseff no lugar de Lula, Dilma ficaria em primeiro com 59% das intenções de voto, seguida por Aécio Neves com 14,8% e Eduardo Campos com 6,5%. Duas mil pessoas foram entrevistadas em 134 municípios de cinco regiões do Brasil. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.

Avaliação de governo. A avaliação positiva do governo Dilma ficou em 56,6% em julho, contra 49,2% em agosto de 2011, segundo pesquisa. Para 35,5% dos entrevistados, a avaliação dada foi "regular", ante 37,1% em agosto do ano passado, e para 7% foi negativa, contra 9,3% no levantamento anterior.

O levantamento também apontou que a aprovação pessoal de Dilma está em 75,7%, contra 70,2% em agosto de 2011."


Posted: 03 Aug 2012 08:11 AM PDT


"O primeiro dia de julgamento da ação penal 470 escancarou a diferença de tratamento dispensada pela maior corte do país aos réus dos processos batizados como mensalinho do PSDB e mensalão do PT. Enquanto a ação penal movida contra os tucanos foi desmembrada para que somente o ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), seja julgado pelo STF, em função do foro privilegiado pertinente ao cargo, os ministros indeferiram, por nove votos a dois, a questão de ordem que reivindicava o mesmo tratamento para os réus petistas e aliados.

Najla Passos, Carta Maior

O primeiro dia de julgamento da ação penal 470 escancarou a diferença de tratamento dispensada pela maior corte do país aos réus dos processos batizados como mensalinho do PSDB e mensalão do PT. Enquanto a ação penal movida contra os tucanos foi desmembrada para que somente o ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), seja julgado pelo STF, em função do foro privilegiado pertinente ao cargo, os ministros indeferiram, por nove votos a dois, a questão de ordem que reivindicava o mesmo tratamento para os réus petistas e aliados. Se aprovado, o encaminhamento permitiria que as denúncias contra 35 dos 38 réus fossem remetidas às instâncias inferiores.

A questão de ordem foi levanta pelo ex-ministro Márcio Thomaz Bastos, advogado do ex-diretor do Banco Rural, José Roberto Salgado. E reiterada pelos advogados do publicitário Marcos Valério e do ex-presidente do PT, José Genoíno. Bastos alegou "inconstitucionalidade do tribunal para julgar réus que não têm prerrogativa de foro". "O foro privilegiado é um direitos restrito. Não pode ser estendido", sustentou . Ele reforçou que o pedido não visava adiar o processo, mas sim garantir que os réus comuns sejam julgados por mais de uma instância.

O assunto gerou discussões acaloradas em plenário. O ministro relator da ação penal, Joaquim Barbosa, chegou a afirmar que Bastos agiu de forma "irresponsável" ao solicitar o desmembramento. "Já percorremos um longo caminho de quase cinco anos de instrução processual. Já discutimos este assunto em três outras ocasiões. Nós precisamos ter rigor ao fazer as coisas neste país. O STF já decidiu". Ele, que em 2006 foi favorável ao desmembramento, votou pela manutenção do julgamento conjunto, "em respeito à decisão colegiada anterior".

Segundo a manifestar seu voto, o ministro revisor, Ricardo Lewandowsky, defendeu posição contrária. Segundo ele, há, no STF, fartos exemplos que primam pela tradição de desmembramento. Inclusive o do "mensalinho do PSDB". Lewandowsky lembrou que, embora dotados de caráter ilibado e notável saber jurídico, os ministros do STF são humanos e, portanto, falíveis. Por isso, defendeu o direito dos réus à dupla jurisdição.

O ministro Marco Aurélio Garcia acompanhou o ministro revisor. "Se o Tribunal desmembrou o que se convencionou chamar de mensalinho, por que não desmembrar também o mensalão?", questionou. Os demais ministros, porém, votaram com o relator, pelo indeferimento do pedido. A maioria deles se embasou no fato de que o tema já havia sido discutido pela casa, sem considerar o mérito da questão."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 08:01 AM PDT


"Imagens, que estão no portal Estadão.com.br, mostram rapaz de 18 anos levando socos e chutes em Embu

Bruno Paes Manso, O Estado de S. Paulo

Três policiais militares da Ronda Ostensiva de Apoio a Motocicletas (Rocam) agrediram, no sábado, às 16h40, João de Oliveira Júnior, de 18 anos, no Jardim Pinheirinho, em Embu, Grande São Paulo. A agressão foi gravada e as imagens estão no Portal Estadão.com.br. O jovem já estava algemado e foi levado para baixo de um escadão, onde foi agredido com socos e chutes.

Segundo testemunhas, havia mais de cem pessoas na rua quando os policiais chegaram. Muitos jovens correram e João não conseguiu escapar. Os policiais tentavam flagrar jovens portando drogas. Ao ser preso, João pediu aos amigos que chamassem sua mãe, que estava com seu RG.

Depois de ser agredido, ele foi levado para o 1.º Distrito Policial de Embu das Artes. De lá, João foi enviado para o Centro de Detenção Provisória de Itapecerica da Serra. Com capacidade para 768 pessoas, tem atualmente 2.283 detentos.

Segundo os PMs que o agrediram, ele portava 100 pinos de cocaína e 98 pedras de crack. "Essa droga foi plantada. Basta ver as imagens no vídeo. Nunca caberia essa quantidade de drogas no bolso da bermuda dele", afirma Fernanda Camargo Brasileiro, namorada de João, que estava com ele na hora da abordagem."
Matéria (Vídeo) Completa, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 07:27 AM PDT


Extra / Valor Online

"O movimento de consumidores no comércio varejista aumentou 1,3% em julho, na comparação com junho, feitos os ajustes sazonais, de acordo com pesquisa mensal da Serasa Experian divulgada nesta sexta-feira. Em junho, a atividade do comércio tinha registrado queda de 0,1%, ante maio.

Na comparação com julho do ano passado, o movimento cresceu 11,3%, a maior alta desde dezembro de 2010. Com esse resultado, o varejo acumulou alta de 8,1% de janeiro a julho de 2012 frente ao mesmo período do ano passado, segundo a Serasa.

O desempenho favorável do varejo em julho indica melhora dessa atividade na segunda metade do ano, de acordo com a pesquisa. "Devemos presenciar um segundo semestre de maior dinamismo motivado pelas reduções das taxas de juros, pelo recuo gradual da inadimplência e pela manutenção de patamares baixos para a taxa de desemprego, garantindo continuidade de expansão real da massa de rendimentos", avalia a Serasa, em nota."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 03 Aug 2012 06:59 AM PDT


'Declaração de Desembolso', assinada pelo publicitário Marcos Valério em 1999, indica repasse milionário à campanha do então governador tucano de Minas Gerais; ministro do STF também teria sido contemplado; informações são da revista Carta Capital, que reafirma veracidade dos documentos; Mendes anunciou "medidas judiciais cabíveis"; Azeredo alega falsidade


"Um documento nomeado "Declaração de Desembolso", assinado pelo publicitário Marcos Valério de Souza em 28 de março de 1999, declara o repasse de R$ 4,5 milhões ao ex-governador de Minas Gerais e candidato a reeleição em 1998, Eduardo Azeredo (PSDB). A divulgação foi feita pela revista CartaCapital desta semana, que aponta que o pagamento foi realizado pelas empresas SMP&B Comunicação e DNA Propaganda, ambos de Valério. O responsável pela intermediação do repasse, segundo o documento, é o tesoureiro da campanha de Azeredo, Carlos Mourão. A origem do dinheiro? Bancos e estatais do Estado: Banco Bemge, Cemig, Comig, Construtora Andrade Gutierrez, Construtora ARG, Copasa, Banco Credireal e Banco Real, descritos pelo próprio Valério no documento. O repasse da verba seria "para saldar compromissos diversos".

A reportagem da revista volta ao tema do suposto esquema conhecido chamado "valerioduto" – caixa 2 realizado durante a campanha da reeleição de Azeredo – iniciado na edição da semana passada, quando a publicação divulgou uma lista de supostos beneficiados. Desta vez, a publicação rebate a tese defendida por Marcos Valério – apontado como operador do esquema – de que os papéis era falsos. Na lista dos beneficiados e suas quantias, constava também o do ministro do STF Gilmar Mendes. Foi divulgado inclusive um documento de apresentação da lista, também assinado por Valério, que diz ter repassado os R$ 4,5 milhões à campanha.

Para rebater os argumentos de Eduardo Azeredo de que os documentos eram falsos, a reportagem cita denúncia desta semana contra o ex-diretor de Planejamento de Furnas, Dimas Toledo, por participação num grupo de empresários e políticos em esquema de arrecadação ilegal, divulgado na chamada Lista de Furnas (o caso foi publicado pelo 247). A lista assinada por Toledo revela supostos esquemas de caixa 2 do PSDB montados em 2002, durante o governo FHC. Revelada pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr. no jornal mineiro Hoje em Dia, a denúncia divulga também o resultado de uma perícia da Polícia Federal que comprova a veracidade da lista – o que derrubaria o argumento de Azeredo de que a lista divulgada por CartaCapital é semelhante "a outras comprovadamente falsas", segundo a revista.

Na semana que passou, não só Azeredo e Valério desmentiram a matéria, mas o ministro Gilmar Mendes, que negou sua participação e anunciou a intenção de processar a revista (leia mais). Nesta edição, CartaCapital publica com destaque o trecho da lista em que aparece o nome de Mendes e o valor que recebeu no esquema: R$ 185 mil."



You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário