segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Jornais começam a pressionar Celso de Mello


BRASIL! BRASIL!


Jornais começam a pressionar Celso de Mello

Posted: 15 Sep 2013 03:45 PM PDT

Capa da da Folha desta sexta destaca opinião de Marco Aurélio Mello: "prestar contas aos contribuintes" é preocupar-se com o que sai nos jornais.
 "O Globo pede em editorial que Celso de Mello vote contra os embargos, e Folha reforça na capa diálogo entre ministros sobre necessidade de se "ouvir a sociedade" via jornais


'No alto da primeira página da Folha de S. Paulo desta sexta-feira, um diálogo entre os ministros do STF Luís Roberto Barroso e Marco Aurélio Mello é reproduzido, com balões de diálogo: "Eu não estou aqui subordinado à multidão, estou subordinado à Constituição. O que vai sair no jornal do dia seguinte não faz diferença pra mim", diz Barroso. Ao que Marco Aurélio responde: "Pois pra mim faz! Devo conta aos contribuintes". Ou seja, na opinião de Marco Aurélio, "prestar contas aos contribuintes" significa preocupar-se com o que os jornais vão dizer no dia seguinte. Tudo isso logo abaixo do logo, a parte mais nobre do diário.
Mais informações »

Decano: "adiamento aprofundou convicção"

Posted: 15 Sep 2013 02:49 PM PDT


"Ministro Celso de Mello falou à jornalista Mariângela Galucci e disse que não sente nenhum tipo de pressão, antes do voto decisivo sobre a admissibilidade dos embargos infringentes. "O que acho importante é que tenho a minha convicção. Aprofundei-a muito. Li todas as razões das diferentes posições. E cada vez mais estou convencido de que fiz a opção correta", disse ele; segundo o ministro, a manobra que o impediu de votar na quinta-feira, comandada por Joaquim Barbosa, serviu para que reforçasse ainda mais sua posição


"O ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, falou a apenas uma jornalista, com exclusividade, antes da decisão sobre a admissibilidade dos embargos infringentes. Foi Mariângela Galucci, do Estado de S. Paulo, quem o entrevistou e publicou uma reportagem especial neste domingo (leia aqui a íntegra).

A ela, o decano afirmou não se sentir pressionado. "Absolutamente não. Eu leio o noticiário e, a despeito do que se fala, não sinto nenhum tipo de pressão", afirmou, em entrevista por telefone. "Após 45 anos, seja como promotor ou juiz, é uma experiência que você tem e supera tranquilamente."
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário