quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 14 Nov 2012 04:33 PM PST



Posted: 14 Nov 2012 04:29 PM PST
"Denúncias gravadas da intenção de compra de votos nas eleições para a presidência da seccional alagoana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) são levadas à Polícia Federal para abertura de inquérito; apesar de fontes ligadas ao Conselho Federal da OAB informarem que o caso está sendo acompanhado, o presidente nacional da Ordem, Ophir Filgueiras, ainda não se pronunciou formalmente sobre o caso que tem ganhado cada vez mais repercussão; diante do silêncio oficial um advogado alagoano questiona: "E agora Dr. Ophir?"


 Paulo Emílio_PE247 / Brasil 247

Seis minutos de gravação e uma confusão do tamanho de um bonde para o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) resolver. A denúncia vem da seccional da OAB em Alagoas. Ali, uma gravação de áudio envolve o atual presidente da OAB em Alagoas, Omar Coelho, a candidata da situação Rachel Cabus, o vice da chapa e atual tesoureiro, Paulo Brêda, Marcelo Teixeira - Procurador Geral do Estado de Alagoas, Francisco Malaquias – Procurador de Estado, Augusto Galvão – Procurador de Estado e candidato a Presidente da Caixa de assistência da OAB/AL e João Lippo – candidato a conselheiro seccional, na compra de votos dos integrantes da ordem em favor da eleição de Rachel à presidência da instituição.  O caso foi comunicado à Polícia Federal e, embora não tenha sido comunicada formalmente, a OAB Nacional está acompanhando a apuração das denúncias.

O fato promete "tocar fogo" nas eleições da seccional alagoana da OAB que será realizada no próximo dia 23. Na gravação, que tem quase sete minutos de duração, os envolvidos na denúncia falam sobre a quitação dos débitos de mais de 2 mil advogados inadimplentes com a instituição. Conforme o áudio, a campanha para a eleição de Rachel Cabus teria um custo aproximado de R$ 300 mil, mas "o que vai encarecer é se a gente vai pagar ou não a anuidade". Em outro momento é possível ouvir a conversa em torno de "um saco de dinheiro" que teria sido mostrado e que "cada voto deverá sair por R$ 5 mil" ou mais.
Mais informações »



Posted: 14 Nov 2012 03:59 PM PST
"A cada eleição no Brasil a direita (PSDB, DEMO e PPS) mingua mais e o futuro desses partidos é a fusão ou a extinção. Mas esse processo pode demorar mais do que se pode prever, já que há setores da esquerda, ou que se dizem de esquerda, que podem dar uma sobrevida às forças do atraso.


Messias Pontes, Vermelho

Sem bandeiras, sem propostas e, sobretudo, sem credibilidade, a direita busca uma tábua de salvação na "esquerda" que ela adora, e está apostando todas as suas fichas na miopia política dessa gente. A estratégia, em especial dos tucanos, é atrair para o seu campo o PSB que foi o partido que, proporcionalmente, mais cresceu nas últimas eleições. 
Mais informações »


Posted: 14 Nov 2012 03:50 PM PST
Piero Locatelli, CartaCapital

"Candidata a reitora da PUC-SP, a professora de letras Anna Cintra assinou no dia 13 de agosto um papel em que dizia: "me comprometo a recusar qualquer indicação ao cargo de reitor caso não seja a primeira colocada na eleição deste ano". Anna Cintra não cumpriu a sua palavra. A professora ficou em terceiro lugar na votação feita por alunos, professores e funcionários na universidade. Mesmo assim, aceitou a indicação do cardeal Dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, para ser a nova reitora, anunciada na última terça 13.

Foi o estopim para que os estudantes se mobilizassem para ocupar a reitoria sob o argumento de que a decisão desrespeitava a democracia da universidade. "Que (essa manifestação) seja um exemplo de luta de uma comunidade que não se cala frente aos abusos cometidos pela Igreja, na pessoa do arcebispo", diz o manifesto assinado por eles.
Mais informações »



Posted: 14 Nov 2012 03:31 PM PST


Na foto, vítima do domínio do fato
"E aos que usam teorias do direito para justificar sua falta de razão em condenar, desejo que leiam o que o próprio autor da teoria declarou, mostrando que sim, para condenar é preciso que existam provas, pois meros indícios nunca poderão ser suficientes para privar alguém de sua liberdade.


Paulo Henrique Amorim, Conversa Afiada

O Conversa Afiada reproduz e-mail de Miruna Genoino, que, antes, ao saber da condenação do pai, tinha escrito também uma carta aberta:

Olá…

Em uma semana muito, muito difícil, onde achei que realmente não conseguiria manter a serenidade e a calma, recorri à minha única forma de aguentar, escrever.

Gostaria muito que lessem esse meu texto e o repassassem aos que tiverem as almas e os corações abertos ao acolhimento.

Muito obrigada…

Miruna Genoino


Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e
sonha com tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo
jamais conseguirão obter,
porque é uma vitória que surge da paz
e não do ressentimento.

Charles Chaplin


Essa foi uma entre as muitas mensagens tocantes e emocionantes que eu e minha família recebemos em apoio à injustiça que está sendo cometida contra o meu pai. Tentei durante algum tempo responder a tudo o que foi chegando, mas realmente foi impossível… é por isso que gostaria profundamente de agradecer todos os gestos de apoio e carinho recebidos no último mês, de pessoas conhecidas e desconhecidas, que encontraram as mais diversas formas de mostrar que estão ao nosso lado.

Quando escrevi minha carta sobre a condenação de meu pai jamais imaginei que minhas palavras chegariam a tanta gente, de tantas formas diferentes, pois, contrariamente ao que alguns publicaram, aquela não era uma carta aberta ao Brasil, mas sim um texto desabafo dirigido aos amigos, familiares e conhecidos, mas que no fim acabou percorrendo os mais inimagináveis caminhos. Eu realmente agradeço a você que leu e compartilhou minhas palavras, a você que respondeu, mesmo sem saber se eu leria aquelas mensagens, a você que não teve vergonha – nem medo – de publicar aos seus conhecidos o outro lado de toda esta história.

Gostaria de dizer que ao longo do último mês recebemos as mais variadas formas de solidariedade. Visitas à nossa casa foram muitas, de Walmor Chagas, Nelson Jobim, Aloízio Mercadante, Antônio Nóbrega e Marcelo Deda, a tias, amigas, primas e conhecidas – minhas, de meus pais, de meus irmãos, de nossos amigos. Mensagens, inúmeras, de Leonardo Boff, João Moreira Salles e Luis Nassif a amigos de infância, amigos de antes, amigos de ontem, amigos de hoje. Ligações, infinitas, de Marilena Chauí, Jaques Wagner, Abílio Diniz, do presidente do senado, da governadora do Maranhão, de deputados dos mais diversos partidos, a maridos, cunhados, namorados, amigos de amigos, de amigos de outros amigos, de todos nós. Apoios, fiéis, de líderes do PT, do PMDB, de Lula, Rui Falcão e de Dilma, ao apoio de parceiras, companheiros e colegas de trabalho, de bordado, de vida. Neste tempo todo sentimos muitas coisas, das mais diversas, mas se há algo que nós não sentimos, foi solidão e abandono. Se hoje nos mantemos de alguma forma firmes, é por saber que a corrente que nos apóia é maior que toda e qualquer justiça injusta que hoje tenta calar a voz daquele que nunca teve medo de ser ouvido."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 14 Nov 2012 03:19 PM PST
Nielmar de Oliveira, Agência Brasil


"Apesar da crise financeira internacional iniciada em 2008, o número de empresas ativas no Brasil cresceu 6,1%, de 2009 para 2010. Os dados fazem parte da pesquisa Estatísticas do Empreendedorismo 2010, divulgada hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento foi elaborado a partir do Cadastro Central de Empresas (Cempre) e de pesquisas anuais nas áreas de indústria, construção civil, comércio e serviços, feitas pelo instituto e que reúnem informações sobre o segmento empresarial formalmente constituído da economia brasileira. O estudo destaca as chamadas empresas de alto crescimento (EAC), aquelas que aumentaram em 20% ao ano o número de empregados por um período de três anos consecutivos.

Os dados da pesquisa indicam que, segundo o Cempre, em 2010 havia 4,5 milhões de empresas ativas no Brasil, sendo que 46,9% delas (o equivalente a 2,1 milhões) tinham pelo menos uma pessoa ocupada assalariada e 9,3% (422.926), dez ou mais pessoas.
Mais informações »



Posted: 14 Nov 2012 03:11 PM PST
"Num dia que prometia ser brando no STF, com a despedida de Carlos Ayres Britto, o futuro presidente da corte, Joaquim Barbosa, tentou novamente inverter a ordem da sessão para cassar o mandato de João Paulo Cunha e impedir a posse de José Genoino, o que contraria a Constituição e representaria um golpe nas prerrogativas do Congresso, visitado ontem por ele; Barbosa foi barrado pelo relator Ricardo Lewandowski e se deu novo bate-boca; "quem faz a ordem é o relator", disse Barbosa; "sua ordem é a desordem", respondeu o revisor



Joaquim Barbosa pode ser um personagem popular, apontado como potencial presidenciável em 2014, mas ainda precisa aprender que o Supremo Tribunal Federal não está acima da Constituição Brasileira.

Nesta quarta-feira, a uma semana de tomar posse na presidência do STF e de comandar o Poder Judiciário no Brasil, Barbosa tentou mais uma vez inverter a ordem da sessão – como fizera na segunda-feira – para usurpar os poderes do Congresso Nacional. E isso apenas um dia depois de visitar os presidentes da Câmara dos Deputados, Marco Maia, e do Senado Federal, José Sarney, para entregar a ambos, com uma satisfação que transbordava das imagens, o convite para sua posse no próximo dia 22.
Mais informações »


Posted: 14 Nov 2012 02:26 PM PST


Processos contra os 40 réus do
chamado mensalão
Marcos Coimbra, CartaCapital


"Ainda há quem duvide quando ouve que a mídia brasileira é partidarizada. Que tem posição política e a defende com unhas e dentes. Por opção ideológica e preferência político-partidária, ela é contra o PT. Desaprova os dois presidentes da República eleitos pelo partido e seus governos. Discorda, em princípio, do que dizem e fazem seus militantes e dirigentes.

A chamada "grande imprensa" é formada por basicamente quatro grupos empresariais. Juntos, possuem um vasto conglomerado de negócios e atuam em todos os segmentos da indústria da comunicação. Têm um grau de hegemonia no mercado brasileiro de entretenimento e informação incomum no resto do mundo. É coisa demais na mão de gente de menos.

Afirmar que ela faz oposição ao PT e a seus governos não é uma denúncia vazia, uma "conversa de petista". Ficou famosa, pela sinceridade, a declaração da presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ) e diretora-superintendente do Grupo Folha, Judith Brito, segundo quem "(…) os meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, uma vez que a oposição está profundamente fragilizada".
Mais informações »


Posted: 14 Nov 2012 08:25 AM PST



Posted: 14 Nov 2012 08:21 AM PST
"O próximo dia 7 é o dia "D" na Argentina: "D" de dezembro, de diversidade e de democracia. É o que diz um anúncio veiculado pela TV pública durante os jogos de futebol para lembrar a data da entrada em vigor da nova Lei de Meios Audiovisuais, aprovada há três anos pelo Congresso.


Laurindo Lalo Leal Filho, Revista do Brasil / Carta Maior

O próximo dia 7 é o dia "D" na Argentina: "D" de dezembro, de diversidade e de democracia. É o que diz um anúncio veiculado pela TV pública durante os jogos de futebol para lembrar a data da entrada em vigor da nova Lei de Meios Audiovisuais, aprovada há três anos pelo Congresso.

Lembra também que apenas um grupo de comunicação insiste em não acatar a lei, aquele que reúne o conglomerado de veículos encabeçados pelo jornal El Clarin. São 240 Tvs a cabo, 4 Tvs abertas, 9 rádios AM e 1 FM. A nova lei limita a propriedade por empresa a um máximo de 24 licenças para TV a cabo e dez para emissoras abertas de TV e rádio (AM e FM).

O objetivo é ampliar a liberdade de expressão dando voz a setores da sociedade emudecidos pela força do monopólio. A lei estabelece que as licenças de rádio e TV serão destinadas em partes iguais a emissoras estatais, comerciais e de "gestão privada sem fins lucrativos", algo parecido com as nossas comunitárias.

Mais informações »


Posted: 14 Nov 2012 07:40 AM PST
Luis Nassif  / Luis Nassif Online


"Como Ministro do STF, Ayres Britto acabou com a Lei da Imprensa e não cuidou de preservar o direito de resposta. Deixou ao desamparo centenas de vítimas dos crimes da imprensa.

Logo que assumiu a presidência do STF e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) anunciou a criação de um grupo visando coibir abusos de juizes de primeira instância contra a imprensa. Em seguida, uma série imensa de entrevistas onde tratava a liberdade de imprensa como valor absoluto - não o direito à informação e a liberdade de expressão, mas objetivamente a liberdade de imprensa.

Aqui mesmo enderecei-lhe  Carta Aberta questionando sua falta de sensibilidade para com as vítimas de assassinatos de reputação da mídia. Mostrei-lhe que o problema maior era o contrário, a dificuldade das vítimas em recorrer ao Judiciário, mercê de uma visão distorcida sobre a natureza das empresas jornalísticas e sobre sua relação com o direito à informação.

A imprensa é um instrumento do direito à informação - este, sim, um direito  absoluto. Por ser responsável pelo cumprimento de um dos direitos fundamentais da sociedade democrática, sua responsabilidade deve ser redobrada.
Mais informações »



Posted: 14 Nov 2012 07:23 AM PST


Riobaldo, CABRA macho, se apaixonou por 
Diadorim, que ele julgavaser um homem
Jean Wyllys, Jean Wyllys


"Eu havia prometido não responder à coluna do ex-diretor de redação de Veja, José Roberto Guzzo, para não ampliar a voz dos imbecis. Mas foram tantos os pedidos, tão sinceros, tão sentidos, que eu dominei meu asco e decidi responder.

A coluna publicada na edição desta semana do libelo da editora Abril — e que trata sobre o relacionamento dele com uma cabra e sua rejeição ao espinafre, e usa esses exemplos de sua vida pessoal como desculpa para injuriar os homossexuais — é um monumento à ignorância, ao mau gosto e ao preconceito.

Logo no início, Guzzo usa o termo "homossexualismo" e se refere à nossa orientação sexual como "estilo de vida gay". Com relação ao primeiro, é necessário esclarecer que as orientações sexuais (seja você hétero, lésbica, gay ou bi) não são tendências ideológicas ou políticas nem doenças, de modo que não tem "ismo" nenhum. São orientações da sexualidade, por isso se fala em "homossexualidade", "heterossexualidade" e "bissexualidade". Não é uma opção, como alguns acreditam por falta de informação: ninguém escolhe ser homo, hétero ou bi.

O uso do sufixo "ismo", por Guzzo, é, portanto, proposital: os homofóbicos o empregam para associar a homossexualidade à ideia de algo que pode passar de uns a outros – "contagioso" como uma doença – ou para reforçar o equívoco de que se trata de uma "opção" de vida ou de pensamento da qual se pode fazer proselitismo."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 14 Nov 2012 07:03 AM PST
Flávia Villela, Agência Brasil


"O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) registrou deflação de 0,28% em novembro, depois de registrar alta de 0,42% em outubro. O resultado também é inferior ao apurado em novembro de 2011, 0,44%. Em 12 meses, a taxa acumula alta de 6,95% e, no ano, de 6,75%.

Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o resultado de novembro foi influenciado, principalmente, pelo subíndice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que teve queda de 0,57%, ante a variação de 0,4% em outubro. Entre os produtos do atacado que apresentaram deflação destacam-se os alimentos processados, cuja taxa passou de 2,73% para -0,95%.
Mais informações »


Posted: 14 Nov 2012 06:46 AM PST
Saul Leblon, Carta Maior / Blog das Frases


"Janio de Freitas, o decano dos comentaristas políticos do país, de quem não se pode dizer que seja simpatizante do PT, nem mesmo remotamente lulista, carrega algo indisponível nas dobradiças gelatinosas que compõem a espinha intelectual e profissional da maioria dos colunistas do dispositivo midiático conservador: ética profissional.

Sua coluna desta 3ª feira na 'Folha', 'A voz das provas', funciona como aquela sirene solitária que todavia não hesita em dar ao odor exalado das páginas ao seu redor o significado que tem na história.

A Suprema Corte do país, a quem caberia em última instância a tarefa de resguardar a Constituição e o Direito condenou lideranças políticas da esquerda brasileira com base em descarga verborrágica desprovida do fundamento basilar de um sentença em regime democrático: a prova do delito.

'A voz das provas', demonstra o artigo de Janio de Freitas, foi toscamente substituída e abafada "pelas imputações (do relator Joaquim Barbosa) compostas só de palavras".

Mais informações »


Posted: 14 Nov 2012 06:12 AM PST


Pesquisa mostra números ruins para
a gestão do Estado de São Paulo,
sob a tutela de Alckmin
Leandro Mazzini, Coluna da Esplanada / Correio do Brasil


"O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu recente pesquisa encomendada pela executiva estadual do PSDB, cujos resultados acenderam a luz vermelha no Palácio dos Bandeirantes. A sondagem em nível estadual mostra avaliação ótima do governador, mas números muito ruins da administração. Isso ocorre em meio à tensão na segurança pública e com o embate discreto com o Ministério da Justiça, para que as ações conjuntas não pareçam intervenção do governo federal petista."


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário