terça-feira, 15 de outubro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Após 20 anos de PSDB, será que SP finalmente vai acordar?

BRASIL! BRASIL!


Após 20 anos de PSDB, será que SP finalmente vai acordar?

Posted: 14 Oct 2013 05:10 PM PDT


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Um fato que atingiu o autor destas linhas durante o último fim de semana mudou o foco do post que aqui está sendo publicado. O fato é a invasão do meu escritório por ladrões. Não roubaram nada além de algum dinheiro. Iam levar os computadores, mas perderam tempo vasculhando gavetas e a chegada de um vizinho os espantou, fazendo com que fugissem.

Sim, havia mais de um ladrão. Vizinhos relatam que durante o horário em que ocorreu o assalto uma Kombi ficou estacionada diante da casa, mas que, às vezes, circulava e voltava a parar no mesmo lugar. E, pelo local em que fica meu escritório, por certo, além do ladrão que entrou na casa e do motorista que ficou à porta, foi necessário também um "olheiro" para alertar o bando caso a polícia estivesse passando, pois, nesta região, há, sim, viaturas patrulhando – mal, mas, ainda assim, patrulhando…

Enfim, não é nada demais. Acontece toda hora. Uma semana antes, o restaurante japonês ao lado do escritório foi assaltado, também. Há alguns meses, outros imóveis próximos foram invadidos enquanto seus ocupantes não estavam. É rotina, em São Paulo. Isso sem falar na violência para roubar, que, vale lembrar, não costuma ser registrada como homicídio quando a vítima do crime é morta.

As estatísticas da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, pois, são um caso de Polícia, com o perdão pelo trocadilho. Mas é a pura verdade. A aliança entre a mídia paulista e os governos do PSDB redundou em uma unidade de medida para a situação da Segurança no Estado mais rico do país. A mídia só fala na taxa de homicídios."
Artigo Completo, ::AQUI::

Charge do Bessinha

Posted: 14 Oct 2013 05:05 PM PDT


Presidente do Supremo defende reforma política

Posted: 14 Oct 2013 05:02 PM PDT


Flávia Villela, Agência Brasil
 
"O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, fez críticas ao sistema político brasileiro e defendeu uma reforma política, durante a Conferência Global de Jornalismo Investigativo, hoje (14), no Rio de Janeiro.

"Voto obrigatório, impossibilidade de candidaturas avulsas, excesso assombroso no número de partidos políticos; mercantilização de partidos políticos, coronelismo e mandonismo na estrutura interna de certos partidos políticos e atomização do voto nas eleições proporcionais. Eis aí um pequeno catálogo dos problemas do sistema político brasileiro", disse ele.
Mais informações »

Quando a imprensa vai investigar seus próprios patrocinadores?

Posted: 14 Oct 2013 04:34 PM PDT


(Foto: Agência Pública)

"Acusadas de espionagem, Vale e Odebrecht patrocinam Conferência de Jornalismo Investigativo, no Rio de Janeiro

Revista Fórum

"A Vale e a Odebrecht são duas das empresas que estão patrocinando a 8ª Conferência Global de Jornalismo Investigativo, que acontece no Rio de Janeiro até terça-feira (15). No entanto, o fato de as empresas serem acusadas de espionagem foi motivo de protesto de ativistas. "Mesmo com todas as denúncias sobre suas atividades ilegais, empresas como a Vale e a Odebrecht conseguem blindar suas imagens gastando milhões em patrocínios culturais, além de propagandas em jornais, TVs e revistas", diz a Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale.

Segundo denúncias do ex-gerente de segurança da Vale, André Luis Costa de Almeida,  apresentadas ao Ministério Público Federal, a empresa espiona os movimentos sociais, mantendo agentes infiltrados no Rio, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará e Maranhão; paga propinas a funcionários públicos para obter informações de apoio às "investigações internas", na Polícia Federal e em órgãos da Justiça em São Paulo; quebra sigilo  de funcionários; grampeia ligações telefônicas, inclusive de jornalistas; e produz dossiês de políticos e representantes de movimentos sociais. De acordo com reportagem da Agência Pública, o MST seria o principal alvo da segurança da Vale, ao lado da rede Justiça nos Trilhos, sediada em Açailândia, no Maranhão, que reúne diversas entidades de direitos humanos em defesa da população atingida pelas atividades do polo exportador. Há mais de 2 anos, a rede trava uma batalha judicial com a Vale contra as obras de ampliação da ferrovia – feitas sem licenciamento ambiental – para escoar a produção em expansão das minas de Carajás, que trará diversos impactos às comunidades, cortando reservas ambientais e território indígena e quilombola."
Matéria Completa, ::AQUI::

As incompreensões e a marca do governo Dilma

Posted: 14 Oct 2013 06:26 AM PDT

Diogo Costa, GGN

"Dizem por aí que o governo Dilma Rousseff ainda não tem uma 'marca'... Primeiro, não concordo com isso (depois voltaremos ao assunto). Segundo que em outubro de 2005 o governo Lula ainda não tinha a marca do social consolidada. 

Será que as pessoas já esqueceram das agruras do primeiro mandato de Lula? O governo federal era atacado diuturnamente pela direita e pela 'esquerda'. A direita desferia potentes ataques moralistas e a 'esquerda' ganizava impropérios contra o PT que, segundo ela, havia traído a luta dos trabalhadores.

A consolidação da figura pública de Lula se deu após as eleições de 2006, em grande parte, e, final e paradoxalmente, após o Crash de 15 de setembro de 2008, quando ruiu o mundo neoliberal após a quebra do Banco Lehman Brothers.

Porque exigem hoje de Dilma algo que não exigiram sequer de Lula, quando o mesmo tinha apenas três anos, nove meses e catorze dias de mandato? "
Artigo Completo, ::AQUI::

Para ler e desconfiar

Posted: 14 Oct 2013 06:08 AM PDT


Luciano Martins Costa, Observatório da Imprensa

"A Folha de S. Paulo noticia na edição de segunda-feira (14/10) que integrantes do grupo criminoso conhecido como PCC – Primeiro Comando da Capital planejam se infiltrar em manifestações para atacar policiais durante as correrias e atos de vandalismo que têm marcado os protestos de rua. A reportagem complementa uma série iniciada pelo jornal concorrente, o Estado de S.Paulo, na sexta-feira (11/10), na qual se apresentava um mapa da estrutura de comando da organização, que foi divulgado pelo Ministério Público Estadual.

Histórias sobre o poder da quadrilha se tornaram quase um mito desde 2002, depois que uma ação policial eliminou doze dos principais líderes de facções criminosas rivais, que costumavam promover motins nas penitenciárias paulistas, no episódio que ficou conhecido como o massacre da Castelinho.
Mais informações »

A TV brasileira não reflete, esconde o Brasil

Posted: 14 Oct 2013 05:31 AM PDT

"De como um grupo minguado e oportunista atropela, em poucas horas, um debate que se trava no Congresso há 22 anos e poderia impulsionar a diversidade e a produção cultural regionais


RBA

Parece que alguns parlamentares já esqueceram as "vozes das ruas" gritadas em junho. Com desfaçatez, seis senadores e seis deputados decidiram regular por conta própria o dispositivo constitucional que determina a regionalização da programação de rádio e TV no país. Atropelaram, em poucas horas, um debate que se trava no Congresso há 22 anos. A concentração histórica das programações no eixo Rio-São Paulo faz com que o Brasil não conheça o Brasil. Por isso, os constituintes em 1988 escreveram que "a produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão ao princípio da regionalização da produção cultural, artística e jornalística, conforme percentuais estabelecidos em lei". Só que essa lei nunca saiu.

Iniciativas para elaborá-la não faltaram. O projeto mais antigo é de 1991, da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ). Levou 12 anos para ser aprovado na Câmara e está há dez parado no Senado. Por ele, as TVs ficariam obrigadas a veicular, entre 17h e meia-noite, programas produzidos regionalmente. Seriam no mínimo dez horas e no máximo 22 por semana de programas regionais. Esse tempo deveria aumentar, em cinco anos, para o mínimo de 22 e o máximo de 32 horas."
Matéria Completa, ::AQUI::

Suíça pega propina de 800 mil euros no caso Alstom

Posted: 14 Oct 2013 05:15 AM PDT


"Recursos foram depositados na conta de um ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos em 1997 e 1998, anos em que São Paulo era governada pelo tucano Mario Covas; de acordo com os promotores suíços, dinheiro tem origem em esquema de corrupção para favorecer a multinacional francesa; de acordo com as denúncias, propinoduto inaugurado no governo Covas teria sido mantido nas gestões de José Serra e Geraldo Alckmin; furo de reportagem é do jornalista Fausto Macedo


Autoridades da Suíça comprovaram por documentos ao Ministério Público que um ex-diretor da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) recebeu 800 mil euros como propina da Alstom em conta.

Segundo furo de reportagem do jornalista Fausto Macedo, do Estadão (leia aqui), o dinheiro foi depositado entre 1997 e 1998 - durante o primeiro mandato de Mário Covas.
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may
unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário