quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 10 Jan 2013 04:38 AM PST

Posted: 10 Jan 2013 04:32 AM PST



Vitor Abdala, Agência Brasil

"A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou o ano de 2012 em 5,84%. A taxa ficou abaixo da registrada em 2011, quando houve uma alta de preços de 6,5%, e dentro da meta estabelecida pelo governo brasileiro, que varia entre 2,5% e 6,5%. O resultado, no entanto, ficou acima do centro da meta, que é 4,5%.

O dado foi divulgado hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O principal responsável pela inflação de 2012 foi o grupo de despesas alimentos, que registrou uma inflação de 9,86% e respondeu por quase metade da taxa total do IPCA. O grupo de despesas pessoais também teve impacto importante, com alta de preços de 10,17% no ano. Já os transportes tiveram a menor taxa: 0,48%.

Apenas no mês de dezembro do ano passado, o IPCA registrou variação de 0,79%. A taxa mensal ficou acima do resultado de novembro de 2012 (0,6%) e de dezembro de 2011 (0,5%)"

Posted: 10 Jan 2013 04:22 AM PST

"Os textos de Magnoli, Noblat, Merval, Reinaldo, Augusto Nunes, Eliane Cantanhêde, entre outros, são fontes preciosas para as futuras gerações entenderem o que Perseu Abramo chamou de padrões de manipulação da mídia


Jaime Amparo Alves, Brasil 247

Os brasileiros no exterior que acompanham o noticiário brasileiro pela internet têm a impressão de que o país nunca esteve tão mal. Explodem os casos de corrupção, a crise ronda a economia, a inflação está de volta, e o país vive imerso no caos moral. Isso é o que querem nos fazer crer as redações jornalísticas do eixo Rio-São Paulo. Com seus gatekeepers escolhidos a dedo, Folha de S. Paulo, Estadão, Veja e O Globoinvestem pesadamente no caos com duas intenções: inviabilizar o governo da presidenta Dilma Rousseff e destruir a imagem pública do ex-presidente Lula da Silva. Até aí nada novo.

Tanto Lula quanto Dilma sabem que a mídia não lhes dará trégua, embora não tenham nem terão a coragem de uma Cristina Kirchner de levar a cabo uma nova legislação que democratize os meios de comunicação e redistribua as verbas para o setor. Pelo contrário, a Polícia Federal segue perseguindo as rádios comunitárias e os conglomerados de mídia Globo/Veja celebram os recordes de cotas de publicidade governamentais. O PT sofre da síndrome de Estocolmo (aquela na qual o sequestrado se apaixona pelo sequestrador) e o exemplo mais emblemático disso é a posição de Marta Suplicy como colunista de um jornal cuja marca tem sido o linchamento e a inviabilização política das duas administrações petistas em São Paulo.
Mais informações »

Posted: 09 Jan 2013 04:21 PM PST



"Está faltando pelo menos um verbete nos manuais de redação da mídia tradicional; para dar transparência a práticas de editorialização do noticiário, distorção de fatos e engavetamento de informações que desagradam aos veículos; sem assumir o seu Ativismo, o que as publicações mais ricas do País têm feito nos últimos meses não passa de política disfarçada de Jornalismo


A julgar pelos destaques e ausências no noticiário recente apresentado ao público pela mídia tradicional, ao menos um verbete está faltando nos manuais de redação de jornais como a Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo, emissoras de televisão como a Rede Globo e editoras de revistas como o Grupo Abril. Começa com a letra A e não consta de nenhuma das publicações que, inicialmente internas, ganharam as livrarias para serem consumidas pelo público em geral: Ativismo.
Um dos significados para Ativismo encontradas no Dicionário Houaiss é o de "propaganda a serviço de uma doutrina ideológica, partidária, sindical etc". Outra: "Gênero de literatura com conteúdo político, literatura engajada".
Mais informações »
Posted: 09 Jan 2013 03:47 PM PST



Emir Sader, Carta Maior / Blog do Emir

"A imprensa brasileira está sob risco de desaparição e, de imediato, da sua redução à intranscendência, como caminho para sua desaparição.

Mas, ao contrário do que ela costuma afirmar, os riscos não vem de fora – de governos "autoritários" e/ou da concorrência da internet. Este segundo aspecto concorre para sua decadência, mas a razão fundamental é o desprestígio da imprensa, pelos caminhos que ela foi tomando nas ultimas décadas.

No caso do Brasil, depois de ter pregado o golpe militar e apoiado a ditadura, a imprensa desembocou na campanha por Collor e no apoio a seu governo, até que foi levada a aderir ao movimento popular de sua derrubada.

Mais informações »
Posted: 09 Jan 2013 03:12 PM PST

Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania


"Gastei boa parte da última terça-feira ao telefone em busca de informações concretas para opor à boataria em relação ao setor energético que a mídia tem promovido em lugar de fazer jornalismo sobre assunto tão vital para o país, com suas insistentes versões sobre um iminente "racionamento" de energia e "aumento" no preço das contas de luz.

De alguns dias para cá, eclodiu um bombardeio nos grandes meios de comunicação. Na mesma terça-feira, na Globo News, apresentadoras diziam sentir "muito medo" de ficarem no escuro. Os grandes jornais de São Paulo e do Rio de Janeiro passaram a dar manchetes em letras garrafais tentando vender a tal iminência de "racionamento".

A reunião de janeiro do governo com diversas áreas do setor elétrico, a qual integra um cronograma de reuniões que acontecem todos os meses e que continuarão acontecendo nos meses vindouros, foi apresentada pela mídia como "reunião de emergência para tratar do risco de racionamento".
Artigo Completo, ::AQUI::

Posted: 09 Jan 2013 02:45 PM PST


'Depois de o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, dizer que "não há, não houve, e espero que não haja, no futuro, o desabastecimento", presidente da Petrobras garante que não vai faltar gás para atender necessidades das termelétricas em tempo de estiagem

Nielmar de Oliveira, Agência Brasil / Brasil 247

A presidenta da Petrobras, Graça Foster, disse hoje (9) que não vai faltar gás para atender à demanda do país, como também às necessidades das usinas termelétricas, que estão operando a plena carga em função dos reservatórios das hidrelétricas apresentarem baixo volume de água.

De acordo Graça Foster, a empresa está disponibilizando atualmente ao mercado cerca de 90 milhões de metros cúbicos de gás diariamente. Ontem (8), por exemplo, foram distribuídos 90,571 milhões de metros cúbicos. Do total, 36 milhões de metros cúbicos foram destinados à geração térmica.

Segundo a presidenta da Petrobras, desde outubro, a entrega diária vem sendo da ordem de 36 a 37 milhões de metros cúbicos por dia. A maior parte do gás, 42 milhões de metros cúbicos por dia, vem da produção dos campos nacionais, e 30 milhões de metros cúbicos, importados da Bolívia. O restante de usinas de gás natural liquefeito (GNL)."

Posted: 09 Jan 2013 07:00 AM PST

Posted: 09 Jan 2013 06:56 AM PST


Alana Gandra, Agência Brasil

"O país tem condições estruturais que dão segurança e tranquilidade ao setor elétrico e permitem descartar a possibilidade de um racionamento de energia, disse hoje (8), em entrevista coletiva, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim. Ele esclareceu, porém, que, apesar disso, está sendo feito o acompanhamento dos "ciclos da natureza", referindo-se  à questão das chuvas.

A situação atual é "totalmente diferente" da que ocorreu no país em 2001, segundo o presidente da EPE, quando houve um "apagão" de energia e o consequente racionamento. Àquela época, segundo ele, não havia uma quantidade de usinas térmicas de reserva suficiente para funcionar como uma espécie de seguro ou "colchão" do sistema elétrico.

"É o ponto que faz a diferença e que permite ter uma certa tranquilidade", disse. Tolmasquim acrescentou que "naquela ocasião, não tinha entrado uma quantidade de oferta de energia nem de linhas [de transmissão]".
Mais informações »
Posted: 09 Jan 2013 06:39 AM PST


Isabela Vieira, Agência Brasil

"A safra nacional de cereais, leguminosos e oleaginosas deve chegar a 178 milhões de toneladas em 2013, 9,9% maior que a de 2012, segundo projeção divulgada hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2012, foram colhidos 162,1 milhões de toneladas, um resultado recorde.

Dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do IBGE, revelam que a safra agrícola do ano passado cresceu 1,2% em relação à de 2011. Porém, o volume verificado em dezembro ficou 0,3% abaixo da projeção calculada em novembro.

Em 2012, o arroz, o milho e a soja somaram 91,6%¨da produção e responderam por 85,1% da área colhida no país. Na comparação com 2011,  a área colhida de milho avançou 7,3% e a de soja, 3,7%. Por outro lado, diminuiu em 13,7% a área colhida de arroz."
Posted: 09 Jan 2013 05:48 AM PST
"Acusação de publicitário Marcos Valério será investigada pelo Ministério Público; jornal O Estado de S. Paulo anuncia em tom de começo de guerra a decisão do procurador Roberto Gurgel; ex-presidente sabe que mídia tradicional não lhe dará espaços para se defender; em 1954 e 1964, jornais em uníssono empurraram Getúlio Vargas para o suicídio e Jango Goulart para o exílio; em 2013, o único caminho para Lula é mesmo o de colocar suas Caravanas da Cidadania na estrada



Ao fugir na edição desta quarta-feira 9 de seu conservador padrão gráfico, expandindo ao máximo a manchete que informa sobre a esperada decisão do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de pedir investigação do Ministério Público Federal sobre as acusações do publicitário Marcos Valério contra o ex-presidente Lula, o jornal O Estado de S. Paulo mais pareceu noticiar o início da terceira guerra mundial. E como se esta fosse uma informação exclusiva da publicação da família Mesquita, que ninguém soubesse. Um furo!
Mais informações »
Posted: 09 Jan 2013 05:24 AM PST
Posted: 09 Jan 2013 05:21 AM PST


Luiz Carlos Azenha, Vi o Mundo

"Lembra-se da crise da febre amarela, Eduardo Guimarães?

Sem falar no caos aéreo, logo depois que Lula derrubou um avião e foi acusado de homicida — por um psicanalista! — na capa da Folha de S. Paulo.

Mal 2013 começou e estamos de volta às crises em série, que devem continuar até as eleições de 2014.

Bem que o Marcos Coimbra avisou.

Ele também alertou que o maior risco para Dilma nas eleições do ano que vem está na organização — ou falta de — da Copa do Mundo.
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário