quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 18 Sep 2012 06:14 PM PDT



"Lá estão os dois celulares do diretor de Veja em Brasília e os telefones também do seu escritório. Apesar da estreita ligação entre o jornalista e o contraventor preso na Operação Monte Carlo, o PT, que assiste à condenação de suas lideranças e ao ataque explícito ao ex-presidente Lula, não conseguiu convocá-lo a depor na CPI do caso Cachoeira


(061) 9982-7631 e (061) 8226-9904. São esses os dois celulares do jornalista Policarpo Júnior, que fazem parte da agenda pessoal do contraventor Carlos Cachoeira. Lá estão também os telefones (061) 3315-7502 e (061) 3315-7575, do escritório de Veja em Brasília, dirigido por Policarpo.

Como se sabe, Policarpo e Cachoeira têm relações estreitas, que vêm de longa data. Foi o bicheiro quem providenciou a fita sobre Maurício Marinho, que deu origem a uma cadeia de acontecimentos que levou ao escândalo do Mensalão. Foi também Cachoeira quem obteve as imagens do Hotel Naoum, em Brasília, que mereceram uma capa recente de Veja sobre José Dirceu. E foi também Cachoeira quem tramou a queda do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, com denúncias em Veja, para favorecer a construtora Delta.

Na direção contrária, Policarpo pediu ao bicheiro que providenciasse ligações sobre Jovair Arantes, atual candidato a prefeitura de Goiânia pelo PTB  - tarefa que foi repassada pelo contraventor ao araponga Dadá. E não se deve esquecer que Andressa Mendonça, mulher de Cachoeira, quase foi presa quando ameaçou um juiz, em Goiânia, com um dossiê que seria publicado em Veja, pelas mãos de Policarpo. Só não passou uma temporada na prisão porque pagou fiança de R$ 100 mil.

O bicheiro e o jornalista são íntimos e é, portanto, natural que a agenda de Cachoeira tenha os dois celulares de Policarpo Júnior.
O que não é natural, no entanto, é que o PT não tenha tido força política para convocar o jornalista na CPI que investiga os desdobramentos da Operação Monte Carlo –uma CPI, aliás, adiada para depois das eleições. Na Inglaterra, que ao que se sabe é um dos berços da democracia, Rupert Murdoch foi convocado e, além de depor, se viu forçado a fechar um jornal centenário envolvido em grampos ilegais.

O PT, no entanto, acreditou que poderia firmar um pacto de não agressão com a revista Veja, negociado entre Fábio Barbosa, presidente da Abril, e José Dirceu. O resultado? Veja acaba de deflagrar, com a capa de sua última semana, um movimento para eliminar a figura de Luiz Inácio Lula da Silva da política brasileira."


Posted: 18 Sep 2012 06:07 PM PDT



Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Nenhum ser que não se apóie em quatro patas e que não zurre em vez de falar é capaz de engolir a patranha articulada pela revista Veja em sua edição do último fim de semana. É preciso ser muito estúpido ou muito descarado e mal-intencionado para levar a sério premissa que a publicação atribui a um autor que a desmente.

Infelizmente, gente burra ou mal-intencionada não falta por aí. Todavia, é preciso apostar na capacidade da maioria de usar um mínimo de bom senso e de lógica para analisar a acusação de Veja a Lula – e é disso que se trata – de que o ex-presidente seria o verdadeiro autor dos crimes que estão sendo julgados no Supremo Tribunal Federal.

Pode-se apostar na capacidade da maioria de perceber que a publicação produziu uma farsa porque, para todos os efeitos, está evidenciado que ou Veja não está de posse de áudio algum contendo entrevista de Marcos Valério acusando Lula de ser o chefe do mensalão ou o áudio que eventualmente possa ter não contém tal afirmação.
Rememoremos o episódio.

Veja publica uma capa que dá ao leitor que vê a revista na banca de jornal a sensação de que irá ler uma entrevista-bomba de Marcos Valério em que este acusa o ex-presidente Lula de chefiar o esquema do mensalão. Lendo a matéria, porém, esse leitor descobrirá que a acusação não tem autor, sendo atribuída a "amigos, parentes e associados" do publicitário.

Em seguida, em questão de horas, no próprio sábado em que a revista chega às bancas, o advogado de Valério divulga nota pública em que desmente que seu cliente esteja acusando Lula e nega que tenha sequer dado entrevista àquela publicação, ainda que esta jamais tenha dito que o entrevistou."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 18 Sep 2012 05:13 PM PDT
CartaCapital



"Até a oposição ao governo federal cobra a revista Veja para que publique a fita com a supostas declarações de Marcos Valério à revista. Em comunicado oficial assinado pelos respectivos presidentes, PSDB, DEM e PPS ressaltam a gravidade das acusações e pede à publicação da Editora Abril que "torne públicos os elementos que sustentam a matéria".

A última edição da revista sustenta que Marcos Valério, empresário que teria viabilizado o esquema do "mensalão", diz que se arrepende por ter ficado em silência e poupado o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva no escândalo. Embora a reportagem sustente que não conversou com Valério, há especulações de que essa teria sido um acordo com o próprio empresário em troca das declarações. O advogado dele já declarou que seu cliente não endossa o que saiu na revista."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 18 Sep 2012 05:05 PM PDT
Sandro Thadeu, A Tribuna



"A Polícia Federal investigará uma suposta captação ilícita de votos por parte do candidato a prefeito de Santos, o deputado estadual licenciado Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), e de seu vice, o psicólogo Eustázio Alves Pereira Filho (PTB). O inquérito foi aberto a pedido do promotor responsável pela 118ª Zona Eleitoral da Cidade, Carlos Alberto Carmello Júnior.

Caso o crime eleitoral seja caracterizado, Barbosa e Pereira Filho poderão ter o registro de candidatura cassado ou até mesmo o diploma, caso sejam eleitos para governar a Cidade nos próximos quatro anos. O trabalho de apuração deve ser concluído em até 30 dias, mas tal prazo pode ser prorrogado.

A solicitação tem como base denúncias recebidas pelo Ministério Público (MP), na semana passada, sobre telegramas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia com a assinatura do candidato antes e durante o período do pleito, quando já havia se desligado da pasta.

As mensagens parabenizam aqueles que as receberam pela seleção no Programa Via Rápida Emprego, que oferece cursos gratuitos e auxílio financeiro para a qualificação profissional de desempregados e beneficiários de programa de transferência de renda.

Na carta, assinada por Barbosa como o responsável pela pasta, consta que a pessoa terá "direito à bolsa mensal de R$ 210,00 e auxílio transporte de R$ 120,00, durante sua participação no curso".
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 18 Sep 2012 04:56 PM PDT


Candidato ACM Neto
Claudiohumberto.com.br



"O candidato à prefeitura de Salvador, ACM Neto (DEM), se se desculpou durante programa de TV, por ter dito há sete anos que iria "dar uma surra" no então presidente Lula. O programa foi ao ar na noite desta segunda-feira (17). O discurso de ACM aconteceu três dias após Lula introduzir o episódio, protagonizado em 2005, na campanha eleitoral durante comício na capital baiana. 

A declaração de ACM Neto ocorreu em discurso na Câmara em meio à investigação do esquema do mensalão. Em campanha do PT, Lula afirmou: "Se esse cidadão teve coragem de dizer que queria bater no presidente da República, imagina o que vai fazer com camelô em Salvador". Em resposta,  ACM Neto disse que reagiu realmente de uma forma indevida. "Eu não tinha a experiência que tenho hoje. Estava começando a minha carreira. Mas o mais importante é que eu fui em frente. Eu não me deixei intimidar. E, agora, os réus do mensalão estão sendo julgados e condenados pelo STF (Supremo Tribunal Federal)".



Band


Posted: 18 Sep 2012 04:45 PM PDT


O candidato à Prefeitura de SP José Serra (PSDB) fala ao lado de FHC em evento no Cinema Reserva Cultural
Daniela Lima, Folha de S. Paulo



"Em ato nesta terça-feira (18) com artistas e intelectuais, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) fez um discurso repleto de ataques velados ao mensalão e à corrupção no Brasil para defender a candidatura de José Serra (PSDB) à Prefeitura de São Paulo como sinônimo de "recuperação da moral" na política.

"Serra é o candidato que representa um reencontro do Brasil com a sua história de luta pela democracia. Uma democracia que não é para favorecer a corrupção, mas para favorecer a cidadania", disse o ex-presidente.

Participaram do encontro, em uma sala de cinema na avenida Paulista, reitores de universidades, atores, historiadores e integrantes do governo FHC.

"Não é difícil perceber que vivemos hoje um desses momentos de densidade histórica. Depois de vários anos que o Brasil conquistou a democracia, conseguiu avanços econômicos e avanços socias, essa mesma democracia começa a ser minada por dentro pela falta de crença nela", afirmou o ex-presidente, no início de sua fala."
Foto: Marcelo Justo/Folhapress
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 18 Sep 2012 09:38 AM PDT



Posted: 18 Sep 2012 09:31 AM PDT



"Como disse o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, Marcos Valério é "um jogador" e deve ser visto com cautela. Mas assim como o empresário, Roberto Civita, da Abril, também decidiu jogar cartas e trucou ao acusar Lula de ser o chefe do mensalão sem ter o Zap. Entenda como funciona um dos truques mais manjados do jornalismo, que é atribuir a "interlocutores próximos" declarações de terceiros e saiba por que a possibilidade de que Veja tenha uma fita com Valério é praticamente nula

Brasil 247

Algoz dos chamados "mensaleiros", o procurador-geral da República, Roberto Gurgel não comprou a estória relatada por Veja neste fim de semana, segundo a qual Marcos Valério estaria espalhando a "interlocutores" próximos a tese de que Lula era o verdadeiro chefe do mensalão. Gurgel disse que Valério é um "jogador" e que suas declarações devem ser tomadas com cautela – ainda que o advogado de Valério, Marcelo Leonardo tenha negado que seu cliente tenha dado qualquer declaração a Veja.

Ocorre que Valério não é o único "jogador". Assim como ele, a revista Veja, de Roberto Civita, também decidiu jogar cartas. O objetivo, evidentemente, é aniquilar o ex-presidente Lula. E como numa partida de truco, Veja blefou sem ter o Zap – a carta que derruba todas as outras. No caso concreto, o Zap seria a fita com a entrevista de Marcos Valério. E a possibilidade de que essa fita exista é remotíssima, praticamente nula.

A "existência" da fita, até agora, só foi confirmada pelo jornalista Ricardo Noblat. Disse ele que Valério deu entrevista a Veja e que, depois disso, diante da discordância do advogado Marcelo Leonardo, ele teria recuado e pedido à direção da revista Veja que a publicasse de forma indireta – atribuindo suas declarações a terceiros.

Ocorre que, para que essa estória fosse verdadeira, Valério teria que ter algum poder de pressão sobre Veja. Com que argumento um empresário praticamente falido, à beira da prisão, convenceria um jornalista e uma revista que caça Lula há oito anos a não publicar uma entrevista tão bombástica? Seria impossível qualquer tipo de acordo."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 18 Sep 2012 09:17 AM PDT
Pedro Peduzzi, Agência Brasil



"Apesar de ter vetado o Artigo 34, que permitiria o uso dos recursos do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel) para investimentos estratégicos definidos pelo Ministério das Comunicações, a Lei 12.715 – sancionada hoje (18) pela presidenta Dilma Rousseff e já publicada no Diário Oficial da União – manteve diversos benefícios em prol do setor de telecomunicações e de tecnologia da informação.

Entre eles, está a desoneração de impostos federais e do próprio Fistel para estações terrenas de satélites usados na implantação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) e para o mercado de comunicação entre máquinas. Desonera também equipamentos que venham a servir para a banda larga rural (450 MHz) e para serviços dedicados a novas redes de telecomunicações.

A nova lei suspende o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) no caso de vendas ou aluguel de máquinas, aparelhos, instrumentos e equipamentos novos e de materiais de construção para utilização ou incorporação nas obras civis, desde que ligados ao Regime Especial de Tributação do PNBL, visando à implantação de redes de telecomunicações.

A Lei 12.715 faz parte do programa de política industrial Brasil Maior, que pretende fortalecer e ampliar a indústria de tecnologia da informação por meio de diversos tipos de benefícios concedidos direta e indiretamente ao setor. Uma das ações trata da redução do valor que as empresas de softwares e de tecnologia da informação pagam à Previdência Social."



Posted: 18 Sep 2012 08:58 AM PDT
Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho



"Em meio ao julgamento e às condenações do mensalão e na reta final da campanha eleitoral, às voltas com questões jurídicas que podem atrasar o anúncio de novos investimentos em portos e aeroportos, o que só deve acontecer após as eleições, a presidente Dilma Rousseff tem-se mostrado muito preocupada mesmo é com o seu amigo e ex-presidente Lula.

Os dois têm-se falado com frequência por telefone e se encontram pessoalmente pelo menos uma vez a cada 15 dias, como fazem desde a posse de Dilma.

Dilma está convencida de que foi desencadeado um forte movimento para desconstruir a imagem  de Lula e do seu governo,  exatamente na fase decisiva da campanha, no momento em que o PT enfrenta dificuldades nas principais capitais do país, a começar por São Paulo.

Com Lula sob fogo cruzado da imprensa e a saúde ainda não totalmente recuperada das sequelas do tratamento contra o câncer na laringe, Dilma aos poucos começou a se envolver mais na campanha eleitoral na tentativa de ajudar o partido e o amigo ex-presidente.

Foi por isso que ela gravou participações na TV para as campanhas de Fernando Haddad, em São Paulo, e Patrus Ananias, em Belo Horizonte. Deve fazer o mesmo nos próximos dias para ajudar Nelson Pellegrino, em Salvador, onde o PT ainda mantém chances contra ACM Neto, do DEM, que lidera as pesquisas, mas com a diferença diminuindo."
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 18 Sep 2012 08:48 AM PDT


Bug identificado no Explorer deixa computadores
vulneráveis à atuação de hackers
Correio do Brasil / Reuters




"Especialistas em segurança da computação estão aconselhando os usuários de PCs a parar de navegar temporariamente por meio do Internet Explorer, da Microsoft, afirmando que identificaram um bug no software que deixa os computadores suscetíveis a ataques por hackers.

- Pessoas mau intencionadas podem usar essa vulnerabilidade para fazerem coisas ruins ao seu computador. Elas podem acessar todos os arquivos que você tiver acesso no computador – disse Tod Beardsley, um gerente de engenharia na empresa de segurança Rapid7.

Em resposta a um pedido por comentário, a Microsoft disse em comunicado: "Estamos ativamente investigando essas informações e tomaremos os passos necessário para ajudar a proteger os consumidores".

Enquanto isso, os especialistas dizem que os usuários de computador devem evitar o Internet Explorer.

- Há outros navegadores que as pessoas podem usar temporariamente até que o problema seja consertado. Ou podem arriscar – disse Paul Ferguson, pesquisador sênior na fabricante japonesa de softwares anti-vírus Trend Micro Inc.

- Por que arriscar? Eu diria, afaste-se disso – disse Jeff Bardin, chefe de inteligência da empresa de consultoria em segurança cibernética Treadstone 71.

Eric Romang, conselheiro de segurança do e-Business & Resilience Centre, baseado em Luxemburgo, descobriu o bug na sexta-feira enquanto investigava servidores que suspeitava estar sendo usados por hackers, de acordo com o seu blog.

Esses hackers descobriram uma forma de infectar computadores ao explorarem previamente as desconhecidas vulnerabilidades no Internet Explorer, de acordo com Beardsley.

Os hackers puderam colocar códigos maliciosos em websites confiáveis e infectar as máquinas dos internautas que visitaram os sites, disse Beardsley.

O Internet Explorer foi o segundo navegador mais usado no mundo no mês passado, com cerca de 33% de participação de mercado, de acordo com o StatCounter, ficando logo atrás do Google Chrome, que teve 34%.

Marc Maiffret, chefe de tecnologia da empresa de segurança BeyondTrust, disse que algumas empresas podem não conseguir deixar de usar o Internet Explorer porque usam aplicativos ou sites que não são compatíveis com o Chrome ou com outras opções."



Posted: 18 Sep 2012 06:52 AM PDT
"Apesar da baixa audiência, emissoras católicas e evangélicas recebem 40% mais que TV estatal de sinal aberto



Cezar Xavier, Spresso SP

"Mesmo tendo uma emissora aberta nas mãos, o Governo Alckmin prefere gastar quase R$ 5 milhões em verba publicitária para emissoras de igrejas evangélicas e católicas, com baixo alcance de transmissão. O total é 40% maior que a verba dirigida à TV Cultura, emissora estado prestigiosa de sinal aberto, com potencial maior de audiência.

Segundo levantamento feito pela reportagem da Folha de S. Paulo, em cinco anos foram R$ 4,9 milhões para emissoras como as católicas Rede Vida e Canção Nova, e as evangélicas Gospel e RIT (Rede Internacional de TV), do missionário R. R. Soares.

Os dados foram obtidos pela reportagem com base na Lei de Acesso à Informação. Um conjunto de planilhas mostra, ano a ano, o quanto foi investido em cada veículo de comunicação. Nesse periodo de 5 anos, SP gastou R$ 609 milhões com publicidade.


Entre os poucos programas da RIT não usados para cultos e pedidos de oferta, há um chamado "O Grande Estado de São Paulo", do deputado estadual André Soares (DEM), filho de R.R. Soares e membro da base do governo."
Matéria Completa, ::AQUI::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário