domingo, 6 de outubro de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Propinoduto tucano e "Operação França"


BRASIL! BRASIL!


O 2º turno já começou

Posted: 05 Oct 2013 05:26 PM PDT


"O ingresso de Marina Silva no PSB tem implicações sobre o conjunto da campanha presidencial para 2014. Na prática, o segundo turno já começou.

Paulo Moreira Leite, ISTOÉ

Vamos entender o que aconteceu. Ao oferecer o PSB para Marina Silva, Eduardo Campos trouxe, para dentro de sua legenda, a candidata que é segunda nas pesquisas de intenção de voto. O próprio Eduardo Campos está em quarto lugar,  não sái do chão e acaba de sofrer uma derrota interna importante. O governador do Ceará, Cid Gomes, deixou o PSB. Em matéria de dissidência, seria equivalente, no PSDB, a Geraldo Alckmin romper com Aécio Neves e abandonar o partido, levando embora os votos de São Paulo.  

Acabo de ouvir um líder importante do PSB. Ele me garante que Campos e Marina vão formar uma chapa e que o governador de Pernambuco será o titular, deixando para a nova aliada o cargo de vice. Por mais respeito que tenha por este cidadão, sei que os segredos fazem parte da política. Duvido e dou risada. Não acho que Marina foi ao PSB para ser vice de um candidato que tem 20% de suas intenções de voto. Se fosse para isso seria melhor ficar em casa em nome dos princípios de que era Rede de Sustentabilidade e pronto.
Mais informações »

Como fica o jogo político com Marina vice de Campos

Posted: 05 Oct 2013 04:19 PM PDT



'Com a ida de Marina Silva para o PSB de Eduardo Campos, o jogo político torna-se interessante
Havia um conjunto de combinações possível.

Com Marina viabilizando seu partido, o jogo de 2014 seria jogado por Dilma Rousseff, Marina, Aécio Neves (ou José Serra) e Eduardo Campos.

A probabilidade maior era um segundo turno entre Dilma e Marina. Segundo interlocutores de Lula, ele considerava a melhor alternativa para Dilma, já que, exposta à luz da campanha, Marina seria mais fácil de ser derrotada no segundo turno. Mas há quem analisasse que, com três candidatos da oposição, aumentava a probabilidade de segundo turno. Com dois, diminui.
Mais informações »

Por açúcar, Coca-Cola e Pepsi estão expulsando comunidades de suas terras

Posted: 05 Oct 2013 03:49 PM PDT


Oxfam denuncia disputas por terras ligadas a
empresas do ramo sucroalcooleiro, que fornecem
açúcar à Coca-Cola e à PepsiCo
(Foto: Tatiana Cardeal / Oxfam)

"Relatório inédito de ONG internacional denuncia omissão de grandes empresas de alimentos e bebidas quanto à apropriação injusta de terras


A Oxfam, confederação de 17 organizações que lutam pelo fim da desigualdade e da pobreza em 94 países, divulgou nesta quarta-feira, 2 de outubro, um estudo inédito em que aponta a omissão de três grandes empresas do setor de alimentos e bebidas quanto a apropriações de terras em suas cadeias de fornecimento.

No relatório O GOSTO AMARGO DO AÇUCAR – O direito à terra e as cadeias de fornecimento das maiores empresas de alimentos e bebidas, a Oxfam denuncia disputas por terras ligadas a empresas do ramo sucroalcooleiro, que fornecem açúcar à Coca-Cola e à PepsiCo – e cita casos semelhantes na cadeia de fornecimento da Associated British Foods (que, no Brasil, detém a marca Ovomaltine).
Mais informações »

Charge do Besinha

Posted: 05 Oct 2013 03:41 PM PDT


Acabou o teatro: Marina se rende à "Velha Política"

Posted: 05 Oct 2013 03:36 PM PDT


Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho

"Estava na cara que ela não ficaria fora do jogo. Até o governo Dilma já contava com a candidatura presidencial de Marina Silva, como escrevi aqui mesmo nesta quinta-feira na coluna "Planalto conta com Marina candidata mesmo sem Rede".

O que ninguém esperava é que a ex-senadora se oferecesse para ser vice de Eduardo Campos, do PSB, o candidato dissidente da base aliada do governo, como ela comunicou aos seus seguidores, reproduzindo o que dissera a ele, ao final de uma reunião que terminou com muito choro de marináticos na madrugada de sábado em Brasília.

_ Eduardo, você está preparado para ser presidente do Brasil? Eu vou ser a sua vice e estou indo para o PSB.
Mais informações »

Apresentado como candidato, Campos recebe apoio de Marina à Presidência

Posted: 05 Oct 2013 03:31 PM PDT


Anthony Boadle e Eduardo Simões, Reuters
 
'O presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, recebeu neste sábado o apoio da ex-senadora Marina Silva para disputar a Presidência da República em 2014 durante cerimônia de filiação de Marina ao partido.

"Você tem alguma dúvida em relação a isso?", respondeu Marina em entrevista coletiva ao ser perguntada se apoiava Campos para a Presidência no ano que vem.

Campos disse, ao filiar Marina ao partido, que a parceria quebrará a polarização existente na política brasileira.

Ele adotou tom mais cauteloso que a ex-senadora e disse que uma eventual candidatura do partido à Presidência será decidida "no tempo certo".
Mais informações »

A volta do morto-vivo

Posted: 05 Oct 2013 10:16 AM PDT


Embate entre Aécio Neves e José Serra
não está definido / Jose Cruz/ABr
Mauricio Dias, CartaCapital
 
"Aparentemente, a disputa presidencial voltará ao embate já corriqueiro entre o PT e o PSDB. Tem sido assim ao longo dos últimos 20 anos. Ou seja, cinco eleições presidenciais. Pode haver uma variação no sexto confronto, em 2014, se o tucano mineiro Aécio Neves for candidato. Os paulistas estiveram presentes em todas as seis disputas pela cadeira do Planalto, em eleição direta, após a ditadura.

Ele, no entanto, não é mais uma aposta certa dos tucanos. Tímido como pré-candidato, ele cedeu à pressão do forte reduto tucano de São Paulo. Alguém diria que as costas de Aécio, com tantos alfinetes espetados, lembram almofada de alfaiate.
Mais informações »

Confirmado: Marina Silva se filia ao PSB

Posted: 05 Oct 2013 07:49 AM PDT


Miguel do Rosário, Tijolaço

"A notícia acaba de ser anunciada pela CBN, e já circula rapidamente pelas redes sociais. Marina Silva se filiou ao PSB de Eduardo Campos. As circunstâncias ainda são meio confusas, mas tudo indica que Eduardo Campos sacou uma solução brilhante da cartola: inventou uma tal de "coligação democrática" e "reconhecerá a existência política da Rede".

Apesar de surpreendente, não deixa de ser uma solução quase racional. Marina tem poderosos apoiadores financeiros, que fizeram pesada pressão nas últimas horas. O Estadão sequer hesitou em dar nome aos bois: Natura e Itaú. Mencionou-se ainda articulação do próprio Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo.

A turma do dinheiro estava decidida a manter Marina no páreo de qualquer jeito, e não aceitavam a derrota. A sua presença é fundamental para levar a eleição para o segundo turno.

A notícia ainda precisa ser confirmada, naturalmente, por uma declaração da própria Marina Silva."

Propinoduto tucano e "Operação França"

Posted: 05 Oct 2013 06:36 AM PDT


Altamiro Borges, Blog do Miro

"Os tucanos devem estar muito irritados com a revista IstoÉ. Se dependesse de FHC, o exército já teria ocupado a redação do semanário - como fez para silenciar os petroleiros na greve de maio de 1995. Há dois meses a publicação produz excelentes reportagens, fartamente documentadas, sobre o chamado propinoduto tucano, que envolve poderosas multinacionais do setor de transportes - como a Siemens e a Alstom - num esquema bilionário de corrupção com os chefões do PSDB de São Paulo. O restante da mídia tenta, ao máximo, esconder o explosivo assunto. Nesta semana, porém, a IstoÉ deu mais detalhes sobre o envolvimento direto de Andrea Matarazzo, ministro do governo FHC e secretário estadual nas gestões de Mário Covas e José Serra, na maracutaia. Vale conferir a reportagem:   

Operação França

Investigações chegam ao topo do esquema e mostram que líderes tucanos operaram junto com executivos franceses para montar o propinoduto do PSDB paulista. Os acordos começaram na área de energia e se reproduziram no setor de transporte trilhos em SP

As investigações sobre o escândalo do Metrô em São Paulo entraram num momento crucial. Seguindo o rastro do dinheiro, a Polícia Federal e procuradores envolvidos na apuração do caso concluíram que o esquema do propinoduto tucano começou a ser montado na área de energia, ainda no governo de Mário Covas (1995-2001), se reproduziu no transporte público – trens e metrô – durante as gestões também de Geraldo Alckmin (2001-2006) e de José Serra (2007-2010) e drenou ao menos R$ 425 milhões dos cofres públicos. 
Mais informações »

Aloysio: candidatura Serra não está descartada

Posted: 05 Oct 2013 06:21 AM PDT



"Senador afirma que José Serra ainda poderá ser o candidato tucano ao Palácio do Planalto, em 2014;  "Eu diria hoje que a maioria dos militantes do PSDB pende para uma candidatura do Aécio, mas a candidatura Serra, se ocorrer, será vista com naturalidade por todos", afirma; ele diz ainda que o tema "mensalão" será explorado pelo partido em 2014


Em entrevista ao jornalista Ricardo Brito, do Estado de S. Paulo (leia aqui a íntegra), o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), deixou claro que ainda não há uma definição de candidatura no PSDB. Embora a tendência seja favorável ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), ele disse que uma eventual candidatura de José Serra não pode ser descartada.

"O Serra tem enorme prestígio político, pessoal, tem voto. Ele tem prestígio real e seu engajamento na campanha é muito importante para a vitória, seja ele candidato ou não. Essa decisão só vamos oficializar no ano que vem. Seja Serra ou Aécio o candidato, a presença dele é muito importante", disse ele.  "Eu diria hoje que a maioria dos militantes do PSDB pende para uma candidatura do Aécio, mas a candidatura Serra, se ocorrer, será vista com naturalidade por todos. Eu não posso dizer que ele é candidato."

No entanto, ele afirma que não haverá disputa interna. "O partido vai seguir unido, não há dúvida. Hoje há um sentimento muito forte, dentro do partido, de urgência de pôr fim a esses anos de governo PT, por tudo ele representa em termos de retrocesso e de degradação institucional." E deixa claro que o PSDB pretende usar, na campanha, o tema "mensalão". "É um tema que vai estar presente. O tema está posto. Segundo o ministro Celso de Mello, foi um gravíssimo crime contra as instituições. Um fato desse erodiu, de maneira absolutamente irreversível, aquela aura de santidade com que o PT pretendia se revestir."

Sobre o chamado mensalão mineiro, ou tucano, Aloysio o vê com outros olhos. "Esse julgamento atinge uma pessoa importante do nosso partido, que é o deputado Eduardo Azeredo, embora eu não veja nenhum padrão de comparação (com o mensalão federal). Se houve crime, foi um crime de natureza eleitoral, o que é grave. Não estou minimizando como faz o pessoal do PT e o Lula que, depois de dizer que foi traído, disse que era uma farsa."
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário