sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 04 Oct 2012 08:35 PM PDT
Redação, Rede Brasil Atual



"O jornal do Sindicato dos Bancários de São Paulo foi alvo de apreensão na noite desta quinta-feira (4). Um policial militar e uma oficial de Justiça estiveram na sede da entidade no centro da cidade, com ordem de busca e apreensão da Folha Bancária, e de arrombamento, "se necessário". A ameaça de arrombamento foi confirmada por prestador de serviço de uma das subsedes da entidade visitadas pelos agentes.
A operação foi resultado de uma representação encaminhada pela coligação do candidato José Serra (Avança São Paulo – PSDB, PSD, DEM, PV e PR) à Justiça Eleitoral. A ação alega que o jornal da entidade contém matéria que "denigre" a imagem do candidato tucano a prefeito de São Paulo. A concessão de liminar foi assinada pela juíza Carla Themis Lagrotta Germano. Alguns jornais procuraram o sindicato para repercutir a movimentação antes mesmo de ação de apreensão começar.

O jornal trazia entre suas reportagens uma que analisava as principais candidaturas à prefeitura de São Paulo. E declarava o apoio da maioria da direção executiva da entidade a Fernando Haddad (PT). Segundo dirigentes da entidade, Haddad foi o único dos postulantes a receber o documento Agenda da Classe Trabalhadora e a se comprometer com pontos do texto relacionados a reivindicações de interesse dos trabalhadores elaboradas pelo movimento sindical.

 "O Sindicato tem quase 90 anos e sempre defendeu a liberdade de expressão. Desde o ano passado estamos fazendo o debate, com os bancários, do que afeta a vida dos trabalhadores. Além da campanha salarial e por melhores condições de trabalho, somos um sindicato cidadão se preocupa com a cidade, o estado e o país em que os trabalhadores vivem.

 Sabemos da importância desse debate", afirma a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira. "Os trabalhadores têm direito a analisar as propostas dos candidatos. Pode haver divergência, mas repudiamos a censura e sempre lutamos pelo fortalecimento da democracia", ressalta a dirigente, lembrando que a FB coloca em prática o bom jornalismo. "Só não pudemos noticiar o plano de governo de um dos candidatos que não tem seu material divulgado nos sites oficiais da campanha."


Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, a ação agride o direito de informação dos trabalhadores. "Todos os veículos se expressam e respeitamos. Defendemos a liberdade de imprensa, o direito à livre manifestação e foi isso que colocamos em prática. É o nosso ponto de vista, podem concordar ou discordar, mas não censurar", ressalta o dirigente. "A democracia pela qual tanto lutamos não prevê que só um segmento da sociedade que é privilegiado pela imprensa comercial convencional tem o direito de se expressar."

Esta é a segunda vez que o PSDB investe contra a liberdade de expressão dos trabalhadores. A Revista do Brasil foi alvo de censura desencadeada por ações do partido em 2006 e em 2010, quando trazia material jornalístico a respeito dos processos eleitorais em questão – a reeleição de Lula e a eleição de Dilma Rousseff. Recentemente, o candidato Serra também agrediu verbalmente um repórter da Rede Brasil Atual que tentou entrevistá-lo durante uma atividade de campanha. O tucano, depois de se recusar a responder uma pergunta incômoda, chamou o jornalista de sem-vergonha."


Posted: 04 Oct 2012 05:33 PM PDT
"Estou muito preocupado com o que está acontecendo na Justiça Eleitoral da Bahia. Acho que a Justiça Eleitoral da Bahia está tendo pesos e medidas desiguais. Acho que enfrentar o PT e seu poderio faz parte do processo político. Agora, enfrentar a Justiça, não dá", dispara ACM Neto, candidato à Prefeitura do Salvador pelo DEM


Brasil 247 / Bahia 247

A batalha jurídica entre os dois principais candidatos à Prefeitura do Salvador, ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT) está tão séria a ponto de o democrata achar que o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) não é capaz de resolver seus embates com o adversário petista.

Neto afirmou nesta quinta-feira (4) em caminhada no Pau Miúdo que vai ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima semana solicitar que a corte acompanhe de perto as eleições no segundo turno.
"Estou muito preocupado com o que está acontecendo na Justiça Eleitoral da Bahia. Ontem, por exemplo, cassaram parte do nosso programa eleitoral. Hoje, até agora estamos fora do ar. Estamos tentando uma cautelar no TRE para rever essa decisão absurda. Mas me parece muito estranho. Primeiro porque a campanha de Pelegrino usa quase metade do tempo para me bater, me agredir, me atacar. Não sai do ar e eu não ganho direito de resposta. Agora, na hora em que eu faço uma crítica ao mensalão, eles me tiram do ar. Último dia de (campanha televisiva para) eleição e eu estou fora do ar", afirmou ACM Neto em matéria publicada no Globo.com."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 04 Oct 2012 05:13 PM PDT
"A ideologia que perpassa os principais pronunciamentos dos ministros do STF parece eco da voz de outros, da grande imprensa empresarial que nunca aceitou que Lula chegasse ao Planalto. Ouvem-se no plenário ecos vindos da Casa Grande, que gostaria de manter a Senzala sempre submissa e silenciosa.


Leonardo Boff, Carta Maior

É com muita tristeza que escrevo este artigo no final da tarde desta quarta-feira, após acompanhar as falas dos ministros do Superemo Tribunal Federal. Para não me aborrecer com e-mails rancorosos vou logo dizendo que não estou defendendo a corrupção de políticos do PT e da base aliada, objeto da Ação Penal 470 sob julgamento no STF. Se malfeitos foram comprovados, eles merecem as penas cominadas pelo Código Penal. O rigor da lei se aplica a todos.

Outra coisa, entretanto, é a espetacularização do julgamento transmitido pela TV. Ai é ineludível a feira das vaidades e o vezo ideológico que perpassa a maioria dos discursos.

Desde A Ideologia Alemã, de Marx/Engels (1846), até o Conhecimento e Interesse, de J. Habermas (1968 e 1973), sabemos que por detrás de todo conhecimento e de toda prática humana age uma ideologia latente. Resumidamente, podemos dizer que a ideologia é o discurso do interesse. E todo conhecimento, mesmo o que pretende ser o mais objetivo possível, vem impregnado de interesses.

Pois, assim é a condição humana. A cabeça pensa a partir de onde os pés pisam. E todo o ponto de vista é a vista de um ponto. Isso é inescapável. Cabe analisar política e eticamente o tipo de interesse, a quem beneficia e a que grupos serve e que projeto de Brasil tem em mente. Como entra o povo nisso tudo? Ele continua invisível e até desprezível?

A ideologia pertence ao mundo do escondido e do implícito. Mas há vários métodos que foram desenvolvidos, coisa que exercitei anos a fio com meus alunos de epistemologia em Petrópolis, para desmascarar a ideologia. O mais simples e direto é observar a adjetivação ou a qualificação que se aplica aos conceitos básicos do discurso, especialmente, das condenações."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 04 Oct 2012 05:07 PM PDT
"Com o mote "Nas eleições nos estados Unidos, vote WikiLeaks", objetivo é pagar os custos da infraestrutura da organização.



Vermelho / Brasil de Fato

O WikiLeaks lançou nesta semana a campanha "Nas eleições nos estados Unidos, vote WikiLeaks". O objetivo é arrecadar fundos para manter o site, que se notabilizou por revelar milhares de documentos confidenciais da cúpula política, diplomática e militar dos Estados Unidos.

Por suas denúncias, o WikiLeaks tem sofrido uma série de ataques e ameaças. No final de setembro, o porta-voz do Pentágono George Little exigiu que a organização destruísse suas publicações, inclusive os "Papéis da Guerra do Iraque", que revelaram a morte de mais de cem mil civis.

Um dos principais ataques, porém, foi de ordem econômica. Segundo o WikiLeaks, no início de dezembro de 2010 a organização recebia cerca de 120 dólares por dia em doações de cidadãos em todo o mundo. No entanto, por pressão de Washington, diversas instituições financeiras impuseram um bloqueio bancário contra WikiLeaks, que resultou na retirada de 95% dos fundos pertencentes ao site que estavam sob guarda daquelas empresas. Embora o WikiLeaks tenha vencido todas as ações judiciais impetradas contra o bloqueio ilegal, uma série de apelações impedem a normalização da situação.

A campanha vai até 6 de novembro, quando ocorrem as eleições nos Estados Unidos. "No dia das eleições, não vote em candidatos do Partido Republicano nem do Partido Democrata. Em vez disso vote o único voto que realmente significa alguma coisa. Vote com seu dinheiro, para ajudar WikiLeaks", afirma a nota.

Segundo o WikiLeaks, as doações serão usadas para pagar os custos da infraestrutura da organização e os custos legais da luta contra o bloqueio bancário. A página oficinal da campanha é http://wikileaks.org/donate2012."


Posted: 04 Oct 2012 04:13 PM PDT
Redação, Rede Brasil Atual


"Uma semana antes de ser personagem de capa da edição de São Paulo da revista Veja, a Vejinha, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, investiu R$ 493 mil dos cofres da administração municipal na compra de uma publicação do Grupo Abril, o mesmo de Veja. Segundo revelou o blogue de Luis Nassif, a aquisição de assinaturas da Nova Escola diretamente da Fundação Victor Civita foi publicada em 20 de setembro no Diário Oficial do Município.

Menos de dez dias depois, Kassab teve o corpo estampado em capa da Vejinha que questionava: "Será que estamos sendo justos com ele?". Em reportagem, a revista questionava se os altos índices de rejeição do prefeito, que encerra mandato em dezembro, correspondem aos resultados da atual gestão, que, no entender do Grupo Abril, são positivos. 

A compra liberada em 20 de setembro não foi a primeira. A consulta ao Diário Oficial do Município mostra que ao todo um contrato firmado por meio da Secretaria Municipal de Educação prevê destinar R$ 1.233.540 este ano à Fundação Victor Civita, meta que já foi atingida. Em 14 de julho a publicação oficial registrou a estimativa de que outros R$ 740.124 fossem destinados à entidade do Grupo Abril. 

A Nova Escola é uma publicação querida de governos em geral. Em 2009, a organização não governamental Ação Educativa chamou atenção para um contrato firmado sem licitação pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) para a compra de 220 mil assinaturas no valor de R$ 3,7 milhões. A FDE, que pertence ao governo estadual paulista, é agora investigada pelo Ministério Público sobre a possibilidade de compra fraudulenta de mochilas que foram distribuídas aos alunos da rede pública."



Posted: 04 Oct 2012 09:10 AM PDT


Nelson Pellegrino, do PT, ultrapassou
ACM Neto, do DEM, em Salvador
"Além das possibilidades de segundo turno, o partido da presidenta Dilma lidera as pesquisas em cinco capitais, o mesmo número do PSDB


Rudolfo Lago, Congresso em Foco

Na reta final das eleições, o PT vai confirmando a fama de que é um partido bom de chegada. A legenda que comanda o país com a presidenta Dilma Rousseff lidera as últimas pesquisas em cinco capitais brasileiras (Cuiabá, Goiânia, João Pessoa, Rio Branco e Salvador). É o mesmo número do PSDB, que lidera as eleições em Maceió, Manaus, São Luís, Teresina e Vitória.

O avanço petista impressiona. No dia 31 de agosto, o Congresso em Foco fez também um levantamento das últimas pesquisas eleitorais disponíveis naquele momento. Na ocasião, o PT liderava em somente duas capitais. Estava na frente em Goiânia, com Paulo Garcia, e em Recife, onde Humberto Costa aparecia empatado com Geraldo Júlio, do PSB. Enquanto nesse período Humberto Costa despencou em Recife (agora é apenas o terceiro), outros petistas avançaram: Lúdio Cabral lidera com folga em Cuiabá; Luciano Cartaxo destacou-se numa disputa que antes era renhida entre Cícero Lucena (PSDB) e José Maranhão (PMDB) em João Pessoa; Marcus Alexandre é o líder em Rio Branco, e Nelson Pelegrino ultrapassou ACM Neto em Salvador. Em Goiânia, Paulo Garcia segue na frente."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 04 Oct 2012 08:44 AM PDT
"O prefeito de Belo Horizonte e candidato a reeleição, Marcio Lacerda (PSB), o candidato a vice-prefeito Délio Malheiros (PV) e o presidente da Metrominas, Fabrício Torres Sampaio, foram acionados nesta quarta-feira (3) em ação de investigação eleitoral por causa das obras de sondagem do metrô na Praça Sete.



Vermelho / Jornal Estado de Minas

Na ação, o Ministério Público Eleitoral acusa o uso da intervenção para promover a candidatura do socialista e pede a cassação do registro e a inelegibilidade de Lacerda. Um dos argumentos usados é o vídeo em que Malheiros, então deputado estadual e pré-candidato à PBH, acusa o uso da máquina administrativa, e que, no início da noite de ontem, já ultrapassava 150 mil visualizações no YouTube.

De acordo com o promotor eleitoral Eduardo Nepomuceno, o presidente da Metrominas praticou abuso de autoridade a partir de agosto deste ano, favorecendo Lacerda e Délio com "promoção pessoal em publicidade institucional oficial de obra pública". O promotor alega que nos pontos de sondagens geológicas no Centro da cidade foram colocadas faixas com os dizeres "Metrominas" e "o Metrô é a solução", fora dos padrões oficiais, sem identificar o tipo de serviço, prazo, origem do financiamento e montante dos recursos.
 
O presidente da Metrominas afirmou já haver prestado esclarecimentos ao MPE e que para ele o assunto estava encerrado. Segundo ele, a faixa está em nome da empresa responsável pelo serviço de sondagem , que está ocorrendo em outros locais de acordo com projeto aprovado pelo Ministério das Cidades. "Temos 18 meses para entregar o projeto de engenharia pronto. É um trabalho técnico da Metrominas, que é uma empresa do governo e das prefeituras de BH e Contagem", alegou."


Posted: 04 Oct 2012 08:24 AM PDT
Altamiro Borges, Blog do Miro


"Mais um grão-tucano que se achava imbatível nas urnas, o governador Beto Richa, do Paraná, deve estar desesperado – a exemplo do paulista José Serra e do amazonense Arthur Virgílio. Todas as pesquisas indicam que o seu candidato à prefeitura de Curitiba, Luciano Ducci, corre o sério risco de não se reeleger. O Datafolha de ontem confirmou a liderança do midiático Ratinho Junior (PSC) com 34% das intenções de voto. Para piorar, a pesquisa também sinalizou que o protegido de Beto Richa pode nem ir ao segundo turno.

O atual prefeito, outro tucano infiltrado no PSB, ainda aparece em segundo lugar (25%), mas observa pelo retrovisor a aproximação de Gustavo Fruet, do PMDB, com 18% das intenções de voto. Como aponta o blogueiro Esmael Morais, um profundo conhecedor das escaramuças eleitorais no Paraná, ainda não está definido quem disputará o segundo turno contra Ratinho Junior. "A segunda vaga, hoje, pende mais para Luciano Ducci, que disputa a reeleição, mas Gustavo Fruet ainda acredita que poderá desmentir as sondagens no voto".


Posted: 04 Oct 2012 07:31 AM PDT
Bob Fernandes, Terra Magazine


Posted: 04 Oct 2012 06:34 AM PDT



Posted: 04 Oct 2012 06:30 AM PDT
Janio de Freitas, Folha de S. Paulo


"Carandiru, aniversário de 20 anos: sem julgamento. Mensalão do PSDB em Minas: 14 anos, sem julgamento. Não é preciso seguir com exemplos para perguntar: isso é Justiça? A instituição que assim se comporta deve mesmo ser chamada de Judiciário?

E não bastam os sete anos para enfim ocorrer o atual julgamento no Supremo Tribunal Federal, ou quantos anos ainda serão necessários para o encerramento dessa história?

A decisão do deputado Valdemar Costa Neto de reclamar em corte internacional o direito de recurso contra sua condenação, já que o STF o condena como primeira e como última instância, abre uma fila que apenas não está anunciada por outros réus e seus advogados.

Talvez por haver mais de uma possibilidade e faltar escolha definida entre elas. Não por falta da deliberação de buscar outro exame para vários dos já condenados. E, pode-se presumir, também para futuros.
O caso de Valdemar Costa Neto é bastante ilustrativo. Está condenado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Práticas implícitas no recebimento de dinheiro para o que a maioria do Supremo considerou compra, pelo PT, de apoio na Câmara para o governo Lula.

O deputado reconhece não ser inocente, mas atribui a condenação a motivo errado.

Tem um argumento que o Supremo, de fato, desconheceu: votou contra o governo e até apresentou emenda contrária ao projeto originário do Planalto para modificações na Previdência."
Artigo Completo, ::AQUI::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário