terça-feira, 22 de maio de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 21 May 2012 07:12 PM PDT




Posted: 21 May 2012 07:09 PM PDT


"A América do Sul terá que unir-se com urgência, para que não se torne território aberto à disputa feroz pelos seus recursos naturais, no futuro que se apressa a chegar. Ao lado da África, a América Latina sempre foi vista como um território de todos, menos de seus próprios habitantes.

Mauro Santayana, Carta Maior

Não há mais espaço para a dúvida: a América do Sul terá que unir-se com urgência, para que não se torne território aberto à disputa feroz pelos seus recursos naturais, no futuro que se apressa a chegar. Ao lado da África, a América Latina sempre foi vista como um território de todos, menos de seus próprios habitantes. Em nome da Fé e da Civilização, espanhóis e portugueses, holandeses e franceses, aqui chegaram para ocupar e dominar as civilizações existentes, como as andinas.

Nesse aspecto, o Brasil é uma exceção importante: os indígenas brasileiros ainda se encontravam no neolítico, ao contrário dos habitantes da cordilheira, senhores de uma cultura respeitável. Isso parece pouco, mas não é. Dos europeus que tentaram a conquista, os ibéricos tiveram mais êxito, não só na América do Sul, mas também em grande parte da América do Norte, até a chegada em massa dos seus rivais britânicos. O que nos interessa, no entanto, é esse continente em suas razões geográficas, políticas, econômicas e culturais. E não "subcontinente", como muitos insistem em nos considerar.

Geograficamente, nós constituímos uma realidade própria. Ainda que o istmo do Canadá una o Hemisfério Ocidental, e que grande parte da América do Sul política se encontre ao norte do Equador, e nela considerável parcela do Brasil, da Colômbia à Terra do Fogo somos uma realidade geográfica e histórica bem identificada. Sempre foi do interesse dos colonizadores que vivêssemos, brasileiros e hispano-americanos, bem separados uns dos outros.

Mesmo durante os 60 anos em que as coroas de Portugal e da Espanha estiveram unidas, a administração colonial se manteve separada e os contatos se limitavam às autoridades. Nossos povos não se conheciam, a não ser nos raros pontos fronteiriços.

Ao desdenhar os nossos povos, o arrogante Kissinger disse que nada de importante ocorreu no Hemisfério Sul. Ele, em sua visão preconceituosa e imperialista, se esqueceu de que a descoberta e conquista da América foram o fato mais importante de toda a História do Ocidente."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 06:54 PM PDT


"Ex-presidente quer definir aliança até junho, quando PT referenda a candidatura de Haddad

Fernando Gallo, O Estado de S. Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer fechar com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, o apoio do PSB à chapa de Fernando Haddad em São Paulo antes do dia 2 de junho. O objetivo é evitar que o partido chegue sem nenhuma aliança no encontro municipal de delegados que vai referendar o ex-ministro da Educação como candidato à Prefeitura de São Paulo.

O objetivo da cúpula do PT é anunciar alguma parceria eleitoral, com pelo menos um partido, antes do evento para demonstrar que Haddad não está sozinho e consegue agregar outras forças políticas. O encontro do ex-presidente com Campos está previsto para esta semana.

Aliados tradicionais do PT, como o PC do B, recusam-se até o momento a fazer parte da aliança e ensaiam uma candidatura própria. O PSB é o alvo preferencial do PT por causa do compromisso assumido em janeiro por Campos com Lula de que não caminharia com José Serra (PSDB). Em troca, o PT teria de abrir mão da candidatura em cidades estratégicas para o PSB."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 06:42 PM PDT


"A débâcle, nessa semana, de vários grandes bancos espanhóis acelera a crise financeira do país sacudido por imensas manifestações de trabalhadores, estudantes, pequenos, médios empresários, que se espalham de Madri à Catalunha.
Na verdade a Europa caminha a passos largos rumo a um sério impasse econômico, social, com desdobramentos políticos que já se manifestaram nas eleições francesa, grega e recentemente na Alemanha

Eduardo Bomfim, Vermelho

Mas o que está em cheque mesmo é a atual configuração da União Europeia e a suposição de que suas políticas fiscais são equânimes para todos os seus membros.
O que é uma verdadeira falácia porque essa pretensa igualdade nos direitos e deveres de cada nação associada ao Euro revelou-se na prática uma equação de dominação por parte das duas grandes potências econômicas, Alemanha e França, associada a uma profunda subordinação das demais sejam elas médias ou pequenas.

Ao insistir na estratégia da austeridade fiscal em detrimento das políticas de retomada do crescimento contra a crise, o governo Merkel secundado pela França do então presidente Sarkozy, ajudou a empurrar a Europa para o abismo, resultante das relações servis do Banco Central Europeu para com as poderosas instituições financeiras do velho continente."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 06:36 PM PDT


"Marcos Coimbra acredita que presidenta vai tão longe quanto puder na tentativa de formar um novo modelo de administração política do país

João Peres, Rede Brasil Atual

O diretor do Instituto Vox Populi, Marcos Coimbra, acredita que os partidos de oposição deveriam deixar para trás os "maus ensinamentos" do convívio político e apoiar a tentativa de mudança na lógica que rege a relação entre Executivo e Legislativo. Para ele, o modelo atual determina que os parlamentares votem contra o Palácio do Planalto, mesmo que saibam que o projeto em questão é de interesse do país. 

Coimbra entende que a recente aprovação do Código Florestal na Câmara não se deu unicamente pela força da bancada de representantes do agronegócio, mas pela soma de forças de oposição que gostariam de aplicar uma derrota ao governo de Dilma Rousseff. Sobre a presidenta, aliás, o analista político avalia que ela irá tão longe quanto puder na mudança do paradigma da política nacional. "A Dilma, ao contrário dos políticos tradicionais, não tem um projeto de ficar no poder. A Dilma tem um projeto de administração e ela enxerga dificuldades para executar esse projeto de administração de uma maneira bem diferente de um político mais tradicional", afirma.

Ele acredita que a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso para apurar as relações entre políticos e o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, pode começar a definir quais partidos estarão na chapa do PT em 2014, de amplo favoritismo. O diretor do Vox Populi avalia que as conexões entre parte da imprensa e a quadrilha ligada à exploração de jogos ilegais também precisa entrar na pauta do colegiado. "Dizer que quando alguém que questiona isso está questionando a imprensa é usar o conceito de liberdade de imprensa para se proteger, para proteger uma prática que é francamente condenável", adverte.

Existe uma tentativa de discutir e aprovar a questão do financiamento público de campanha. Isso implicaria mudança na relação política? 

Eu tenho, como observador e como analista, um entendimento de que o financiamento público seria muito positivo para o país e acredito que seria uma maneira em que se poderiam considerar a interferência excessiva do poder econômico, como no processo eleitoral, sendo diminuído e até eliminado. Evidente que se fizéssemos um sistema de financiamento público, a força de interferência de lobbies empresariais, associativos e corporativos seria muito menor.

O modelo que está em discussão na Câmara poderia logo ser posto em prática. Curioso que no Senado todos os partidos aprovaram a ideia. Faltava definir um modelo mais específico, mas houve acordo entre as principais lideranças políticas. Na Câmara, o relator apresentou uma proposta, mas as coisas ficaram um pouco travadas. Não sei qual andamento ela terá, mas de qualquer maneira já se decidiu que não havia por que correr para aprovar ainda a tempo de aplicar para as eleições de 2012.  Mas provavelmente nós teremos tempo ao longo deste ano e do próximo, se houver a chamada vontade política, para votar ainda a tempo de valer para 2014."
Foto: Roberto Stuckert Filho. Presidência
Entrevista Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 06:25 PM PDT


Agência Brasil

"Usuários da internet que usarem perfis falsos em redes sociais ou correspondências eletrônicas (e-mails), por exemplo, poderão ser enquadrados como crimes de informática passível de seis meses a dois anos de pena de prisão. A pena integra o elenco de propostas de aperfeiçoamento do Código de Processo Penal, sob a análise de juristas nomeados pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

O resultado desse trabalho será encaminhado para a análise dos parlamentares na forma de um anteprojeto de lei ainda neste semestre. A proposta, aprovada em reunião da comissão de juristas, hoje (21), prevê o aumento de um terço da pena se, pela internet, o perfil falso causar prejuízos a terceiros. O relator da comissão, procurador Luiz Carlos Gonçalves, acrescentou que os hackers, especialistas em informática capazes de modificar programas e redes de computadores, merecerão um capítulo à parte no anteprojeto.

Recentemente, a atriz Carolina Dickman teve fotos íntimas veiculadas em páginas da internet. Casos como esse terão pena de dois anos de prisão acrescido em um terço pela utilização da rede mundial de computadores. Os juristas ainda analisam a penalização de crimes mais graves, como o acesso indevido de dados comerciais protegidos.
Os juristas também aumentaram penas para qualquer pessoa que, de posse de informações de processos judiciais que correm em segredo de Justiça, sejam divulgados à imprensa. A quebra do segredo de Justiça – como sigilos fiscal, telefônico e bancário – pode passar de dois a quatro anos de prisão para dois a cinco anos de prisão.

"O foco da criminalização não é o trabalho da imprensa que noticia um fato que chegou ao conhecimento dela. O regime constitucional de liberdade de imprensa, de proteção do sigilo da fonte, nos impediria de agir de forma diversa", disse o relator da comissão de juristas. Luiz Carlos Gonçalves ressaltou que esse tipo de crime já está previsto na Lei de Interceptação, mas a ideia é tipificá-lo no Código Penal. Pelo que foi aprovado hoje, caso os dados vazados sejam veiculados em meios de comunicação, a pena de dois a cinco anos será aumentada em um terço.

Outro tema apreciado na reunião foi a corrupção no setor privado. O procurador Luiz Carlos Gonçalves disse que a lei atual prevê o crime nesse setor somente quando existe o envolvimento de funcionário público. A proposta é tipificar, por exemplo, o funcionário do setor de compras de uma empresa privada que recebe vantagem indevida para beneficiar determinado fornecedor. "Estamos adequando nossa legislação ao parâmetro internacional de corrupção privada", observou o relator da comissão de juristas."


Posted: 21 May 2012 05:28 PM PDT


Marco Aurélio Mello , DoLaDoDeLá

"A semana começou com as pessoas discutindo em todo Brasil o impacto e a veracidade ou não das declarações de Xuxa ao Fantástico, ontem à noite.

Ao mesmo tempo, e-mails começam a circular na rede provocando os leitores a refletir sobre a veracidade ou não de fotos da estrela.

São vários ensaios nus de Xuxa para revistas masculinas nos anos 80 e três situações em que ela é fotografada em cenas de sexo (montagens?).

Xuxa acaba de ganhar ações na justiça em que exige reparação judicial, pela exibição de imagens relacionadas a seu passado, antes dela se tornar "A Rainha dos Baixinhos".

Sua exposição, seja para o bem, ou para o mal, a promove. E isso é incontestável.

Considerando-se que na semana passada ela anunciou que pretende entrar no ramo de festas infantis, franqueando sua marca para bufets, não é absurdo supor que, assim, o que a apresentadora procura é sair do ostracismo imposto pelo esgotamento do modelo de apresentadora mirim.

Potencial para alavancar seus negócios, agora como "A Rainha dos Grandinhos" ficou claro que ela ainda tem, afinal, suas declarações ao Fantástico renderam ao programa o recorde de audiência no ano: 26 pontos.

Seu e-mail também é um sucesso.

Assim, Xuxa não tem com o que se preocupar, sempre haverá público para uma celebridade disposta a expor sua intimidade no horário nobre, para todo país."


Posted: 21 May 2012 05:09 PM PDT


"Vamos resistir à crise criando emprego, investindo em infraestrutura e nas atividades sociais", prometeu a presidente durante visita a obra de ponte na BR-101, em Santa Catarina; segundo ela, passou o tempo em que o mundo espirrava e o Brasil pegava pneumonia

Brasil 247 / Abr

Em cerimônia de assinatura da ordem de serviço das obras de construção de uma ponte na BR-101, em Santa Catarina, a presidenta Dilma Rousseff disse hoje (21) que, em passado recente, diante da crise financeira internacional, quando o mundo lá fora "espirrava", o Brasil pegava uma "pneumonia". Hoje, no entanto, o país construiu uma estabilidade financeira que o fortaleceu para enfrentar momentos de crise como a que vivem os Estados Unidos e países da Europa.

"Desde o processo de abertura democrática deste país, viemos construindo nossa estabilidade. Nos últimos anos, a partir do governo Lula, tivemos o cuidado de criar um conjunto de armas contra a crise externa. No passado, o mundo espirrava lá fora e pegávamos uma pneumonia. Hoje, não pegamos pneumonia, estamos muito mais fortes", disse na cerimônia, em Laguna (SC).

Dilma observou que há um problema sério no sistema bancário europeu e que a situação na Europa tem se "deteriorado bastante" nas últimas semanas. Ela tem respondido, aos que lhe perguntam como fica o Brasil diante do atual cenário, que o país está preparado. "Me perguntaram outro dia se estávamos preparados para enfrentar o que acontece na Europa e digo que estamos 100% preparados, 200% preparados, 300% preparados e vamos resistir à crise criando emprego, investindo em infraestrutura e nas atividades sociais para que sejamos um país que, ao mesmo tempo que cresce, distribui sua riqueza".

Em seu discurso, a presidenta lembrou que o Brasil tem US$ 370 bilhões de reservas e observou que isso é uma proteção para o que quer que aconteça no sistema financeiro internacional.

A ordem de serviços assinada nesta segunda é para a construção de ponte sobre a Lagoa do Imaruí, na BR-101. A ponte terá 2,8 quilômetros de extensão. De acordo com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, a previsão é que as obras estejam concluídas em 2014."
Foto: Roberto Stuckert Filho/PRESIDÊNCIA


Posted: 21 May 2012 10:08 AM PDT




Posted: 21 May 2012 10:03 AM PDT


Correio do Brasil / Agência Senado

"O depoimento de Carlinhos Cachoeira na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga as relações dele com empresários e políticos está mais uma vez nas mãos do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello. O magistrado deve decidir nesta segunda-feira o segundo pedido de adiamento apresentado pela defesa do contraventor goiano, com audiência marcada pela CPI para 14h desta terça-feira.

Primeiro, os advogados pediram o acesso à totalidade das investigações sigilosas de posse da comissão. Agora, eles querem mais tempo para analisar o grande volume de documentos, conforme solicitação apresentada ao STF na noite de quinta-feira.

Mesmo sem ter a confirmação da presença de Cachoeira, a CPI mista confirmou o depoimento de seis pessoas para a manhã da próxima quinta-feira. São elas Idalberto Matias de Araújo, Lenine Araújo de Souza, Jairo Martins de Souza, José Olímpio de Queiroga Neto, Gleyb Ferreira da Cruz e Wladmir Henrique Garcez.

Gurgel

Na quarta-feira, termina o prazo para que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, responda as cinco perguntas enviadas por escrito pela comissão. O chefe do Ministério Público da União terá que esclarecer cinco dúvidas apresentadas pelos parlamentares: em que circunstância chegou à Procuradoria-Geral da República a investigação da operação Vegas; em que data o inquérito de tal operação chegou à Procuradoria; quais as providências adotadas na época pela PGR em relação ao inquérito; quando e em que circunstâncias a PGR teve conhecimento da operação Monte Carlo; e quais as providências adotadas.

Os integrantes da CPI alegam que o inquérito relativo à operação Vegas da Polícia Federal chegou à Procuradoria em 15 de setembro de 2009 e por lá ficou sem manifestação da instituição."



Posted: 21 May 2012 09:41 AM PDT


"Mozart Vianna, um dos maiores conhecedores do Congresso Nacional, deixa o cargo de braço-direito do senador mineiro e será gerente de relações das organizações Globo. Ligação do presidenciável tucano com a emissora ganhou interesse depois da minissérie Brado Retumbante, para muitos inspirada em Aécio

Brasil 247 / Minas 247

O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) terá um de seus mais importantes assessores com um dos cargos mais importantes na mídia brasileira. Mozart Vianna está deixando sua sala no 11º andar do prédio mais alto do Senado, onde atuava como assessor de gabinete do ex-governador de Minas, e será gerente de relações institucionais das Organizações Globo. Cuidará das relações do maior grupo de comunicações do país com o poder público.

Poucas pessoas conhecem tão bem as filigranas do Congresso Nacional quanto Mozart Viana. Há duas décadas ele trabalhou como secretário da Mesa da Câmara dos Deputados. No tempo, atendendo a demanda dos mais de 500 deputados, tornou-se um especialista em regimento. Tão respeitado que Aécio o levou para trabalhar em seu gabinete no início do ano passado. O convite e o aceite despertaram certa inveja em alguns parlamantares - meses antes, por exemplo, Mozart declinara de um convite semelhante feito pelo então deputado federal Michel Temer (PMDB-SP)."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 09:12 AM PDT


Piero Locatelli, CartaCapital

"O PSDB fecha nesta sexta-feira 18 o apoio à candidatura do deputado federal ACM Neto (DEM-BA) à Prefeitura de Salvador. Para conseguir o apoio dos tucanos em na capital baiano, o DEM sacrificou uma candidatura própria em São Paulo e declarou na véspera o apoio a José Serra (PSDB). A desistência se deu para priorizar Salvador, onde o partido terá sua única chance de conquistar algum cargo relevante nas eleições de outubro. Atualmente, o partido, em crise, não tem prefeitos em capitais.

O DEM começou seu declínio há uma década, quando ainda se chamava PFL e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) era o presidente da República. Acuado pelo mau resultado nas eleições de 2006, mudou seu nome para DEM (Democratas) em 2007. A mudança não ajudou em nada e o partido continuou minguando nas eleições seguintes. Quando Gilberto Kassab, um dos principais nomes do DEM, criou o PSD, os democratas ainda perderam 103 dos 496 prefeitos que elegeram em 2006, segundo estudo da Confederação Nacional dos Municípios.

O carlismo – nome do movimento político ligado ao ex-senador Antonio Carlos Magalhães, morto em 2007 – está perdendo seu poder na Bahia, mas mesmo assim o político mais jovem da família ACM é a prioridade do partido. Os principais adversários de ACM Neto devem ser o deputado federal petista Nelson Pelegrino e o peemedebista Mário Kertész."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 08:59 AM PDT
Manifestação em São Paulo chama atenção 
para possíveis danos ambientais com a 
sanção do novo Código Florestal por Dilma


 Virginia Toledo, Rede Brasil Atual

"Encurralada por duas fortes – e antagônicas – pressões, a presidenta Dilma Rousseff tem quatro dias para decidir se veta total ou parcialmente o texto do novo Código Florestal, aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 25 de Abril. Há também a possibilidade de a presidenta decidir não vetar, sancionando integralmente a lei discutida pelos deputados. De um lado, a pressão do apelo popular, de cidadãos e personalidades que pedem o veto integral da matéria. Na outra ponta, a força de parlamentares ruralistas que já demonstraram ter condições de enfrentamento suficientes para, no Congresso Nacional, aprovar o que lhes convêm.

Membros do governo afirmaram que a presidenta estudaria o texto "com responsabilidade", de modo a não configurar possilidade de "anistiar" desmatadores, uma das promessas de governo feitas no período eleitoral. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que possivelmente haverá algum tipo de veto por considerar que o texto aprovado só beneficia "grandes produtores". "Estamos avaliando o texto e vamos avaliar juridicamente se ele tem condições ou não de ser aprovado. Agora, a nossa recomendação é que tenha veto. Vamos avaliar qual é o melhor tipo de veto e como isso se desdobra", defendeu recentemente.

Para ambos os casos – de veto ou de sanção – parlamentares já trabalham incessantemente na produção de novos projetos de lei. Os senadores tentam resgatar pontos aprovados por eles quando a matéria passou pela Casa, em dezembro do ano passado, sugerindo, por exemplo, o retorno da faixa de proteção para rios maiores de 10 metros, item retirado do texto pelos deputados. Já entre os deputados, a maioria da bancada ruralista, a corrida é para que, caso Dilma vete o texto, seja apresentado um novo texto estabelecendo que as áreas para recomposição de APPs sejam revistas e, porventura, ainda mais reduzidas."
Foto: CC/ForadoEixo/Flickr
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 08:33 AM PDT


"Agora, são 72 milhões de ligações; cerca de 6 milhões de famílias que não tinham acesso à internet em casa passaram a contar com o serviço por meio do Plano Nacional de Banda Larga; presidente Dilma saudou crescimento em programa de rádio

Brasil 247 / Abr

- A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira que o acesso à internet banda larga no país quase dobrou desde o início do ano passado, totalizando mais de 72 milhões de ligações. Segundo ela, cerca de 6 milhões de famílias que não tinham acesso à internet em casa passaram a contar com o serviço por meio do Plano Nacional de Banda Larga.

A presidente destacou, em seu programa matinal, que o governo planeja investir, por meio da Telebras, na ampliação das redes que garantam o acesso à internet a todas as regiões do Brasil. "Ao mesmo tempo, temos cobrado das empresas privadas que aumentem o investimento para permitir que, a cada dia, o acesso à internet seja mais rápido e vendido a um preço justo – aquele que a população possa pagar e que, também, remunere o investidor."

De acordo com Dilma, 95% das escolas públicas de ensino fundamental no Brasil já contam com conexão de internet banda larga, atingindo um total de 32 milhões de estudantes e 1,5 milhão de professores. Para a presidenta, levar o serviço para dentro das escolas de rede pública é garantir igualdade de condições de desenvolvimento e de aprendizado.

Sobre o acesso à internet banda larga nas universidades, hospitais universitários e escolas técnicas, a previsão do governo é que a Rede Nacional de Educação e Pesquisa permita a inclusão de 735 campi brasileiros até 2014.

"O Brasil já é o terceiro maior mercado de computadores do mundo, o que significa que mais pessoas estão buscando entrar no mundo do conhecimento e da informação por meio da internet. Graças a uma série de medidas do governo federal, como corte de impostos, os computadores e os notebooks e até mesmo alguns modelos de tablets estão cada vez mais baratos", disse."


Posted: 21 May 2012 08:19 AM PDT
"Novas gravações da Polícia Federal reforçam indícios de ligação da revista com bicheiro


R7

Curiosamente, a revista da Editora Abril publicou a mentira em uma seção chamada Radar, a mesma que aparece nas gravações da operação Monte Carlo como destino das informações de interesse do contraventor Carlos Cachoeira.

Cachoeira, Claudio Abreu e mais de vinte comparsas presos são acusados de 15 crimes, entre eles corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, contrabando e formação de quadrilha."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 07:13 AM PDT


Marco Antonio Araujo, O Provocador

"O governo tucano no Estado de São Paulo conseguiu mais uma proeza. Transformou o metrô, que já foi o único transporte público decente dos paulistanos, numa calamidade. Parabéns, governador Geraldo Alckmin. Isso não é pra qualquer um.

É preciso ser muito negligente para atingir tamanho patamar de incompetência administrativa. De fato, foram necessárias quase duas décadas de desmandos para que a vida do usuário fosse finalmente colocada em risco.  Uma tragédia anunciada desde que o PSDB assumiu o comando do maior orçamento entre os membros da União.

É realmente um feito histórico a primeira colisão entre trens com passageiros a que assistimos nesta quarta-feira, 16. Ao menos 106 pessoas foram parar em hospitais, algumas com fraturas."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 21 May 2012 07:01 AM PDT


Carlos Lopes, Hora do Povo / Blog do Miro

"A quem aproveita o crime? A campanha contra o então ministro dos Transportes, senador Alfredo Nascimento, perpetrada pela "Veja" em julho do ano passado, beneficiou a empreiteira Delta e seu associado Carlos Cachoeira.

A Delta queria se livrar da fiscalização do Ministério dos Transportes, que já tomara várias medidas para sanar irregularidades:,

1) O Ministério, através do DNIT, abrira um processo administrativo contra a Delta, porque esta, sem autorização, subcontratara outra empresa na recuperação da BR-116, no Ceará.

2) A Delta fora obrigada a repavimentar um trecho da BR-163, em Mato Grosso, porque, em sua obra original, a espessura do concreto era menor que a prevista no contrato.

3) A Delta, contra o edital, atrasara o início das obras na BR-101, no Rio de Janeiro, sem apresentar justificativa.

4) A Delta, líder de um dos consórcios que vencera a licitação, queria aumentar o preço nas obras na BR-060, em Goiás, o que era negado pelo Ministério.

"Veja" sabia, desde maio de 2011 – portanto, dois meses antes de começar sua campanha – da associação entre Cachoeira e a Delta, porque o contraventor a revelou ao redator-chefe de "Veja", Policarpo Jr. (o "Poli", "PJ" ou "JR", como a quadrilha o chamava). Cachoeira marcou um encontro de Policarpo Jr. com Cláudio Abreu, diretor da Delta, e depois disso começou a campanha contra Nascimento e a cúpula do Ministério dos Transportes.

Em uma das gravações feitas pela Polícia Federal, Cachoeira diz: "Eu sou a Delta". O assunto é algo sem importância – um patrocínio futebolístico –, mas ele não estava muito distante da realidade.

Nas gravações que conseguimos ouvir, ou ler a transcrição, a Delta é mencionada 387 vezes. Mas ainda faltam mais 32 volumes do inquérito e a maior parte das gravações anexadas (a Operação Vegas gravou 60 mil horas de conversas do bando; a Operação Monte Carlo, 250 mil horas). Cachoeira era tão íntimo da Delta, comparecendo quase diariamente aos seus escritórios, que os delegados da PF anotaram: "Será que Carlinhos teria sala dentro da Delta?" (cf. pág. 73, apenso 02, volume 1, Op. Monte Carlo, Auto Circunstanciado De Encontros Fortuitos, DPF/SRDF)."
Matéria Completa, ::Aqui::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário