sexta-feira, 25 de maio de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!




BRASIL! BRASIL!


Posted: 24 May 2012 07:01 PM PDT




Posted: 24 May 2012 06:59 PM PDT


Saul Leblon, Blog das Frases

"É um velho truque do conservadorismo brasileiro reiterado ao longo da história: quando a raiz dos problemas repousa nas entranhas de seu aparelho administrativo ou no descaso histórico com as prioridades da população, desfralde-se a bandeira udenista da sabotagem perpetrada por 'agitadores'.

A lenga-lenga exala naftalina e remete ao linguajar pré-golpe de 64, mas encontra em São Paulo 71 quilômetros de motivações para ser ressuscitada com regularidade suíça pela pigarra do PSDB. Nessa rede escandalosamente saturada e curta do metrô --inferior a da cidade do México, por exemplo, com 200 kms-- os registros de panes, acidentes e interrupções tem exibido frequência preocupante: só este ano foram 143 ocorrências, média de uma por dia.

Nesta 4ª feira, a pigarra conservadora aproveitou a greve salarial dos metroviários para isentar a gestão temerária por trás dos transtornos renitentes. A narrativa é a de um 'jornal da tosse'; gargantas raspando pastilhas Walda emitem denúncias de sabotagem e insinuam 'incêndios do Reichstag' de olho nas eleições municipais. Agitadores conturbam o ambiente da metrópole; não fosse isso, os serviços públicos tucans deslizariam no azeite fino de oliva.

O ' jornal da tosse' por definição é pouco informativo: faltam-lhe pernas para driblar números adversos. Em 2011, o governador Alckmin investiu R$ 1,2 bi dos R$ 4,5 bilhões previstos para a expansão do metrô e não deixou por menos na ponta ferroviária: as compras de trens caíram à metade.No conjunto do sistema o recuo do investimento foi da ordem de 20% sobre 2010. A média tucana de
 expansão dos trilhos tem sido de 2,35 kms/ano. Significa que nas mãos do PSDB a rede precisará de cinco décadas para se equiparar a do México."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 06:47 PM PDT
Correio do Brasil


"A Delta Construções faturou um total de R$ 718,24 em contratos diretos com 18 administrações estaduais, em 2011. A empresa Principal empreiteira do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e protagonista do abalo político provocado pela Operação Monte Carlo da Polícia Federal.

O levantamento foi feito pelo jornal O Estado de S. Paulo nos bancos de dados dos governos. Ele aponta que o total arrecadado pela construtora nos Estados equivale a 83,3% dos R$ 862,43 milhões que a empresa faturou em obras e serviços prestados ao governo federal no mesmo período. Somente em 2011 a Delta Construções recebeu R$ 1,58 bilhão em recursos públicos federais e estaduais.


A fluidez da empresa, que está presente em quase todo o País, seria, segundo o jornal, a explicação para a reduzida disposição inicial da CPI instaurada no Congresso Nacional de investigar as atividades da empresa para além da região centro-oeste – onde o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, estabeleceu-se como uma espécie de sócio oculto da construtora."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 06:33 PM PDT


"Há anos, por seu alcance, o sistema Globo tornou-se a principal influência na opinião pública, inclusive em questões econômicas. TV Globo, Globonews, CBN, jornal O Globo, portal G1, constituem-se na mais formidável caixa de irradiação de opiniões no país.

Luis Nassif,  Luis Nassif Online / Vermelho

Por isso mesmo, é um bom laboratório para se analisar como se formam consensos, especialmente em temas ligados ao mercado e à economia.

Em geral, o discurso assenta-se em bordões de fácil assimilação que, pela repetição, vulgarizam-se, podendo ser repetidos tanto por executivos com pouca formação econômica até em papos de boteco. Paradoxalmente, essa banalização de conceitos responde pela extrema superficialidade da análise e, ao mesmo tempo, por sua enorme eficácia.

Até agosto do ano passado, esse discurso mercadista era facilitado pelo sofisma da prioridade única. Todas as análises tinham como mote a inflação. Justificava-se qualquer nível de taxa de juros porque era anti-inflação. Criticava-se qualquer redução da Selic, por mínima que fosse, por acirrar a inflação.

Não havia a menor necessidade de pensar. Baixou a taxa, imediatamente rebimbava o coro anti-inflação. Aumentou em percentuais ínfimos gastos sociais, acordava o coro contra a gastança.

Quando, em fins de agosto passado, o Banco Central reduziu a Selic e a inflação continuou caindo, o discurso desmoronou. Seria preciso refazer o discurso, recriar bordões. E aí o sistema deu tilt.

Por exemplo, a boa análise econômica sabe que não é possível desenvolvimento sustentável sem dois eixos bem azeitados: consumo e investimento.

Primeiro, trata-se de montar o mercado – o interno, através da ampliação da base de consumo, e o externo, através de instrumentos de apoio à exportação."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 05:54 PM PDT
Wálter Maierovitch, CartaCapital

"Uma vergonha a resposta de Roberto Gurgel, procurador geral da República, à desacreditada Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI).

Para Gurgel, o "engavetamento de mais de dois anos foi uma estratégia". Só não pensou ter sido também uma estratégia para Cachoeira continuar a delinquir.

E quem aproveitou a ilegal estratégia de Gurgel ? Com a palavra, o senador Demóstenes Torres, Fernando Cavendish, responsável à época pela construtora Delta e Carlinhos Cachoeira. Será que teriam coragem de dizer que foram prejudicados pelo engavetamento ?

Por evidente, a sociedade civil e a legalidade foram as principais vítimas do engavetamento.

Volto a afirmar, pela lei processual penal, Gurgel tinha o prazo de 15 dias para se manifestar. Levou dois anos.

Mais ainda, como descobriu Gurgel que outro inquérito (Monte Carlo) seria aberto? E foi aberto por requisição de dois promotores estaduais (nada a ver com o Ministério Público Federal) e em face de ilegalidade decorrentes de exploração de jogos eletrônicos ilegais. E o inquérito (Monte Carlo) foi instaurado  anos depois da conclusão do inquérito da Operação Vegas. Pelo jeito, Gurgel tem bola de cristal."
Foto: Abr
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 05:33 PM PDT
Conceição Lemes, Vi o Mundo


"Lembram-se desta propaganda da época em que José Serra era governador de São Paulo?





Aprovado em 2007 pelo próprio Serra, o Plano de Expansão do Transporte Metropolitano, ou simplesmente Expansão SP 2008-2010, foi "vendido" como o maior projeto de transporte público já realizado no Brasil. Tinha ainda um slogan sedutor: mais qualidade de vida, mobilidade e desenvolvimento.

Porém, quem hoje, em 2012, usa  as linhas do Metrô paulistano e da CPTM (na capital e Região Metropolitana) sabe muito bem que há uma distância monumental entre a propaganda tucana — trens modernos, confortáveis, espaçosos, ligeiros, arejados – e a realidade vivida pela população – vagões superlotados, paradas constantes, viagens lentas, falhas.

Desde 2007, no mínimo 102 panes graves aconteceram no Metrô de São Paulo; apenas em 2012, somam 33. A da quarta-feira retrasada, 16 de maio, levou à colisão de dois trens na Linha 3-Vermelha, entre as estações Penha e Carrão. Acidente inédito nos quase 38 anos de operação do metrô paulistano, causou danos a 103 usuários (49 usuários feridos, 54 passaram mal).

Nas linhas da CPTM, foram 124 panes de 2010 a 20 de abril de 2012, sendo 33 este ano. Houve ainda atropelamento e morte de cinco funcionários (em 2011), três choques de trens (em 2012) que deixaram 54 feridos e revolta da população na estação Francisco Morato (também 2012) por causa dos atrasos constantes.


Nessas horas, invariavelmente, os sucessivos governos tucanos têm terceirizado a responsabilidade, jogando a culpa "nos outros". Os bodes expiatórios são manjados: aumento de passageiros, falha técnica, blusa vermelha, disputa eleitoral."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 09:33 AM PDT


Bob Fernandes, Terra Magazine

"E São Paulo viveu mais um dia de caos. De recorde nos engarrafamentos. Há quem discuta se é justo o aumento de salários dos metroviários, se a greve é mais ou menos legal. Pode-se discutir isso e muito mais, mas, talvez, valha a pena refletir sobre outros porquês desse caos. Caos que não está restrito a São Paulo.

Por que São Paulo tem uma frota de quase 8 milhões de automóveis e, no dia a dia, circulam uns 5 milhões? Por que, além de São Paulo, tantas outras cidades do Brasil vivem monumentais engarrafamentos? 

Porque faltou, desde sempre, investimento em transporte público. Essa é uma causa óbvia. Mas há outras.

Vocês se lembram do Hussain Saab, aquele assessor do prefeito Kassab que adquiriu 106 imóveis? Que em sete anos na Prefeitura de São Paulo construiu um patrimônio de R$ 50 milhões? O assunto tem duas semanas, mas, notem, já foi quase esquecido. O que fazia o senhor Hussain?…Ele era o responsável por liberar a construção de médios e grandes prédios, de conjuntos de edifícios.

Pergunta cuja resposta já conhecemos: na hora de liberar edifícios numa cidade já entupida, o Hussain levava em conta o quê? A sua conta, o seu patrimônio, ou ele se tocava que naquela ruazinha ou avenida já não caberiam mais mil apartamentos e milhares de carros?"
Artigo Completo, ::Aqui::

----------------------------------------






Posted: 24 May 2012 09:20 AM PDT




Posted: 24 May 2012 09:16 AM PDT


"Wladimir Garcez, que depõe agora na CPI, tenta, mas não consegue explicar a complexa operação de compra da mansão do governador goiano. Diz que pediu dinheiro emprestado à Delta e a Cachoeira; depois, buscou um outro comprador, chamado Walter Paulo; em seguida, pediu que ele emprestasse a casa à mulher de Cachoeira, Andressa. Deu para entender?

Brasil 247

Um dos principais réus da Operação Monte Carlo acaba de complicar a situação do governador de Goiás, Marconi Perillo. Wladimir Garcez, ex-assessor de Cachoeira e ex-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, tentou explicar a venda de uma mansão de Marconi Perillo, por R$ 1,4 milhão. A mesma casa onde Carlos Cachoeira foi preso há 90 dias.

Marconi sempre sustentou que vendeu a casa ao empresário Walter Paulo, dono da Faculdade Padrão. O que Garcez disse na CPI atrapalha mais do que ajuda o governador. "Pedi dinheiro emprestado ao meu patrão Claudio Abreu, da Delta, e ao Cachoeira para comprar a casa", disse Garcez. Por que? Porque achou que era um bom negócio pagar R$ 1,4 milhão pela casa de Marconi. Depois, segundo Garcez, a mansão foi vendida ao empresário Walter Paulo – reportagens anteriores do 247 demonstram que a casa foi registrada em nome de um laranja.

Wladimir Garcez conta que tomou emprestado de Cláudio Abreu, à época diretor da região Centro-Oeste da Delta, três cheques para adquirir a mansão, sendo dois nos valores de R$ 500 mil e outro de R$ 400 mil, nominais ao governador de Goiás. Depois, começou a ser pressionado por Cláudio Abreu para quitar os cheques. Foi então que vendeu a casa a Walter Paulo e pagou sua dívida.

Mas se Walter Paulo foi o comprador, por que a casa acabou em poder de Cachoeira. Segundo Garcez, porque Andressa Morais se separou do Wilder Morais, ex-suplente de Demóstenes Torres, e não tinha onde morar, quando já havia iniciado um relacionamento com Cachoeira. Foi então que Garcez a Walter Paulo que emprestasse a mansão a Andressa. E foi assim que eles foram ficando, ficando, ficando e ficando na mansão do governador até o dia da prisão."
Foto: REPRODUÇÃO/ TV SENADO
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 09:07 AM PDT
Luciana Lima, Agência Brasil


"O advogado Leonardo Gagno – que defende o sargento da Aeronáutica Idalberto Matias de Araújo, conhecido como Dadá, e o jornalista Jairo Martins de Souza – informou hoje (24) que os dois trabalhavam para o empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, levantando informações e abastecendo veículos de comunicação.

Segundo o advogado, o interesse de Cachoeira no trabalho de Dadá e de Jairo Martins era "usar as informações no mundo dos negócios". "É notório que o interesse de Cachoeira era usar essas informações no mundo dos negócios. O Cachoeira é um negociante habilidoso. Penso que usava isso como arma de negociação", disse o advogado.

"O trabalho deles era pesquisar, saber das informações sempre referente a notícias. O Dadá levantava informações pelo perfil de servidor militar dele. [Jairo Martins de Souza] também investigava essas informações, até pelo perfil dele de jornalista investigativo. Eles são treinados para isso e são pessoas conhecidas no meio jornalístico", disse o advogado.

Os depoimentos de Dadá e de Jairo Martins estão previsto para hoje na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira. No entanto, segundo a defesa, eles permanecerão calados."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 09:01 AM PDT



"O Instituto Methodus divulgou nesta quinta-feira uma pesquisa sobre a intenção de voto para a prefeitura de Porto Alegre (RS). Manuela D'Ávila (PCdoB) aparece na primeira colocação, com 41,3%, seguida do atual prefeito, José Fortunati (PDT), com 28,7%. O candidato petista, Adão Villaverde aparece na quarta posição, com 5,7%. Na frente dele está o deputado estadual pelo DEM, Paulo Borges, com 9,2%.

Em quinto lugar aparece o deputado federal Nelson Marquezan Júnior (PSDB), com 3,9%. Os últimos colocados foram os pré-candidatos pelo Psol, Roberto Robaina, com 1%, Érico Corrêa (PSTU), com 0,6%, e José Francisco Mallmann (PHS), com 0,3%. O percentual de brancos e nulos ficou em 6,3%. Outros 3,2% dos 1,2 mil entrevistados não souberam responder à pesquisa, realizada de 15 a 18 de maio. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O registro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem o número RS-00020/2012."


Posted: 24 May 2012 08:38 AM PDT


Marco Antonio Araujo, O Provocador

"Mesmo com os panos quentes que parlamentares tentam por na CPI do contraventor Carlinhos Cachoeira, uma coisa já se tornou de conhecimento público: a  revista Veja usa suas páginas e jornalistas para plantar notícias falsas contra seus inimigos.

Não faltam provas de que esse é o modus operandi — para usar um termo reservado a quadrilhas e serial killers — da família Civita. São vários grampos feitos pela Polícia Federal que escancaram os procedimentos ilegais praticados por um dos jornalistas da publicação em Brasília.

Rupert Civita, ou Roberto Murdoch (referência ao magnata das comunicações envolvido em um escândalo de grampos ilegais na Inglaterra), já mandou um recado por meio de seus capangas: quem insistir em denunciar as relações criminosas de sua revista vai sofrer retaliações. Atitude bem típica de mafiosos: constranger, intimidar e ameaçar.

Contra a Record, retaliação sempre houve, mas agora tende a se tornar puro desespero. Eu já cantei essa bola aqui neste blog."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 08:31 AM PDT


Mair Pena Neto, Direto da Redação

"Tão ou mais incômoda que a atitude do contraventor Carlinhos Cachoeira diante da CPI que investiga suas atividades criminosas é a presença, a seu lado, do brilhante advogado e ex-ministro da Justiça do Brasil, Marcio Thomaz Bastos. Não deixa de causar estranheza ver ali, na defesa de um homem que corrompia as estruturas da sociedade, outro homem que, até bem pouco tempo, era responsável justamente por zelar pelo bem destas mesmas estruturas.

É ponto pacífico que todo cidadão tem direito à defesa jurídica, por pior que tenha sido o seu crime, mas não deixa de ser constrangedor ver o ex-ministro da Justiça orientando o contraventor a como proceder e empenhando toda a sua capacidade profissional para livrá-lo de acusações que custaram muito ao Estado para serem fundamentadas.

Carlinhos Cachoeira está preso em decorrência de duas operações da Polícia Federal, que constataram o alcance de sua ação criminosa entre os poderes constituídos. A organização do contraventor tomou de assalto um estado inteiro da federação, o de Goiás, numa microrepresentação do que acontece atualmente no México, onde o crime se infiltrou de tal modo no aparelho de Estado, que se torna a cada dia mais difícil combatê-lo.

A influência de Cachoeira se via no Executivo goiano, a partir do próprio governador Marconi Perillo (PSDB); no Legislativo, não apenas local, mas entre os representantes do estado na Câmara Federal, com destaque para a figura do até então impoluto senador Demóstenes Torres (ex-DEM); e no Judiciário, a ponto de levar a ministra do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, a se declarar impedida de julgar o habeas corpus do contraventor pelo fato de ser goiana e de ter tido contato social ou profissional com autoridades públicas supostamente envolvidas com Cachoeira."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 08:20 AM PDT


Mariana Rennhard, Portal IMPRENSA

"O Núcleo Criminal do Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) enviou, nesta quarta-feira (23/5), uma representação à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) para que sejam adotadas as medidas cabíveis contra a repórter Mirella Cunha da Band-BA. A atitude foi tomada porque o MPF-BA considera haver indícios de violação de direitos constitucionais de um preso na entrevista da jornalista veiculada pela emissora.

Além da PRDC, a representação também foi encaminhada à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado da Bahia; à 2ª Câmara de Coordenação e Revisão da Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília, e à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC).

Segundo o procurador da República Vladimir Aras, a entrevista veiculada pelo programa "Brasil Urgente" mostra indícios de abuso de autoridade, de ofensa a direitos da personalidade e de descumprimento da Súmula Vinculante (SV) 11 do Supremo Tribunal Federal (STF) que limita uso de algemas a casos excepcionais, informou o site do MPF-BA."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 07:56 AM PDT
Ampliação do terminal de contêineres
do Porto de Salvador


Redação EcoD / Envolverde

Dos 51 empreendimentos financiados pelo governo federal na área de mobilidade urbana, 28 estão em obras, sete concluíram apenas a fase de licitação e nove sequer concluíram a elaboração de projetos. Os dados integram um relatório apresentado nesta quarta-feira, 23 de maio, pelos ministros Aldo Rebelo, do Esporte, e Miriam Belchior, do Planejamento, durante balanço das ações de preparação do Brasil para a Copa do Mundo de 2014. O documento, com base em informações de abril, informa que está mantida a previsão de investimentos em R$ 27,1 bilhões.

De acordo com o relatório, as obras serão concluídas a tempo dos jogos e atendendo às expectativas iniciais. "[As obras] avançaram e vão se configurar como legado importante para a sociedade brasileira", destaca o texto. A previsão do ministro Aldo Rebelo é que 41 dos 51 empreendimentos de mobilidade urbana sejam entregues até dezembro de 2013. Os demais (10) têm previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2014.

Para os portos, há uma previsão de R$ 900 milhões em investimentos para readequação e revitalização de sete unidades. Quatro deles tiveram as obras iniciadas: Fortaleza (CE), Recife (PE), Natal (RN) e Salvador. Os portos de Santos (SP) e do Rio de Janeiro se encontram em fase de licitação, e o de Manaus (AM) ainda não teve finalizada a elaboração do projeto."
Foto: Carol Garcia/Secom
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 24 May 2012 06:05 AM PDT


Diogo Martins, Valor

"A taxa de desemprego recuou para em 6% em abril em seis regiões metropolitanas do Brasil, de acordo com dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o menor desemprego para o mês de abril desde o início da série, em 2002.

O resultado mostrou redução em relação aos 6,2% registrados em março, e ficou abaixo do desemprego de 6,4% da População Economicamente Ativa (PEA) registrada em abril de 2011.

O rendimento médio real habitual ficou em R$ 1.719,50, o que representou recuo de 1,2% sobre março. O valor, contudo, é 6,2% maior na comparação com abril de 2011.

A massa de rendimento real habitual dos ocupados no mês foi de R$ 39,4 bilhões, valor 0,9% menor que o total registrado em março e 8% maior em relação a abril do ano passado.

A PME abrange as regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre."
Matéria Completa, ::Aqui::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário