sexta-feira, 18 de maio de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 17 May 2012 07:16 PM PDT


Antônio Mello, Blog do Mello

"Sagaz leitor, perspicaz leitora, digamos João/Joana, se seu nome surgisse no rol da Operação Monte Carlo da Polícia Federal como tendo trocado 200 ligações com o "empresário do ramo de jogos" Carlinhos Cachoeira, você guardaria silêncio e se sujeitaria a ter o nome exposto à execração pública, ou viria a público negar a possibilidade das ligações?

Pois o diretor da Veja em Brasília Policarpo, o Discreto, Junior se mantém calado, desde que o nome dele surgiu com os primeiros vazamentos.

Sabemos o que pensam dele o bicheiro Carlinhos Cachoeira e os demais "repórteres investigativos" da Veja (Jairo, Dadá) que estão na Papuda; a blogosfera; Merval, o Imortal, Pereira; Globo e Folha; e, é claro, o Chacrinha do esgoto. Mas, Poli, ou PJ, Caneta, ou Junior, até Policarpio, como era plurichamado pela quadrilha, até o momento não pronunciou uma única palavra."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 17 May 2012 07:08 PM PDT




Posted: 17 May 2012 07:03 PM PDT


Luis Nassif, Luis Nassif Online

"Só hoje me alertaram para um detalhe significativo na última edição de Veja. Em meio a páginas de puro pânico, há um boxe com um artigo de Roberto Civita, apresentando-se como Editor da Veja.

Por que isso, se tempos atrás ele se afastou de tudo, inclusive da direção editorial, delegando ao sucessor Fábio Barbosa? E no final de uma semana em que houve fortes rumores de pedido de demissão de Barbosa?

Simples de entender:

Ao passar o cargo de diretor editorial a Barbosa, Roberto Civita enredou-o em uma armadilha. Agravando a situação da revista - na CPMI ou na Justiça - o responsável legal passaria a ser o novo presidente.

Aparentemente, Barbosa deu-se conta disso nos últimos dias. Percebendo, ameaçou pedir demissão, o que jogaria a Veja no inferno.

Aparentemente, a solução negociada foi o tal registro de Civita nas páginas da revista, apresentando-se como seu editor.

Tudo tem seu preço. Até então Civita aparecia meramente como presidente do Conselho de Administração da Abril. Com a pequena nota, a CPMI encontrou elementos para futuramente convocá-lo."


Posted: 17 May 2012 06:52 PM PDT




Do Blog: Vi o Mundo


Posted: 17 May 2012 06:39 PM PDT


Leonardo Sakamoto, Blog do Sakamoto

"Gosto muito das pessoas que dizem o que pensam na cara. Sem muitas mediações. "Sakamoto, você é um idiota." Sen-sa-cio-nal! O "deixa-disso" do brasileiro cordial, a tentativa de por panos quentes em tudo, me dá nos nervos. Pois ignoramos, dessa forma, a realidade como ela é, enquanto que entendê-la seria peça fundamental para a nossa evolução como indivíduos e sociedade. Meus amigos que passam uma temporada na Europa ou mesmo na vizinha Argentina voltam mais diretos e sinceros. "Japonês, esta sua ideia é péssima. Você gastou todo esse tempo e dinheiro para elaborar isso?" Amo esses tapas na cara.

Por isso, saúdo com bastante entusiasmo a propaganda que uma montadora está veiculando com relação a um de seus modelos nobres. O corpo de um rapaz começa a desaparecer durante o trabalho. Ele não consegue nem mais segurar a xícara de café, vai ficando invisível. Então corre para uma concessionária, entra no carro em questão e volta ao normal. Ao final, quando está saindo do trabalho com um mulher bastante atraente, um homem – provavelmente seu chefe – diz que ele andava sumido.

Para assisti-la, clique aqui (agradeço ao pessoal do UOL Carros por encontrar o anúncio).

Mais explícito que isso só duas pessoas em uma balada, um vestido de Ferrari ridicularizando o outro que está de Fiat 147, de bicicleta ou sem nada.

Se você está ficando "transparente" para seus amigos e colegas, a solução é adquirir um produto e através dele o pacote simbólico que traz consigo. Quem acha que a Coca-Cola, Apple ou Fiat vendem refrigerantes, tecnologia e carros, respectivamente, está enganado. Vendem estilos de vida. Do que somos. Do que gostaríamos de ser. Do que deveríamos ser – não em nossa opinião, necessariamente, mas de uma construção do que é bom e do que é ruim. Construção essa que vem, não raras vezes, de cima para baixo."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 17 May 2012 05:59 PM PDT


"Horas antes de o Facebook fazer sua oferta pública de ações, ex-presidente brasileiro dá uma demonstração da potência da rede social criada pelo americano: a página de Lula no Facebook mal foi criada e já reúne mais de 70 mil fãs


"A internet permite que todos possam ter uma voz", diz o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no vídeo de apresentação de sua nova página no Facebook, criada nesta quinta-feira. Talvez o ex-presidente não tenha se dado conta, mas seus elogios à internet e a iniciativa do instituto que leva seu nome de criar a página têm um grande beneficiário fora do Brasil: Mark Zuckerberg, o criador da rede social da qual Lula, agora, faz parte.

Horas antes de o Facebook fazer sua oferta pública inicial de ações – os papéis devem custar entre US$ 34 e US$ 38 cada na Nasdaq e podem render até US$ 16 bilhões à companhia –, Lula deu uma demonstração do poder da rede social, e bem no dia mundial da internet. Horas depois de criada, a página de Lula já havia mobilizado mais de 70 mil pessoas.

Com o IPO desta quinta-feira, espera-se que o Facebook alcance US$ 100 bilhões em valor de mercado, mais do que companhias tradicionais, como a Ford, a Kraft Foods e até a Disney. A perspectiva de entrada da rede social na Nasdaq provoca intensa expectativa desde que o grupo anunciou, no dia 3 de maio, a intenção de vender mais de 337 milhões de ações.

A histeria se justifica. Apesar de ser um fenômeno inquestionável, o Facebook ainda tem para onde crescer. Mais de 900 milhões de pessoas checam suas páginas na rede social pelo menos uma vez por mês em todo o mundo, mas, nos Estados Unidos, por exemplo, dois em cada cinco adultos ainda não aderiram à rede, segundo pesquisa realizada pela Associated Press-CNBC.
Não que Zuckerberg precisasse de uma ajudinha de Lula, mas a exibição do poder de influência e do alcance do Facebook, cortesia do ex-presidente brasileiro, veio em boa hora."


Posted: 17 May 2012 05:48 PM PDT


Carolina Sarres, Agência Brasil

"O Brasil gerou em abril 216.974 empregos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego divulgados hoje (17). O resultado é a diferença entre as contratações do mês que somaram 1.798.101 e as demissões que foram 1.581.127.

O saldo corresponde à redução de cerca de 55,2 mil empregos em relação a abril de 2011 - queda equivalente a 20,3%. Ainda assim, segundo o ministério, o resultado indica trajetória de expansão da economia no país, já que o desempenho do mercado de trabalho, em abril, foi o melhor do ano. Em março, por exemplo, foram abertas 111,7 mil vagas. Nos quatro primeiros meses de 2012, foram gerados 702.059 postos formais de trabalho.

O setor de serviços liderou o crescimento da geração de empregos formais, oferecendo 82.875 postos, seguido pela construção civil (40.606), pelo comércio (33.704) e pela indústria de transformação (30.318).

No Nordeste, houve redução de 4.924 de postos de trabalho. A concentração de perda de empregos formais foi expressivamente maior em Alagoas, com 13.274 a menos. A queda também ocorreu em Sergipe e Pernambuco, com menos 2,1 mil postos cada. Segundo o ministério, a redução ocorreu revido a quebra da safra de cana-de-açúcar, que abastece as indústrias de açúcar e álcool.

No Sudeste, por outro lado, houve o maior saldo de geração de postos formais - liderado por São Paulo (85.346), seguido por Minas Gerais."


Posted: 17 May 2012 05:30 PM PDT


Gianni Carta, CartaCapital

"O poderio do governo (de Dilma Rousseff), sobretudo sobre a pequena mídia, é crescente." Palavras do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no Instituto FHC na terça-feira 15.  Autor de alguns livros acadêmicos de sociologia lidos por um punhado de gatos pingados há mais de três décadas, FHC continua sendo "a principal referência intelectual" da oposição partidária (leia PSDB) e dos seus simpatizantes (leia elites), escreveu Marcos Coimbra, colunista de CartaCapital.

Nesse trono dos intelectuais da direita, FHC esmera-se em semear contradições mil. Eis mais uma vez a acima citada (e haverá outras abaixo): o poder da pequena mídia é crescente. O ex-presidente esqueceu que foi eleito em grande parte graças à mídia conservadora, e principalmente pela tevê Globo, cria da ditadura? Naquela primeira eleição em 1994, o candidato de Roberto Marinho era FHC. O povo, ainda despreparado para votar no torneiro mecânico, votou no intelectual de gravata.

Em seguida, os supostos experts em economia da tevê global e de todos aqueles semanários conservadores como Veja e mais os diários Folha, Estado, Globo etc. inventaram que o presidente sociólogo foi o criador do plano real – e assim ele tirou o Brasil do buraco. A mídia internacional, especialmente a anglo-saxônica, comprou a versão dos colegas canarinhos. Vale acrescentar o seguinte: essas revistas e jornalões, assim como a tevê da família Marinho, estiveram por trás do golpe de Estado de 1964 e do golpe dentro do golpe.


Pergunta: o sociólogo presidente, que ganhou fama mundial com sua Teoria da Dependência, teve suposta formação marxista, e se autoexilou na França (ele poderia ter ficado aqui sem nenhum temor), reconhece como se contradiz? Apoiado pelas elites e uma mídia que distorce fatos, FHC agora culpa Dilma, que se opôs de verdade contra a ditadura, por ser defendida por uma "pequena mídia". Pior seria como a defende o pessoal da blogosfera? Blogosfera, diga-se, também povoada por reacionários e mesmo assim Veja quer censurá-la. Um adendo já manjado, mas é bom repeti-lo para podermos refletir sobre o nível do jornalismo canarinho: o chefe da sucursal da Veja em Brasília trabalhou em parceria com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, agora atrás das grades, para produzir furos contra a esquerda. Os dois trocaram 200 telefonemas. O que leremos nas transcrições dessas "entrevistas"?
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 17 May 2012 10:26 AM PDT


Altamiro Borges, Blog do Miro

"Os barões da mídia devem estar irritados com o ingrato FHC. Durante seminário realizado por seu instituto nesta terça-feira (15), o ex-presidente se disse favorável à adoção de "mecanismos" para a regular os meios de comunicação. A declaração inusitada e surpreendente foi publicada, numa notinha, pelo jornal O Globo e reproduzida pelo sítio Comunique-se. Vale registrar e guardar:

"Temos hoje uma arquitetura democrática, mas não temos a alma. É uma ideia que ainda está sendo construída. É preciso apoiar mecanismos de regulação que permitam a diversidade", afirmou FHC. O ex-presidente também defendeu a criação da Comissão da Verdade, que deve apurar "os abusos do Estado" cometidos no período da ditadura militar.

Surpresas num ambiente adverso

O seminário organizado pelo Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC), com o tema "Meios de comunicação e democracia na América Latina", contou as presenças de Carlos Mesa, ex-presidente da Bolívia; Osvaldo Hurtado, ex-presidente do Equador; Ruben Aguilar, ex-porta-voz da presidência do México; e do jornalista Eugênio Bucci, ex-presidente da Radiobrás no governo Lula."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 17 May 2012 09:35 AM PDT


Paulo Henrique Amorim, Conversa Afiada

"O editorial do Globo em defesa de Robert(o) Civita e a resposta de Mino Carta, em editorial na Carta refletem uma batalha política que se trava com  métodos camorristas.

"Emissários" da Globo, em primeiro lugar, e de Robert(o) se aproximaram da Presidenta Dilma Rousseff de forma direta e indireta.

Sobre lideranças do Congresso, a pressão é menos sutil.

Do tipo "bateu num bateu em todos".

"Somos intocáveis."

"Liberdade de imprensa é assim: bateu, leva".

"Não bateu a gente afaga."

"Uma página amarela aqui, uma sonora no horário nobre ali."

"Somos todos policarpos".

De um dos chantageados: "a pressão é intolerável e você não faz ideia da pressão."

Faço.

Porque faço ideia do que eles tem a esconder."
Charge: Bessinha


Posted: 17 May 2012 09:23 AM PDT


"Senador Fernando Collor apresenta requerimento à CPI para resgate de depoimento de redator-chefe de Veja, Policarpo Júnior, em defesa de Carlinhos Cachoeira; feito em 2006, está nos arquivos da CPI dos Bingos; comissão se dividiu sobre assunto, mas relator Odair Cunha rejeitou pedido

Luciana Lima, Agência Brasil / Brasil 247

O requerimento para resgatar informações prestadas pelo jornalista Policarpo Júnior, diretor da sucursal da revista Veja, em Brasília, à Comissão Parlamentar (CPI) dos Bingos, em 2006, causou discussão entre os parlamentares da CPMI do Cachoeira. O requerimento foi apresentado pelo senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), mas não foi aceito pelo relator, deputado Odair Cunha (PT-MG). No entanto, dividiu o plenário da CPMI e tomou a maior parte da reunião de hoje.

No pedido, Collor lembrou que o jornalista testemunhou a favor de Cachoeira na CPI do Bingos e pediu que a CPMI destacasse desse depoimento as partes que indicam a relação com Cachoeira. "É necessário que pincemos esses trechos para que fique comprovado um conluio entre Policarpo Júnior e Cachoeira."

O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ), no entanto, classificou o pedido de Collor de atentado à liberdade de imprensa e de caráter "persecutório". "A função do jornalista é investigar. O jornalista de investigação conversa sim com pessoas próximas aos crimes", defendeu Miro. Já o senador Pedro Taques (PDT-MT) disse que Collor estava fazendo um "acerto pessoal" com a imprensa. "Esse requerimento tem inconstitucionalidade chapada", destacou."
Foto: Edição/247
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 17 May 2012 08:29 AM PDT
Agência Brasil


"A reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira decidiu nesta quinta-feira (17) pedir ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski a suspensão do segredo de Justiça dos inquéritos sobre o empresário  goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Os deputados e senadores querem também a indisponibilidade dos bens dele. Cachoeira está preso em Brasília sob suspeita de envolvimento com jogos ilícitos.

Lewandowski é relator no STF dos inquéritos resultantes das operações Vegas e Monte Carlo, da Polícia Federal, que indicam uma "organização criminosa" comandada por Cachoeira.

A CPMI fez hoje uma reunião administrativa para votar requerimentos, em razão dos adiamentos dos depoimentos dos procuradores da República Daniel Salgado e Léa Batista de Oliveira, que deverão ocorrer depois de 31 de maio."


Posted: 17 May 2012 07:51 AM PDT


Ricardo Feltrin, F5

"A Band arrecada quase R$ 300 milhões por ano com a venda de horários para igrejas, mas esse dinheiro também tem um altíssimo custo para a emissora: toda noite em que o pastor R.R. Soares, da Igreja Internacional, entra no ar, a Band perde quase que imediatamente 85% da sua audiência.

Parece difícil acreditar, mas, minutos antes de o "Show da Fé" começar, a Band registra uma média de 6 pontos, com o "Jornal da Band". Porém, cinco minutos após o pastor Soares iniciar a pregação, esse índice cai para 1 ponto, de onde dificlmente sai até o final, ou até menos.

Ou seja, o programa evangélico tira quase que imediatamente 85% do ibope no horário mais valioso da TV brasileira."
Foto: Fernando Donasci/Folhapress
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 17 May 2012 07:11 AM PDT


Guilherme Balza, UOL

"A cada dia mais lotada, a linha 3-vermelha do metrô de São Paulo, cenário da colisão entre dois trens na manhã de ontem (16), recebeu menos investimentos do governo do Estado na comparação entre os anos de 2010 e 2011.

De acordo com dados do próprio Metrô, no total, foram investidos na linha R$ 236 milhões no ano retrasado, contra R$ 188 milhões do ano passado --o que representa uma retração de 20,4%. No mesmo período, o número de passageiros transportados saltou de 329 milhões para 336 milhões --aumento de 1,91%.

A linha 3 é o principal meio de transporte da população que vive na zona leste, região mais populosa da capital, cortada ao meio pela malha metroviária. Por conta disso, a linha é a campeã no número de passageiros transportados entre todas as linhas da capital paulista, que tem o metrô mais lotado do mundo."
Matéria Completa, ::Aqui::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário