sexta-feira, 11 de março de 2011

Carnaval e Rallye movimentam turismo no Marajó

Agência Pará de Notícias:



Os veleiros do Rallye Iles Du Soleil marcaram a paisagem de Soure, na região do Marajó.



O pólo Marajó, no Pará, recebeu um forte incremento em seu fluxo turístico entre os dias 1º e 9 de março. Dois importantes eventos contribuíram para esse incremento: a passagem dos 25 veleiros do 11º Rallye Du Soleil e a programação de Carnaval, ambos no município de Soure.

Para o secretário municipal de Turismo, Esporte e Cultura de Soure, João Lima Pinheiro, eventos como estes são muito importantes, tanto para a geração de renda no pólo quanto para a promoção do destino turístico. “Tornam o pólo mais conhecido e trazem cada vez mais visitantes”. Explica Lima, que coordenou o receptivo dos velejadores, com um show de danças folclóricas no trapiche de Soure, e também o Carnaval 2011, que contou com a participação de mais de dez mil pessoas.

Os velejadores do Rallye Iles Du Solleil, que no Marajó ganha a denominação de Rallye Transamazone, aproveitaram a estadia no Marajó para conhecer a cultura, a gastronomia e principalmente os roteiros turísticos da ilha. “Estamos com um grupo de 20 velejadores fazendo nossa trilha no mangue. Mais 20 fazem o mesmo passeio à tarde”. Comemorava Raimundo Cordeiro Brito, da Fazenda São Jerônimo, um dos roteiros mais procurados por quem busca conciliar aventura, natureza e belas praias. A Fazenda do Carmo também recebeu velejadores, que assistiram a uma coreografia apresentada pelo grupo “Os Arauãs”.

Desde o último sábado, os velejadores do Rallye Iles Du Soleil já estão na capital paraense, Belém, onde aproveitam para conhecer o patrimônio histórico, a cultura local e também fazer compras. Seu receptivo além de empresas especializadas de turismo, tem apoio do Governo do Estado, por meio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), entre outros órgãos do Estado.

O grupo é coordenado pelo francês Nicholas Tiphagne. Os velejadores tem procedência também da Noruega, Espanha, Suécia, Alemanha, além da França. O rallye começa na Ilha Madeira, em Portugal, passa por Cabo Verde, Marrocos e Senegal. No Brasil os velejadores passam por João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Fernando de Noronha e Delta do Parnaíba (PI). No Pará, além de Soure, Salvaterra e Belém, também recebem o rallye outros municípios.

Carnaval

Dez blocos carnavalescos participaram da disputa pelo título de campeão do Carnaval 2011 de Soure, com belas homenagens às referências culturais do município. Pescadores, sambistas, médico, pajé (Zeneida Lima) e até o búfalo, animal ícone do lugar foram algumas das fontes de inspiração dos enredos, abadás e coreografias. O grande vencedor foi o bloco Boca do Acre, que homenageou o médico Ari Jorge Dias, que conquistou a população local pelo serviços prestados na área da saúde e como ex-prefeito da cidade. Em segundo lugar ficou o bloco Cirroz & Cia, que levou para a avenida a arte do circo, em especial a importância do palhaço como artista do riso e da felicidade. Soure também elegeu Rosana Rodrigues, do bloco Os Safadões, a Musa do Carnaval 2011.

Texto: Benigna Soares - Ascom Paratur


– Enviado usando a Barra de Ferramentas Google"
Postar um comentário