terça-feira, 24 de julho de 2012

Via Email: BRASIL! BRASIL! "Brasil cria 1 milhão de empregos com carteira assinada no primeiro semestre"



BRASIL! BRASIL!


Posted: 23 Jul 2012 06:12 PM PDT




Posted: 23 Jul 2012 06:09 PM PDT


"Tucanos acusam sites de serem usados para coagir e difamar 'instituições democráticas', além de serem 'instrumentos ilegais de propaganda eleitoral'


O PSDB pediu que a Procuradoria-Geral Eleitoral investigue o patrocínio de empresas públicas a sites e blogs acusados de apoiar o PT. Os advogados da direção nacional tucana afirmam que as páginas na internet são usadas como "centrais de coação e difamação de instituições democráticas" e como "instrumento ilegal de propaganda eleitoral".

O pedido de investigação foi entregue nesta segunda-feira, 23, três dias depois que o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo acusou o PT de financiar "blogs sujos" e uma "tropa nazista" na web para atacar adversários.

Os tucanos acusam especificamente os blogs Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim, e o site do jornalista Luis Nassif, de fazerem propaganda para candidatos apoiados pelo PT e defender os réus do escândalo do mensalão. Segundo o PSDB, as duas páginas recebem recursos da Caixa Econômica Federal, em forma de patrocínio.

Nassif confirmou que sua página tem patrocínios do banco, mas negou que faça um jornalismo "militante" e ressaltou que empresas estatais apoiam sites mantidos por simpatizantes de candidatos tucanos. "Com essas ameaças, Serra intimida e assusta os patrocinadores", afirmou.
Amorim não foi encontrado para comentar a acusação até a publicação deste texto."


Posted: 23 Jul 2012 05:59 PM PDT


Luis Nassif, Luis Nassif Online

"Que José Serra é a mais perfeita vocação de ditador que a política brasileira moderna conheceu, ninguém duvida. Ninguém escapa dos seus arreganhos totalitários.

Meu blog foi reconhecido pela Burson-Marsteller como um dos quatro blogs jornalísticos mais influentes do Twitter – o único independente. Tenho história no jornalismo econômico, premiações e reconhecimento público.

A CEF anuncia no meu blog, assim como em outros blogs, inclusive críticos sistemáticos do governo.

Seu ataque à publicidade de estatais visa exclusivamente intimidar diretores de comunicação dos anunciantes.

Sobre meu blog, o dados estão disponíveis aqui mesmo.

Dos últimos 300 posts, 8 apenas foram sobre o mensalão, todos decorrência da decisão recente do TCU (Tribunal de Contas da União) de considerar regulares as contas do BB no período Pizolatto,

Cinco deles, reprodução de matérias de jornais. Duas deles, de leitores analisando o papel dos ministros do TCU.

Outros dois, minimizando o relatório do TCU: um, a nota do próprio TCU, outra, matéria do Globo informando que o Procurador Geral da República não se deixaria influenciar pela decisão do TCU.

Em relação às eleições, 11 posts, dentre os últimos 300:

Desses, 6 de jornalões e portais; um de site de esquerda; dois do blog, sobre a tropa de choque de Serra e sobre a foto ridícula dele no skate.

Dentre os 11, um do Globo com Serra acusando os blogs.

O que Serra pretende é calar qualquer voz crítica em relação a ele, como usualmente faz com jornalistas da própria velha mídia."



--------------------------------------

Serra manda investigar publicidade de estatais em blogs

Luis Nassif, Luis Nassif Online




Posted: 23 Jul 2012 05:39 PM PDT


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Pela lógica, a eleição para prefeito de São Paulo – que se conecta com as eleições de 2014 – deveria estar decidida. Está no páreo José Serra, aquele que, depois de Lula, talvez seja o político mais conhecido hoje no Brasil. Essa "lógica", porém, não está funcionando.

Ex-candidato a presidente duas vezes, ex-governador do Estado mais rico e ex-prefeito da capital paulista, do alto de uma carreira política de mais de 40 anos deveria surrar os candidatos neófitos que disputam consigo. Todavia, suas perspectivas parecem cada vez menos consistentes.

Pesquisa Datafolha sobre a sucessão municipal de São Paulo divulgada no fim de semana revela uma piora surpreendente das perspectivas de Serra. Para os outros candidatos, porém, a pesquisa foi inócua. Quase todos são ilustres desconhecidos, o que, com a TV, deve mudar em breve.

Para Celso Russomano, único razoavelmente conhecido, mas candidato por uma minúscula legenda de aluguel, a pesquisa não diz nada. É herdeiro dos eleitores que se afastaram de Serra e não sabem para onde ir. Segundo o Datafolha, grande parte de seu eleitorado vota tradicionalmente no PT e não sabe quem é o candidato petista…
O maior beneficiário do atual quadro eleitoral é Fernando Haddad.

 Quase 40% do eleitorado paulistano se diz disposto a votar no candidato indicado por Lula e esse é o percentual dos que não conhecem o candidato do PT. Seu espaço para crescimento é enorme.

Gabriel Chalita não tem padrinho político forte e seu partido, o PMDB, não tem tradição de chegada em São Paulo. Quanto a Soninha, não vale a pena nem gastar uma análise. Sua candidatura é uma invenção de Serra e vai virar pó rapidamente."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 23 Jul 2012 05:25 PM PDT
Um indivíduo doente desarmado é só
um indivíduo desarmado; um indivíduo
armado numa sociedade doente faz o que
se viu na sexta-feira no cinema de Aurora


Matheus Pichonelli, CartaCapital

"Deixe-me ver se entendi: o sujeito de 24 anos entra na internet e compra 6.000 balas para duas pistolas Glock e um rifle AR-15 adquiridos em lojas legalizadas do Colorado – que, com saldões promocionais, ajudam a armar 3 em cada 10 pessoas dos Estados Unidos. Entra num cinema e atira a esmo, matando 12 pessoas e ferindo outras dezenas. E o clichê é dizer que existe uma "cultura de armas" no país que já assistiu a atentados semelhantes em Virginia Tech, Columbine e na Base do Exército no Texas.

Em São Paulo, a PM persegue e mata um empresário por confundir um celular com uma arma. Caso isolado? Erro individual? Conta essa para as 2.262 pessoas mortas em supostos confrontos com a polícia entre 2006 e 2010 – números que levam a PM paulista a ostentar o índice de 5,5 mortos a cada 100 mil habitantes, desempenho nove vezes superior à letalidade registrada em todo o território americano (o cálculo é da Folha de S.Paulo). E o clichê, conforme artigo publicado nesta segunda-feira no mesmo jornal, é culpar a "militarização da polícia".

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, diria outro clichê. Entre a tragédia americana e a atual crise de segurança em São Paulo há um fosso de explicações específicas, muitas de fato em aberto. Mas nenhuma delas está dissociada à constatação de que a psicopatia e a liberdade para matar andam em linhas paralelas. Um indivíduo doente desarmado é só um indivíduo doente desarmado; um indivíduo armado numa sociedade doente (e alimentada, sim, pela cultura do armamento) faz o que se viu na sexta-feira no cinema de Aurora. Ou seja: entre um indivíduo com tendências homicidas e um atirador real a distância pode ser medida simplesmente pela capacidade de obter seu armamento."
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 23 Jul 2012 04:33 PM PDT
"Reportagem mostrou negócios suspeitos do enriquecimento do presidente Montenegro


Do R7

No dia em que o Domingo Espetacular apresentou reportagem com negócios suspeitos do presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, o índice de audiência do jornalístico registrou, segundo o instituto, um dos piores índices dos últimos anos.

O programa fechou com oito pontos em média no Ibope segundo dados prévios. Ficou em terceiro lugar durante a apresentação, atrás de Globo e SBT. Há mais de dois anos - desde fevereiro de 2010 - o programa não registrava audiência tão baixa no Ibope.

Neste ano, o programa chegou a registrar o dobro de audiência segundo o Ibope, como em março, quando fechou com média de 16 pontos e picos de 20. Em junho e julho, registrou média acima de 10 pontos.

A reportagem do Domingo Espetacular mostrou como Montenegro ganhou bilhões de reais com negócios suspeitos com a exploração particular de um serviço público, a taxa de gravames para carros financiados em todo o Brasil, e as aplicações de remessas de dinheiro em operações suspeitas em paraísos fiscais.

Montenegro criou a empresa GRV, que administra o gravame no Brasil. O gravame é um mecanismo que visa a garantir que ninguém passe adiante um carro financiado, que ainda não foi pago. Na prática, é um número que identifica o carro. Todo carro comprado por financiamento tem gravame, e isso vale para cerca de 70% de todos os carros vendidos no País."
Matéria Completa, ::AQUI::

------------------------------------------------






Posted: 23 Jul 2012 04:13 PM PDT


"Depois de chamar de "bisonho" o pedido de desculpas da PM à família do publicitário Ricardo Prudente, morto por um soldado na semana passada, agora Antônio Ferreira Pinto tenta reduzir importância do assassinato a tiros, por bandidos, de cidadão italiano Tomasso Lotto; "é a escalada da violência"

Brasil 247

Assim, como quer o secretário estadual de Segurança Pública Antônio Ferreira Pinto, é muito fácil a maior cidade do País chegar a uma situação de salve-se quem puder. Após classificar de "bisonho" o pedido de desculpas da PM à família do publicitário Ricardo Prudente, morto a tiros por integrantes da corporação, na zona oeste da cidade, semana passada, após a ultrapassar uma barreira de guardas, agora ele foi absolutamente rude em relação à morte do cidadão italiano Tomasso Lotto, de 26 anos. Abatido com um tiro, na noite do sábado 21, por bandidos que o cercaram em motocicletas, Lotto chegara a São Paulo dois dias antes, com planos de se estabelecer por aqui. Com um amigo espanhol, ele estava na esquina da avenida Nove de Julho com rua São Gabriel, um local nobre da cidade, quando foi abordado  e morto.

"É mais um crime que ocorre na capital", concluiu o secretário Ferreira Pinto, sem conceder maior importância ao fato. "A gente lamente e o Deic e o DHPP estão fazendo todas as investigações no sentido de elucidar esse crime", prosseguiu, para adiante tentar outra vez rebaixar a inegável repercussão que o caso alcançou. "Ocorre lá (na área nobre), ocorre na Cidade Tiradentes, ocorre em Itaquera. Lamentavelmente é a escalada da violência".

Em lugar do anúncio de algum plano, da tomada de medidas emergenciais ou do empenho pessoal na elucidação do caso, tudo o que se teve de um dos mais importantes secretários do governo de Geraldo Alckmin foi isso: um lacônico lamento. Esse é mesmo o papel de um executivo público com este tipo de responsabilidade?"
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 23 Jul 2012 09:21 AM PDT




Posted: 23 Jul 2012 09:17 AM PDT


Agência Brasil

"O salário médio de admissão no primeiro semestre do ano supera em R$ 56 o valor pago no mesmo período de 2011 - já considerada a inflação, o que corresponde a ganho real de 5,9%. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgado hoje (20).

Nos primeiros seis meses do ano passado, os trabalhadores eram contratados com salário de aproximadamente R$ 946. No mesmo período de 2012, o salário passou para R$1.002. Os estados com os maiores ganhos salariais foram Acre (13,4%), Sergipe (9,9%) e Pará (9,1%), todos acima da média nacional. Por outro lado, o crescimento do salário admissional foi menor em Roraima (2,3%), Rondônia (4,1%) e Pernambuco (4,3%). São Paulo, Rio de Janeiro e o Distrito Federal são as unidades da federação com os mais altos salários de admissão, entre R$ 1.141 e R$ 1.030 - os únicos estados em que ultrapassa R$ 1 mil. Em último lugar, ficou o salário pago na Paraíba, de R$ 768."


Posted: 23 Jul 2012 08:53 AM PDT


"Em todo o governo Dilma, foram abertos 3 milhões de postos de trabalho

Vitor Nuzzi, Rede Brasil Atual

O mercado formal de trabalho manteve ritmo moderado em junho, abaixo dos dois anos anteriores, e criou 120.440 empregos, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (23) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. No primeiro semestre, foram abertas 1.047.914 vagas com carteira assinada, elevação de 2,76% sobre o estoque de dezembro. Em 12 meses, a expansão é de 4,08%, com acréscimo de 1.527.299 postos de trabalho. Em todo o governo Dilma, de janeiro de 2011 a junho deste ano, foram criados 3.064.257 empregos, crescimento de 8,54%.

Os resultados de junho perdem para os de 2011 e 2010 (melhor ano da série histórica do Caged), e superam os de 2009, ano em que a crise atingiu mais fortemente o Brasil. Isso também se repete na comparação com o primeiro semestre. Nos últimos dois anos, foram criadas pouco mais de 1,4 milhão de vagas em cada período, acima deste ano (1 milhão de janeiro a junho). Mas o resultado de 2012 supera de longe o da primeira metade de 2009, quando a criação de empregos formais não chegou a 300 mil. O salário médio de admissão (R$ 1.002,64) ficou 5,9% acima de igual período de 2011."
Matéria Completa, ::AQUI::


Posted: 23 Jul 2012 08:28 AM PDT




Posted: 23 Jul 2012 07:42 AM PDT
Cálculo. Mesmo a derrota, 
em 2014, abre caminhos.


Mauricio Dias, CartaCapital

"Aécio Neves será candidato a presidente da República em 2014. É o destino, dirão os aliados. Ele se preparou a vida inteira para isso, insinuarão os desafetos de José Serra, no PSDB. Agora é óbvio, antes não era. Isso, por circunstâncias políticas, e não por predestinação. Um ditado mineiro, aliás, explica a decisão do ex-governador de Minas: sapo pula por necessidade e não por belezura. Por isso, Aécio implodiu a aliança entre o PSDB e o PT que, em 2008, elegeu Marcio Lacerda (PSB) à prefeitura de Belo Horizonte. A ruptura foi vista ora como ousadia, ora como audácia. Nada disso. Essas não são características de políticos mineiros. Menos ainda as características desse neto do hábil e cauteloso Tancredo Neves.

Sem opção tucana em Minas, o PSDB usou um quadro do PSB. Veja o que afirma, submetido ao fato consumado, o governador Eduardo Campos (PE), presidente nacional do PSB: "O Marcio é mais aecista que socialista".
Marcio Lacerda é um trunfo político de Aécio Neves no jogo nacional. Se Lacerda for reeleito para a prefeitura de BH, disputará o governo do estado, em 2014, com Aécio na competição para a Presidência. Em razão disso, a eleição de agora na capital mineira ganha mais importância. Talvez até maior que o confronto na capital paulista.

Sem opção é a solução dos tucanos. E competir, em 2014, é uma excelente opção para ele. Essa etapa se encaixa naturalmente nos planos de Aécio. Além disso, as circunstâncias internas no partido o favorecem. Por essa razão, está predestinado a concorrer. Mesmo ciente de que pode perder. Aos 52 anos ainda tem mais tempo na política.


Os eventuais adversários internos do tucano mineiro seriam dois tucanos paulistas: o governador Geraldo Alckmin, derrotado em 2006, e o ex-governador José Serra, derrotado em 2002 e 2010. Os dois, no entanto, estão fora da disputa presidencial."
Foto: Moreira Mariz/Agência Senado
Artigo Completo, ::AQUI::


Posted: 23 Jul 2012 07:27 AM PDT


"O caso Cachoeira já envolve medo, ameaça e, talvez, morte. O esquema não é inofensivo

Leonardo Attuch, Brasil 247

No dia 15 de junho, há pouco mais de um mês, o desembargador Tourinho Neto publicou uma sentença que quase colocou o contraventor Carlos Cachoeira em liberdade. "Os jogos de azar não constituem crime, e sim contravenção, um ilícito menor", escreveu o juiz. "A prática é largamente aceita pela sociedade em geral, ainda que seja ilegal", pontuou. Se dependesse de Tourinho Neto, não só Cachoeira estaria em liberdade, como os grampos da Operação Monte Carlo teriam sido invalidados. Cachoeira só continuou preso porque outra operação da Polícia Federal, a Saint-Michel, impedia sua libertação.

Depois disso, Andressa Morais, esposa do contraventor, concedeu entrevistas comparando seu marido a um "preso político". Disse ainda que, por não ter cometido crime hediondo, ele já deveria estar em liberdade. Não deu certo. E há até rumores de que Cachoeira tenha escrito uma carta direta ao STF, sugerindo uma liberdade vigiada, com uma tornozeleira eletrônica.

Ocorre que a Operação Monte Carlo, a cada dia, assume ares sombrios. Responsável direto por sua prisão, o juiz Paulo Augusto Moreira Leite pediu afastamento do caso, relatando preocupação com a sua família. Depois disso, a procuradora Léa Batista, que conduziu o caso pelo Ministério Público, recebeu ameaças de um cunhado de Cachoeira, Adriano Aprígio, que foi preso. Agora, nesta semana, o policial Wilton Tapajós Macedo, que investigou a quadrilha, foi assassinado em Brasília. Se isso não bastasse, outro delegado que atuou em Goiás, Hylo Marques Pereira, está desaparecido.

Ainda que seja precipitado ligar a morte de Wilton Tapajós à Operação Monte Carlo, o quadro que vai se formando é preocupante. "Não estamos diante de contraventores menores, mas do crime organizado que ameaça o Estado", tem dito o senador Pedro Taques (PDT-MT), uma das principais vozes da CPI. Ele tem razão. O jogo é muito mais do que um ilícito menor, como definiu o desembargador Tourinho Neto. E o risco que se deve evitar é o de mexicanização do País."


Posted: 23 Jul 2012 07:07 AM PDT


Raúl Zibechi, Correio da Cidadania

"A crise política no Paraguai e suas repercussões na região deixaram a visita do primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, e a renúncia no principal cargo do Mercosul em um segundo plano da agenda de notícias. A China mostrou que está disposta a jogar pesado, inclusive na principal área de influência dos Estados Unidos.

A polêmica após o golpe no Paraguai, a suspensão do país do Mercosul e o ingresso da Venezuela não conseguem disfarçar as dificuldades do bloco, aflito pelas consequências da crise global e a ascensão da China como potência global. A aliança está parada porque o que convém para uns prejudica outros.

A expressão das dificuldades foi a demissão do embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, secretário geral do Mercosul, na recente cúpula em Mendoza. Em sua carta de despedida trazia uma análise lúcida da realidade atual do bloco.

Observa-se que a crise econômica na Europa e EUA e a ascensão da China geram um enorme fluxo de capital para o sul, que "corroi as relações intra-Mercosul, base principal do processo de integração". A desindustrialização, diz ele, é uma das piores conseqüências e deve ser tratada através dos recursos da exportação de commodities.

Expansão gradual

Em um dos parágrafos mais polêmicos, Pinheiro disse que a Unasul "não pode ser a pedra fundamental para a construção do bloco econômico na América do Sul" porque o Chile, Colômbia e Peru assinaram Tratados de Livre Comércio com os Estados Unidos que impossibilitam a construção de políticas regionais de promoção do desenvolvimento."
Artigo Completo, ::AQUI::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406
Postar um comentário