quarta-feira, 28 de março de 2012

Via Email : BRASIL! BRASIL!




BRASIL! BRASIL!


Posted: 27 Mar 2012 05:53 PM PDT




Posted: 27 Mar 2012 05:48 PM PDT


"Quem diz é o ex-prefeito de Anápolis (GO) Ernani de Paula, que conviveu com os dois; ele foi amigo do contraventor e sua mulher Sandra elegeu-se suplente do senador do DEM em 2002; "Cachoeira filmou, Policarpo publicou e Demóstenes repercutiu", disse ele ao 247

Marco Damiani, Brasil 247

O Mensalão, maior escândalo político dos últimos anos, que pode ser julgado ainda este ano pelo Supremo Tribunal Federal, acaba de receber novas luzes. Elas partem do empresário Ernani de Paula, ex-prefeito de Anápolis, cidade natal do contraventor Carlinhos Cachoeira e base eleitoral do senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

"Estou convicto que Cachoeira e Demóstenes fabricaram a primeira denúncia do mensalão", disse o ex-prefeito em entrevista ao 247. Para quem não se lembra, trata-se da fita em que um funcionário dos Correios, Maurício Marinho, aparece recebendo uma propina de R$ 5 mil dentro da estatal. A fita foi gravada pelo araponga Jairo Martins e divulgada numa reportagem assinada pelo jornalista Policarpo Júnior. Hoje, sabe-se que Jairo, além de fonte habitual da revista Veja, era remunerado por Cachoeira – ambos estão presos pela Operação Monte Carlo. "O Policarpo vivia lá na Vitapan", disse Ernani de Paula ao 247.

O ingrediente novo na história é a trama que unia três personagens: Cachoeira, Demóstenes e o próprio Ernani. No início do governo Lula, em 2003, o senador Demóstenes era cotado para se tornar Secretário Nacional de Segurança Pública. Teria apenas que mudar de partido, ingressando no PMDB. "Eu era o maior interessado, porque minha ex-mulher se tornaria senadora da República", diz Ernani de Paula. Cachoeira também era um entusiasta da ideia, porque pretendia nacionalizar o jogo no País – atividade que já explorava livremente em Goiás."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 05:35 PM PDT


Altamiro Borges, Blog do Miro

"Em sua coluna de hoje no jornal O Globo, Merval Pereira manifesta a sua discordância com as análises sobre a "vitória magra" de José Serra nas prévias do PSDB. Para o "imortal", o tucano se saiu muito bem na disputa partidária e tem tudo para ser prefeito da capital paulista. Os seus adversários é que estariam difundindo uma "visão distorcida" da votação de domingo passado.

"Serra teve a maioria absoluta dos convencionais que votaram, mais votos que seus dois adversários somados, quando precisaria ter pouco mais de 33% para sagrar-se vencedor da disputa", festeja o colunista do jornal O Globo. Ele evita analisar os bastidores da disputa interna, o desconforto da militância tucana, as históricas traições no PSDB – como a punhalada de Serra em Alckmin."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 05:19 PM PDT


Luis Nassif, Luis Nassif Online

"No momento em que o senador Demóstenes Torres pede aos seus pares - e a Renan Calheiros - para não ser julgado politicamente, um dos capítulos de sua parceria com a revista Veja: o caso Francisco Escórcio. Revela bem os métodos utilizados, posteriormente, no caso do grampo sem áudio.


Coube a Demóstenes, em combinação com a revista, deflagrar a manipulação, ao dizer que tinha sido informado - por telefonema de Pedrinho Abrão - sobre as intenções de Escórcio de filmar  Torres e Marconi Perillo no hangar.


Nas investigações posteriores, Abrão negou peremptoriamente e informou que a razão do telefonema foi outra. De nada adiantou: mais um falso escândalo havia sido gestado na usina de Demóstenes e Veja.


Capítulo 1: cria-se a história de que assessor de Renan teria ido a Goiania espionar Demóstenes.


No auge das denúncias contra o então presidente do Senado Renan Calheiros, Veja(edição 2029, 10 de outubro de 2007) publica que Francisco Escórcio, assessor de Renan, foi a Goiânia montar um esquema de espionagem contra os senadores Demóstenes Torres (DEM) e Marconi Perillo (PSDB).


A testemunha chave seria o empresário e ex-deputado Pedrinho Abrão, a quem Escórcio teria pedido para filmar embarques dos dois senadores no hangar da empresa de Abrão. O pedido teria sido feito na presença de dois advogados, Heli Dourado e Wilson Azevedo.


Só no último parágrafo da matéria se descobre que nem os advogados nem o empresário confirmam a denúncia: " Pedro Abrão, por sua vez, confirma que os senadores usam seu hangar, que conhece os personagens citados, mas que não participou de nenhuma reunião", diz a revista.


A matéria "O jogo sujo de Renan Calheiros" (http://veja.abril.com.br/101007/p_060.shtml) é assinada, no alto, pelo chefe da sucursal. Policarpo Junior, e no pé, pelo repórter Alexandre Oltramari, que viria a ser assessor de Perilo na eleição de 2010. O avalista principal é Demóstenes Torres.


Capítulo 2: Folha compra a história e repercute, apesar dos desmentidos das testemunhas


Naquele mesmo fim de semana, a Folha de S. Paulo compra a história da revista e ouve um dos advogados citados: Heli Dourado conta que recebeu Escórcio para tratar de processos políticos do Maranhão (foi ele quem redigiu a representação, acolhida um ano depois pelo TSE, que levou à cassação do governador Jackson Lago, adversário de José Sarney, que é o padrinho político de Escórcio).


Dourado diz também que foi Pedrinho Abrão, e não Escórcio, quem falou em filmar Perilo:"E aí o Pedrinho Abrão disse que o senador Marconi Perillo sempre saía do hangar dele e que, se [Escórcio] quisesse, podiam fotografar, filmar ele [Perillo] entrando e saindo", contou Dourado.
A matéria da Folha (http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u334551.shtml) não informa se a sugestão teria sido aceita, mas afirma no título: "Assessor de Renan tratou de espionagem, diz advogado"
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 05:10 PM PDT


"O senador que renunciou hoje à liderança de seu partido no Congresso Nacional mantém uma faculdade em Contagem (MG) com o empresário Marcelo Limírio, que, por sua vez, é sócio do bicheiro Carlinhos Cachoeira no ICF, empresa que faz teste de medicamentos em Goiás


A revelação das pelo menos 298 ligações telefônicas trocadas entre o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e o bicheiro Carlinhos Cachoeira levantaram a suspeita de que os amigos – como o senador faz questão de confirmar que são – poderiam ser sócios. O senador nega, mas, desde a prisão de Carlinhos Cachoeira pela Operação Monte Carlo, as relações entre os dois vão ficando cada vez mais próximas: há pelo menos um elo empresarial entre os dois e ele se chama Marcelo Limírio.

Que o senador Demóstenes Torres tem uma faculdade em sociedade com o empresário de Anápolis (GO) Marcelo Limírio, ex-dono do Laboratório Neo Química e sócio do Hypermarcas, que hoje controla a Neo Química, você já sabe (relembre aqui). O que você não sabia é que Limírio é sócio de Carlinhos Cachoeira na ICF, uma empresa sediada em Goiânia que faturou cerca de R$ 30 milhões em 2010.

A ICF fornece testes para laboratórios como o Vitapan, de Cachoeira, que firmou acordo com os laboratórios Teuto e Neo Química para abrir a ICF (para saber mais sobre a indústria de medicamentos em Anápolis, leia reportagem da revista Exame). As sociedades de Limírio com Demóstenes e Cachoeira não configuram contravenção. Mas aproximam um pouco mais o senador do bicheiro com o qual Demóstenes diz manter apenas uma relação de amizade."


Posted: 27 Mar 2012 03:41 PM PDT


Agência Brasil

"O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, decidiu pedir a abertura de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o envolvimento de políticos com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A medida foi anunciada por parlamentares recebidos na tarde de hoje (27) por Gurgel e confirmada pela assessoria da Procuradoria-Geral da República (PGR). "Nas próximas horas, vamos ter manifestação da PGR no STF", assegurou o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP)

Os integrantes da Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção protocolaram na PGR um pedido para que Gurgel acelere as apurações sobre o assunto, pois há notícias de que o órgão tem informações sobre o esquema criminoso desde 2009. "Chegamos aqui céticos, mas ele nos deu informações muito alvissareiras de que está em vias de concluir a análise do material que recebeu. Tudo o que colocamos foi respondido de forma afirmativa pelo procurador", disse o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ).  

Segundo os políticos, Gurgel sinalizou que há indícios suficientes para pedir investigação sobre a conduta do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), mas que ainda está analisando a situação de outros parlamentares citados nas denúncias. A assessoria da PGR disse que não há prazo para que o pedido de inquérito seja protocolado no STF.
De acordo com os parlamentares, Gurgel justificou a demora para agir alegando que as primeiras informações sobre as relações de Cachoeira na política eram insuficientes para pedir abertura de inquérito.

Segundo os parlamentares, ele disse também que indícios mais robustos chegaram com as investigações que resultaram na Operação Monte Carlo, deflagrada pela Polícia Federal no mês passado, na qual foram presos Cachoeira e mais 34 pessoas.

Randolfe Rodrigues disse que Gurgel prometeu responder em breve à representação assinada em conjunto com o senador Pedro Taques (PDT-MT) para obter o áudio das apurações e os nomes de todos os congressistas citados. Mesmo sem essas informações, a frente deverá pedir amanhã (28) abertura de processo contra Demóstenes Torres na Conselho de Ética.

O deputado Ivan Valente (PSOL-PA) disse que o grupo vai esperar mais informações sobre o envolvimento de deputados federais no esquema antes de acionar o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados."


Posted: 27 Mar 2012 03:35 PM PDT


"Senador é suspeito de receber dinheiro e favores de Carlinhos Cachoeira, preso pela PF por envolvimento em jogos de azar

Rosa Costa, Agência Estado / estadão.com.br

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) deixou a liderança do partido. Em mensagem encaminhada ao presidente do Democratas, José Agripino (RN), Torres afirma que está deixando a liderança para acompanhar a "evolução dos fatos", numa referência às denúncias de envolvimento com o empresário do ramo de jogos de azar, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Esta é a íntegra da mensagem: "A fim de que eu possa acompanhar a evolução dos fatos anunciados nos últimos dias, comunico à vossa senhoria que estou deixando a liderança do partido". O presidente do DEM já havia manifestado constrangimento com a permanência de Torres na liderança do partido, depois das denúncias."
Foto: André Dusek/AE
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 03:25 PM PDT


Ivan Richard, Agência Brasil

"O grupo de trabalho da Câmara criado para analisar o projeto de lei de distribuição dos royalties do petróleo adiou para o dia 10 de abril a votação do relatório do deputado Carlos Zarattini (PT-SP). Após quase quatro horas de discussão, os membros da comissão não chegaram a um acordo sobre como será o repasse de recursos oriundos da exploração do petróleo para estados e municípios produtores.

Apesar de acreditar na possibilidade de um acordo, Zarattini avaliou que o debate de hoje (27) deixou o grupo de trabalho mais distante de um consenso. "Na última reunião, tínhamos avançado bastante no sentido de que haveria um critério para que os estados produtores - Rio de Janeiro e Espírito Santo - não tenham redução de receitas, mas, nessa reunião de hoje, houve certo recuo dessas bancadas", disse Zarattini.

O principal ponto de discussão foi a proposta do deputado Anthony Garotinho (PR-RJ). O parlamentar fluminense propõe que estados e municípios produtores recebam, após a nova distribuição dos lucros do petróleo, o equivalente ao que receberam em 2011, corrigido pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), da Fundação Getulio Vargas. Como não houve consenso em torno da sugestão, Garotinho ameaçou abandonar o grupo de trabalho. "Há muita intransigência dos estados não produtores. O Rio de Janeiro já perdeu muito. É um saque. Não há acordo. Vou sair dessa comissão. O Nordeste quer dar uma garfada no Rio de Janeiro, mas vai levar o troco la na frente na discussão da distribuição do FPE", ameaçou Garotinho.

O deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) rebateu o ex-governador do Rio. Disse que a atual Lei do Petróleo é um "total equívoco" do Congresso Nacional. "De todos os royalties arrecadados pelo Brasil, hoje, na produção de petróleo, tirando a parte da União, o Rio de Janeiro fica com 82%. Não podemos admitir que uma lei dessa possa perdurar", argumentou.

Formado por 12 deputados, o grupo de trabalho terá 30 dias para elaborar um parecer ao projeto aprovado pelos senadores, que redistribui os royalties entre estados produtores e não produtores de petróleo. A ideia, segundo Zarattini, é aprovar o relatório na primeira quinzena de abril e votar a proposta no plenário até o início de maio."


Posted: 27 Mar 2012 09:54 AM PDT




Posted: 27 Mar 2012 09:50 AM PDT


Gabriel Bonis, CartaCapital

"Os congressistas que representam os interesses dos grandes produtores rurais e dos líderes religiosos conquistaram grande evidência nos últimos meses, impondo uma série de derrotas ao governo federal em assuntos caros à presidenta Dilma Rousseff – entre eles, o Código Florestal na Câmara dos Deputados. Mesmo quando não houve votação, como na Lei Geral da Copa – obstruída pela base e oposição até que se estabeleça data para apreciação na Câmara do texto do CF alterado pelo Senado –, ou no "kit-gay", alvo de críticas da frente evangélica no Congresso e abandonado pelo então ministro da Educação, Fernando Haddad, o governo saiu enfraquecido.

Esse poder das "bancadas temáticas" torna difícil, em alguns casos quase impossível, para os partidos da base aliada controlarem as votações de interesse do governo federal.

Maria do Socorro Sousa Braga, pós-doutora em Ciência Política e especialista em comportamento político, explica que os interesses das bancadas temáticas criam conflitos internos nos partidos, além de reduzir sua autonomia. "Os partidos têm, em geral, interesse nacional.
Querem atingir o maior público possível e não estão interessados em focar em segmentos específicos."

Segundo Braga, professora da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), quanto maior o partido e a força destas correntes, mais difícil é controlar seus desejos específicos e fazê-las votar de acordo com a orientação da liderança da legenda. Um fato que, eventualmente, poderia obrigar um partido da base aliada a abandonar essa posição.

Um cenário que começou a ser ilustrado na última semana, quando ruralistas e evangélicos ensaiaram um antigo flerte que pode virar casamento. as bancadas estão perto de lançar uma frente conjunta para votar a Lei Geral da Copa e o novo Código Florestal."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 09:40 AM PDT



"O atual ambiente político do Brasil é encorajador para investimentos, segundo levantamento divulgado hoje (27) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 28% dos entrevistados em câmaras de comércio, embaixadas, empresas com controle estrangeiro e organizações internacionais opinaram que esta é uma influência muito positiva, e 51% disseram se tratar de uma influência ligeiramente positiva.

Entre 176 entidades consultadas, 38% opinaram que o Brasil estará entre os três primeiros colocados no ranking de Investimento Estrangeiro Direto (IED) este ano, e 36% veem o país entre os cinco mais bem posicionados. O patamar de 51 pontos em um total de 100 é o mais alto do levantamento realizado a cada três meses pelo Ipea, e fica oito pontos acima do patamar registrado em agosto passado. A opinião sobre a qualidade da infraestrutura também cresceu, atingindo o segundo valor mais alto desde o início da pesquisa, em 2010. 

A expectativa quanto ao crescimento econômico, porém, mostra certa reticência entre os entrevistados. 62% opinam que a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em doze meses ficará entre 1,6% e 3,5%, e um terço das entidades estima um nível mais alto. Há consenso, por outro lado, de que o pior do efeito da crise financeira internacional sobre o Brasil já passou, com expectativa de melhoria no acesso aos bens de consumo (35 pontos, contra -7 na sondagem anterior) e das condições de crédito (14 pontos).

A pesquisa expôs ainda a visão de que o Brasil ampliou sua influência nas organizações multilaterais, como Nações Unidas e Organização Mundial do Comércio (OMC). O nível de 40 pontos representa crescimento de 50% frente à última edição do monitoramento, mesma oscilação positiva da percepção sobre o papel do Brasil na América Latina, que atingiu 54 pontos." 


Posted: 27 Mar 2012 09:29 AM PDT


"Um grupo de senadores, entre eles o líder do PT, Walter Pinheiro (BA), encaminhou um pedido à Procuradoria-Geral da República para que ela repasse as gravações grampeadas pela Polícia Federal entre o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (DEM-GO). Como o procurador-geral Roberto Gurgel — que aparentemente faz vistas grossas para o caso — ainda não respondeu ao pedido, eles irão pessoalmente nesta terça (27) à procuradoria cobrar as gravações.


Os senadores querem que Demóstenes Torres explique sua relação com Cachoeira, que está preso. Demóstenes discursou na tribuna do plenário no dia 6 de março e admitiu que era amigo de Carlinhos, mas que não praticou nenhuma atividade ilícita.

"Nós não podemos tapar o sol com a peneira. Esta casa da Federação não terá moral para notificar, para convidar, para intimar qualquer cidadão a depor em suas comissões, se nós não ouvirmos os esclarecimentos do senador Demóstenes", discursou o senador Pedro Taques (PDT-MT).

O senador Jorge Viana (PT-AC), que manifestou apoio a Demóstenes no início de março, disse que desde o discurso de Torres as coisas "se agravaram muito". Até o dia 6 de março as denúncias publicadas na imprensa diziam que ele tinha recebido eletrodomésticos de presente de casamento de Carlinhos Cachoeira e trocado centenas de telefonemas com o bicheiro. De lá para cá, novas reportagens apontam que Demóstenes se comunicava com Cachoeira por meio de um telefone habilitado nos Estados Unidos, para evitar grampos. Além disso, há denúncias de que o senador teria recebido dinheiro proveniente do jogo do bicho.

Os senadores Álvaro Dias (PSDB-PR) e Eduardo Braga (PMDB-AM) foram mais cautelosos. Para Dias, o colega de oposição já está sendo investigado e já deu explicações. "Quando nós reivindicamos a presença de um ministro, quando nós encaminhamos à Procuradoria-Geral da República representações, nós o fazemos porque autoridades públicas denunciadas não estão sendo investigadas. Não é o caso do senador. Segundo a imprensa veiculou, esse inquérito tem três anos. A investigação se dá, portanto, há cerca de três anos, e o próprio senador, no dia 6 de março, daquela tribuna, pediu que fosse investigado".

Já para o líder do governo, Eduardo Braga, o caso de Demóstenes não configura quebra de decoro parlamentar e, portanto, não deve ser tratado pela Comissão de Ética do Senado. "Espero que esse processo não seja politizado. Ele é de natureza criminal, não é de decoro. E deve ser tratado na instância correta [o Supremo Tribunal Federal]".


Posted: 27 Mar 2012 09:21 AM PDT


"Em 2003, o senador do DEM (esq.) afirmou em entrevista que esse é o viés do ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos (dir.); será que a opinião continua valendo agora que o criminalista também defende seu amigo e "professor" Carlinhos Cachoeira?

Brasil 247

Quem diria. Marcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça e atual advogado de defesa do empresário de jogos Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, já foi chamado de "defensor de bandidos" por um dos parlamentares mais ligados ao contraventor, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Segundo investigações da Polícia Federal e do Ministério Público, Torres tinha um rádio exclusivo para conversar com o bicheiro, a quem chamava de "professor" e chegou a ganhar uma cozinha inteira de presente de casamento de Cachoeira.

Demóstenes Torres não parece, no entanto, ter apreço pelo advogado do bicheiro. Em uma entrevista concedida em agosto 2003 ao veículo de Goiânia Tribuna do Planalto, Demóstenes afirmou que a vida toda, Thomaz Bastos foi defensor de bandidos: "Precisamos acabar com essa prática de advogado ser ministro da Justiça. Advogado é defensor de bandido. A vida toda ele [Thomaz Bastos] foi defensor de bandido e continua sendo. É o viés dele. Não por desonestidade. A cabeça dele funciona assim, como a cabeça do promotor que só pensa em acusar e punir bandidos".
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 08:56 AM PDT



"O "Arquivo Digital de Nelson Mandela" estreou hoje, 27, e irá documentar a vida e experiência do ex-presidente e ativista sul-africano. O projeto é criação do The Nelson Mandela Centre of Memory (NMCM), que recebeu um incentivo de US$ 1.25 milhão por parte do Instituto Cultural do Google para a realização do portal de memória.

O arquivo é composto por uma variedade de documentos, fotos e vídeos do Mandela que completa 94 anos este ano. O internauta pode encontrar correspondências trocadas com a família e amigos, assim como diários nos quais ele escreveu durante os 27 anos que passou preso na Ilha Robben. Uma das primeiras fotos já tiradas do ex-líder rebelde também pode ser encontrada no site, assim como rascunhos da continuação de sua autobiografia "Longo caminho para Liberdade".

"Trabalhamos em conjunto com o NMCM para criar uma experiência interativa online com a qual esperamos poder inspirar os internautas tanto quanto fomos inspirados", afirmou Mark Yoshitake, Gerente de Produto do Instituto Cultural do Google. "Você pode procurar e vasculhar arquivos para explorar as diferentes partes da vida do Mandela: O início de sua vida, Os anos na prisão, Os anos como Presidente, Aposentadoria, Livros para Mandela, Jovens e Os meus momentos com uma lenda.", conclui."


Posted: 27 Mar 2012 08:04 AM PDT


Extra / O Globo

"A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a denúncia de que 15 crianças de 8 e 9 anos tiveram que ficar nuas na sala de aula em uma escola municipal de São Gonçalo do Sapucaí, em Minas Gerais. Os estudantes disseram aos pais que uma monitora e uma professora tomaram a medida por causa do sumiço de R$ 32. A monitora já assinou um termo de desistência do cargo, e a professora está afastada.

- Em tese, há a possibilidade dessa prática enquadrar como infração penal, que será investigado como inquérito policial. Todos os envolvidos serão ouvidos - afirmou o delegado Wellington de Castro, responsável pelo inquérito.

Alguns pais já contrataram um advogado, que já entrou com uma ação no Ministério Público.

- Representamos baseado em dois artigos do Código Penal, constrangimento ilegal e ameaça - conta o advogado de uma das famílias, Jorge Fernando dos Santos.

Um menino de 8 anos contou que eles foram para uma sala e lá tiveram que tirar a roupa, e foram orientados a não contarem o fato aos pais."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 07:50 AM PDT


Agência Brasil

"A arrecadação de impostos e contribuições federais no mês passado atingiu R$ 71,902 bilhões, um recorde histórico para meses de fevereiro, informou nesta terça-feira (27) a Receita Federal. O resultado representa um crescimento real de 5,91% em comparação a fevereiro de 2011. Em relação a janeiro, a arrecadação teve uma queda de 30,22%.

No acumulado do ano, a arrecadação chegou a R$ 174,482 bilhões, valor já corrigido pela inflação (IPCA). Em comparação ao período acumulado de 2011, a variação foi de 5,99%.

De acordo com os dados divulgados pelo governo, tiveram influência na arrecadação de fevereiro, entre outros fatores, a antecipação do recolhimento de impostos do setor financeiro.

A Receita destacou ainda que o comportamento dos indicadores macroeconômicos influenciaram a arrecadação dos impostos. Se por um lado, houve uma queda na produção industrial em janeiro de 3,4% em comparação a janeiro de 2011, o crescimento no volume geral de vendas foi de 7,7% e da massa salarial de 16,51% na mesma comparação.

A secretária adjunta da Receita Federal, Zayda Bastos Manatta, dará detalhes da arrecadação do último mês em instantes."


Posted: 27 Mar 2012 07:35 AM PDT


"O futuro do senador Demóstenes Torres (GO) no DEM depende da abertura de ação da Procuradoria-Geral da República em relação ao envolvimento dele com o empresário de jogos Carlos Cachoeira, preso na Operação Monte Carlo, no mês passado.

Se o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pedir abertura de inquérito para investigar o senador, a cúpula do DEM analisará o que fazer --entre as hipóteses está até a saída dele da sigla.

O partido ontem cobrou definição de Roberto Gurgel. A Operação Monte Carlo desmontou uma quadrilha que explorava máquinas caça-níqueis. Demóstenes aparece em 300 conversas telefônicas com Cachoeira, cuja prisão foi mantida ontem pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

"Esta semana tem de ter definições. Impõem-se essa necessidade. A Procuradoria-Geral da República, neste momento, é a instituição chave para o esclarecimento dos fatos. É a figura mais importante. Ela tem as informações que precisam ser colocadas a público", disse o presidente do DEM, senador José Agripino (RN)."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 27 Mar 2012 07:00 AM PDT






Posted: 27 Mar 2012 06:52 AM PDT


Renata Giraldi, Agência Brasil

"A presidenta Dilma Rousseff chegou hoje (27), por volta das 5h30 (horário de Brasília), a Nova Delhi, na Índia, onde os relógios marcavam 13h30. Ela participa da 4ª Cúpula do Brics – grupo que reúne o Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul.

Dilma descansa nesta terça-feira e amanhã (28) começa uma agenda lotada, que inclui uma homenagem na Universidade de Nova Delhi, onde receberá o título de doutora honoris causa e dois jantares. A presidenta deve retornar ao Brasil no dia 31.

Dilma desembarcou na Índia acompanhada por cinco ministros - Antonio Patriota (Relações Exteriores), Aloizio Mercadante (Educação), Marco Antonio Raupp (Ciência, Tecnologia e Inovação), Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Helena Chagas (Comunicação Social), além do governador de Sergipe, Marcelo Déda, e 110 empresários.

Durante a cúpula, cuja principal reunião será na quinta-feira (29), o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, apresentará a proposta de criação do banco do desenvolvimento do Brics. A ideia é que a instituição se dedique aos investimentos em projetos de infraestrutura e desenvolvimento em nações pobres.

O processo de criação do banco deve ocorrer a longo prazo.Além de Dilma e Singh, participarão da cúpula os presidentes Dmitri Medvedev (Rússia), Hu Jintao (China) e Jacob Zuma (África do Sul). Nas discussões, os líderes se esforçarão para mostrar à comunidade internacional que o bloco pode ser referência no cenário econômico e político.

O objetivo do Brics é ampliar as relações comerciais internas e externas, incentivando a expansão dos mercados exportadores e importadores. Para o Brasil, é fundamental indicar que o mercado exportador do país não se limita apenas aos produtos agrícolas. Os empresários que integram a comitiva presidencial participarão do Fórum Empresarial, que reúne representantes dos países que integram o bloco.

A intenção é que os presidentes e o primeiro-ministro da Índia assinem uma declaração que fixa a determinação do Brics de ampliar os acordos bilaterais, por intermédio de suas instituições bancárias de desenvolvimento econômico, utilizando moedas locais.

Os presidentes e o primeiro-ministro também devem discutir propostas para a defesa da paz e da segurança no Oriente Médio e Norte da África. Os destaques deverão ser a Síria, devido à onda de violência que dura mais de um ano, e o Afeganistão, que vive momento de apreensão depois do massacre de civis por um sargento norte-americano."
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610





--
Francisco Almeida / (91)81003406

Postar um comentário