domingo, 1 de janeiro de 2012

Fwd: BRASIL! BRASIL!


BRASIL! BRASIL!


Posted: 01 Jan 2012 05:00 AM PST


"A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, foi eleita uma das 100 personalidades do ano pelo El País, jornal de maior tiragem da Espanha. Única brasileira da lista divulgada neste sábado, a ministra está acompanhada de políticos, empresários, esportistas e artistas de todo o mundo.

Lembrada por seu ímpeto na investigação dos crimes da ditadura militar, o perfil de Maria do Rosário na publicação foi escrito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que destaca sua determinação na hora de proteger os direitos humanos.

"Ao longo desses anos, Maria constituiu uma sólida carreira parlamentar sempre muito dedicada a causas nobres: os direitos humanos para todas as pessoas, em especial as mais necessitadas.

Seu foco na defesa dos direitos da criança e do adolescente e contra todas as formas de discriminação fez dela uma parlamentar com atuação de destaque", escreveu Lula.

Entre as outras personalidades destacadas pelo jornal espanhol estão a presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, e o presidente peruano, Ollanta Humala, além do goleiro da seleção espanhola, Iker Casillas, e o poeta chileno, Nicanor Parra, último vencedor do Prêmio Cervantes."


Posted: 31 Dec 2011 03:02 PM PST



Posted: 31 Dec 2011 02:58 PM PST

Edival Lourenço, Revista Bula

" É inevitável: o ano de 2012 será marcado pelas profecias ruins do calendário maia. Como já estamos cismados, qualquer mugido do clima e já estaremos pensando nas catástrofes do fim do mundo. Mesmo que a profecia não aconteça no atacado, ela tenderá a ocorrer no varejo, no plano pessoal. Nesse clima de pânico, a palavra de ordem é ESCAPAR. Tanto no sentido de fugir quanto no sentido de sobreviver. Assim sendo, muito do que devemos fazer em 2012 será relacionado a essa máxima:  fuja e sobreviva. No entanto, mesmo diante de tanta neura, não se deve é perder a ternura.

1 – comprar repelentes contra as catástrofes anunciadas

2 – escapar de zonas conflagradas pelo clima

3 – escapar da blitz da lei seca e de qualquer cerco da polícia

4 – recitar um poema à pessoa querida

5 – escapar dos assaltantes, traficantes e 171

6 – escapar dos políticos e das milícias

7 – escapar dos bancos, seguradoras, governo e do fisco

8 – casar por amor

9 – jantar com a família num ritual de boa convivência

10 – trabalhar menos e ganhar mais (ainda que em moeda existencial)

11 – escapar do congestionamento e dos horários de rush

12 – escapar da rotina e de relações danificadas

13 – escapar dos sete pecados capitais e seu marketing irresistível

14 – escapar da inércia e do sedentarismo

15 – escapar dos vícios, inclusive do vício da abstemia

16 – escapar dos vírus, bactérias, micróbios e gente miúda de idéia

17 – atrelar seu coração a sentimentos realmente edificantes

18 – escapar da tirania dos filhos adolescentes

19 – escapar dos amigos da onça e dos pedintes

20 – escapar da sedução barata das religiões e das ideologias

21 – se não puder salvar o planeta, salvar pelo menos o coração do mundo. O coração do mundo é o ambiente ao seu redor

22 – escapar do ateísmo fundamentalista

23 – escapar da descrença e da coragem fora de hora

24 – escapar da passeata pela maconha

25 – escapar do chifre e das moscas do chifre

26 – falar menos e escutar menos ainda (sobretudo os ruídos da civilização) e tirar momento para você mesmo

27 – escapar do tédio e da euforia

28 – escapar do derrotismo e do triunfalismo

29 – escapar do celular e do iPhone

30 – escapar das redes sociais

31 – escapar da televisão, dos noticiários e da manchete do jornal

32 - comer menos e exercitar mais

33 – ser honesto por princípio e não pelo marketing pessoal

34 – escapar dos agrotóxicos e das áreas de escape

35 – consultar um vidente só pelo prazer de duvidar

36 – escapar dos intelectuais e dos ignorantes

37 – escapar dos insensatos e dos zens de todo tipo

38 – escapar dos santos e dos endiabrados

39 – escapar dos derrotistas e dos salvadores da pátria

40 – escapar dos demagogos, falsários, piratas, traficantes e comovidos"
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 31 Dec 2011 02:51 PM PST

"O PSDB de São Paulo quer uma resposta definitiva do ex-governador José Serra sobre as eleições de 2012 antes do Carnaval. A informação foi divulgada hoje (31), no "Painel" da Folha de S. Paulo. O PSDB tem quatro pré-candidatos na disputa: os secretários estaduais Andrea Matarazzo (Cultura), Bruno Covas (Meio Ambiente) e José Aníbal (Energia) e o deputado federal Ricardo Trípoli. As prévias do partido estão marcadas para o dia 4 de março.

Vermelho / Folha de São Paulo

Como ainda não ouviram de José Serra uma palavra definitiva sobre o pleito de 2012, dirigentes do PSDB-SP esperam uma definição de Serra, que é figura principal do livro A Privataria Tucana, do jornalista Amauri Ribeiro Jr. Em suas 343 páginas, o autor expõe, com documentos, que amigos e parentes do ex-governador paulista operaram um complexo sistema de maracutaias financeiras que prosperou no auge do processo de privatização.

O partido entende que, dadas as circunstâncias da sucessão de Gilberto Kassab (PSD), as prévias marcadas para 4 de março e Fernando Haddad (PT) em pleno processo de negociação de alianças, Serra não pode se dar ao luxo de decidir na última hora, como fez em 2004."


Posted: 31 Dec 2011 02:06 PM PST

Mariana Jungmann, Agência Brasil

Os escândalos ministeriais que permearam o primeiro ano do governo da presidenta Dilma Rousseff não foram suficientes pra prejudicar a atuação dela como um todo. Essa é a avaliação do cientista político da Universidade de Brasília (UnB), Otaciano Nogueira. Para ele, a presidenta teve um bom começo nesses primeiros 12 meses de gestão.

"Ela está inegavelmente fazendo um bom governo", avalia Nogueira. "Tivemos um surto de inflação, mas isso está controlado. Ela conseguiu também fazer maioria no Congresso [Nacional]. Isso é importante para governar", completa o cientista político.

Apesar disso, Nogueira reconhece que os escândalos de corrupção e tráfico de influência envolvendo boa parte do ministério da presidenta foram o ponto fraco do primeiro ano de mandato. "O grande erro foi conservar um ministério que não era dela. Eu chamo de ministério recauchutado, porque ela herdou do Lula."

Na opinião de Nogueira, Dilma foi "muito leniente" com os ministros demitidos e com os problemas apresentados em seus ministérios.
Além disso, o professor aposentado da Unb acha fraca a atuação do atual governo na política externa. Apesar de momentos marcantes, como o primeiro discurso de Dilma na Assembleia Geral das Nações Unidas, Nogueira considera que está havendo pouca visibilidade do Brasil lá fora. "Ela precisa dar mais atenção à política externa. O Brasil não teve o protagonismo esperado [no último ano]", diz.

Já o ponto forte, na opinião dele, foram as relações institucionais. Para o professor, a presidenta consolidou uma boa relação com os poderes Legislativo e Judiciário e também com governadores e prefeitos. É a essa boa relação que ele credita os poucos avanços nas reformas política e tributária. Para Nogueira, Dilma não poderia interferir nas negociações para propostas de mudanças que envolvam as outras esferas de poder."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 31 Dec 2011 01:52 PM PST

Portal Terra

"Deputada federal pelo Rio Grande do Sul, Manuela D'Avila (PCdoB) foi destaque no jornal americano The New York Times. Em entrevista publicada ontem, a edição online do periódico abordou o crescimento do papel das mulheres na política brasileira, especialmente após a eleição de Dilma Rousseff, a primeira mulher a ocupar a Presidência da República.

O jornal cita que Manuela vai disputar a prefeitura da capital gaúcha em 2012, assim como pelo menos outras 46 mulheres em 26 Estados - número considerado um recorde de candidatas no histórico de eleições no País. De acordo com a publicação, isso se deve em grande parte à popularidade da presidente, que embora tenha presenciado a queda de diversos ministros após denúncias de corrupção, mantém elevado índice de aprovação.

"Ela tem uma atitude diferente, mostra que é uma mulher de coragem", disse a cientista política Maria do Socorro Sousa Braga, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). "Isso está ajudando as mulheres a ir em busca do que elas querem, a se tornarem autônomas, gostarem da disputa", afirmou a especialista. No final do primeiro ano de governo, Dilma alcançou uma aprovação de 72% dos brasileiros."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 31 Dec 2011 05:17 AM PST

"Medida atinge smartphones, fogões, geladeiras e televisores; em média, alta é de 20%

Brasil 247

O Estado de São Paulo vai na contramão do governo federal e elevará os impostos estaduais de eletrodomésticos e eletrônicos em 2012. O aumento de tributos será feito de forma indireta. O governo aprovou no último dia 27 uma nova tabela do IVA (Índice de Valor Agregado), que serve de base para o cálculo do ICMS no regime de substituição tributária. Para a maioria dos produtos, os novos valores entram em vigor amanhã.

Dos 90 itens contemplados pela mudança, 76 deles terão elevação do imposto estadual. Entre eles estão fogão, geladeira, celulares, micro-ondas, TV de tubo e plasma. Alguns componentes terão redução de imposto - 14 no total, entre eles, câmeras digitais e TVs de LCD. Em média, os valores do IVA subiram 20%. O impacto desse reajuste no aumento efetivo de impostos depende da alíquota do ICMS de cada produto."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 31 Dec 2011 05:11 AM PST

Leonardo Boff, Adital

"O final do ano oferece a ocasião para um balanço sobre a nossa situação humana neste planeta. O que podemos esperar e que rumo tomará a história? São perguntas preocupantes pois os cenários globais apresentam-se sombrios. Estourou uma crise de magnitude estrutural no coração do sistema econômico-social dominante (Europa e USA), com reflexos sobre o resto do mundo. A Bíblia tem uma categoria recorrente na tradição profética: o dia do juízo se avizinha. É o dia da revelação: a verdade vem à tona e nossos erros e pecados são denunciados como inimigos da vida. Grandes historiadores como Toynbee e von Ranke falam também do juízo sobre inteiras culturas. Estimo que, de fato, estamos face a um juízo global sobre nossa forma de viver na Terra e sobre o tipo de relação para com ela.

Considerando a situação num nível mais profundo que vai além das análises econômicas que predominam nos governos, nas empresas, nos foros mundiais e nos meios de comunicação, notamos, com crescente clareza, a contradição existente entre a lógica de nossa cultura moderna, com sua economia política, seu individualismo e consumismo e entre a lógica dos processos naturais de nosso planeta vivo, a Terra. Elas são incompatíveis. A primeira é competitiva, a segunda, cooperativa. A primeira é excludente; a segunda, includente. A primeira coloca o valor principal no indivíduo, a segunda no bem de todos. A primeira dá centralidade à mercadoria, a segunda, à vida em todas as suas formas. Se nada fizermos, esta incompatibilidade pode nos levar a um gravíssimo impasse.

O que agrava esta incompatibilidade são as premissas subjacentes ao nosso processo social: que podemos crescer ilimitadamente, que os recursos são inesgotáveis e que a prosperidade material e individual nos traz a tão ansiada felicidade. Tais premissas são ilusórias: os recursos são limitados e uma Terra finita não agüenta um projeto infinito. A prosperidade e o individualismo não estão trazendo felicidade; mas, altos níveis de solidão, depressão, violência e suicídio."
Artigo Completo, ::Aqui::


You are subscribed to email updates from BRASIL! BRASIL!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406

Postar um comentário