sábado, 9 de março de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Chávez e a fita métrica do conservadorismo


BRASIL! BRASIL!


No Dia da Mulher, desejo uma sociedade menos idiota

Posted: 08 Mar 2013 04:17 PM PST

Leonardo Sakamoto, Blog do Sakamoto

"Quando liguei a TV, nesta manhã de 8 de março, me deparei com colegas de profissão cumprindo suas pautas sobre o Dia Internacional da Mulher. Deu aquele desgosto ver uma importante data de reflexão e de luta novamente reduzida à distribuição de flores, promoções em salões de beleza, presentes na forma de jóias e vestidos e até equipamentos de limpeza do lar. Como se isso fosse o fundamental para garantir a dignidade das mulheres.  
Por conta disso, elenquei, abaixo, algumas coisas que gostaria de ver noticiadas nesta data. Creio que, em algum momento, isso vai ser verdade. Depende de nós para mostrar quando. E a que custo: 

1) A partir de agora, o sobrenome do marido não deverá ser imposto à sua companheira contra vontade dela, como uma marca de ferro em brasa delimitando a propriedade.
Mais informações »

Em pronunciamento, Dilma Rousseff anuncia desoneração da cesta básica

Posted: 08 Mar 2013 04:10 PM PST

Chávez e a fita métrica do conservadorismo

Posted: 08 Mar 2013 04:02 PM PST


Saul Leblon, Carta Maior / Blog das Frases

"Quando mede o tempo histórico na América Latina, a régua conservadora irradia uma ambiguidade sugestiva.

Nas medições à esquerda, identifica extensões anacrônicas de um tempo morto. Fantasmas de um mundo que na sua métrica não existe mais.

Exceto como detrito histórico.

Entre os fenômenos jurássicos estariam lideranças 'populistas', a exemplo da exercida pelo falecido presidente Chávez – pranteado agora em massa por um povo a quem favoreceu um primeiro degrau de cidadania e dignidade.
Mais informações »

A nossa espúria humanidade

Posted: 08 Mar 2013 02:23 PM PST

"Os homossexuais são humanos? Os bandidos são humanos? Eles têm direitos? Não. Não no Brasil - e em alguns outros poucos países ditos civilizados

Lula Miranda, Brasil 247

Os homossexuais são humanos? Os bandidos são humanos? Eles têm direitos? Não. Não no Brasil - e em alguns outros poucos países ditos civilizados. Civilizados?! Homossexuais não são humanos; são "bandidos"; são "doentes". No Brasil até a lógica mais simplória é corrompida, desrespeitada, achincalhada.

Um pastor que responde por homofobia e estelionato no STF foi nomeado presidente (!) da Comissão de Direitos Humanos da Câmara! Um ex-PM que matou 36 suspeitos de crime em supostos "confrontos" foi eleito vereador pelo PSDB e chegou a ser indicado pelo seu partido para a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo. O que pretendem essas supostas "excelências", os senhores parlamentares?! Avacalhar o Legislativo; o país; a política; os direitos humanos?!
Mais informações »

Em guerra com os fatos imprensa latina se desmoraliza dia após dia

Posted: 08 Mar 2013 02:10 PM PST


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Os noticiários políticos e econômicos dos grandes meios de comunicação brasileiros e os do resto da América Latina deram mais um passo no processo de desmoralização em que mergulharam há cerca de uma década e no qual vão mergulhando cada vez mais fundo.

Logo após o anúncio da morte do ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, a grande imprensa brasileira foi tomada por um acesso inexplicável de fúria e rancor.

A virulência do noticiário brasileiro se mostrou inexplicavelmente redobrada em relação a alguém que acabara de falecer, o que deveria gerar, se não respeito, ao menos prudente comedimento.
Não foi o que ocorreu. As "análises" dos telejornais – sobretudo os da Globo – sobre a Venezuela pós Chávez retrataram um país mergulhado no caos, na pobreza e na violência.

Imprudente, a dita "imprensa" corporativa pareceu nem suspeitar de que milhões de venezuelanos colocariam suas versões em xeque indo às ruas em comoção pela partida de um líder amado pela esmagadora maioria daquele povo."
Artigo Completo, ::AQUI::

Charge do Bessinha

Posted: 08 Mar 2013 07:04 AM PST


Triunfam as nulidades

Posted: 08 Mar 2013 07:01 AM PST

"A questão é rigorosamente quantitativa: como os medíocres são legião, escritores de real talento passam muitas vezes batido perante o público. Pior. São 'oficial e convenientemente calados'"


Trocando o mood de doce pra irado, sim porque eu não posso JAMAIS esquecer que no fundo, no fundo, sou uma espécie de peste consumada, o fato é que escrever espontaneamente, ganas de escrever, já não tenho há tanto tempo devido dois pontos: ao excesso de encargos estúpidos e serviços idiotas, condições objetivas adversas (vide "Os Últimos Dragões"),  (maus) hábitos, preguiça, esquecimento, falta de gás – enfim, um pouco de tudo isso junto.
Mais informações »

Os que festejam a morte de Chávez

Posted: 08 Mar 2013 06:32 AM PST


Altamiro Borges, Blog do Miro

"Logo após o anúncio da morte de Hugo Chávez, um grupo de venezuelanos residentes nos EUA saiu às ruas de Doral, subúrbio de Miami, para festejar. No ato macabro, que evidencia todo o reacionarismo das elites, eles aplaudiram e esbravejaram contra o líder bolivariano. Segundo a agência Associated Press, eram poucas pessoas, mas com forte sentimento anti-Chávez. "Estamos festejando a abertura de uma nova porta, de esperança e transformações", justificou Ana San Jorge, uma das manifestantes histéricas.

Miami possui a maior concentração de venezuelanos residentes nos EUA – cerca de 190 mil. Parte deles migrou para a cidade após as primeiras medidas de Hugo Chávez favoráveis aos setores mais excluídos do país e contra os privilégios dos ricaços. O próprio prefeito de Doral, Luigi Boria, é um venezuelano radicado nos EUA, filiado ao Partido Republicano e famoso por suas posições reacionárias. Ele participou da festa e afirmou que a morte de Hugo Chávez possibilitará que oposição oligárquica retome ao poder na Venezuela.

A festança da direita em Miami é a expressão do ódio de classe. Ela gerou indignação inclusive no escritor brasileiro Paulo Coelho, que enviou mensagem na sua conta no twitter: "¿Murió Hugo Chávez y hay gente que se alegra? La burla al dolor ajeno, sólo demuestra la pobreza y miseria humana". Fora de Miami, nas redes sociais e nas redações de alguns veículos midiáticos do Brasil, outras figuras patéticas e elitistas também devem estar festejado a morte do líder bolivariano, que tanto medo causava aos ricaços."

Programa de transferência de renda fortalece cidadania da mulher do interior

Posted: 08 Mar 2013 05:35 AM PST


Camila Maciel, Agência Brasil
 
"Com o dinheiro, a gente tem mais liberdade". Mais do que estar livre para consumir, a frase de uma beneficiária do Programa Bolsa Família, moradora da região do Vale do Jequitinhonha (MG), revela outro tipo de autonomia possibilitada pelo recebimento de uma renda fixa mensal: a liberdade para fazer escolhas sobre a própria vida.

Pesquisa da socióloga Walquíria Leão Rêgo, professora da Universidade de Campinas (Unicamp), mostra que o programa levou uma lógica de planejamento familiar para essas mulheres e desencadeou processos que favoreceram o papel delas como cidadãs. De 2006 a 2012, foram entrevistadas cerca de 150 mulheres que recebem recursos do programa de transferência de renda.
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário