domingo, 24 de março de 2013

Via Email: BRASIL! BRASIL!: Agora eles tentam derrubar Lula da ex-Presidência da República

BRASIL! BRASIL!


Brasil de 2014 tem desenho da Argentina de 2011

Posted: 23 Mar 2013 06:03 PM PDT


"Dois anos atrás, Cristina Kirchner foi reeleita em 1º turno com a maior votação da história da Argentina, desde o processo de redemocratização; pesquisas mostram que Dilma Rousseff tem tudo para repetir a façanha, com números ainda melhores; é a volta do "efeito Orloff"?


"Eu sou você amanhã". Com esse bordão, usado num comercial de bebidas, nasceu a expressão efeito Orloff, geralmente aplicada para a relação entre Brasil e Argentina. O que lá acontecia, geralmente, se repetia por aqui alguns anos depois. Eles fizeram o plano Alfonsín; nós, o Plano Cruzado. Depois, os argentinos lançaram o plano Cavallo; nós, o real. Eles elegeram a primeira mulher, Cristina Kirchner; nós, Dilma Rousseff.
Mais informações »

Agora eles tentam derrubar Lula da ex-Presidência da República

Posted: 23 Mar 2013 05:44 PM PDT


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"A frase que intitula este texto deriva de brincadeira que tomou as redes sociais na internet na última sexta-feira por conta de mais uma "denúncia" do jornal Folha de São Paulo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – sobre palestras que ele dá no exterior.

A tal "denúncia" virou motivo de piada porque pretendeu negar a um cidadão em pleno exercício de seus direitos constitucionais a prerrogativa de todo ex-presidente da República de ter apoio do Estado ao fim de seu mandato e o direito a atividades estritamente privadas que a outros ex-presidentes jamais foram negadas.

Aqui e em muitos outros países democráticos – como nos Estados Unidos, por exemplo – ex-presidentes se tornam instituições nacionais. Além de direito a segurança e a proventos, quase todos eles se tornam palestrantes e são remunerados por isso – com maior ou menor êxito.

De Bill Clinton a Fernando Henrique Cardoso, ex-presidentes fundam institutos que levam seus nomes e que reúnem acervos contando a história de suas passagens pela Presidência, além de desenvolverem estudos políticos, econômicos e sociais.

Outro ex-presidente norte-americano que têm um instituto que atua fortemente em consonância com seu patrono é o prêmio Nobel da Paz Jimmy Carter, que atua em direitos humanos e até em fiscalização de eleições em várias partes do mundo, além de o próprio Carter ser um renomado palestrante."
Artigo Completo, ::AQUI::

Eduardo Campos virou à direita?

Posted: 23 Mar 2013 04:59 PM PDT


"Será que o novo "galeguinho dos zóio azul" do Nordeste teria "endireitado"? Encontrou-se na calada da noite com Serra, firmou estranha "parceria" com Jarbas Vasconcelos e teria feito articulações com Jorge Bornhausen e ACM Neto

Lula Miranda, Brasil 247

Será que o novo "galeguinho dos zóio azul" do Nordeste teria "endireitado"? Encontrou-se na calada da noite, "às escondidas", com José Serra, na casa deste em São Paulo. Firmou ainda uma estranha "parceria" com Jarbas Vasconcelos e, dizem as más línguas, já teria feito articulações com Jorge Bornhausen (!), em Santa Catarina, e ACM Neto, na Bahia. Teria virado à direita.

"Galeguinho dos zóio azul", assim era conhecido o hoje sumido Tasso Jereissati (PSDB) no Ceará dos irmãos Ciro e Cid Gomes. Ambos do PSB de Eduardo Campos. Ambos, amigos de Jereissati; que apoia Aécio; que não se bica com Serra; que apoia Campos; que "apoia" Dilma – o que nos remete ao poema "Quadrilha" de Carlos Drummond de Andrade .
Mais informações »

Charge do Bessinha

Posted: 23 Mar 2013 08:28 AM PDT


Mídia: Democratizar para melhor informar

Posted: 23 Mar 2013 08:27 AM PDT


Cadu Amaral, Blog do Cadu

"Apenas quatro grupos determinam quais e de que forma a informação vai circular no Brasil. Organizações Globo, Grupo Folha, Grupo Estado e Editora Abril detém o monopólio da comunicação social no país, além de formarem oligopólios. Elas possuem TVs, rádios, jornais impressos e sites na internet. O que é expressamente proibido em nossa Constituição no parágrafo 5º do Artigo 220. "Os meios de comunicação social não podem, direta ou indiretamente, ser objeto de monopólio ou oligopólio".

Monopólio é quando a concorrência é imperfeita, quando uma empresa detém sozinha o mercado de um determinado produto ou serviço e, oligopólio caracterizado por um número pequeno de firmas, com alto grau de concentração e/ou de poder de mercado. Cada um dos grandes grupos de comunicação citados possuem dezenas, centenas de empresas no mesmo setor. São donas de TVs, emissoras de rádio, jornais impressos, revistas e sítios na internet.

De acordo com o projeto "Donos da Mídia", as Organizações Globo – mais poderosa empresa de comunicação do planeta, só lhe fazem frente as empresas do magnata Rupert Murdoch, mas ele não possui mais que duas ou três empresas por país – possui 340 veículos de televisão, com 35 grupos filiados."
Artigo Completo, ::AQUI::

Sob protestos, prefeitura de Chicago anuncia fechamento de 60 escolas públicas

Posted: 23 Mar 2013 07:58 AM PDT

Karen Lewis (de óculos escuros): fechamento de escolas públicas em Chicago tem motivação "racista e classista"

"Medida provocou indignação e revolta entre professores e estudantes, que acusaram governo de racismo e classismo


A administração das escolas públicas de Chicago nos EUA vai fechar por tempo indeterminado 60 escolas da cidade. Com o anúncio, cerca de 30 mil crianças – em sua maioria negra e de bairros populares da cidade – não sabem onde vão estudar no próximo ano, quando a medida entrará em vigor.
Mais informações »

Veja já apela até para o papa argentino Francisco I

Posted: 23 Mar 2013 05:53 AM PDT



"Depois de uma pesquisa Datafolha que aponta a presidente Dilma Rousseff com 58% da preferência nacional e de um Ibope que lhe dá um potencial de até 76% dos votos, a revista Veja roga ao Vaticano; capa desta semana pede que o papa exerça influência política sobre a América Latina e ajude a conter governos "populistas"; na imagem de capa, Dilma e Cristina Kirchner aparecem à "sombra do papa"; será que Francisco I disputará eleições?


O ambiente político para forças políticas de direita ou mesmo centro-direita na América Latina, definitivamente, não é dos mais alvissareiros. Nos últimos anos, governos de esquerda e centro-esquerda chegaram ao poder em praticamente todos os países do continente e se legitimaram junto ao povo graças a políticas sociais mais amplas, que ajudaram a desconcentrar a riqueza numa das regiões mais desiguais do mundo. A isso, alguns dão o nome de distribuição de renda. Outros, de "populismo".
Mais informações »
You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida 




Postar um comentário