domingo, 11 de dezembro de 2011

Fwd: BRASIL! BRASIL!



BRASIL! BRASIL!


Posted: 11 Dec 2011 04:44 AM PST

Ana Cláudia Barros, Terra Magazine
 
"Uma usuária do Twitter provocou tumulto na rede ao usar o microblog para atacar os nordestinos. O perfil, supostamente pertencente a uma jovem de Porto Alegre (RS) identificada como Sophia, foi denunciado, entre a madrugada e o início da tarde desta sexta-feira (9), 8.148 vezes à SaferNet Brasil, organização não-governamental especializada no combate de crimes contra direitos humanos na web. 

Assim como a estudante de Direito Mayara Petruso, que, em novembro do ano passado, logo após o anúncio do resultado das eleições presidenciais, desencadeou uma onda de ódio na internet ao dizer no Twitter que queria "afogar os nordestinos", o perfil atribuído a Sophia também detonou, em menor proporção, manifestações semelhantes de preconceito, informa a Terra Magazine o presidente da SaferNet, Thiago Tavares.

- Estamos apurando para esclarecer se a conta dela foi hackeada ou não. É um perfil antigo. Não descartamos esta possibilidade. Mas se for ela mesma, poderá responder pelo crime de racismo, que é inafiançável. A pena varia de dois a cinco anos - diz Tavares, lembrando que Mayara Petruso atualmente responde na Justiça pelos ofensas aos nordestinos."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 03:20 PM PST

Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"Nos últimos anos, qualquer livro de autoria de desafetos ou adversários políticos do ex-presidente Lula e/ou do PT recebeu monumental cobertura da grande mídia. Tais obras costumam ser anunciadas em portais de internet, revistas semanais, jornais, televisões e rádios apesar de não conterem nada além de insultos e acusações sem provas.

Que interesse público ou meramente jornalístico pode ter um livro que chama o ex-presidente Lula de "anta" ou outro que chama de "petralhas" os mais de um milhão de filiados do Partido dos Trabalhadores? Apesar disso, esses livros, escritos por pistoleiros contratados para caluniar e xingar, são anunciados o tempo todo pelos grandes meios de comunicação.

Neste fim de semana, chega ao público um livro que, apesar de jamais ter sido sequer mencionado em um grande jornal ou em qualquer outro grande meio de comunicação, era aguardado por dezenas de milhares de internautas que dele souberam através da blogosfera e de uma única revista semanal, a Carta Capital.

O livro recém-lançado pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr., acusado no ano passado pela grande mídia de integrar complô para montar dossiê contra José Serra, pode não conter apenas acusações sem provas ou meros xingamentos. Segundo o autor, apresenta provas de roubo de dinheiro público no processo que o jornalista Elio Gaspari batizou como "privataria".

É revelador como o livro A Privataria Tucana jamais recebeu um único comentário inclusive do autor do termo que resume o que foi o processo de privatização de empresas públicas durante o governo Fernando Henrique Cardoso, ou seja, um dos maiores saques sofrido pela nação em toda a sua história e que superou até a roubalheira da ditadura militar."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 03:11 PM PST

"Amaury Ribeiro Júnior afirma que Ricardo Sérgio de Oliveira teria recebido propina de empresários durante a venda das estatais de telecomunicações em 1998

Anselmo Massad, Rede Brasil Atual

"Homem do caixa" de campanhas do PSDB, Ricardo Sérgio de Oliveira, é apontado como "artesão" dos consórcios da privatização das telecomunicações no país, promovida em 1998, pelo jornalista Amaury Ribeiro Júnior. Autor do livro "A Privataria Tucana", que chegou às livrarias nesta sexta-feira (9), ele afirma que a costura dos acordos entre empresários envolveu pagamentos de propina da ordem de US$ 4 milhões, em operações que envolvem um primo da mulher do ex-governador paulista e ex-ministro da Saúde e do Planejamento José Serra (PSDB).

O montante rastreado, ainda segundo o livro, teve origem no empresário Gregório Marin Preciado, sócio de Serra em um terreno no Morumbi e primo de Mônica Serra, a esposa. Ricardo Sérgio de Oliveira é apontado como alguém que "conhecia muito a área financeira" por ter sido vice-presidente do Citibank. De 1995 a 1998, ele ocupou a diretoria internacional do Banco do Brasil.

Ricardo Sérgio de Oliveira foi tesoureiro das campanhas de José Serra e Fernando Henrique Cardoso ao Senado, em 1990 e 1994. Segundo Amaury Ribeiro Júnior, ele teve papel central em dois momentos em que foram promovidos desvios de recursos públicos: o caso Banestado e durante as privatizações. O jornalista atribui a Ricardo Sérgio a criação do modus operandi do envio irregular de US$ 30 bilhões ao exterior pelo banco estadual do Paraná de 1996 a 2000, segundo investigação da Polícia Federal.

Na qualidade de diretor do Banco do Brasil, o tucano assinou portaria que permitiu as contas correlatas entre Brasil e Paraguai. O mecanismo facilita transferências entre contas de comerciantes com negócios nos dois países, mas acabou usado também na "lavanderia do Banestado" por doleiros, segundo Amauri Ribeiro Júnior."
Imagem: o tesoureiro de campanhas eleitorais do PSDB, Ricardo Sérgio de Oliveira, é apontado como mentor de esquemas de desvio de recursos públicosFoto: ©Flávio Florido/Folhapress
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 02:42 PM PST

Luiz Carlos Azenha, vi o mundo

"Luiz Fernando Emediato, da Geração Editorial, experimentou ontem a força dos blogues sujos. E, obviamente, da capa da CartaCapital.
O fato é que, na noite de ontem, a editora já não tinha mais cópias do livro Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr.

Todos os 15 mil exemplares tinham sido despachados. A editora foi pega completamente de surpresa pela força de divulgação dos internautas e, durante o dia, teve de improvisar para dar conta de atender aos pedidos das livrarias, que não paravam de chegar.

Houve muitos boatos, inclusive sobre a apreensão do livro. De suspeito, mesmo, só alguns compradores que levaram todo o estoque de duas livrarias (50 livros em cada)."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 07:55 AM PST

"Para ministro da Ciência e Tecnologia, é necessário proteger a indústria brasileira

O Globo

"O ministro de Ciência e Tecnologia, Aloízio Mercadante, disse nesta sexta-feira que o governo vai adotar medidas em setores estratégicos para elevar o conteúdo nacional dos produtos, a exemplo do que aconteceu no setor automotivo e de tecnologia.

O ministro não deu os detalhes, mas disse que a presidente Dilma Roussef já determinou o aumento de peças nacionais em produtos fabricados no Brasil para barrar a concorrência com os importados.

- Toda estratégia do governo tem sido nesse sentido de exigir conteúdo nacional para todas as cadeias estratégicas. Começamos a fazer no setor automotivo e vamos aprofundar as exigências do plano de produção básica. A presidente Dilma tem a determinação de aumentar o conteúdo local das indústrias estrangeiras que entram no país – disse Mercadante, ao participar de um evento na Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abimee).

A medida envolve entendimentos no âmbito do Mercosul que prevê uma Zona de Livre Comércio entre os países. Neste ano, em outubro, o governo elevou o Imposto de Importação de Produtos Industrializados (IPI) pata as montadoras que não tem pelo menos 65% de peças fabricadas no Brasil."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 07:44 AM PST

"De olho em 2014, senador mineiro diz que as bases tucanas pedem José Serra como candidato em São Paulo

Brasil 247

Cumprindo agenda de presidenciável, Aécio Neves trabalha para que seu maior adversário, José Serra, dispute a prefeitura de São Paulo em 2012 e fique fora do jogo em 2014. Leia reportagem da Folha de S. Paulo a respeito:

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) defendeu ontem, na Bahia, que o ex-governador José Serra seja o candidato tucano na eleição para a Prefeitura de São Paulo, em 2012.

"[A candidatura de Serra] é o sentimento da grande maioria do partido, pela sua liderança, pelas candidaturas que teve, extremamente competitivo", afirmou Aécio.

"Não podemos forçar ninguém a ser aquilo que não quer, mas, no fundo, há uma esperança de que ele seja o candidato", disse ele, em almoço com políticos baianos."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 07:41 AM PST



Posted: 10 Dec 2011 07:29 AM PST

Daniel Lima, Agência Brasil

"Os contribuintes com uma única fonte de renda que optarem pelo desconto padrão deverão deixar de entregar a declaração do imposto de renda em 2014, ano-calendário 2013, informou à Agência Brasil o Secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto. A medida vale para pessoas físicas

Pelo projeto, a declaração será preenchida previamente pela Receita Federal e apresentada a esses contribuintes que confirmaria ou não os dados contidos no documento, como os valores recebidos do empregador. Para os demais contribuintes a declaração permanecerá da forma que já é hoje, com alguns aperfeiçoamentos.

"O projeto de simplificação está em curso na Receita Federal. Existem modelos como esse em outros países. O Chile, por exemplo, tem um modelo parecido. Em breve estaremos caminhando para essa solução", disse Barreto."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 06:55 AM PST
"A presidenta Dilma emprendeu, até aqui, uma estratégia de despolitização da ofensiva sistemática aos integrantes de seu Ministério. Quando isso não for mais possível, será mais difícil formular uma agenda política com partidos desgastados num processo onde o único resultado palpável, até agora, foi o de questionar a legitimidade de cada partido da base aliada. Inclusive do próprio PT.

Maria Inês Nassif, Carta Capital

O que causa espécie nas crises políticas enfrentadas pela presidenta Dilma Roussef desde 1° de janeiro até o mês que encerra 2011 é a sua estratégia, até agora bem-sucedida, de despolitizar a ofensiva sistemática aos integrantes de seu Ministério pela imprensa, por partidos aliados ou, em menor intensidade, por partidos adversários. Na verdade, a despolitização é o resultado mais evidente do comportamento da presidenta, de substituir ministros num prazo não tão pequeno que pareça rendição aos ataques ou dê a impressão de que suprimiu direito de defesa do acusado, nem tão grande que pareça que vá comprar a briga por um subalterno.

De qualquer forma, um comportamento político previsível como este não deixa de alimentar, do lado da imprensa, a vaidade do poder que decorre de uma derrubada de ministro; e, dos "amigos" do poder, a tentação de aproveitar as oportunidades que se colocam para ocupar espaços dentro de seu partido ou em favor da sua legenda na base de apoio do governo.

Para ambos, amigos e inimigos, prevalece a estratégia do "vazamento" de informações; a mídia entra com a escandalização do fato, existam ou não indícios crimes cometidos (a estratégia da repetição é muito eficiente nisso).

Até agora, houve despolitização porque a presidenta tem demitido o auxiliar sob a mira dos atiradores de elite antes que o ataque especulativo ao governo não resulte em um grande desgaste. Convenha-se, no entanto, que a soma de pequenos desgastes resultantes da queda de sete ministros, com grandes chances de emplacar um oitavo, acaba, no mínimo, colocando o governo em constante defensiva. A opção de ir levando a administração com as orientações políticas emanadas do Palácio do Planalto, as soluções técnicas gerenciadas pela Casa Civil e uma gestão mais coesa das políticas econômica e monetária, reduzindo a importância dos ministros impostos pelos partidos da bases aliada, tem lá os seus limites."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 10 Dec 2011 06:53 AM PST

Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho

"Quando a gente pensa que já viu tudo, descobre mais uma farra promovida com o dinheiro público em São Paulo. Parece que perderam o medo e a vergonha.

Pouco antes da meia noite de quinta-feira, os vereadores paulistanos ainda estavam trabalhando para aprovar um projeto do prefeito Gilberto Kassab certamente da maior importância para os moradores da cidade:  um aumento de até 236% para cargos de chefia de segundo escalão da Prefeitura em 2012.

Não foi erro de digitação: é 236% mesmo!, num país em que a inflação deve ficar em torno de 6% este ano.

Com isso, os salários de 28 dos 31 subprefeitos da cidade, que já recebem R$ 15 mil como coronéis aposentados da PM, irão para R$ 35 mil por mês, bem acima do que recebem, por exemplo, a presidente Dilma Rousseff (R$ 26 mil) e os ministros do Supremo Tribunal Federal."
Matéria Completa, ::Aqui::


You are subscribed to email updates from BRASIL! BRASIL!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
Francisco Almeida / (91)81003406

Postar um comentário