segunda-feira, 9 de abril de 2012

Via Email : BRASIL! BRASIL!




BRASIL! BRASIL!


Posted: 08 Apr 2012 06:06 PM PDT


Luis Nassif, Luis Nassif Online

"Carlinhos Cachoeira tinha interesse em bancar a construção de escolas em Goiás, seguindo o modelo chinês:



O secretário de Educação, Thiago Peixoto, teria repassado sigilosamente o modelo das escolas para que o grupo de Cachoeira construísse prédios iguais. A intenção, segundo o relatório, seria alugar, futuramente, as unidades escolares para o estado.

A gravação comprometedora foi feita em junho de 2011. 

Na mesma conversa gravada, Cachoeira fala na encomenda de uma grande matéria sobre educação.

Por Nexxus

Outro fato a ser lembrado é a gravação utilizada pela Veja para defender Policarpo Jr. A gravação mostra uma conversa entre Cachoeira e Jairo. Em um trecho da gravação Cachoeira mostra o interesse na publicação de um reportagem sobre educação. Seria essa a reportagem que Cachoeira queria? O diálogo foi gravado em 08.07.2011.

Nessa gravação há o seguinte trecho:

Cachoeira: Certamente, rapaz. Nós temos de ter jornalista na mão, ô Jairo. Nós temos que ter jornalista. O Policarpo nunca vai ser nosso. A gente vai estar sempre trabalhando para ele e ele nunca traz um negócio. Entendeu? Por exemplo, eu quero que ele faça uma reportagem de um cara que está matando a pau aqui, eu quero que eles façam uma reportagem da educação, sabe, um puta de um projeto de educação aqui. Pra você ver: ontem ele falou para mim que vai fazer a reportagem, mas acabando esse trem ai, ele pega e esquece de novo. Quer dizer, não tem o troco sabe."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 08 Apr 2012 05:52 PM PDT


 Altamiro Borges, Blog do Miro

"O IBGE divulgou nesta semana a inflação do primeiro trimestre de 2012. Ela é a mais baixa dos últimos 12 anos. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dos três primeiros meses ficou em 1,22%, patamar mais baixo para o período desde 2000, quando ficou em 0,97%. A inflação oficial ficou em 0,21% em março, 0,24 ponto percentual abaixo do verificado um mês antes.
Na comparação com março de 2011, a queda também foi expressiva, de 0,58%. No acumulado em 12 meses, o índice ficou em 5,24% - abaixo do teto da meta do governo para este ano, que é de 6,5%. No acumulado anual, este é o índice mais baixo desde outubro de 2010. Houve desaceleração de preços em setores importantes, como educação, habitação, saúde e gastos pessoais.

Cadê a "explosão inflacionária"?

Os dados do IBGE representam a completa desmoralização de alguns "calunistas" da mídia, os tais especialistas em economia, que mais se parecem com agentes dos banqueiros. Desde que o Banco Central iniciou a gradual redução da taxa básica de juros, em meados no ano passado, eles esbravejaram que a inflação iria explodir e que a economia brasileira entraria em parafuso.

Miriam Leitão, colunista do jornal O Globo e expoente desta corrente ortodoxa, escreveu vários artigos alertando para o risco da "explosão inflacionária". Ela e vários outros "urubólogos" criticaram a decisão do BC de reduzir os juros. Será que agora farão autocrítica de seus prognósticos totalmente equivocados, que serviram apenas aos propósitos dos banqueiros e especuladores?"


Posted: 08 Apr 2012 05:37 PM PDT




Posted: 08 Apr 2012 05:32 PM PDT


Luiz Gonzaga Belluzzo, CartaCapital

O sistema do poder, do dinheiro e da informação prepara o enterro do senador Demóstenes Torres, mais um notável da República que virou cadáver notório. A cova ainda aberta, os senhores da terra já comemoram sua desgraça, arreganhando os sestros das hienas.

Demóstenes foi um fiel servidor dos impolutos "investigativos" que agora executam sua liquidação moral e política. Repito o que escrevi há tempos: a língua inglesa tem uma palavra precisa – self-righteousness – para designar as exibições de virtude dos caçadores de corruptos que, como Torres, se ocupam de achincalhar os adversários com as desfeitas do moralismo dos fariseus. O Novo Michaelis define: self-righteous, o cidadão que imposta a self-righteousness, é farisaico, hipócrita.


Há que se admirar, no entanto, o desmazelo da turma dos self-righteous nos labores de selecionar seus operadores políticos. Por causa de tais "falhas de mercado", o morgue das reputações perdidas é invadido por uma frenética circulação de cadáveres excelentes, todos mortos a golpes de primeira página. Enquanto isso, sobrevive impávida a estrutura de poder real que sustenta a procissão de promiscuidades entre a mídia e a política. Mandam e desmandam os mesmos de sempre, agora reforçados pelas pirotecnias eletrônicas à moda de Ruppert Murdoch.


A grande inovação dos tempos, além da internet e do celular, é a fábrica de grampos, empreendimento comum de arapongas e de certos "operadores" da mídia dita investigativa.


Tempo houve em que o grampo se prestava a finalidades excelentes. Excelentes porque, de fato, excediam sua banalidade ilusoriamente óbvia. O grampo cuidava, então, de adornar os cabelos das estrelas de Hollywood, mulheres inesquecíveis, como Rita Hayworth em Gilda ou, melhor ainda, Kim Novak em Vertigo."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 08 Apr 2012 04:51 PM PDT


"Depois de denúncia publicada no jornal Folha de São Paulo, finalmente a enteada do ministro Gilmar Mendes, também conhecido como Gilmar Dantas por suas relações com o banqueiro Daniel Dantas, foi exonerada do gabinete do senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO).


O escândalo foi publicado no dia 25 de março. Ketlin Feitosa Ramos ocupava desde setembro o cargo de assessora parlamentar de Demóstenes no Senado, posto de confiança e livre nomeação.
A enteada do ministro do STF é servidora de carreira do Ministério Público Federal, mas foi cedida para ser funcionária comissionada do gabinete do senador. O ato de exoneração -publicado no dia 2 de abril no "Diário Oficial da União"- tem data de 30 de março.

No dia 27, o Procurador-Geral da República pediu ao STF a abertura de inquérito para investigar o envolvimento do senador Demóstenes Torres com o grupo do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, acusado de explorar jogo ilegal."


Posted: 08 Apr 2012 04:36 PM PDT


"Exclusivo: ação chegou ao gabinete do ministro Gilmar Mendes, do STF, no mesmo dia em que o contraventor foi preso; magistrado deve se pronunciar sobre recurso contra legalização dos caça-níqueis em Goiás; réus são a Gerplan, de Cachoeira, e o Estado de Goiás, no qual governador Marconi Perillo decretou o resgate da videoloteria à legalidade

Marco Damiani, Brasil 247

O encontro em Berlim entre o senador Demóstenes Torres (GO) e o ex-presidente e atual ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, no final do ano passado – e o fato de uma enteada do ministro, Ketlin Feitosa Ramos, ter ocupado cargo de livre nomeação no gabinete do senador, entre setembro de 2011 e 2 de abril deste ano, quando foi exonerada --, têm, queira-se ou não, um felpudo pano de fundo jurídico. Está sob a responsabilidade de Mendes, no STF, um processo de maior interesse de Demóstenes e, especialmente, do contraventor Carlinhos Cachoeira, preso em Mossoró, pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, e do govenador de Goiás, Marconi Perillo.

É a Ação Cível Originária 767 (clique para acessá-la - é só digitar ACO 767 na pesquisa), iniciada no Estado. Tem como réus a empresa Gerplan Gerenciamento e Planejamento Ltda, que pertence a Cachoeira, e o Estado de Goiás, no qual o governador Perillo assinou decreto que, na prática, resgatou da ilegalidade as videoloteiras (máquinas caça-níqueis). Os autores são o Ministério Público de Goiás e o Procurador-Geral de Justiça do Estado de Goiás. No cabeçalho das atuais quase mil páginas está definido seu tipo: "Assunto: Direito Administrativo e Outros/Matéria de Direito Público/Atos Administrativos/Licenças/Jogos de Bingo e/ou caça-níqueis". Trata diretamente da confirmação ou derrubada do decreto estadual de Perillo sobre o retorno à legalidade, no Estado, do negócio de exploração comercial de caça-níqueis.

O controle do jogo ilegal em Goiás é de Carlinhos Cachoeira. A decisão final sobre esse processo tende a gerar repercussão em todo o País, abrindo uma janela, em caso de ser favorável à Gerplan e a Goiás, para a volta dos bingos e das maquininhas caça-níqueis em outras unidades da Federação."
Matéria Completa, ::Aqui::


Posted: 08 Apr 2012 01:57 PM PDT


Extra / Valor

"- A presidente Dilma Rousseff embarcou para os Estados Unidos na manhã de hoje. Um ano depois da vinda ao Brasil do presidente Barack Obama, Dilma cumprirá agenda amanhã e depois em Washington.

Na pauta dos mandatários está prevista a discussão de acordos comerciais, Rio+20, reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas e crise econômica. Na área diplomática e educacional, Dilma e Obama também conversarão sobre a iniciativa do governo americano de flexibilizar a emissão de vistos a turistas brasileiros e o programa "Ciência sem Fronteiras", que oferece bolsas a universitários do país em universidades estrangeiras.

Além dos assuntos formalmente definidos, o tema Irã pode vir à tona durante os diálogos entre os dois presidentes, como adiantou o Valor há uma semana. O tema é delicado, uma vez que os EUA são defensores de sanções contra o país árabe, enquanto o Brasil e os outros países do Brics condenaram sanções unilaterais ao Irã em recente encontro do grupo, na Índia."


Posted: 08 Apr 2012 01:30 PM PDT


Demóstenes Torres, Blog do Demóstenes

"O governo apresentou nesta terça-feira mais um saco de bondades, com o slogan de "não abandonar a indústria brasileira". O pacote é menos que o esperado, principalmente para quem sobrevive acossado pela concorrência nos próprios Brics.

A tática de tratar o essencial aos espasmos pode dar certo em outras áreas, mas na planta das fábricas é necessário respeitar o calendário anual. O empresário tem despesas a quitar em todos os 365 dias do ano e o funcionário depende do equilíbrio do mercado para garantir a carteira assinada.

A engrenagem é praticamente a mesma desde a revolução fabril, com o agravante de o sistema não se resumir mais a um embate entre trabalho e capital.

A era dos slogans de cartilha ficou no passado pré-computador. Estamos no século do empreendedorismo, em que qualquer pessoa deve receber a oportunidade de investir em seu talento para crescer.

O jovem tímido se revela craque em informática e logo gera chance de a habilidade com o mundo virtual transformá-lo num empresário. A dona de casa evita o caos do trânsito e transforma a sala de casa numa fábrica de roupas."
Artigo Completo, ::Aqui::


Posted: 08 Apr 2012 01:17 PM PDT


"Atos organizados nos moldes da Argentina ganham força na tentativa de expor uma verdade que custa a vir à tona por iniciativa do próprio Estado

João Peres, Rede Brasil Atual

Tornados famosos na Argentina, os escrachos contra colaboradores da ditadura vão ganhando força no Brasil. O segundo em quinze dias, realizado ontem (7) em São Paulo, denunciou Harry Shibata, médico legista que falsificava a causa da morte em laudos de pessoas assassinadas pela repressão, como o do jornalista Vladimir Herzog, o Vlado, morto em 1975.

Cá, como lá, este tipo de ato serve não apenas para mexer com os humores do passado, mas para mostrar que algumas páginas não foram viradas. "As atrocidades que foram cometidas no passado continuam sendo cometidas no presente", lembra Fábio Pimentel, do Coletivo Quem, um dos organizadores de uma manifestação recente que mostrou as conexões de empresários com a ditadura. "Principalmente contra a população pobre, contra a população negra. Identificar os criminosos do passado e puni-los é o primeiro passo para punir os torturadores do presente."

O escracho também vai aproximando do tema a população jovem, que poderia levantar a tradicional pergunta: "O que eu tenho a ver com isso?". Na Argentina, as manifestações eram conduzidas por moças e rapazes que haviam perdido pais e tios para os centros de tortura e desaparecimento. Eram milhares as meninas e os meninos nesta condição, já que o regime levou a vida de 30 mil pessoas. Por aqui, com um número menor de vítimas (424, oficialmente), o escracho se transforma na possibilidade de mostrar que os assuntos do passado estão relacionados com o presente, ou seja, todos têm tudo a ver com aquilo. Inclusive os vizinhos, que no mais das vezes ignoram quem mora na porta ao lado, já que a maioria das identidades dos colaboradores do regime segue desconhecida.

Givanildo Manuel, do Tribunal Popular, compara as violações promovidas por Shibata, atualmente alvo de processo movido pelo Ministério Público Federal, aos crimes cometidos em maio de 2006 pela Polícia Militar de São Paulo como reação aos ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC). "Muitos legistas ainda têm esse mesmo padrão do Harry Shibata, como aconteceu com os Crimes de Maio, como têm acontecido contra vários jovens da periferia."
Matéria Completa, ::Aqui::


You are subscribed to email updates from Brasil! Brasil!
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610





--
Francisco Almeida / (91)81003406

Postar um comentário