terça-feira, 26 de maio de 2009

Atletas do GP aprovam Belém para sediar a Copa 2014

da redação
Agência Pará de Notícias
público entusiasmado animou a festa do jubileu de prata do 25º Grande Prêmio Brasil Caixa Governo do Pará de Atletismo, realizado na nublada manhã deste domingo (24), no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão. O calor humano e as condições climáticas ajudaram os brasileiros Fabiana Murer a levar o ouro no salto com vara e Jessé Farias de Lima a ganhar prata no salto em altura.

Fabiana Murer alcançou seu objetivo: vencer a competição. Ela que já havia saído da prova ao queimar suas três chances quando o sarrafo estava na altura de 4m e 40cm foi chamada de volta por causa de um empate com a canadense Kelsie Hendry e a americana Becky Holliday, que também não conseguiram transpor essa marca. Hendry ficou com a prata e Holliday com o bronze. 'Aqui em Belém somos muito prestigiados, é sempre maravilhoso. Esse estádio é perfeito, é um ótimo local para a copa', disse a vencedora.

Jessé Farias de Lima garantiu índice para o mundial de atletismo da Alemanha, em agosto deste ano, com a marca de 2m e 31cm. 'O resultado foi muito bom e ainda fiquei com um gostinho de recorde sul-americano', comentou. Jessé disse que a torcida paraense é reconhecida no mundo esportivo, e Belém sedia 'a melhor competição do Brasil'.

Qualidades - Ao ser perguntado sobre as chances de Belém sediar o mundial de futebol em 2014, Jessé foi enfático: 'Se em competição de atletismo é assim, imagina no futebol. Belém tem tudo para sediar a copa do mundo e, para nós do atletismo, reúne as melhores qualidades: pista de nível 1, reconhecida pela IAAF; clima excelente para quem salta, público sensacional e nível de prova elevado'. Ouro e bronze no salto em altura ficaram com os Estados Unidos - em primeiro, Jesse Williams, e em terceiro, Andra Mason.

A elevada umidade do ar na capital paraense fez muito bem para alguns atletas de alto rendimento e não foi tão favorável aos fundistas, como o brasileiro Marilson Gomes dos Santos, que ficou com a quarta posição na prova dos 10 mil metros para homens, com o tempo de 28 minutos e 41 segundos. Pela primeira vez participando de uma competição em Belém, Marilson gostou do seu resultado, o único senão foi 'a alta umidade do ar que desfavorece o atleta em uma prova de fundo'.

Mesmo com essa colocação na prova, Marilson demonstrou muita satisfação com a competição, elogiando o público, a estrutura do estádio e a qualidade da pista. 'Para ficar perfeito, 100%, só diminuindo um pouco da umidade do ar. Esta é uma das etapas mais importantes do circuito mundial', frisou. Para o atleta, Belém reúne todas as condições para ser escolhida uma das sedes do mundial de futebol em 2014. 'As vagas estão abertas para todas, mas Belém tem muito boas condições', avaliou.

Lázaro Araújo - Secom"
Postar um comentário