terça-feira, 17 de maio de 2011

No PNBL, Telebrás confirma uso de rede da Petrobras

Rede Brasil Atual:
Por: Helena Sthephanowitz, especial para a Rede Brasil Atual


No PNBL, Telebrás confirma uso de rede da Petrobras


A rede de fibra ótica da Petrobras, que interliga a região Sudeste do país mais Brasília, será usada no Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). A novidade é que a Telebrás assinou o acordo definitivo com a a estatal do petróleo, o que permite a instalação de equipamentos ao longo da rede, que coincide com os gasodutos da empresa. A informação, do jornal Valor Econômico, foi confirmada por Rogério Santanna, presidente da Telebrás.

Outros dois acordos devem ser firmados em breve para aproveitar as redes da Petrobras nas regiões Nordeste e Sul.

Considerando-se 100 quilômetros de distância da rede da Petrobras no Sudeste – que inclui São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília –, 700 cidades estão incluindo. A Telebrás deve pagar R$ 94,9 mensais por quilômetro e par de fibra utilizados, pagos seis meses depois do início da vigência do contrato, mas o jornal não informou valores finais do acerto.

O contrato estava prometido desde o lançamento do plano, em 2010, e pode ser o passo que faltava para pôr o o PNBL em prática. Além da Petrobras, redes instaladas em linhas de transmissão de energia elétrica da Eletrobras também serão aproveitadas. Para esta parte, falta o aval da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A meta do governo é oferecer banda larga a até R$ 35 em 800 municípios até o fim do ano – o que representa uma redução do objetivo inicial, que previa 1.163 cidades atendidas ainda em 2011.

* Helena Sthephanowitz™ é jornalista e autora do blog Os Amigos do Presidente Lula e do Os Amigos do Brasil. Ela escreve no Na Rede, da Rede Brasil Atual.

– Enviado usando a Barra de Ferramentas Google"
Postar um comentário